EGF | Separa e Ganha 26 NOVEMBRO 2020

Já arrancou a 19ª edição do Programa Ecovalor, no qual se destaca uma vez mais o concurso anual de reciclagem “Separa e Ganha” - o desafio lançado pelo grupo EGF às instituições de ensino de todo o país, que oferece prémios às escolas que apresentam os melhores desempenhos na separação das suas embalagens usadas de plástico e metal e de papel e cartão.

 

EGF REFORÇA CONCURSO
DE RECICLAGEM PARA ESCOLAS

 

Este concurso é destinado aos entusiastas da reciclagem e está integrado no Programa Ecovalor da EGF, um programa ativo desde 2002 que envolve as escolas de todo o país, com várias iniciativas que promovem as boas práticas ambientais. Este ano, todas as ações de sensibilização foram adaptadas para formato digital para segurança de todos os participantes, dando-se continuidade à missão de sensibilização ambiental.

 

O plano de iniciativas é adaptado à realidade de cada região e é concretizado por cada concessionária da EGF - Algar, Amarsul, Ersuc, Resiestrela, Resinorte, Resulima, Suldouro, Valorlis, Valorminho, Valnor e Valorsul - na sua área de atuação, em parceria com os respetivos municípios. Apesar da fase de pandemia, este programa nunca parou e tem ultrapassado desafios e promovido novas soluções.

 

Em 2019, o Programa Ecovalor recebeu mais de 2,5 mil toneladas de embalagens para reciclar, duplicando o volume do ano anterior. Participaram 1.099 escolas e quase 400 mil pessoas, quase o dobro do impacto que o programa teve em 2018. Além disso, as concessionárias concretizaram, no total, mais 6.500 ações complementares, como visitas presenciais, ações de sensibilização ou campanhas, chegando a mais de 100 mil pessoas.

 

Este programa vem reforçar a missão do grupo EGF, tal como a campanha nacional “O Futuro do Planeta não é Reciclável”, lançada o mês passado, que veio provocar a consciência dos portugueses, levando-os a adotarem comportamentos ambientais adequados, no sentido de proteger o planeta.

EGF | Separa e Ganha 26 NOVEMBRO 2020

Já arrancou a 19ª edição do Programa Ecovalor, no qual se destaca uma vez mais o concurso anual de reciclagem “Separa e Ganha” - o desafio lançado pelo grupo EGF às instituições de ensino de todo o país, que oferece prémios às escolas que apresentam os melhores desempenhos na separação das suas embalagens usadas de plástico e metal e de papel e cartão.

 

EGF REFORÇA CONCURSO
DE RECICLAGEM PARA ESCOLAS

 

Este concurso é destinado aos entusiastas da reciclagem e está integrado no Programa Ecovalor da EGF, um programa ativo desde 2002 que envolve as escolas de todo o país, com várias iniciativas que promovem as boas práticas ambientais. Este ano, todas as ações de sensibilização foram adaptadas para formato digital para segurança de todos os participantes, dando-se continuidade à missão de sensibilização ambiental.

 

O plano de iniciativas é adaptado à realidade de cada região e é concretizado por cada concessionária da EGF - Algar, Amarsul, Ersuc, Resiestrela, Resinorte, Resulima, Suldouro, Valorlis, Valorminho, Valnor e Valorsul - na sua área de atuação, em parceria com os respetivos municípios. Apesar da fase de pandemia, este programa nunca parou e tem ultrapassado desafios e promovido novas soluções.

 

Em 2019, o Programa Ecovalor recebeu mais de 2,5 mil toneladas de embalagens para reciclar, duplicando o volume do ano anterior. Participaram 1.099 escolas e quase 400 mil pessoas, quase o dobro do impacto que o programa teve em 2018. Além disso, as concessionárias concretizaram, no total, mais 6.500 ações complementares, como visitas presenciais, ações de sensibilização ou campanhas, chegando a mais de 100 mil pessoas.

 

Este programa vem reforçar a missão do grupo EGF, tal como a campanha nacional “O Futuro do Planeta não é Reciclável”, lançada o mês passado, que veio provocar a consciência dos portugueses, levando-os a adotarem comportamentos ambientais adequados, no sentido de proteger o planeta.

EGF | Campanhas Premiadas 20 NOVEMBRO 2020

O grupo EGF, líder no tratamento e valorização de resíduos em Portugal, foi esta quinta-feira consagrado com um Prémio de Reconhecimento de Práticas em Responsabilidade Social na categoria #ODS 11 - Cidades e Comunidades Sustentáveis, atribuído à campanha Toneladas de Ajuda.

 

 

Na semana da responsabilidade social, o grupo foi ainda distinguido com uma Menção Honrosa na categoria de Comunicação atribuída à campanha #PREVENIRCOVID19, numa iniciativa da APEE – Associação Portuguesa de Ética Empresarial – em parceria com a Global Compact Network Portugal.

 

 

 

A cerimónia, dedicada ao tema "2020-2030: A Década da Sustentabilidade", contou com a participação do Secretário de Estado do Tesouro, Dr. Miguel Cruz, e está integrada na 15.ª Edição da Semana da Responsabilidade Social®, que todos os anos congrega representantes governamentais, líderes empresariais, especialistas e organizações da sociedade civil para debater os grandes temas relativos à ética, à responsabilidade social e à sustentabilidade.

 

Os galardões foram recebidos por Emídio Pinheiro, Presidente do Conselho de Administração da EGF. “Os projetos premiados fazem parte de uma estratégia de comunicação ambiental e social articulada com os 174 municípios acionistas e clientes das concessionárias da EGF, onde também se inclui a mais recente campanha, ainda a decorrer, chamada “O FUTURO DO PLANETA NÃO É RECICLÁVEL, mas também o Programa Ecovalor para as escolas, os EcoEventos, o Comércio e Mercados a Reciclar ou a APP Recycle BinGo. Apelo à vossa participação nestas iniciativas, porque todos somos parte e porque, de facto, o futuro do planeta não é reciclável”, afirmou.

A campanha Toneladas de Ajuda mobilizou em 2019 um total de 250 instituições, tendo sido recolhidas mais de 734 toneladas de embalagens para reciclar, o que permitiu distribuir cerca de 70.000€ em apoios sociais. A campanha mantém-se ativa em 2020 e com a mesma lógica de apoiar e promover comportamentos ambientais adequados junto das instituições.

#PREVENIRCOVID19 consistiu numa campanha desenvolvida no início da pandemia num cenário de grande incerteza, criada em tempo record, que conseguiu colocar em prática uma estratégia de comunicação com o cidadão suportada nas redes sociais, dando informações precisas e úteis sobre o que fazer aos resíduos urbanos na primeira vaga de confinamento para assim corrigir comportamentos errados que estavam a colocar em causa a operação no terreno. Acresce que esta iniciativa contou com a participação ativa dos trabalhadores, que se envolveram nas iniciativas e que mostraram ao vivo o trabalho que todos os dias fazemos para manter com qualidade e segurança um serviço público essencial.

 

Semana Prevenção de Resíduos 18 NOVEMBRO 2020

A EGF e as 11 concessionárias – Algar, Amarsul, Ersuc, Resiestrela, Resinorte, Resulima, Suldouro, Valnor, Valorlis, Valorminho e Valorsul - estão a promover atividades de redução, reutilização e reciclagem por todo o país, incluídas na Semana Europeia de Prevenção de Resíduos, que decorre entre 21 e 29 de novembro.


Esta ano o tema em destaque são os resíduos invisíveis - os resíduos gerados durante o processo de fabricação dos produtos. Para alertar a população que, mesmo em tempo de pandemia, a preocupação com o planeta está na ordem do dia, o Grupo EGF tem várias campanhas e iniciativas agendadas, sendo de destacar as iniciativas junto dos media no âmbito da campanha O Futuro do Planeta Não é Reciclável.

 

Em Portugal são produzidos por ano cerca de 513kg de resíduos urbanos por habitante e em 2019 Portugal produziu um total de 5.281 mil toneladas destes resíduos. Este valor está acima da média europeia, e só com a adoção de comportamentos corretos será possível reduzir esta produção.

 

A EGF, com a maior campanha de sensibilização ambiental de sempre, continua empenhada em promover a redução, reutilização e reciclagem em Portugal.

 

VALORLIS | Projeto Ecoporta 12 NOVEMBRO 2020

A Sociedade Ponto Verde e a Valorlis juntaram-se para tornar a reciclagem cada vez mais fácil. A iniciativa Ecoporta chega a Picassinos, Comeira (Marinha Grande), Casal do Ralha, Mouratos (Leiria) numa ação de sensibilização de promoção da adesão ao serviço de recolha porta a porta existente nestas localidades.

 

Com o mote “Separe as Embalagens. Nós recolhemos. Todos reciclamos.” A iniciativa consiste numa equipa de monitores que irá percorrer as habitações da região de modo a sensibilizá-las para a existência de um serviço gratuito de recolha de resíduos recicláveis porta a porta que, para funcionar em pleno, deverá contar com o envolvimento e participação de todos.

 

 

Esta iniciativa prevê a distribuição de sacos e ecobags para separação de resíduos e ainda a participação através da realização de um questionário sobre os hábitos de reciclagem.

 

Com uma nova abordagem, mais próxima do cidadão, o objetivo da iniciativa Ecoporta é envolver os cidadãos mostrando que podem fazer parte da solução ao reciclar sem sair de casa.

 

Para além das ações porta a porta a iniciativa integra ainda a parceria com estabelecimentos comerciais onde estarão disponíveis dispensadores e sacos para separação.

 

“O nosso principal objetivo é que os habitantes das zonas abrangidas adiram ao serviço gratuito que lhes proporcionamos, separando os seus resíduos de papel e plástico corretamente. Cada um separa os seus resíduos, a Valorlis recolhe-os porta a porta e todos juntos fazemos a diferença”, afirma Marta Guerreiro, Administradora Delegada da Valorlis.

 

Para Ana Isabel Trigo Morais, CEO/Administradora Delegada da SPV, “a recolha porta a porta é um serviço essencial para garantir o encaminhamento de embalagens para tratamento e valorização em algumas zonas do nosso país. Iniciativas como a Ecoporta permitem garantir a correta informação e sensibilização dos cidadãos para que estes conheçam o serviço e entendam que só com a sua participação é possível fazê-lo de forma eficaz.”

 

A ação terá início a 6 de novembro e irá percorrer as habitações ao longo dos fins de semana, cumprindo todas as regras estipuladas pela Direção Geral da Saúde.

 

Serviço de Recolha Porta-a-Porta

A Valorlis tem implementado o serviço de Recolha Porta a Porta, desde 2001 junto da população, nas zonas de Picassinos/Comeira, no Concelho da Marinha Grande e Mouratos/Casal do Ralha no Concelho de Leiria. Os habitantes das zonas abrangidas armazenam os seus resíduos de plástico e metal, papel e cartão nos sacos azuis e amarelos fornecidos pela Valorlis e nos dias determinados (3ªf e 6ªf) colocam-nos à porta da sua residência e a Valorlis faz a recolha.

 

O serviço de recolha porta a porta da Valorlis tem como objetivos o aumento da quantidade e qualidade dos materiais recolhidos seletivamente e, consequentemente, a diminuição dos quantitativos dos resíduos indiferenciados, através de um sistema de recolha seletiva na própria residência.

 

Sobre a Sociedade Ponto Verde

A Sociedade Ponto Verde é uma instituição privada sem fins lucrativos que tem por missão organizar e gerir a retoma e valorização de resíduos de embalagens, promovendo a ECONOMIA CIRCULAR através da implementação do Sistema Integrado de Gestão de Resíduos de Embalagens (SIGRE). A sensibilização e a educação para as melhores práticas ambientais são um dos grandes objetivos da Sociedade Ponto Verde junto dos portugueses.

VALORSUL | Triagem Renovada 06 NOVEMBRO 2020

Já está completamente operacional a maior e mais tecnológica linha de triagem de embalagens do nosso país. Fica no Centro de Triagem do Lumiar, em Lisboa, e vem tornar mais rápida e rigorosa a triagem, sobretudo de vários tipos de plásticos e metais que as famílias e comércio separam para reciclar nos contentores e ecopontos amarelos.


Investimento de 5,5 milhões garante aumento de capacidade

O investimento, de cerca 5,5 milhões de euros no novo Centro de Triagem da Valorsul, veio dotar esta infraestrutura de uma capacidade de processamento superior a 7 toneladas por hora de plástico e metal, o que permitirá fazer face ao crescimento das quantidades separadas pelas pessoas nos próximos anos.

 

Foram ainda instalados 7 leitores óticos que separam automaticamente diferentes plásticos e mais de 100 equipamentos e transportadores, que permitem o máximo aproveitamento de todo o material que chega a esta linha de triagem.

 

Diariamente, este Centro de Triagem trata e encaminha para reciclagem as embalagens de plástico e metal que ali chegam (44 toneladas/dia) mas também 105 toneladas de papel e cartão e 88 toneladas de vidro. O novo Centro de Triagem emprega 70 trabalhadores, em dois turnos, que garantem toda a operação e um elevado controlo de qualidade dos materiais.

 

A Valorsul convida a uma visita virtual a esta importante peça de tecnologia na área da separação de resíduos recicláveis, através da visualização de um breve vídeo de 2 minutos:

 

No Centro de Triagem do Cadaval estão também concluídas as obras de atualização e aumento de capacidade, para fazer face aos crescimentos alcançados na recolha seletiva do Oeste.

 

A nova linha de embalagens, em Lisboa, foi financiada pelo PO SEUR.

Campanha Inclusiva 29 OUTUBRO 2020

“Não é só uma campanha, é um movimento coletivo e inclusivo” – este é o mote que levou a EGF e as suas 11 concessionárias - Algar, Amarsul, Ersuc, Resiestrela, Resinorte, Resulima, Suldouro, Valorlis, Valorminho, Valnor e Valorsul - a desenvolver um movimento de mudança de comportamentos ambientais.


Concessionárias EGF reorganizam mais de 78.300 ecopontos por todo o país para promover a inclusão e aumentar a reciclagem

 


Entre as várias ações planeadas está a reorganização dos ecopontos, por forma a promover a reciclagem junto dos cidadãos com limitações. Os mais de 78.300 ecopontos de Norte a Sul do país terão uma nova ordem - Azul, Verde e Amarelo, ajudando assim todos aqueles que tiverem limitações visuais. Esta ação deverá estar concluída em fevereiro de 2021.

 

A solução é simples, basta ordenar os contentores dos ecopontos sempre da mesma forma, da esquerda para a direita – azul, verde e amarelo. Desta forma os cidadãos cegos ou com limitações visuais saberão sempre qual o contentor para cada tipo de material.

 

“Com esta ação, não só queremos ter mais cidadãos a reciclar, como queremos que reciclem melhor e para isso temos de ser cada vez mais inclusivos. A campanha - O Futuro do Planeta Não é Reciclável - é mais do que um filme publicitário, este é o maior movimento de sensibilização que alguma vez foi feito, porque juntos poderemos ser o motor de uma mudança necessária e urgente”, afirmou Emídio Pinheiro, Presidente do Conselho de Administração da EGF.

 

As concessionárias do Grupo EGF já arrancaram com este projeto, nas suas áreas de atuação, prevendo concluir a ação daqui a quatro meses. Em simultâneo, a EGF convidou todos os sistemas de tratamento e valorização de resíduos, câmaras municipais e organizações, a adotar o mesmo procedimento, para que seja possível uniformizar esta prática em todo o país.

 

AUDIODESCRIÇÃO

Para além da ordenação dos ecopontos, também o código da reciclagem presente em vários suportes informativos, passa a estar disponível em audiodescrição. Se por um lado a sinalética já tinha os símbolos colorADD (que apoia a identificação das cores pelos daltónicos), também agora os cidadãos cegos ou com dificuldades de visão podem ouvir estas regras disponíveis no website da EGF ou ouvir o anúncio da campanha neste formato.

 

OUTRAS INICIATIVAS

A estas iniciativas, acresce a legendagem de todos os filmes divulgados, entre os quais o anúncio de TV, o que permite à comunidade surda o seu entendimento, e alguns conteúdos apresentados por colaboradores da empresam cuja limitação física e/ou psicológica não foram limitações de participação.


Lançada este mês pela EGF e pelas 11 concessionárias, grupo líder no tratamento e valorização de resíduos em Portugal, esta é a maior campanha de sensibilização ambiental alguma vez desenvolvida em Portugal com fundos europeus e tem um investimento de cerca de um milhão de euros.


Mais informações sobre a campanha em: www.egf.pt/o-futuro-do-planeta-nao-e-reciclavel/

Mais informações sobre os conteúdos inclusivos: https://www.egf.pt/o-futuro-do-planeta-nao-e-reciclavel/campanha-inclusiva/

Golfinho by Xico Gaivota 21 OUTUBRO 2020

O artista plástico Xico Gaivota juntou-se ao movimento “O Futuro do Planeta não é Reciclável” e criou uma escultura de um golfinho, a partir de lixo marinho, por ser uma das espécies marinhas mais icónicas, despertando assim a atenção de ainda mais portugueses para a reciclagem.

 

 

 

A peça pode ser visitada, de forma gratuita, na Loja Capital Verde Europeia 2020, na Praça do Município, em Lisboa, de 2ª a 6ª feira, entre as 9h e as 18h, até dia 31 de dezembro. Após esta data, a peça entrará em digressão por vários espaços em todo o país.

 

 

“Foi com muito orgulho que aceitei o convite para fazer esta peça no âmbito da campanha "O Futuro do Planeta Não é Reciclável". O objetivo é fazer-nos pensar nos nossos comportamento enquanto habitantes deste planeta”, refere Xico Gaivota.

 

Com aproximadamente 2,5 m de altura e cerca de 150 kg, esta obra foi desenvolvida exclusivamente com fragmentos de lixo não manipulados e sem o uso de quaisquer colas ou tintas durante a sua produção. Todos os materiais que o artista usa nas suas peças são recolhidos pelo próprio em praias não concessionadas da costa portuguesa.

 


Xico Gaivota é habitualmente reconhecido pelas suas intervenções para a consciencialização e sensibilização global sobre o lixo existente no mar. Há vários anos que percorre quilómetros pelas praias nacionais, de norte a sul, recolhendo plásticos e outros materiais que se tornam na matéria-prima para as suas criações originais, onde a temática dos animais marinhos é constante.

 

A obra desenvolvida integra assim a campanha “O Futuro do Planeta não é Reciclável, que mostra o que acontece aos resíduos depois de separados nos ecopontos e tem como objetivo provocar a consciência dos portugueses, levando-os a adotarem comportamentos ambientais adequados, no sentido de proteger o planeta. O processo é simples: reduzir, reutilizar e reciclar.

 

Lançada este mês pelas concessionárias EGF - Algar, Amarsul, Ersuc, Resiestrela, Resinorte, Resulima, Suldouro, Valorlis, Valorminho, Valnor e Valorsul -, grupo líder no tratamento e valorização de resíduos em Portugal, esta é a maior campanha de sensibilização ambiental alguma vez desenvolvida em Portugal com fundos europeus e tem um investimento de cerca de um milhão de euros.

 

Veja aqui o making of de criação da peça:

 

 


Mais informações sobre o artista em: www.xicogaivota.com

Mais informações sobre a campanha em: www.egf.pt/o-futuro-do-planeta-nao-e-reciclavel/

 

Ficha Técnica

Peça: Golfinho a Saltar Fora de Água

Horário: 2ª a 6ª feira, das 09:00 às 18:00h

Local: Praça do Município,
Loja Capital Verde Europeia 2020, Lisboa

Data: Até 31 de dezembro de 2020

Campanha Nacional está ON! 07 OUTUBRO 2020

As concessionárias EGF, grupo líder no tratamento e valorização de resíduos em Portugal, lançam, esta quarta-feira, a maior campanha de sensibilização ambiental alguma vez desenvolvida em Portugal com fundos europeus. Com um investimento de mais de um milhão de euros, o movimento O Futuro do Planeta não é Reciclável, apela à prevenção, reutilização e reciclagem de resíduos urbanos. O filme publicitário conta com a realização de Rúben Alves, autor do aclamado filme “A Gaiola Dourada”.

 

O objetivo desta campanha é de levar o cidadão à ação e a fazer parte de um movimento coletivo, através da adoção de comportamentos ambientais adequados na sua gestão diária e ao assumir o seu papel de gestor de recursos, numa cadeia de valor da qual fazem parte a EGF e as suas concessionárias.

 

“Esta é uma campanha muito importante para o grupo EGF. Contámos com o envolvimento de todas as concessionárias, colaboradores e parceiros, para criarmos, em conjunto, um movimento ambiental coletivo que vai fazer a diferença”, sublinhou Emídio Pinheiro, Presidente do Conselho de Administração da EGF.

 

Esta campanha integra a candidatura Comunicação Ambiental Estratégica, apresentada pelas concessionárias EGF e aprovada pelo POSEUR para o período 2016-2020 com um cofinanciamento de 85%. Para a sua concretização foi realizado um concurso público com publicidade internacional, tendo sido concretizada a adjudicação pelo valor de 1.061.732€.

 

A apresentação da campanha será feita, hoje de manhã, no teatro Thalia, em Lisboa, numa cerimónia pública que conta com a participação da Secretária de Estado do Ambiente e da Ação Climática, Inês dos Santos Costa.

 

UMA CAMPANHA QUE PRETENDE PROVOCAR CONSCIÊNCIAS

O filme publicitário, da autoria do realizador Rúben Alves, que realizou o filme “Gaiola Dourada”, é muito cinematográfico e tem como objetivo provocar consciências e levar à mudança necessária de comportamentos. Este spot mostra o que acontece aos resíduos depois de separados nos ecopontos e dá rosto e voz aos milhares de trabalhadores deste setor de atividade. Além disso, é ainda realçado o papel dos municípios e organizações, que são convidados a promover esta campanha nas suas regiões.

 

Também a atriz Ana Varela, o humorista, António Raminhos, o cantor Toy e artista urbano Xico Gaivota vão ajudar a dar voz a este movimento, através de várias ações nas redes sociais e na criação de uma instalação para celebrar o movimento. Serão também promovidos eventos e participações regionais, bem como ações de educação ambiental no terreno, como o Programa Ecovalor e o Recycle Bingo.

 

A campanha publicitária multimeios, cuja criatividade esteve a cargo da Tux & Gill, vai estar presente em vários suportes nacionais e regionais - imprensa, rádio, outdoors e televisão-, destacando-se as ações integradas nos programas The Voice Portugal, Big Brother e Manhãs da Rádio Comercial.

 

Destacam-se ainda os cuidados especiais de inclusão e diversidade aplicados nesta campanha, entre os quais, a legendagem dos filmes, a implementação de regras na ordenação dos contentores (azul, verde e amarelo) para invisuais e a criação de uma tatuagem com aplicação dos símbolos ColorADD).

Representante ISWA 02 OUTUBRO 2020

Ana Loureiro, Diretora de Comunicação da EGF - Environment Global Facilities, foi eleita como Representante dos Membros Nacionais no Conselho de Administração da ISWA - International Solid Waste Association.

 

Para mudar o mundo, primeiro é preciso mudar-nos a nós próprios, só assim conseguimos fazer a diferença.

 

Parabéns Ana e APESB, representante da ISWA em Portugal!

 

ALGAR | Pesca por Mar sem Lixo 01 OUTUBRO 2020

A Algar apoia a iniciativa "A Pesca por um Mar sem Lixo", um projeto com o objetivo de reduzir o lixo marinho na costa portuguesa que chegou agora ao porto de pesca de Lagos, onde conta, no arranque, com a adesão de 31 embarcações e 67 pescadores.


Lagos é o 17º porto de pesca a aderir a esta iniciativa, numa parceria que envolve a Docapesca, a Algar, Câmara Municipal de Lagos, Associação de Armadores de Pesca Artesanal do Barlavento Algarvio, Cooperativa dos Armadores de Pesca do Barlavento (Barlapesca) e a Associação Portuguesa de Lixo Marinho.

“A Pesca por um Mar Sem Lixo” é um projeto integrado num dos compromissos voluntários de Portugal no âmbito do objetivo do Desenvolvimento Sustentável 14 - Oceanos, promovendo a recolha dos resíduos gerados a bordo e capturados nas artes de pesca e disponibilizando as infraestruturas adequadas para a sua receção em terra e posterior valorização.

A Algar é parceira da iniciativa na região no Algarve, através da disponibilização de ecopontos para a deposição dos resíduos recicláveis recolhidos no mar pelos pescadores (copos e sacos de plástico, pacotes de bebidas, latas e esferovite). Estes resíduos, recolhidos no mar ou produzidos nas embarcações são encaminhados para terra pelos pescadores, que os colocam nos contentores da Algar.

O projeto, coordenado pela Docapesca, une organizações de produtores, armadores e pescadores, bem como entidades públicas e privadas dos portos, visando a melhoria das condições ambientais da zona costeira portuguesa. No âmbito desta iniciativa já estão envolvidas 745 embarcações, que representam 2.814 pescadores, e quase 80 organizações de produtores, associações, municípios, empresas de recolha de resíduos, ONG e administrações portuárias.

“A Pesca por um Mar sem Lixo” já foi também implementado em Peniche (2016), Ilha da Culatra e Aveiro (2017), Figueira da Foz e Sesimbra (2018), Póvoa de Varzim, Setúbal, Matosinhos, Sagres, Portimão, Quarteira, Olhão, Nazaré e Sines (2019), em Cascais e Viana do Castelo (2020).

 

ALGAR | Aquisição de Viaturas 28 SETEMBRO 2020

A Algar adquiriu duas novas viaturas lava-ecopontos automatizadas. O investimento permite lavar e higienizar os ecopontos de superfície afetos à recolha seletiva na região do Algarve, dando cumprimento ao indicador “lavagem de contentores”, inerente à “qualidade dos serviços de águas e resíduos prestados aos utilizadores”.

 

Na sequência desta aquisição, a AW Machinery BV e a SOMA - Environmental Solutions, Lda., fornecedores dos referidos equipamentos, nomearam a Algar para indicar uma instituição local de cariz social com o objetivo de atribuírem um donativo, no âmbito da sua responsabilidade social, para o desenvolvimento de projetos que beneficiem a população da região.

 

O Banco Alimentar Contra a Fome do Algarve (BACF-Algarve) foi a instituição eleita, tendo recebido um donativo no valor de 6.000,00€. Com este gesto, o consórcio acima referido procura dar o “mote” para que outras empresas possam seguir o seu exemplo, ajudando esta ou outras instituições locais, que cada vez mais são procuradas por famílias carenciadas.

 

O BACF-Algarve, é uma instituição que luta contra o desperdício, recuperando excedentes alimentares para os levar a quem tem carências alimentares, mobilizando pessoas e empresas, que a título voluntário, se associam à sua causa.

 

Presentemente a instituição presta apoio a 23.799 pessoas através de 116 instituições da região. Entre 1 de Abril e 31 de Agosto deste ano, foram entregues 1.878.809 unidades de produto, no valor de 1.845.274,40€, comparativamente com 2019, em que foram entregues 1.195.540 unidades no valor de 1.189.804,28€. A pandemia COVID19 causou um impacto no aumento das quantidades distribuídas na ordem dos 57% e um aumento no apoio alimentar prestado com mais 655.470,12€

 

 

EGF | Prémio ISWA 24 SETEMBRO 2020

A EGF venceu o segundo lugar do Prémio de Comunicação da ISWA - International Solid Waste Association 2020 com a campanha de comunicação #PREVENIRCOVID19.

Este prémio internacional reconhece a excelência das campanhas de comunicação de resíduos que aumentam a consciência pública e promovem a gestão sustentável de resíduos e recursos.

A Finlândia classificou-se em primeiro lugar com o projeto HSY Waste Escape Room da Helsinki Region Environmental Services Authority HSY, em terceiro lugar ficou a Escócia com o projeto Trial Period da Zero Waste Scotland.

A ISWA é uma associação internacional, da qual a EGF - Environment Global Facilities faz parte, que visa desenvolver a gestão de resíduos de forma sustentável em todo mundo, promovendo a eficiência de recursos por meio de produção e consumo sustentáveis e apoiando as economias emergentes e em desenvolvimento.

Este é o primeiro ano em que Portugal é classificado no pódio de vencedores.

VALORLIS | Ecovalor dá Prémios 14 SETEMBRO 2020

A Valorlis promoveu no ano letivo 2019/2020, no âmbito do Programa do Grupo EGF, Ecovalor, o concurso “Separa e Ganha no Amarelo e Azul” onde as escolas foram desafiadas a promover a recolha de resíduos domésticos recicláveis, nomeadamente embalagens de plástico e metal e/ou papel/cartão, recolhidos pela Valorlis e posteriormente enviados para reciclagem.  

Pelo excelente desempenho ambiental, 62 escolas da área de intervenção da Valorlis vão ser premiadas no início deste ano letivo, com mais de 3 mil euros para adquirirem materiais de ação pedagógica, bens materiais ou serviços.

Durante o ano letivo 2019/2020, as escolas participantes enviaram para reciclagem 71 toneladas de resíduos recicláveis: 50 toneladas de papel/cartão e 21 toneladas de plástico/metal. As escolas que mais quilogramas de resíduos separaram por aluno foram: o Jardim de Infância de Assanha da Paz em Almagreira, Pombal e a Escola Básica de Outeiro da Fonte em Carvide, Leiria, com 77 kg por aluno e 62 kg por aluno, respetivamente .

“Este programa, tinha como objetivo aumentar os hábitos de reciclagem nas escolas e na comunidade evolvente, impulsionando a prática diária da separação dos resíduos recicláveis", explica Marta Guerreiro, Administradora Delegada da Valorlis e acrescenta: “estamos muito satisfeitos com estes resultados, que têm vindo a melhorar de ano para ano e destacamos o envolvimento dos professores, alunos e das suas famílias em promover boas práticas ambientais nas instituições. Ganha o ambiente e ganham as escolas envolvidas!”.

VALORSUL | Toneladas de Ajuda 11 SETEMBRO 2020

Em 2018 teve início a campanha do Grupo EGF - "Toneladas de Ajuda". A Valorsul abriu as portas dos seus centros de triagem e ecocentros para receber materiais recicláveis das instituições e, como contrapartida, passou a ajudar financeiramente as associações participantes.

DUPLA MISSÃO: AMBIENTAL E SOCIAL

Na Valorsul estão inscritas mais de 60 instituições na campanha Toneladas de Ajuda. Desde o seu arranque, a ajuda financeira da campanha já ultrapassou os 94 mil euros, conseguindo enviar para reciclar cerca de 475 toneladas de materiais entregues pelas instituições.


A Valorsul uniu assim a sua missão ambiental à missão social destas instituições. Todas as instituições sem fins lucrativos interessadas em participar na campanha Toneladas de Ajuda podem contactar a Valorsul, ou a EGF para comunicacao@egf.pt. Qualquer pessoa ou empresa pode contribuir através da entrega de materiais recicláveis para esta causa.

 

QUANTIDADES DO 1º SEMESTRE DE 2020 SUPERAM EXPECTATIVAS

No primeiro semestre de 2020, a campanha "Toneladas de Ajuda" angariou 138 toneladas de material reciclável, um resultado acima do esperado, considerando que as entregas estiveram suspensas durante o estado de emergência, devido à pandemia COVID-19. Foram entregues 2 toneladas de vidro, 87 toneladas de papel e cartão e 49 toneladas de plástico e metal por 53 instituições. Como contrapartida financeira, a Valorsul entregou 25 mil euros em função das quantidades entregues.

 

CASOS DE SUCESSO

Na Valorsul, um dos casos de maior sucesso desta campanha é o caso da Associação O Dom Maior que oferece diversas terapias e fisioterapia para crianças.

“Há que reconhecer este trabalho, destas pessoas que se dedicam a separar os materiais para esta campanha, que, em alguns casos se tratam de famílias que vivem em situações muito complicadas e com acrescidas responsabilidades”, como refere Sofia Terceiro, Presidente da Associação, “em muitas das situações, ausentes de seguros de saúde, este é o único meio que viabiliza os tratamentos necessários.”

Esta associação foi das primeiras a aderir à campanha e tem mobilizado muitas pessoas e até empresas que fazem chegar à Valorsul materiais que revertem em terapias e medicamentos para os seus utentes.

 

Os Bombeiros Voluntários de Bucelas aderiram à campanha Toneladas de Ajuda em 2019 e, há já alguns anos que acrescentaram ao seu trabalho, em prol da comunidade, uma vertente ambiental que traz benefícios para a população que servem e também para a corporação.

ALGAR | Recicla + 05 SETEMBRO 2020

A Algar continua a instalar ecopontos na via pública por todo o Algarve, para a deposição dos resíduos recicláveis, com o objetivo de melhorar a qualidade do serviço prestado à população e visitantes da região.

 

Em simultâneo, a empresa está a promover uma ação de sensibilização RECICLA+ a qual, para além de divulgar a instalação destes equipamentos e esclarecer sobre as regras de utilização dos ecopontos, incentiva à utilização dos mesmos. 

 

A referida ação de sensibilização, que é realizada em todos os concelhos da região através do envio de informação via CTT, alerta que há muito trabalho a fazer na reciclagem. Muitos resíduos de embalagens recicláveis continuam a ser colocados pela população nos contentores dos resíduos indiferenciados (lixo comum). Esses resíduos são recolhidos pelos municípios e têm como destino o aterro, mas apenas os resíduos depositados e recolhidos nos ecopontos podem ser reciclados!

 

De janeiro a junho de 2020 a Algar recolheu cerca de 14 mil toneladas de resíduos recicláveis nos ecopontos, no entanto, a população depositou o dobro de recicláveis nos contentores dos resíduos indiferenciados, nesse mesmo período, inviabilizando a sua reciclagem (ver gráfico abaixo).

 

 

Presentemente a empresa disponibiliza 3990 ecopontos para a deposição seletiva de embalagens de plástico, metal, papel, cartão e vidro em toda a região do Algarve, perfazendo o rácio de um ecoponto por cada 100 habitantes.

 

A empresa está também a oferecer kits de reciclagem (ecobags e sinaléticas) aos primeiros 500 contactos que dirigirem o seu pedido para o email  gci@algar.com.pt.

RESINORTE | Troca de Ecopontos 03 SETEMBRO 2020

Com o objetivo de melhorar a qualidade do serviço prestado, a Resinorte, concessionária da EGF na região do Norte Central, encontra-se a substituir uma grande parte dos seus equipamentos de recolha seletiva.


Com um investimento de mais de 424 mil euros, a Resinorte está a proceder à substituição da sua rede de ecopontos mais antiga e/ou danificada (cerca de 12%).


Esta alteração de equipamento contribuirá para uma melhoria na qualidade do serviço público prestado, assim como facilitará a reciclagem dos resíduos pelos cidadãos, uma vez que estes novos equipamentos possuem “bocas” maiores que facilitam a deposição dos resíduos dentro do ecoponto.


O projeto arrancou no mês de julho de 2020, estando prevista a sua conclusão nos próximos meses, com a substituição de 400 ecopontos.

RESIESTRELA Toneladas de Ajuda 27 AGOSTO 2020

No âmbito da campanha do Grupo EGF, Toneladas de Ajuda, o Banco Alimentar da Cova da Beira entregou 55 toneladas de papel/cartão, à Resiestrela, que serão revertidas em 5.5 toneladas de alimentos que serão posteriormente doados a instituições de apoio social dos municípios de Belmonte, Celorico da Beira, Covilhã, Fundão, Guarda, Manteigas, Seia, Gouveia, Pinhel, Sabugal, Trancoso e Meda.

Sendo a Resiestrela uma empresa com forte sentido de responsabilidade social, continuará a dinamizar a campanha Toneladas de Ajuda, de forma a apoiar financeiramente Instituições de Solidariedade Social que se encontram inscritas atualmente e para as que demonstrem intenção em participar, pois ao entregarem embalagens plásticas, metálicas, papel, cartão e vidro as instituições participantes receberão uma contrapartida financeira.

 

Os materiais a reciclar poderão ser deixados diretamente nas instalações da empresa, no Centro de Triagem do Fundão, e nas sete estações de transferência e ecocentros dos municípios de Almeida, Celorico da Beira, Guarda, Penamacor, Pinhel, Sabugal e Trancoso.

 

 

As IPSS que queiram participar devem inscrever-se através do email marta.alcada@resiestrela.pt ou em comunicacao@egf.pt. Após a receção dos dados, é aberta uma ficha de cliente, que funciona como conta corrente por cada instituição de modo a quantificar o peso do material entregue. Em qualquer entrega será disponibilizado um talão de pesagem. Também são aceites entregas feitas por outras entidades, desde que feitas em nome de uma IPSS já inscrita na campanha.

 

Para o administrador delegado da Resiestrela, Nuno Heitor: “Estes resultados só foram possíveis devido à participação ativa da comunidade e do Banco Alimentar nesta campanha, envolvendo as empresas da região a entregar materiais recicláveis em nome da entidade de apoio social inscrita na “Toneladas de Ajuda”.

AMARSUL | Modernização da CTA 26 AGOSTO 2020

Os investimentos realizados pela Amarsul, nos últimos dois anos, em viaturas e contentorização, resultaram num aumento significativo de recicláveis recolhidos seletivamente no primeiro semestre de 2020.

 

 

Entendeu-se assim, a necessidade de assegurar o consequente aumento de capacidade de processamento da Central de Triagem Automática (CTA) do Ecoparque do Seixal, unidade que se destina à separação de embalagens de plástico e metal (contentor amarelo), que os cidadãos  depositam nos ecopontos.

 

 

A 1ª fase da Modernização e Ampliação da Central de Triagem Automática da Amarsul teve início em julho, estando prevista a sua conclusão para este mês, considerando um investimento de cerca de 1 milhão de euros integrado na estratégia da Amarsul relativamente à promoção da reciclagem multimaterial.

 

A Central de Triagem Automática terá uma nova linha com equipamentos que permitirão passar o processamento de 4 ton/h para 6 ton/h de material. Para tal, encontra-se a decorrer a substituição de alguns equipamentos críticos que vão permitir o incremento dos materiais recicláveis retomados e o cumprimento das metas de retoma com origem na recolha seletiva, bem como a meta de preparação para a reutilização e reciclagem fixadas para a Amarsul. 

 


Com este projeto, pretende-se dotar esta unidade de processamento de resíduos de embalagem, de uma capacidade de processamento passível de encaixar o incremento de recolha seletiva perspetivado para o horizonte do Plano Estratégico para os Resíduos Urbanos (PERSU 2020) que estabelece as metas nacionais para a recolha seletiva de resíduos. A meta da Amarsul é de 45kg/habitante/ano, sendo que, até junho de 2020, já foram recolhidos pela empresa, resíduos recicláveis equivalentes a 52kg/habitante/ano.

 

A Amarsul encontra-se em linha com os seus valores incontornáveis de atuação, na vanguarda tecnológica e de gestão, prestando um serviço de qualidade para os munícipes da região.

ERSUC | Mercados a Reciclar 24 AGOSTO 2020

A ERSUC lançou a campanha “Mercados a Reciclar” dedicada aos mercados da sua área de intervenção. Esta campanha inovadora, tem como objetivo incentivar a separação dos recicláveis nos mercados, o que irá permitir o seu encaminhamento para reciclagem, evitando a dispersão dos resíduos pelos espaços adjacentes.

 

 

Com esta campanha a ERSUC pretende atribuir o galardão de “Mercado a Reciclar” aos mercados aderentes, que se destacam pelo compromisso de redução do impacte ambiental resultante do mercado, promovendo a gestão adequada dos resíduos.

 

 

Um “Mercado a Reciclar” representa um mercado com caráter de responsabilidade e preocupação com a sustentabilidade, o que será um elemento diferenciador.

 

“Os municípios solicitam a nossa colaboração nos mercados, locais de grande produção de resíduos, que muitas vezes causam problemas ao serem levados pelo vento, esta campanha surge na dinâmica de proximidade da ERSUC aos seus municípios, na resolução de problemas comuns”, referiu Miguel Ferreira, administrador da ERSUC.

 

Uma equipa da Ersuc vai estar nos mercados a sensibilizar os feirantes para a correta separação dos recicláveis, disponibilizando meios que permitam essa separação.

 

A campanha iniciou em parceria com o Município de Estarreja, no Mercado Municipal de Estarreja e será em breve ampliada para outros municípios.

AMARSUL | Ecovalor dá Prémios 18 AGOSTO 2020

A Amarsul dinamizou no ano letivo de 2019/2020  - a 2ª edição do programa do Grupo EGF, ECOVALOR, que conta com os  concursos “Separa e Ganha no Azul e no Amarelo” e que tem como objetivo a promoção da correta separação de resíduos recicláveis nos estabelecimentos de ensino, bem como criar hábitos de reciclagem junto da comunidade escolar.

Este projeto, cofinanciado pelo POSEUR – Programa Operacional de Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos, visa aumentar e otimizar as quantidades de recicláveis separados na origem.

 

Em todo o processo estiveram envolvidos 86 estabelecimentos de ensino inscritos, alcançando um universo de 61.500 alunos participantes. Com este programa, os resíduos recicláveis recolhidos voltam ao ciclo de produção e transformam-se em matéria prima e, simultaneamente, as escolas são premiadas pelo seu bom desempenho ambiental.

 

O concurso decorreu entre outubro de 2019 e junho de 2020. Durante esse período, as escolas participantes separaram e encaminharam para reciclagem 46.566 kg de embalagens de plástico e metal e 106.806 kg de papel e cartão, ainda que esta edição tenha durado menos 2 meses que o habitual, devido ao encerramento antecipado das escolas resultante da pandemia do COVID-19. Contudo o empenho demonstrado pelos estabelecimentos de ensino, permitiu aumentar as quantidades separadas em 153.372 Kg, pelo que toda a comunidade escolar está de Parabéns!

 

Pelo excelente desempenho, a Amarsul irá atribuir 60 prémios aos estabelecimentos de ensino que conseguiram atingir o mínimo de 70 sacos de embalagens de plástico/metal e/ou 1 tonelada de papel/cartão durante o ano letivo 2019/2020.

 

Este tipo de concurso integra a oferta de educação ambiental da Amarsul que inclui ainda visitas às instalações, disponibilização de materiais informativos sobre a reciclagem e ações de sensibilização internas e externas, que chegaram a mais de 4.700 participantes.

 

Dado o sucesso da 2ª edição do concurso ‘Separa e Ganha’, a iniciativa vai manter-se no próximo ano letivo. Saiba como pode inscrever a sua escola AQUI.

AMARSUL | Projeto Tampas 07 AGOSTO 2020

A Amarsul tem a decorrer um projeto piloto, no Município de Alcochete, que consiste na substituição das tampas dos contentores amarelos e azuis de 1.100 litros disponibilizados aos munícipes, por outras, com aberturas maiores para facilitar a deposição dos resíduos recicláveis.

 

 

A empresa esteve, no fim do mês passado, no Largo Barão de Samora Correia, juntamente com o Município de Alcochete, a acompanhar os trabalhos de substituição das tampas dos contentores que compõem as ilhas ecológicas existentes neste concelho. Todas as famílias do concelho foram informadas da mudança por correio.

 

 

Esta alteração permitirá avaliar se é possível facilitar o trabalho de quem separa os resíduos para reciclar, sem levar à deposição indevida de resíduos indiferenciados nos contentores destinados apenas aos recicláveis. Os resultados deste projeto piloto permitirão tomar decisões que serão extensíveis a todos os municípios onde a Amarsul colocou esta nova tipologia de contentores, ou seja, Barreiro, Moita, Palmela, Sesimbra e na zona nascente do município do Montijo.

 

Quanto à deposição de objetos de grandes dimensões como colchões, móveis, sofás e afins, bem como ramagens de árvores, restos de jardim e resíduos recicláveis, esta deverá ser efetuada nos Ecocentros que a Amarsul tem à disposição da população. Em Alcochete, o Ecocentro encontra-se localizado no Caminho Municipal 1004, na proximidade da Zona Industrial do Batel. A receção deste tipo de materiais é gratuita e encontra-se disponível para a população visitar de 2ª a 6ª das 9h às 18h e sábado das 9h às 12h30, encerrando aos domingos e feriados.

 

O projeto contou com o apoio e cofinanciamento do POSEUR – Programa Operacional de Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos e visa aumentar e otimizar as quantidades de recicláveis separados na origem.

EGF | Top EcoEventos 2019 04 AGOSTO 2020

Em ano de pandemia não há EcoEventos, mas reconhecem-se as organizações que em 2019 mais reciclaram e que já se preparam para um 2021 ainda mais sustentável. Em 2019 realizaram-se 377 EcoEventos, onde participaram 11.8 milhões de participantes.

 

Nesses eventos, foram recolhidas 517 toneladas de embalagens: 210 toneladas de plástico, metal e pacotes de bebida; 172 toneladas de vidro e 135 toneladas de papel e cartão.

 

Entre os 377 eventos realizados no ano passado na área da EGF, distinguiram-se 3 EcoEventos com valores mais elevados:

 

 

 

A Valorminho foi a empresa que recolheu mais vidro (39 t), a ERSUC mais plástico e metal (63 t) e a Algar mais papel e cartão (29 t).


Os EcoEventos são uma iniciativa do Grupo EGF, apoiada do POSEUR (Programa Operacional para a Sustentabilidade e Eficiência no Uso dos Recursos), para a recolha e valorização de material reciclável e adoção de medidas ambientais que promovam comportamentos ambientais adequados.

 

Em todo o país as concessionárias da EGF registaram eventos com quantidades mais elevadas, apresentados abaixo através do Top 3 de Ecoeventos Regional 2019:

 

 

Os tops regionais, e top EGF, podem ser visionados nas redes sociais de todas as concessionárias no Facebook, Linkedin e Instagram.

 

 

 

EcoPraias à Beira-Rio 03 AGOSTO 2020

A Península de Setúbal é conhecida pela qualidade e beleza natural das suas praias, sendo rica em praias marítimas e fluviais. Pelo que a campanha EcoPraias chega em agosto a quatro praias fluviais: Alburrica, Gaio-Rosário, Moinhos e Samouco.

 

Este programa de sensibilização, decorre no âmbito de uma parceria entre as Câmaras Municipais de Alcochete, Barreiro e Moita e a Amarsul e é dirigida à população em geral. A iniciativa será dinamizada pela Amarsul e realizar-se-á na entrada de cada praia visada, com particular incidência junto aos contentores dos recicláveis, para promover a sua utilização.

 

A importância de reciclar à beira-mar, também se aplica à beira-rio, sendo estas quatro praias servidas por equipamentos que permitem à população entregar as suas embalagens, desviando resíduos de aterro e dos rios.

Serão realizadas ações de sensibilização na entrada de cada praia - respeitando as regras de distanciamento social - das 9h às 13h nos seguintes dias:

  • Município do Barreiro: 2 e 22  de agosto, na Praia de Alburrica.
  • Município da Moita: 9 e 23  de agosto, na Praia do Gaio Rosário.
  • Município de Alcochete: 16  de agosto – Praia dos Moinhos  e 29  de agosto - Praia do Samouco

A campanha marcará presença num total de 41 praias da região, em que os monitores vão continuar a distribuir sacos para colocação de resíduos, alertar os banhistas para a importância da reciclagem e indicar os locais onde estão instalados os ecopontos para que possam depositar os resíduos corretamente à saída de cada praia.

 

A Amarsul disponibiliza na sua página, as medidas de segurança que devem ser tidas em consideração quando nos deslocamos à praia. Ao seguir estas medidas, a população estará a promover uma ida à praia, em segurança e de forma sustentável. Mantenha o distanciamento social em primeiro lugar e não se esqueça de reciclar sempre e em todo o lado, seja à beira-mar, seja à beira-rio.

VALORLIS | Entrega Prémios 02 AGOSTO 2020

A Valorlis entregou na passada sexta feira, os prémios aos alunos do curso de Licenciatura em Design do ISDOM - Instituto Superior Dom Dinis, no âmbito do projeto “Reciclagem e design juntos pelo ambiente”, iniciado no ano letivo anterior.

  

Esta parceria resultou do desafio lançado pela Valorlis aos alunos do curso de design gráfico e industrial do ISDOM e consistiu em fazer uma intervenção artística nos contentores de grandes dimensões utilizados nos EcoEventos nos seis concelhos da área de intervenção da Valorlis, sob o tema sustentabilidade ambiental e reciclagem.

 

Os contentores intervencionados estiveram expostos no ISDOM permitindo aos alunos observar o resultado do seu trabalho, desde a conceção gráfica à aplicação nos contentores. Os contentores intervencionados serão utilizados nos EcoEventos promovidos nos seis concelhos da área de intervenção da Valorlis, para a deposição de embalagens recicláveis.

 

Depois da entrega de prémios os alunos apresentaram as propostas desenvolvidas no âmbito do projeto "Reciclar + Vidro" e campanha "Reduzir o plástico descartável", dando continuidade à parceria estabelecida entre as duas instituições.

 

A parceria estabelecida entre a Valorlis e o ISDOM “permitiu promover o trabalho criativo dos alunos e dar-lhes a oportunidade de intervir em contextos reais”, explicou Cristina Simões, Diretora do ISDOM. Marta Loia Guerreiro, Administradora Delegada da Valorlis, acrescentou que “É cada vez mais pertinente envolver os alunos das universidades na realidade das empresas e estabelecer sinergias no desenvolvimento de projetos que contribuam para a preservação do meio ambiente”.

EGF | Reciclagem cresce 7% 29 JULHO 2020

A EGF, empresa do Grupo MOTA-ENGIL/URBASER responsável pelo tratamento e valorização de resíduos urbanos em 174 municípios de Portugal, registou no primeiro semestre de 2020 um aumento na recolha seletiva de 7% face ao período homólogo de 2019.

 

Os números do 1.º semestre são marcados pela pandemia – nos dois primeiros meses do ano, as empresas registavam aumentos muito significativos de recolha seletiva, na ordem dos 19%.

 

Com a pandemia e confinamento, os números do primeiro semestre mostram que a receção de resíduos indiferenciados diminuiu 3%, mas que, ainda assim, a recolha seletiva aumentou 7%.

 

Este crescimento da recolha seletiva, que se antecipava maior antes da pandemia, resulta de um programa de elevado investimento realizado, integrado em candidaturas das concessionárias, cofinanciadas pelo Programa Operacional de Sustentabilidade e Eficiência no Uso dos Recursos (POSEUR), e à prioridade dada à atividade de recolha seletiva de resíduos de embalagens, remodelação e modernização de infraestruturas e em campanhas de sensibilização junto da população, que se traduziram numa participação efetiva e crescente dos cidadãos aos hábitos de reciclar. As empresas EGF que registaram os maiores crescimentos, foram a Amarsul (33%), a Suldouro (25%) e a Resinorte (23%).

 

Quanto ao lixo comum/doméstico, regista-se uma diminuição de 3%, mas com diferenças significativas entre empresas que cresceram e outras que decresceram face ao período homólogo de 2019. Estas diferenças são explicáveis pela diminuição drástica do turismo, pouca atividade comercial, deslocação das populações para concelhos próximos em teletrabalho e pela diminuição de recolha de monos.

 

Analisados os números do primeiro semestre da EGF, pode-se afirmar que no início de 2020 se antecipava um ano de maior crescimento da reciclagem em Portugal, mas essa evolução está a ser condicionada pela pandemia por COVID19.

ERSUC | Ecocentro de Estarreja 27 JULHO 2020

Após algumas melhorias para tornar mais apelativa a deposição seletiva dos resíduos, o Ecocentro de Estarreja abre as suas portas à população. A abertura do ecocentro está integrada na estratégia da ERSUC de estar cada vez mais próxima da população e, em colaboração com os municípios, procurar dar uma resposta às suas necessidades.

 

O Ecocentro de Estarreja está integrado na Estação de Transferência de Estarreja e está disponível para todos os cidadãos depositarem vários tipos de resíduos como papel e cartão, plástico, vidro, monstros, metais, resíduos verdes e resíduos de equipamentos elétricos e eletrónicos.

 

 

Esta é uma forma de continuar a espalhar uma consciência ambiental junto de toda a população, dando mais oportunidades e meios para que isso aconteça”, refere Miguel Ferreira, administrador da ERSUC.

O Ecocentro de Estarreja está em funcionamento de segunda a sábado entre as 06h30 e as 13h00 e entre as 15h30 e as 22h00.

 

 

Relatório de Sustentabilidade 22 JULHO 2020

O Grupo Mota-Engil disponibilizou o Relatório de Sustentabilidade de 2019, intitulado "Múltiplos Olhares, A Mesma Direção".

 

Nesta edição poderá ler informação sobre o alinhamento do Grupo com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU; toda a parte de Ética, Parceiros e Integridade Empresarial; o compromisso com a Sustentabilidade e consultar todos os indicadores de performance ambiental que tornam o Grupo uma marca de excelência a nível mundial.

O relatório, produzido de acordo com as normas da Global Reporting Initiative (GRI), encontra-se disponível para consulta AQUI e em formato de vídeo no player abaixo. 

 

 

Estratégia para Biorresíduos 20 JULHO 2020

A Secretaria-Geral do Ministério do Ambiente e da Ação Climática apresentou, no passado dia 07 de julho, as Orientações Estratégicas para os Biorresíduos.

 

As diretrizes do ministério apontam soluções de recolha e tratamento e prevêem a articulação das várias entidades municipais com os SGRUs, com partes interessadas e com o cidadão, para devolver à terra o que é da terra, numa vertente de economia circular, cumprindo, pelo menos, 5 dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável 20/30 da ONU: #2 – Erradicar a Fome, #7 – Energias Renováveis e Acessíveis, #12 – Produção e Consumo Sustentáveis, #13 – Ação Climática e #15 – Proteger a Vida Terrestre.

 

 

A EGF aconselha os interessados a conhecer a iniciativa através do VÍDEO da sessão plenária que foi transmitida em direto.

ALGAR | Ecovalor dá Prémios 17 JULHO 2020

660 toneladas de embalagens recicláveis é o número recolhido pela Algar nas escolas do Algarve, através do concurso “Separa e Ganha”. A iniciativa foi promovida ao abrigo do projeto do Grupo EGF, Ecovalor, no qual participaram 117 escolas representando uma população escolar de 42.593 alunos.

 

O concurso “Separa e Ganha”, consiste numa competição entre instituições de qualquer nível de ensino e dimensão do mesmo município, que visa aumentar as quantidades de resíduos recicláveis recolhidos e sensibilizar a comunidade escolar para a correta utilização dos ecopontos.

 

O concurso decorreu de outubro de 2019 até maio de 2020. Durante esse período, as escolas participantes separaram e depositaram nos ecopontos: 230.574 kg de embalagens de vidro, 246.315 kg de embalagens de papel/cartão, e 183.045 Kg de embalagens de plástico/metal.

 

A Algar irá agora atribuir prémios aos estabelecimentos de ensino que conseguiram atingir o mínimo de uma tonelada de plástico/metal e/ou uma tonelada de papel/cartão e/ou uma tonelada de vidro, durante o ano letivo 2019/20.


Algumas escolas também separaram resíduos de equipamentos elétricos e eletrónicos, tendo-se recolhido um total de 6.863 kg, pelo que receberão uma bonificação extra.

Devido ao enorme sucesso desta 2ª edição do concurso “Separa e Ganha”, a iniciativa vai manter-se no próximo ano letivo. A Algar já começou a receber inscrições de escolas que manifestaram interesse em antecipar o envio da sua candidatura, preenchendo o formulário de adesão para garantir o seu lugar. Caso a sua escola deseje proceder de igual forma, poderá consultar toda a informação disponível no site da Algar ou, em alternativa, utilizar os seguintes contactos: Linha Verde 800 203 251 | email: gci@algar.com.pt.

 

Se quiser inscrever a sua escola e esta não fizer parte da área de concessão da Algar, poderá contactar o email - ecovalor@egf.pt - para verificar a sua elegibilidade para outra localização pertencente à EGF.

VALORLIS | Ilhas Ecológicas 16 JULHO 2020

A Valorlis encontra-se a reforçar a colocação de ilhas ecológicas na Marinha Grande, tendo em conta a boa recetividade do projeto co-financiado pelo POSEUR – Programa Operacional de Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos, iniciado em julho de 2019. O projeto contempla a colocação de 15 novas ilhas para separação de resíduos recicláveis nas localidades de Forno da Telha, Gaeiras e Outeirinhos, concelho da Marinha Grande. 

 

O projeto Ilhas Ecológicas - Recolha Seletiva de Proximidade - é um projeto piloto, que tem como objetivo aproximar os ecopontos da população, disponibilizar meios para separação em locais onde há dificuldade na colocação de ecopontos e aumentar as quantidades de resíduos enviados para reciclagem.

 

Este projeto foi alargado faseadamente a várias localidades do concelho da Marinha Grande, tendo sido colocados um total de 684 ecopontos de menor capacidade (228 ilhas ecológicas) para separação dos resíduos recicláveis pela população nas localidades: Amieira, Albergaria, Marinha Pequena, Pero Neto e Trutas, Comeira, Guarda Nova, Ordem e Portela, Embra, Forno da Telha, Gaeiras e Outeirinhos.

 

 

A Valorlis tem vindo a reforçar a rede de ecopontos aproximando os contentores de recicláveis da população, de modo a tornar mais cómoda a separação destes resíduos. Em algumas zonas da Marinha Grande este reforço está a ser feito através da substituição dos ecopontos tradicionais por contentores com menor capacidade, colocados mais perto de cada habitação e em maior número.

Esta alteração foi acompanhada no terreno por equipas da Valorlis que sensibilizaram os moradores e esclareceram todas as dúvidas relativas à separação de resíduos recicláveis, ajudando os cidadãos a depositar nos contentores os resíduos corretamente separados.

 

Marta Guerreiro, Administradora Delegada da Valorlis, indica que “os resultados deste projeto, relativamente à qualidade e quantidade dos resíduos recolhidos, têm sido muito satisfatórios, o que nos leva a considerar, para o próximo plano de investimentos, o alargamento deste projeto a outros concelhos da área de intervenção da Valorlis”.

ALGAR | Mais Recolha Seletiva 09 JULHO 2020

A Algar está a reforçar a atividade de recolha seletiva, estimando o aumento na produção de resíduos na região durante o verão, motivado pela afluência de turistas.

 

Para responder de forma eficaz ao crescimento da produção de embalagens depositadas nos ecopontos, a empresa está a mobilizar meios humanos e equipamentos para a atividade de Recolha Seletiva, nomeadamente:

 

  • Contratação de mão-de-obra temporária para reforço da Atividade de Recolha Seletiva (motoristas e auxiliares). Com este reforço pretende-se atingir 63 equipas;
  • 6 novas viaturas que integram o parque de frota de Recolha Seletiva de ecopontos, totalizando 31 veículos;
  • Reforço na recolha de ecopontos, recorrendo a prestadores de serviços externos;

Para que todos possam colaborar, a Algar disponibiliza os seguintes meios para a separação e deposição seletiva de resíduos de embalagens recicláveis:

 

  • 3800 ecopontos distribuídos pelos 16 Municípios Algarvios;
  • 13 ecocentros para a receção de grandes quantidades de resíduos de embalagens recicláveis e/ou de maior dimensão (três em Loulé, dois em Albufeira, um em Alcoutim, Aljezur, Castro Marim, Lagos, Tavira e Vila do Bispo).
  • Serviço “Algarlinha” (informações 800 203 251), constituído por equipas e viaturas que asseguram a recolha gratuita de embalagens recicláveis nos estabelecimentos comerciais aderentes e a recolha de envolventes nos ecopontos.

 

 

A Algar trabalha em parceria com os municípios para um Algarve mais sustentável.

 

Esta parceria tem como principal objetivo melhorar a articulação entre as entidades da região e a Algar na resolução de alguns constrangimentos operacionais que surgem, principalmente, nos períodos de maior concentração populacional no Algarve. Neste capítulo, destacam-se as seguintes medidas:

 

  • Sensibilizar a população no cumprimento de boas práticas, nomeadamente, alertar e impedir o estacionamento junto dos ecopontos, situação que inviabiliza a sua recolha;
  • Controlo e fiscalização da deposição incorreta dos resíduos nos ecopontos.

Desta forma consegue-se a definição de metodologias comuns tanto na limpeza urbana como na recolha de resíduos, através da concertação de esforços, otimização de recursos e integração de contributos.

 

Sabe o que acontece aos seus recicláveis depois de depositados no ecoponto?

 

Os diferentes materiais, após serem recolhidos pela Algar nos ecopontos, são encaminhadas por fluxo para as Unidades de Triagem (Loulé e Portimão), onde sofrem uma separação mais detalhada.

 

O fluxo do contentor amarelo (plástico e metal) é separado e enfardado nas diferentes tipologias: PET, PEAD, Filme, EPS (esferovite), Plásticos Mistos, ECAL (embalagens de cartão para alimentos líquidos), Metais Ferrosos e Não Ferrosos.

 

O material recolhido no contentor azul (papel e cartão) é separado de contaminantes como papéis sujos com gordura e outros, sendo depois enfardado.

 

Quanto ao material proveniente do contentor verde (vidro), a sua triagem é efetuada numa linha independente, onde se retiram os sacos de plástico e outros resíduos indiferenciados incorretamente misturados com essas embalagens e no final é encaminhado separadamente para reciclagem.

 

Agora que já sabe o que acontece aos seus recicláveis, não se esqueça de separar tudo, sempre e em todo o lado. Coloque os resíduos recicláveis dentro do ecoponto mais próximo. Separar é fundamental, o ambiente agradece!

AMARSUL | EcoPraias 2020 06 JULHO 2020

A campanha EcoPraias está de volta para mais uma edição a "reciclar à beira-mar" na Península de Setúbal. Promovida pela Amarsul, a campanha regressa para encorajar os cidadãos que visitam as praias, bem como os concessionários que exploram a praias, a serem mais sustentáveis, adotando boas práticas de separação de resíduos e potenciando a utilização de equipamentos já existentes.

 

O aumento de população na época balnear (nos meses compreendidos entre junho e setembro), nas praias da área de abrangência da Amarsul, tem um impacto relevante na produção de resíduos e, por isso, uma importante responsabilidade no cumprimento dos objetivos nacionais em matéria de promoção da economia circular e de valorização do território.

 

A Campanha “Amarsul Eco Praias” em parceria com os Municípios de Almada, Sesimbra e Setúbal disponibilizam uma rede de ecopontos e de ações de sensibilização que alertam a população que visita a região, a manter o distanciamento social e a reciclar à beira-mar, encaminhando os seus resíduos para os contentores certos e desviando-os dos oceanos e de aterros. A campanha de sensibilização ambiental será implementada em 37 praias e durante a época balnear serão disponibilizados serviços, equipamentos e sacos.

 

 

 

As ações de sensibilização serão realizadas na entrada de cada praia - respeitando as regras de distanciamento social - entre 4 de julho e 30 de agosto, das 10h às 12h e das 15h às 17h (sábados e domingos), distribuídas da seguinte forma:

 

ALMADA - 32 PRAIAS: Albatroz | Lorosae | Leblon | Bicho d’Agua | Sunset | Kontiki | Pé Nu Golfinho | Praia do CDS/Dr. Bernard | Praia do Tarquínio – Paraíso | Praia do Dragão Vermelho | Praia Nova/Espaço 20 | Mata | Grão de Areia + Riviera | Casa do Sol + Rainha | Castelo (Manduca + Yamba) | Cabana do Pescador (Delmare + Meio Metro) | Princesa | Rei (Hula Hula) | Morena (Borda d’Agua) | Sereia (Waikiki) | Infante (Tartaruga) | Bela Vista (casa da Praia) | Terminus | Americano (Move On) | Aroeira (Beach Bar) | Cabana Beach | Rampa | Kailua | Oh, Ti João – 1 | Areias da Telha | Bambu

 

SESIMBRA - 2 PRAIAS: Califórnia | Ouro


SETÚBAL - 3 PRAIAS: Albarquel | Figueirinha | Creiro


Com este projeto, a Amarsul pretende continuar a aumentar a quantidade de embalagens enviadas para reciclagem, assim como a oferta de pontos de recolha seletiva nas praias, alavancando o ato cívico de separação de resíduos de embalagem por parte da população em geral e reforçando assim a adoção de práticas mais sustentáveis, sob o lema vamos reciclar à beira-mar”.

 

ISWA assinala 50º aniversário 05 JULHO 2020

A ISWA - International Solid Waste Association assinala este ano 50 anos de existência!

 

A ISWA é uma associação internacional, da qual a EGF - Environment Global Facilities faz parte, que visa desenvolver a gestão de resíduos de forma sustentável em todo mundo, promovendo a eficiência de recursos por meio de produção e consumo sustentáveis e apoiando as economias emergentes e em desenvolvimento.

 

Este ano foi publicado um relatório anual especial que demarca os acontecimentos mais importantes da associação e que perspetiva desenvolvimentos futuros sobre o setor de tratamento e gestão de resíduos.

 

Ana Loureiro, Diretora de Comunicação da EGF, deixou um testemunho que pode ser consultado AQUI

VALORSUL | Ecovalor dá Prémios 02 JULHO 2020

"Separa e Ganha no Azul e Amarelo" foi o desafio lançado às escolas e instituições. Durante o ano, a Valorsul pediu que separassem as embalagens de plástico e metal e de papel e cartão. Ao mesmo tempo em que a comunidade escolar adquiria hábitos de reciclagem, todas as escolas podiam ser premiadas pela Valorsul.

 

A edição 2019/2020, que já terminou, mobilizou 295 escolas do jardim de infância ao ensino secundário e 26 instituições de âmbito social. Esta foi a edição com mais participações de sempre, abrangendo 86.000 participantes nos concursos, que se revelaram apologistas e entusiastas da reciclagem.

 

No total, foram recolhidas 780 toneladas de material reciclável, ainda que esta edição tenha durado menos dois meses que o habitual, devido ao encerramento antecipado das escolas e de outros estabelecimentos participantes. Este desempenho é digno de destaque. Todos os envolvidos, desde alunos, auxiliares, professores, técnicos, utentes a operacionais de recolha merecem ser reconhecidos. Estão todos de parabéns!

 

Pelo seu excelente desempenho, foram atribuídos 450 prémios monetários no valor de 45.000€. Com estes prémios, algumas escolas têm agora a possibilidade de adquirir novos equipamentos e recursos, por exemplo, para a ginástica, para os recreios, biblioteca, sala de aulas, etc.

 

Os materiais recolhidos pelos alunos seguem assim para reciclagem onde são valorizados. Com uma parte do plástico recolhido será possível, por exemplo, produzir 226 mil novas t-shirts. E o alumínio será suficiente para fabricar cerca de 808 bicicletas.

 

Estes concursos integram a oferta de educação ambiental da Valorsul - o Programa Ecovalor - que inclui ainda visitas, materiais informativos sobre a reciclagem e ações de sensibilização sobre o ciclo dos resíduos. O programa já chegou a mais de 9.700 alunos. 

 

AMARSUL | Crescimento de 36% 01 JULHO 2020

A Amarsul, concessionária da EGF em 9 municípios da Península de Setúbal, manifestou um crescimento de 36% no encaminhamento de resíduos para reciclagem no primeiro semestre de 2020. Mesmo em período de pandemia a Amarsul garantiu os serviços mínimos da sua atividade, tendo cumprido a sua missão de valorização de resíduos nos municípios de Alcochete, Almada, Barreiro, Moita, Montijo, Palmela, Seixal, Sesimbra e Setúbal.

 

O Plano Estratégico para os Resíduos Urbanos (PERSU 2020) estabelece metas nacionais para a recolha seletiva de resíduos, sendo a da Amarsul de 45kg/habitante/ano. É esta a quantidade de resíduos que cada cidadão deverá separar e encaminhar para o contentor correto, sejam embalagens de plástico/metal, de papel/cartão ou vidro. São metas desafiantes, mas até maio de 2020, já tinham sido recolhidos pela Amarsul resíduos recicláveis equivalentes a 52kg/habitante/ano.

 

Este aumento significativo da Recolha Seletiva em todos os Municípios da área da abrangência da Amarsul, é o resultado do investimento que a Amarsul desenvolveu na recolha seletiva multimaterial de resíduos de embalagens nestes últimos anos em viaturas, ecopontos, contentores e em campanhas de sensibilização ambiental, aproximando os equipamentos da população, para incentivar a reciclagem na região.

 

Servindo mais de 780 mil habitantes, a Amarsul contribuiu positivamente para a valorização de resíduos, com um aumento de 4 mil toneladas de resíduos recicláveis recolhidos: 47% de plástico e metal, 43% de papel e cartão e 17% de vidro. O aumento da recolha seletiva foi transversal a todos os municípios, tendo apresentado melhores resultados na recolha de embalagens de plástico e metal, assim como nas embalagens de papel e cartão.

 

Estes indicadores revelam uma maior consciencialização ambiental para a importância da reciclagem das famílias, mas também nos locais de trabalho, o que se manifesta numa correta deposição de resíduos e utilização de ecopontos, que darão origem à triagem e encaminhamento para reciclagem, ganhando um novo ciclo de vida.

 

Com o regresso à normalidade, as equipas da Amarsul continuam a desenvolver ações de limpeza e higienização de contentores com recurso a um produto desinfetante apropriado e a ver reforçada a sua formação em higiene e segurança no trabalho.

 

A Amarsul terminou 2019 com uma capitação anual de 39 kg de resíduos de embalagens separados por habitante e com o dobro dos pontos de recolha de resíduos recicláveis. Em 2020, com o reforço da cobertura de pontos de recolha efetuada, e mesmo em período de pandemia, a empresa espera continuar a crescer em todos os municípios da região.

Mota-Engil celebra 74 anos 29 JUNHO 2020

O Grupo Mota-Engil celebra hoje 74 anos vida e de uma história repleta de sucessos!

 

 

Fundado em 1946, o Grupo Mota-Engil é hoje uma organização polivalente, com atuação em várias áreas operacionais, desde construção e gestão de infraestruturas a gestão de resíduos, concessão de transportes e mineração.

 

 

Com áreas de atuação em segmentos tão distintos, a empresa assinala hoje o seu crescimento contínuo com uma visão integradora de inovação, ambição e espírito de grupo. 

 

A Mota-Engil é acionista maioritária da EGF, que, por sua vez, faz parte da sua estratégia de intervenção na área do Ambiente através da recolha e tratamento de resíduos.

 

Parabéns Mota-Engil!

 

 

EGF | Webinar APEMETA 25 JUNHO 2020

A EGF participou hoje, 25 de junho, no ciclo de webinars "Waste 2 Business" promovidos pela APEMETA - Associação Portuguesa De Empresas De Tecnologias Ambientais. 

 

 

A empresa foi representada por Filipa Pantaleão, Diretora Técnica da EGF, que, juntamente com outros oradores, debateu o tema  “Perspetivas sobre as Áreas dos Biorresíduos e Digitalização”. 

 

 

O seminário online teve início às 9h30, terminando às 12h30, e contou com intervenções de empresas como a LIPOR, RESITEJO, ARQUICONSULT,  Cascais Ambiente e Universidade do Minho. 

 

 

 

 

VALORLIS | Pesagem de Viaturas 23 JUNHO 2020

A Valorlis, concessionária da EGF para a região de Leiria, está a implementar um novo sistema de pesagem de viaturas recorrendo à tecnologia RFID - identificação por radiofrequência em todas as básculas existentes nas Unidades de Produção de Leiria, estando a ser estudada possibilidade de adoção de auto-serviços nas restantes básculas existentes nas estações de transferência da empresa.

 

As viaturas são pesadas em auto-serviço nas básculas da Valorlis recorrendo a um cartão de identificação que faz uma gestão avançada dos dados e das impressões.

 

Este sistema de pesagem além de permitir uma maior rapidez e fiabilidade dos dados, ainda possibilita reduzir o impacto ambiental associado á pesagem das viaturas, uma vez que o talão de pesagem em papel foi substituído por um pequeno ticket.

 

Marta Guerreiro, Administradora Delegada da Valorlis salienta que: «Esta medida faz parte da aposta da Valorlis numa melhoria contínua dos processos internos e vai permitir uma poupança ao nível do consumo de combustível e de papel, contribuindo para uma maior sustentabilidade, a par de outras medidas implementadas como a substituição da iluminação por iluminação LED e a otimização dos circuitos de recolha seletiva».

 

ALGAR | Webinar APCE 17 JUNHO 2020

A Algar participa hoje às 15h no webinar "Excelência em Comunicação Externa", organizado pela APCE - Associação Portuguesa de Comunicação de Empresa, juntamente com outros vencedores do Grande Prémio APCE 2020 na área de Campanhas de Comunicação Externas.

 

 

A categoria de Comunicação Externa elegeu vencedores para o setor da Indústria (Primário e Secundário) e para o setor de Serviços (Terciário). A Algar venceu no setor dos Serviços com a campanha "No Algarve seja Algarvio: separe!".

 

 

 

Relembre aqui a vitória da concessionária algarvia:

 

 

Neste seminário online, junta-se a Maria João Carolino (Responsável de Comunicação da Algar), Frederico Roberto (Executive Creative Director da Interweave Agency) e Teresa Alvarez (Chefe de Divisão de Comunicação e Sustentabilidade dos SIMAS Oeiras e Amadora). A conversa é moderada por Paula Portugal Mendes (Diretora Geral da APCE)

 

O webinar poderá ser visionado na plataforma ZOOM ou no Facebook.    

 

ALGAR | Novas Viaturas 15 JUNHO 2020

A Algar adquiriu 6 novas viaturas para recolha seletiva de resíduos de embalagens de plástico/metal e de papel/cartão, num investimento de 1 milhão de euros.

 

Os equipamentos têm recolha traseira, o que permite fácil acesso para a deposição dos materiais que são recolhidos nas zonas envolvente dos ecopontos.

 

Estas viaturas reúnem um conjunto de características que melhoram substancialmente as condições de trabalho diárias dos motoristas, em termos de conforto e de segurança:

 

 

Mais segurança para o motorista

  • Destaca-se o facto de a viatura ter piso rebaixado para aceder à cabina (dois degraus), o que facilita a entrada e saída do motorista, reduzindo significativamente o esforço despendido num dia intenso de trabalho.
  • Todo o manuseamento da grua que recolhe o ecoponto é efetuado a partir do chão, pelo que o motorista não necessita ascender a plataformas superiores, reduzindo o risco de acidentes de trabalho, nomeadamente, quedas em altura e entorses nos membros inferiores e superiores.
  • A suspensão totalmente pneumática com uma função de elevação e rebaixamento em todos os eixos é também benéfica para a coluna e as articulações do condutor. 

Mais segurança no trânsito rodoviário

  • O banco do condutor posicionado a baixa altura, o para-brisas panorâmico, a porta articulada existente no lado do auxiliar, totalmente em vidro e o sistema de espelhos permitem observar toda a zona circundante ao veículo.
  • A porta articulada para o lado interior do veículo não requer qualquer espaço exterior adicional e protege os membros da tripulação assim como os utentes da via.

Estas viaturas vêm ainda permitir mais economia e baixo impacto ambiental. A combinação de um motor potente e particularmente silencioso, com a confortável caixa de 6 velocidades automática Allison (tecnologia FuelSense®), fornece o desempenho adequado em qualquer situação de condução e de trabalho, mesmo a baixa velocidade e cria as melhores condições para uma condução tranquila e confiante.

 

A atividade de Recolha Seletiva conta assim com uma frota de 31 viaturas que asseguram a recolha dos cerca de 3.800 ecopontos distribuídos pelos 16 concelhos da região.

EGF | Dia Mundial dos Oceanos 08 JUNHO 2020

Celebra-se hoje o Dia Mundial dos Oceanos, originário na Conferência da ONU sobre Ambiente e Desenvolvimento, realizada no Rio de Janeiro em 1992.

 

 

Para assinalar este dia o CCOceanos - Centro de Comunicação dos Oceanos organizou uma série de palestras sob a chancela "CCOceanos: Década do Oceano" reunindo oradores de língua portuguesa que irão abordar informação atualizada e conhecimento relacionado com a iniciativa da ONU: A Década da Ciência Oceânica para o Desenvolvimento Sustentável (2021-2030).

 

 

As palestras serão emitidas a partir do Museu Nacional de História Natural e da Ciência de Lisboa e podem ser assistidas em LiveStream AQUI a partir das 18h. 

 

 

Chegou o Recycle BinGo 2! 05 JUNHO 2020

Este Dia Mundial do Ambiente promete ser muito divertido com o retorno do teu jogo favorito. 

Chegou o Recycle BinGo 2!

 

Depois do sucesso da primeira versão do jogo mais amigo do planeta, eis que surge a versão 2.0, melhorada e com mais funcionalidades.

 

Nesta nova versão, vais poder aprender na Ecopédia, uma enciclopédia ecológica que te vai ensinar tudo sobre a reciclagem; conhecer a família Recycle BinGo, cheia de novos bichinhos que se vão tornar teus amigos, jogar mini-jogos para te entreteres e maravilhar-te com as novas funcionalidades da app em realidade aumentada.

 

O Recycle BinGo funciona como um jogo, o que torna a experiência de reciclagem muito mais divertida e compensadora! A missão principal é fazer visita ao nosso ecoponto habitual. Através da geolocalização o nosso smartphone sabe que nos encontramos perto dele.

 

Ao fazermos check-in desbloqueamos um conjunto de simpáticos bichinhos, os EcoGifts, com os quais vamos preenchendo os nossos cartões BinGo. Cada vez que completamos um cartão ganhamos EcoMoedas - que podemos trocar por prémios fantásticos, como bilhetes de cinema, vales de desconto, e muito mais.

 

               

O que é?

        

Recycle BinGo é uma aplicação móvel da EGF que teve a primeira versão financiada pelo Fundo Ambiental do Ministério do Ambiente, cujo objetivo é divertir e educar as famílias portuguesas em torno da temática da Reciclagem, oferecendo prémios a quem mais recicla.

 

O Recycle BinGo 2 está acessível em todas as áreas concessionadas do Grupo EGF e está disponível na AppStore e GooglePlay.

     
Não vais querer perder esta aventura.

 

Contamos contigo, salta para BinGo e ajuda-nos a espalhar o bichinho da reciclagem!

               

Sabe tudo sobre o este jogo super sustentável em Recycle BinGo e no Facebook.

 

 

 

 

 

ALGAR | Webinar sobre Resíduos 03 JUNHO 2020

A Algar vai participar, no dia 5 de junho, “Dia Mundial do Ambiente”, no Webinar “Gestão de Resíduos em tempos de COVID-19”, que irá decorrer das 14h30 às 16h00. A empresa vai estar representada pelo Engº Miguel Nunes, responsável pela área técnica, de investigação e desenvolvimento.

 

O evento conta ainda com as seguintes participações: Dr. Paulo Costa da Fagar, Renata Fleck da Sciaena e Carla Martins da LinkedGreen.

 

A Sciaena, ONG portuguesa de conservação marinha, juntamente com Linked.Green promovem este evento no âmbito do #ODS14 das Nações Unidas, relativo à proteção dos nossos oceanos e, mais concretamente, o sub-objetivo 14.1: Até 2025, prevenir e reduzir significativamente a poluição marítima de todos os tipos, especialmente a que advém de atividades terrestres, incluindo detritos marinhos e a poluição por nutrientes. Visa partilhar informação, conhecimento científico e soluções sobre a problemática da poluição por plásticos.

 

O programa completo do evento poderá ser consultado AQUI

 

A participação é gratuita, mas está sujeita a inscrição prévia através do email - sciaena@sciaena.org para receber o link de acesso um dia antes do evento.

 

VALORLIS | Lançamento de Livro 03 JUNHO 2020

A Valorlis, concessionária da EGF para a região de Leiria, vai assinalar o Dia Mundial do Ambiente com a apresentação nas redes sociais do livro “Eu Conto com a Reciclagem”, publicado recentemente.

 

O livro reúne as narrativas vencedoras do concurso de contos “Conta Reciclar” inspirados no tema da Reciclagem e que envolveu alunos e professores desde o 1º ciclo ao ensino secundário e também a população adulta.

 

A ilustração do livro foi desenvolvida por ilustradores da região: Ana Barateiro, Leonel Brites, Rui Lobo, Rui Pedro Lourenço e Tânia Bailão Lopes, que ilustraram os três primeiros classificados de cada escalão.

 

No dia 5 de junho, os contos vencedores serão representados online, por artistas da região que darão vida aos contos escritos: Márcia Vieira, Nídia Nair, Paulo Costa, Tânia Bailão Lopes e Vânia Silva prometem um dia bastante animado para todos os que seguem a Valorlis nas redes sociais. 

 

Marta Lóia Guerreiro, Administradora Delegada da Valorlis, salienta que “para assinalar o sucesso desta iniciativa, e para que os contos vencedores possam ensinar a mensagem da reciclagem a outras crianças, jovens e adultos, avançamos recentemente com a publicação dos contos em livro, e resolvemos fazer a sua apresentação online no Dia Mundial do Ambiente.” E acrescenta “Estão todos convidados para acederem à página de facebook da Valorlis no dia 5 de junho e acompanharem o programa que preparamos para a população”.

 

EGF | Dia Nacional da Energia 29 MAIO 2020

Celebra-se hoje, em Portugal, o Dia Nacional da Energia. A comemoração desta data visa alertar a população para a necessidade de desenvolver estratégias de eficiência energética sustentáveis.


De acordo com o Plano Nacional de Ação para Eficiência Energética (PNAEE): "os Estados Membros da União Europeia comprometeram-se até 2020 a reduzir as emissões de gases com efeitos de estufa em 20%, aumentar em igual percentagem a proporção de fontes de energia renováveis no cabaz energético da União Europeia (UE) e alcançar a meta de 20% estabelecida para a eficiência energética".


Para contribuir para essas metas, em 2019 a EGF exportou 501 GWh de energia a partir dos resíduos domésticos, 63% provenientes de valorização energética, 29% de biogás de aterro e 8% de unidades valorização orgânica, o que corresponde a uma exportação superior a 2018 em mais de 4,8%.

Juntos conseguimos preservar os recursos naturais e valorizar o ambiente, faça a sua parte e adote medidas de energia renovável!

 

RESIESTRELA | Campanha Digital 22 MAIO 2020

No âmbito da sua estratégia de comunicação, a Resiestrela, concessionária da EGF na zona da Cova da Beira, acaba de lançar uma campanha digital de sensibilização que privilegia as redes sociais Instagram e Facebook.

Até ao dia 27 de junho, com o objetivo de reforçar o papel dos cidadãos na reciclagem, e alertar para a importância da correta gestão dos resíduos domésticos, serão lançados vários desafios semanais, dicas, factos, curiosidades e passatempos.

 

Numa altura em que o mundo se debate com a pandemia da COVID-19 é fundamental impulsionar uma mudança de mentalidades em prol do ambiente e continuar a passar a mensagem da importância do papel de cada cidadão na reciclagem.

 

Juntamente com várias entidades, a Resiestrela pretende premiar os cidadãos ambientalmente mais responsáveis através da oferta de ecobags, produtos regionais, equipamentos eletrónicos e ainda um fim de semana em alojamento próximo da natureza.

 

Participe desta iniciativa!

 

ALGAR celebra 25 anos 20 MAIO 2020

A Algar faz 25 anos. Um quarto de século repleto de resultados positivos que colocam o Algarve acima da média nacional no que toca ao tratamento e valorização dos seus resíduos. Este sucesso é dos que trabalham diariamente na Algar mas também é dos seus parceiros. Este trabalho conjunto faz a diferença, e é isso que celebramos e sublinhamos neste 25º aniversário.

 
O aniversário é da Algar, mas todos os algarvios estão de parabéns: as famílias; os municípios; o comércio e claro, os trabalhadores da Algar. Estão de parabéns porque, em conjunto com a Algar, ajudaram a tornar o Algarve numa das regiões com melhores resultados na reciclagem e gestão de resíduos.

 

Por isso, a Algar decidiu promover uma campanha online com o tema ”Algar: 25 anos a transformar o Algarve”, com o objetivo de transmitir a importância do trabalho da empresa na transformação do Algarve desde 1995 e a importância dos algarvios nessa mesma transformação, dando os Parabéns:

 

Às famílias Algarvias

Obrigado por contribuírem e transformarem embalagens em orgulho.

A Algar celebra 25 anos e 507 milhões de kg de recicláveis valorizados.

 

Aos Municípios Algarvios

Obrigado por juntamente com a Algar transformarem resíduos em qualidade de vida.

A Algar celebra 25 anos e 8,8 mil milhões de kg de resíduos tratados.

 

Ao Comércio Algarvio

Obrigado por colaborarem e transformarem resíduos em valor acrescentado.

A Algar celebra 25 anos e 73 milhões de kg de embalagens separadas para reciclagem.

 

Aos seus Trabalhadores

Obrigado por, mesmo em situações adversas, manterem a responsabilidade de prestação de um serviço público, tratando e valorizando os resíduos, para os transformarem em produtos: MATERIAIS PARA RECICLAR, COMPOSTO ORGÂNICO E ENERGIA ELÉTRICA.

 

Nestes 25 anos a empresa empenhou-se com grande responsabilidade na melhoria das condições ambientais da região do Algarve no domínio dos resíduos urbanos.

A empresa encerrou as 22 lixeiras existentes na região, iniciou a sua atividade de recolha seletiva, valorização e tratamento dos resíduos urbanos, dinamizou a criação de emprego (diretos e indiretos), a economia local, conseguiu estabelecer laços de confiança e de colaboração com a população e consolidou um novo paradigma na gestão operacional desta atividade, com evidentes benefícios para a população residente e para o turismo em particular, concretizando o grande objetivo assente na melhoria das condições ambientais da maior região turística nacional.

 

 

Alguns indicadores de produção destes últimos 25 anos de atividade:

  • 8,8 milhões de toneladas de resíduos tratados;
  • 507 mil toneladas de resíduos de embalagens valorizados;
  • 140 mil MWh de Energia Produzida (através do aproveitamento energético do biogás gerado nos dois aterros), o correspondente ao abastecimento de eletricidade de cerca de 28.000 casas, considerando o consumo de uma família média de 4 pessoas – 5.000 kwh/ano;
  • 45 mil toneladas de composto “NUTRIVERDE®” provenientes do processo de compostagem dos resíduos verdes resultantes dos cortes de árvores e da manutenção dos campos de golf e de jardins.

 A Algar S.A. dispõe de mais de 3500 ecopontos distribuídos de forma estratégica em toda a região Algarvia para a deposição voluntária de resíduos recicláveis urbanos e, ainda, de uma frota de 64 viaturas operacionais afetas à recolha seletiva, transferência de resíduos e outros serviços de apoio à população.

Para o desenvolvimento da sua atividade, a Algar conta atualmente com 428 colaboradores que asseguram o funcionamento das instalações e o tratamento e a valorização anual de 400 mil toneladas de resíduos rececionados nas suas instalações.

 

A Gestão dos resíduos no Algarve, antes da ALGAR, ou seja até 1995:

  • Os resíduos eram depositados de forma anárquica em 22 lixeiras, em terrenos a céu aberto espalhadas pela região, sem qualquer controlo ou medidas de proteção para o Ambiente;
  • As águas lixiviantes provenientes da decomposição dos resíduos escorriam pelos terrenos sem tratamento, contaminando as águas subterraneas, os poços de captação de água bem como os solos agrícolas. As lixeiras, em regra, estavam sempre em auto-combustão, com emanação de fumos e toxinas promovendo graves problemas ambientais e elevados riscos para a saúde pública, causando enumeras doenças à população;
  • O gás metano e o gás sulfídrico, resultantes da decomposição dos resíduos, eram libertados para a atmosfera poluindo o ar, aumentando o efeito de estufa e provocando maus cheiros e riscos para a saúde pública, inclusive graves doenças respiratórias;
  • Os resíduos urbanos não eram reciclados nem valorizados;
  • Os resíduos perigosos eram depositados nas lixeiras sem controlo.

 A Gestão dos resíduos no Algarve, depois da ALGAR:

  • A ALGAR, durante dois anos, encerrou, reabilitou e requalificou ambientalmente todas as 22 lixeiras a céu aberto existentes na região;
  • Dinamizou e implementou o Sistema Multimunicipal de Valorização e Tratamento de Resíduos Sólidos Urbanos, integrando todo o universo geográfico dos 16 Municipios do Algarve;
  • Para o desenvolvimento da sua atividade, a ALGAR definiu um Modelo Técnico e Económico para a gestão adequada dos resíduos urbanos no Algarve, construindo as infraestruturas necessárias para a Recolha Selectiva, Triagem de embalagens recicláveis, Valorização multimaterial (ex:, os equipamentos elétricos e eletrónicos, pneus, entre outros), as infraestruturas de transferência e instalações ambientalmente adequadas para o Tratamento, Valorização Energética e Orgânica, Compostagem de verdes e Destino Final adequado dos resíduos urbanos, a saber:

Instalações e Infraestruturas de apoio:

  • 2 Centrais de Triagem de Resíduos de Embalagens;
  • 8 Estações de Transferência de Resíduos;
  • 13 Ecocentros;
  • 2 Aterro Sanitários;
  • 2 Estações de Tratamento de Águas Lixiviantes;
  • 3 Centros Electroprodutores de Energia Eletrica;
  • 3 Unidades de Compostagem de Verdes;
  • 1 Central de Valorização Orgânica;
  • 1 Central de Tratamento Mecânico,
  • 1 Centro de Educação Ambiental e Veículo de Educação Ambiental.

Ao longo deste quarto de século, a empresa tem dinamizado e implantado soluções ambientalmente mais sustentáveis dentro da responsabilidade que detém na sua atividade de recolha, valorização e tratamento dos resíduos urbanos produzidos no Algarve. No que respeita aos resíduos de natureza diferente, estes são alvo de valorização e tratamento distintos, de acordo com as suas características.

A ALGAR vai continuar a apostar na concretização de novas soluções que incorporem mais-valias sociais e ambientais, contribuindo de forma sustentável para a cadeia de valor da sua responsabilidade. Procuraremos continuar a ser uma empresa socialmente ativa e empenhada em melhorar a qualidade de vida dos cidadãos.

 

Ecovalor está Online! 14 MAIO 2020

Com a suspensão das atividades presenciais nas escolas devido à pandemia por Covid-19, a EGF lançou o Programa Ecovalor online, em substituição das iniciativas presenciais nas escolas. Para disponibilizar mais apoio aos professores e educadores, o programa está a promover ações de sensibilização ambiental por videoconferência e dedicadas ao tema dos resíduos urbanos, reciclagem e aos impactos da gestão de resíduos nas nossas vidas.

Asseguradas por monitores de educação ambiental, as ações de sensibilização Ecovalor estão adaptadas aos vários níveis de ensino básico e ensino secundário e a toda a comunidade escolar, e implicam a participação nas plataformas digitais de cada escola ou instituição.

O Programa Ecovalor tem como objetivo promover boas práticas ambientais em estabelecimentos de ensino e instituições em todo o país, premiando aquelas que apresentam melhor desempenho na reciclagem das suas embalagens usadas. Em 2019, este programa chegou a mais de 392.000 alunos, que enviaram 2.535 toneladas de embalagens para reciclar.

Para participar no Ecovalor, só necessita de contactar a concessionária EGF responsável no seu município ou enviar um email para: ecovalor@egf.pt.

Para mais informação sobre o Programa Ecovalor, consultar: https://bit.ly/2Z3IYXY         

ALGAR | Separar para Alimentar 11 MAIO 2020

A Algar, empresa responsável na região do Algarve pela valorização e tratamento dos resíduos sólidos urbanos, representada pelo Administrador Executivo Engº José Barreto, fez a entrega de 263 kg de farinhas lácteas, num valor superior a 1000€, ao Banco Alimentar Contra a Fome do Algarve (BACF), representado pelo Dr. Nuno Alves, Presidente da instituição de solidariedade social na região.

 

Este gesto resulta de uma parceria entre a Algar e a ENTRAJUDA (Algarve), através da campanha “Separar para Alimentar”. A iniciativa, que em 2019 celebrou 6 anos de existência, foi criada com o propósito de sensibilizar a população para a importância da reciclagem e, simultaneamente auxiliar as famílias que diariamente são apoiadas pelo BACF - Algarve, através da entrega de alimentos nutricionais para crianças até aos 3 anos de idade.

 

Este tipo de alimentos, motivado pela sua especificidade e valores de aquisição mais elevados, são menos frequentes entre os donativos habitualmente recebidos pela instituição.

 

Foram as famílias que geralmente recebem o apoio do BACF, que em 2019 entregaram as suas embalagens de plástico, metal e ECAL (embalagens de cartão para alimentos líquidos) vazias ao BACF-Algarve para que fossem recicladas e como contrapartida serão elas que vão receber esta ajuda.

 

Balanço da campanha nos últimos 6 anos


Esta campanha, que vigorou desde 2013 a 2019, garantiu o encaminhamento para reciclagem de 49.240Kg de resíduos de embalagens e permitiu a entrega de 6.000€ em bens alimentares.

A campanha terminou em 2019 dando lugar a uma nova causa: “Toneladas de Ajuda”, um projeto do Grupo EGF que está a decorrer atualmente e que o BACF – Algarve também já fez questão de abraçar.

Esta campanha tem como objetivo valorizar todos os resíduos recicláveis que as instituições inscritas queiram entregar na Algar, nomeadamente, as embalagens de plástico, metal, papel, cartão e vidro, em troca de uma contrapartida financeira.

Todos os que desejarem colaborar com a “Toneladas de Ajuda”, a favor do BACF- Algarve, poderão entregar, separadamente,  as embalagens usadas acima referidas, nas instalações da Algar, que se encontram distribuídas por toda a região do Algarve (www.algar.com.pt). Deverão informar que o fazem a favor da referida instituição.

ALGAR | Grande Prémio APCE 08 MAIO 2020

A Algar, concessionária da EGF na zona do Algarve, foi uma das vencedoras do Grande Prémio APCE 2020.

O Grande Prémio da Associação Portuguesa de Comunicação de Empresa (APCE) visa premiar anualmente o que de melhor se faz na comunicação em Portugal, através de um júri independente.

A EGF foi finalista em duas categorias: Campanha Externa - Serviços do Setor Terciário, com a campanha da Algar, "No Algarve seja Algarvio: separe!" e na categoria Evento Interno até 500 Colaboradores, com o evento do Grupo EGF, "Desafios do Triénio". Vencemos na categoria de Campanha Externa com a Algar.

Devido à pandemia, o evento realizou-se em formato live através do Facebook e pode ser assistido AQUI. Veja em baixo o momento em que a ALGAR se sagrou vencedora.

 

 

 

ERSUC | Recolha Porta-a-Porta 07 MAIO 2020

A ERSUC iniciou, de forma faseada, o regresso do seu serviço de Recolha Seletiva Porta-a-Porta ao comércio e serviços, que se encontrava suspenso temporariamente devido à pandemia.

 

Com a retoma deste serviço, a ERSUC tem como objetivo dar melhor retorno aos comerciantes que retomam a sua atividade, procurando ser um aliado neste tempo de constante adaptação. Esforçando-se cada vez mais por disponibilizar um serviço profissional, todas as equipas reforçaram a sua formação em higiene e segurança e em boas práticas de relação com o cliente.

 

Este regresso é também simbolizado por um novo fardamento, específico para a atividade, que irá também ser um elemento diferenciador.

 

Simultaneamente, a ERSUC continua o seu plano de higienização dos ecopontos, em todos os seus 36 municípios, uma operação essencial no combate à propagação do coronavírus.

Reciclagem cresceu na EGF 27 ABRIL 2020

A EGF, empresa do Grupo MOTA-ENGIL/URBASER responsável pelo tratamento e valorização de resíduos urbanos em 174 municípios de Portugal, registou em 2019 um aumento na recolha seletiva de 13% face a 2018, acima da média nacional de 10%.

 

Destaca-se o excelente desempenho das empresas Amarsul, Ersuc, Suldouro, Resinorte e Valorlis com crescimentos superiores a 16% em comparação ao período homólogo. Salienta-se ainda, pela performance positiva, que quase todas as empresas EGF cresceram mais de 10%.

 

Estes crescimentos extraordinários resultam de um programa de elevado investimento realizado, integrado numa candidatura cofinanciada pelo Programa Operacional de Sustentabilidade e Eficiência no Uso dos Recursos (POSEUR), e à prioridade dada à atividade de recolha seletiva de resíduos de embalagens, remodelação e modernização de infraestruturas e em campanhas de sensibilização junto da população, que se traduziram numa participação efetiva e crescente dos cidadãos aos hábitos de reciclar.

EGF | Ecopontos 23 ABRIL 2020

A EGF lançou uma nova área no seu site que permite ao cidadão conhecer, através de geolocalização, onde estão os ecopontos das áreas concessionadas pela EGF.

Se o seu ecoponto habitual estiver cheio, ou se se encontrar num local que desconhece, já não tem desculpa para não colocar os resíduos no ecoponto mais próximo e assim continuar a reciclar.

"Econtre o seu Ecoponto" vem colmatar uma necessidade da população em conhecer a localização dos ecopontos, através de coordenadas precisas e atualizadas.

 


Ajude-nos a manter Portugal limpo, respeite os trabalhadores da recolha e gestão de resíduos e nunca deixe lixo no chão!

 

 


ALGAR | Selos Renovados 20 ABRIL 2020

A Algar, concessionária da EGF na região do Algarve, renovou a certificação do Sistema de Gestão de Segurança e Saúde no Trabalho implementado na organização, tendo também reunido todas as condições para lhe ser concedida a manutenção das certificações integradas dos Sistemas de Gestão da Qualidade e Ambiental, contribuindo assim para o desenvolvimento sustentável da região do Algarve.

 

A confirmação da manutenção da certificação vem reconhecer que a gestão do sistema multimunicipal de recolha seletiva, transferência de resíduos, triagem e tratamento de resíduos sólidos da Algar, é efetuada com respeito por elevados padrões de qualidade dos serviços prestados, sobretudo quando se fala no tratamento de cerca de 400.000 toneladas de resíduos urbanos/ano.

 

Segundo a Presidente da Comissão Executiva da Algar, Telma Robim, "a empresa foi auditada entre os dias 16 e 19 de dezembro de 2019, tendo sido considerado pela entidade certificadora, APCER, que se encontravam reunidas as condições necessárias implementado em todas as unidades administrativas, de suporte e operacionais, nomeadamente: a atividade de Recolha Seletiva; 2 Aterros Sanitários; 8 Estações de Transferência; 13 Ecocentros; 2 Estações de Triagem; 3 Unidades de Valorização Energética do Biogás; 3 Unidades de Compostagem de Resíduos Verdes; 3 Unidades de Tratamento de Lixiviados e  1 Central de Valorização Orgânica. Todas as instalações e atividades da empresa mantêm-se certificadas, deixando-nos muito satisfeitos".

 

De entre as inúmeras vantagens internas e externas, inerentes ao Sistema Integrado de Gestão da Algar, salienta-se: a adoção dos princípios de prevenção da poluição, bem como do reforço da formação e a satisfação dos colaboradores, clientes, partes interessadas e sociedade de uma forma geral. No âmbito da Segurança, a Algar previne o risco de acidentes, de doenças profissionais e garante um ambiente de trabalho seguro e saudável, em todos os setores da empresa.

RESINORTE | Seminário Online 16 ABRIL 2020

O Administrador Executivo da Resinorte, Javier SanJosé Sancho, participou no primeiro Seminário Internacional de Integração de Questões Ambientais nas Políticas de Recuperação após o COVID-19.

 

A sua colaboração realizou-se hoje, às 18 horas, com o tema “Desafios da Gestão de Resíduos durante a Pandemia COVID-19”. A conferência foi transmitida através da plataforma ZOOM.

 

O seminário, 100% online, tem estado a decorrer desde o dia de ontem e vai estender-se até ao final do mês com intervenientes falantes da língua Espanhola, de vários países. Todas as intervenções são moderadas pela Dra. Tania García López, doutorada em Direito Ambiental pela Universidade de Alcalá de Henares em Espanha.

EGF | Cooperação Internacional 15 ABRIL 2020

A EGF, em cooperação com a ISWA – International Solid Waste Association, lançou um conjunto de orientações sobre a "Comunicação de Crise" em tempos de pandemia, para o setor de gestão de resíduos.

No vídeo produzido, Ana Loureiro, Diretora de Comunicação da EGF, refere a importância da comunicação responsável e adaptada ao contexto de cada país; ilustra o exemplo português com as regras que têm sido emitidas pelos órgãos oficiais, e da EGF, com a génese de um projeto online composto por material pedagógico e respostas-tipo a perguntas frequentes e incita o cidadão a seguir as regras do lixo para evitar o contágio e proteger-se a si, e aos trabalhadores de gestão de resíduos.

A ISWA – International Solid Waste Association é uma associação não governamental que tem como missão a promoção e desenvolvimento da gestão profissional de resíduos em todo o mundo como contribuição ao desenvolvimento sustentável. A organização dispõe de uma área no seu site dedicada ao COVID-19 que demonstra como é feito o tratamento de resíduos durante a pandemia pelo mundo.

 

O vídeo está também a ser divulgado no Brasil, através da ABRELPE - Associação Brasileira de Empresas de Limpeza Pública e Resíduos Especiais - associação que tem como missão promover o desenvolvimento técnico-operacional da gestão de resíduos sólidos no Brasil.

 

 

Em cooperação, através de vídeos informativos em várias línguas, conseguimos disseminar a mensagem com mais facilidade e informar mais pessoas de diferentes países. Contra a pandemia, juntos somos mais fortes!

Monos: Agora Não 14 ABRIL 2020

A EGF tem disponível novo material pedagógico de tratamento de resíduos em tempos de pandemia para partilha e sensibilização, no separador COVID-19.

É importante agradecer a quem diariamente trata dos nossos resíduos. Para isso, para além de uma campanha que consciencializa a população a seguir as regras e ficar em casa para se proteger a si e aos trabalhadores de recolha tratamento de resíduos, foram disponibilizados cartazes, folhetos e posts para as redes sociais que facilitam a transmissão de regras simples a ter com os resíduos que produzimos todos os dias.

Para ajudar todos os profissionais da EGF e dos municípios, é importante não descurar as 5 regras de tratamento do lixo. Nomeadamente, relembrar que a colocação de monos/monstros para recolha não é prioritária durante a pandemia. Mesmo que faça arrumações em casa, deve aguardar pelo fim desta fase e apenas colocar estes materiais (colchões, sofás e outros materiais que não cabem nos contentores) quando o serviço estiver disponível.

EGF | Portugal em Direto 09 ABRIL 2020

A EGF esteve ontem presente no programa Portugal em Direto da RTP1, apresentado por Dina Aguiar.
 

Ana Loureiro, Diretora de Comunicação da EGF, respondeu às perguntas mais frequentes dos cidadãos relacionadas com a reciclagem, recolha e tratamento de lixo durante a pandemia COVID-19 e esclareceu eventuais dúvidas persistentes sobre a gestão de resíduos durante a fase de pandemia.
     

A participação da empresa no programa estendeu-se também às suas concessionárias. Marta Alçada, responsável de comunicação da Resiestrela, foi entrevistada na reportagem gravada apresentada no programa, sobre o acréscimo de resíduos domésticos provocado pelo confinamento das famílias durante a pandemia na Cova da Beira, sendo que a Resiestrela contabilizou mais 20% de resíduos recicláveis que no período homólogo.
         

Durante a participação do grupo no programa, foi ainda realçada a importância das pessoas permanecerem em casa para salvaguardar a segurança dos trabalhadores da recolha e tratamento de resíduos.

 

 

 

 

 

SINERGIA ESTÁ ONLINE 08 ABRIL 2020

A Mota-Engil lançou a última edição da revista SINERGIA. A publicação periódica tem como objetivo demonstrar o que de melhor se faz no Grupo Mota-Engil pelo mundo, através da partilha de notícias das várias empresas que constituem o grupo nos vários continentes.


Esta edição, a 56ª, tem a sustentabilidade como tema de destaque e incide nas prioridades que o Grupo definiu para o triénio de 2018-2020 que passam por investir na comunidade, em segurança, ambiente, ética e compliance, bem como na diversidade e inclusão. Na EGF, destacam-se os resultados significativos da reciclagem e recolha seletiva em 2019; os 25 anos da Valorsul; o sucesso de projetos de educação ambiental como o Ecovalor e o EcoPraias; novas infraestruturas; constantes sinergias entre a EGF e as suas concessionárias e a crescente articulação intragrupo.


Esta edição será distribuída apenas em suporte digital e pode ser lida AQUI.

COVID-19 E RESÍDUOS URBANOS 03 ABRIL 2020

A EGF acaba de disponibilizar, através da plataforma digital www.egf.pt, informação simplificada sobre os novos cuidados a ter com os resíduos urbanos e a disposição do lixo doméstico no combate à propagação da pandemia da COVID-19, reunindo também respostas a perguntas frequentes e materiais pedagógicos para utilização por todas as pessoas e organizações.

 

Nesta página, que dá indicações claras e simples com base nas orientações da Agência Portuguesa do Ambiente, juntamente com a Entidade Reguladora dos Serviços de Águas e Resíduos (APA e ERSAR), e a Direção-Geral da Saúde (DGS1/DGS2), estão disponíveis cartazes e folhetos em várias línguas, comunicados e pequenos filmes com informação útil, sendo ainda possível esclarecer questões sobre a reciclagem ou perceber melhor como se proteger e às pessoas que o rodeiam para evitar o contágio. 

Também poderá aceder à campanha digital “nós estamos a trabalhar por si, fique em casa por nós”, lançada no mês passado, que sensibiliza e aconselha a população a permanecer em casa, com o objetivo de prevenir e mitigar a propagação do vírus, protegendo-se a si e aos trabalhadores da recolha e tratamento de resíduos que diariamente fazem o seu serviço sem possibilidade de paragens. 

Esta iniciativa online também pode ser acompanhada nas redes sociais – Facebook, Linkedin e Instagram – através da hashtag #PREVENIRCOVID19.  

COVID-19 | Regras do Lixo 27 MARÇO 2020

Face à evolução da infeção por COVID-19 em Portugal, a EGF alerta para cinco regras do lixo essenciais a ter com o lixo doméstico que se faz em casa e que precisa de uma atenção especial em fase de pandemia.

 

 

Para evitar a contaminação de mais pessoas, é importante que se corrijam erros que têm vindo a ocorrer com alguma frequência no espaço público, nomeadamente a deposição de resíduos fora do contentor ou a colocação de máscaras e luvas nos ecopontos. É urgente corrigir estes comportamentos, para proteção dos trabalhadores e da comunidade, conforme definido nas Regras do Lixo.

 

 

Este alerta decorre da necessidade urgente de melhoria de comportamentos individuais que influenciam o serviço de recolha e tratamento de resíduos urbanos, assegurado todos os dias por empresas e municípios.


5 REGRAS DO LIXO

 

  1. Máscaras, luvas e lenços não são recicláveis, devem ser SEMPRE colocados no lixo comum

Estes materiais estão a aparecer, em grandes quantidades, nos ecopontos, indo parar às linhas de triagem. Para além de não serem recicláveis, podem estar contaminados.

 

  1. Lixo contaminado não é reciclável, deverá ser SEMPRE colocado no lixo comum

Esta regra aplica-se a todas as pessoas infetadas com COVID-19 ou que se encontrem em quarentena pela mesma suspeita. Qualquer pessoa nestas condições, deverá ter o seu lixo colocado em dois sacos, um dentro do outro, bem fechados. Estes sacos não devem estar cheios nem compactados – apenas têm de estar bem fechados e ser depositados dentro do contentor de lixo comum.

 

  1. NUNCA deixar sacos de lixo no chão, colocar dentro do contentor

Se o contentor estiver cheio, deve ser utilizado quando estiver disponível ou utilizar-se o contentor mais próximo. Se a recolha habitual for feita com sacos, devem ser seguidas as instruções do município ou freguesia.

 

  1. Não colocar monos/monstros para recolha em fase de pandemia

Em fase de pandemia este serviço não é prioritário, as empresas e os municípios estão a fazer um esforço considerável para manter o serviço público essencial à população. Mesmo que faça arrumações em casa, deve se aguardar pelo fim desta fase e apenas colocar estes materiais (colchões, sofás e outros materiais que não cabem nos contentores) quando o serviço estiver disponível.

 

  1. Ficar em casa e manter a higiene

Ficar em casa, manter a higienização dos caixotes/zonas do lixo, proteger sempre as mãos e lavá-las após estas operações durante, pelo menos, 20 segundos. Com estas atitudes consegue-se prevenir a infeção, protegendo inclusive os trabalhadores que asseguram o serviço de recolha e tratamento de resíduos todos os dias.

 

Os trabalhadores do setor da recolha e tratamento de resíduos continuam todos os dias a contribuir para a limpeza das nossas ruas, através da recolha seletiva, e a garantir o tratamento dos nossos resíduos. A melhor forma de lhes agradecer é partilhar e cumprir estas regras e ser compreensivo para com as adaptações à recolha que o seu município e as concessionárias EGF poderão ter de fazer.

EGF | Campanha Digital 25 MARÇO 2020

A EGF lançou uma campanha digital de sensibilização e alerta à população para permanecer em casa com o objetivo de prevenir e mitigar a propagação da pandemia COVID-19. A campanha mostra trabalhadores das concessionárias EGF com cartazes a alertar a população para ficar em casa, para proteção própria e proteção dos trabalhadores.

 

Com o mote “nós estamos a trabalhar por si, fique em casa por nós”, esta campanha, promovida no site e nas redes sociais de todas as concessionárias EGF, pretende relembrar o cidadão das regras da Direção-Geral da Saúde que acautelam para a prevenção e para o afastamento social durante esta pandemia. 

 

Em paralelo e ao longo da semana, estão também a ser divulgadas instruções concretas sobre a forma como devemos tratar os nossos resíduos, com instruções específicas em caso de infeção ou quarentena.

 

A campanha está a decorrer no Facebook, Linkedin, Instagram e pode ser visualizada nas redes sociais através da hashtag #PREVENIRCOVID19.

Na semana passada, a EGF emitiu um comunicado com os cuidados a ter para a deposição de resíduos de uma pessoa infetada com COVID-19. Todos os resíduos infetados devem ser colocados no contentor de lixo comum e ser devidamente selados em dois sacos. Também máscaras, luvas e lenços de papel devem ser colocados no contentor do lixo comum.

 

Os trabalhadores do setor da recolha e tratamento de resíduos continuam todos os dias a contribuir para a limpeza das nossas ruas, através da recolha seletiva, e a garantir o tratamento dos nossos resíduos. A melhor forma de lhes agradecer é partilhar e cumprir estas regras e ser compreensivo para com as adaptações à recolha que o seu município e as concessionárias EGF poderão ter de fazer.

EGF | #PREVENIRCOVID19 23 MARÇO 2020

A EGF lançou uma campanha nas redes sociais que sensibiliza a população a ficar em casa com o objetivo de prevenir a propagação da pandemia COVID-19. A campanha mostra trabalhadores das concessionárias EGF com cartazes a alertar a população para ficar em casa, para proteção própria e proteção dos trabalhadores.

 

Com o mote “nós estamos a trabalhar por si, fique em casa por nós”, esta campanha, promovida nas redes sociais de todas as concessionárias EGF, pretende relembrar o cidadão das regras da Direção Geral de Saúde que acautelam para a prevenção e para o afastamento social durante esta pandemia.

 

 

A campanha está a decorrer no Facebook, Linkedin e Instagram e pode ser visualizada nas redes sociais através da hashtag #PREVENIRCOVID19.

 

Na semana passada, a EGF emitiu um comunicado com os cuidados a ter para a deposição de resíduos de uma pessoa infetada com COVID-19. Todos os resíduos infetados devem ser colocados no contentor de lixo comum e ser devidamente selados em dois sacos. Também as máscaras, luvas e lenços de papel devem ser colocados no contentor de lixo comum.

COVID-19 | Gestão de Resíduos 18 MARÇO 2020

A Direção Geral da Saúde (DGS) e o Ministério do Ambiente e da Ação Climática definiram novos cuidados para a deposição de resíduos para prevenção de contaminação por COVID-19.

 

Durante o combate à pandemia, a EGF solicita à população que todos cumpram as novas regras no manuseamento do lixo doméstico:

 

  1. Se tiver, na sua família pessoas infetadas (ou com essa suspeita) lembre-se que os seus resíduos também podem estar infetados. Nesse caso deverá:

  • Colocar os resíduos em sacos de lixo resistentes e descartáveis, com enchimento até 2/3 (dois terços) da sua capacidade – não encher totalmente os sacos;
  • Os sacos devidamente fechados devem ser colocados dentro de um segundo saco, devidamente fechado, e este deve ser depositado no contentor de lixo comum (resíduos indiferenciados).
  • Os sacos devem ser sempre colocados dentro do contentor – não deixe o saco no chão. Se estiver cheio, coloque no contentor mais próximo ou utilize quando estiver disponível.
  1. Para além disso, as máscaras, luvas e lenços devem ser sempre colocados no contentor do lixo comum.

 

Os trabalhadores do setor da recolha e tratamento de resíduos continuam todos os dias a contribuir para a limpeza das nossas ruas, através da recolha seletiva, e a garantir o tratamento dos nossos resíduos. A melhor forma de lhes agradecer é partilhar e cumprir estas regras e ser compreensivo para com as adaptações à recolha que o seu município e a Valorsul poderão ter de fazer.

Recomendações COVID-19 13 MARÇO 2020

A EGF acompanha, atentamente, a crise do COVID-19, e já tem ativos os Planos de Contingência de todas as Concessionárias, de forma a prevenir ou mitigar os efeitos que a propagação generalizada do vírus poderá ter na prestação do serviço público, observando todas as recomendações da Direção Geral da Saúde.

 

Estas são informações e cuidados essenciais que todos deveremos ter para proteção própria e da comunidade (versões Portuguesa, Inglesa, Francesa e Espanhola disponíveis).

 

 

 

 

 

 

 

 

 

                

Lisboa | Capital Verde 2020 12 MARÇO 2020

Lisboa foi galardoada em 2020 com o título "Capital Verde Europeia" porque aposta na mobilidade, na criação de mais espaços verdes, na redução do ruído, da poluição, dos gastos de água, entre outras medidas.

 

Este título representa um projeto da Comissão Europeia que reconhece as cidades progressivamente mais eco-friendly, que se esforçam para tornar a vida dos seus cidadãos mais saudáveis e sustentáveis e que promovem a consciencialização ambiental.

 

Juntamente com outras empresas, a Valorsul assinou o pacto ambiental Lisboa Capital Verde 2020, comprometendo-se a implementar, até 2030, medidas e ações que mitiguem a pegada ambiental e promovam boas práticas sustentáveis.

 

Entre essas ações, contabilizam-se projetos direcionados ao combate das alterações climáticas, nomeadamente à promoção da reciclagem e da economia circular:

 

  • Campanhas de comunicação dedicadas à reciclagem em públicos alvo específicos;
  • Aquisição de suportes e sacos para promover a recolha seletiva em eventos, feiras e públicos específicos;
  • Ações de sensibilização para ajudar a melhorar a qualidade dos materiais entregues nos Centros de Triagem e na Valorização Orgânica;
  • Oferta de compostores a famílias, visando incentivar o hábito da compostagem, associados a campanhas de comunicação dedicadas;
  • Apoio ao Município de Lisboa na expansão da Recolha Seletiva de Biorresíduos.

 

 

EGF | Manhãs da APEMETA 06 MARÇO 2020

A EGF esteve ontem, dia 5 de março, presente nas Manhãs da APEMETA - Associação Portuguesa de Empresas de Tecnologias Ambientais, através da Engª. Filipa Pantaleão, Diretora Técnica da EGF, que participou no Debate: "Desafios e Constrangimentos dos Têxteis na Gestão e Tratamento de RSU".

 

Neste ciclo de conversas dirigido ao sector têxtil, participaram também speakers da Quercus, APA - Agência Portuguesa do Ambiente, Resiaçores, Suma, Lipor, entre outras empresas do setor ambiental.

 

Abordaram-se temáticas sobre a produção têxtil e os seus custos, a problemática dos têxteis no fluxo dos resíduos indiferenciados e os produtos que podem ser feitos com resíduos têxteis bem como a criação de uma entidade gestora do sector. 
O evento teve lugar na Fundação Cidade Lisboa, no Campo Grande.

AMARSUL | Ações de Segurança 04 MARÇO 2020

No âmbito das medidas de Saúde e Segurança no Trabalho (SST) adotadas pela Amarsul, a empresa encontra-se a promover a realização de ações de sensibilização, que têm lugar nas instalações dos Ecoparques de Palmela e Seixal, em contexto real.

 

 

Recentemente, foi dinamizada uma sessão de formação dedicada ao tema “Movimentação Manual de Cargas” direcionada a todos os colaboradores com atividade na Recolha Seletiva, que visa minimizar os riscos de Lesões Músculo-Esqueléticas dos colaboradores desta área e criar um espírito de atuação preventiva em relação ao risco. 

 

 

 

 

 

VALORMINHO Reciclagem sobe 13% 03 MARÇO 2020

A Valorminho, empresa concessionária da EGF na região do Alto Minho, responsável pelo tratamento e valorização de resíduos urbanos nos municípios de Melgaço, Monção, Valença, Vila Nova de Cerveira, Paredes de Coura e Caminha, aumentou a recolha seletiva em 13% face ao período homólogo de 2018.

 

Em 2019 foram recolhidos seletivamente 3928 toneladas de resíduos provenientes da área de intervenção da Valorminho: 1824 toneladas de vidro, 1430 toneladas de papel/cartão e 674 toneladas de plástico e metal.

 

Uma maior consciência ambiental da população, aliada ao investimento que a Valorminho fez na recolha seletiva multimaterial de resíduos de embalagens nestes últimos anos; nomeadamente em viaturas, ecopontos e contentores para a recolha seletiva e uma forte aposta nas campanhas de sensibilização para a correta separação de resíduos, permitiram o crescimento em todos os materiais: 15% no vidro, 8,7% no papel/cartão e 17,5% no plástico e metal.

 

Este investimento está integrado numa candidatura financiada pelo Programa Operacional de Sustentabilidade e Eficiência no Uso dos Recursos (POSEUR) e, concretiza, uma opção estratégica delineada no Plano de Ação do Plano Estratégico de Resíduos de Sólidos Urbanos em resposta aos desafios introduzidos pelo PERSU 2020 no que respeita ao incremento da reciclagem multimaterial, contribuindo desta forma para a melhoria do serviço prestado aos municípios da área de intervenção.

RESIESTRELA | Planetários 02 MARÇO 2020

A Resiestrela, concessionária da EGF da Cova da Beira, volta a trazer às escolas o projeto “A Nossa Casa é um Planeta”. As ações de sensibilização constituintes do projeto são integradas no Programa ECOVALOR, no âmbito de uma candidatura conjunta das 11 concessionárias pertencentes à EGF ao POSEUR (Programa Operacional para a Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos).

 

Esta ação de educação ambiental contempla a produção de 3 filmes especialmente concebidos com conteúdos adequados para 3 públicos-alvo diferentes: Jardim de Infância; 1º, 2º e 3º Ciclo; Secundário/Adulto.

 

Com uma abordagem inovadora, e projetado em planetários itinerantes, as ações de sensibilização englobam, além da apresentação dos filmes, jogos sobre a temática ambiental e entrega de materiais pedagógicos que permitem consolidar o conhecimento obtido.

 

De momento, as localidades consideradas por esta ação são as escolas dos municípios de Almeida, Belmonte, Covilhã, Fundão, Manteigas, Penamacor e Vilar Formoso.

 

Datas e locais de apresentação da atividade:

 

  • Escola do Rodrigo (Covilhã) - 19 de fevereiro;
  • Escola Pedro Álvares Cabral (Belmonte) - 20 de fevereiro;
  • Escola Sede Agrupamento Escolas do Fundão - 27 de fevereiro;
  • Escola Básica e Secundária de Manteigas- 28 de fevereiro;
  • Escola EB 2/3 Ribeiro Sanches (Penamacor) - 17 de Março
  • Escola EBS Dr. José Casimiro Matias (Almeida) e Escola EBS Vilar Formoso a 17 Março.

As temáticas apresentadas nesta iniciativa assentam na Redução, Reutilização, Recuperação e Reciclagem de materiais e energia, substituindo o conceito de fim-de-vida da economia linear, por conceitos de Reutilização, Restauração e Renovação. De tal maneira, a ação contribui para uma cidadania ativa no domínio do desenvolvimento sustentável e para construção de uma sociedade de baixo carbono, racional e eficiente na utilização dos seus recursos.

 

AMARSUL Reciclagem sobe 19% 28 FEVEREIRO 2020

A Amarsul, empresa responsável pela valorização dos resíduos urbanos de 9 municípios da Península de Setúbal, apresentou em 2019 um crescimento notável de 19% no encaminhamento de resíduos para reciclagem, resultante do investimento realizado nos municípios de Alcochete, Almada, Barreiro, Moita, Montijo, Palmela, Seixal, Sesimbra e Setúbal.

 

A população da região, com mais de 780 mil habitantes, contribuiu positivamente para o aumento da recolha de 33 mil toneladas de resíduos recicláveis, 45% foram de papel e cartão, 30% de vidro e 25% de plástico e metal. O aumento da recolha seletiva foi transversal a todos os materiais, embora tenha apresentado melhores resultados nas embalagens de papel e cartão, que registaram um crescimento superior (mais 25% que no ano anterior).

 

Estes indicadores são resultado do investimento de 10 milhões de euros que a Amarsul desenvolveu na recolha seletiva multimaterial de resíduos de embalagens nestes últimos anos em viaturas, ecopontos e contentores para a recolha seletiva porta-a-porta, assim como em campanhas de sensibilização ambiental de incentivo à reciclagem, desenvolvidos em parceria com os Municípios. Este valor, parte do plano de investimentos da Amarsul, é cofinanciado pelo programa POSEUR – Programa Operacional de Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos e visa aumentar e otimizar as quantidades de recicláveis separados na origem.

 

A Amarsul terminou  2019  com  uma capitação anual de 39 kg de resíduos de embalagens separados por habitante e com o dobro dos pontos de recolha de resíduos recicláveis. Em 2020 almeja-se alcançar a meta de 45kg por habitante.

VALORLIS | Reforço de Vidrões 27 FEVEREIRO 2020

A Valorlis vai reforçar a rede de ecopontos verdes com a disponibilização de 250 vidrões ao serviço da população nos concelhos da Batalha, Leiria, Marinha Grande, Ourém, Pombal e Porto de Mós, no primeiro semestre de 2020.

 

A colocação de ecopontos verdes para separação de vidro tem como objetivo aumentar a quantidade de vidro enviado para reciclagem e vem complementar o investimento no reforço da rede de ecopontos que a Valorlis tem vindo a encetar na sua área de intervenção.   

 

Este investimento será concluído com a aquisição de duas viaturas pesadas dedicadas à recolha de vidro que têm uma caixa de recolha inovadora que permitirá um melhor acondicionamento dos resíduos recolhidos.

 

A disponibilização destes meios, pertencentes ao plano de investimentos da Valorlis no valor 1,8 milhões de euros cofinanciados pelo POSEUR - Programa Operacional de Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos, visa aumentar as quantidades de resíduos recolhidos seletivamente. 

 

Em 2019, a Valorlis instalou nas suas áreas de intervenção 213 ecopontos de 1.000l, 247 ecopontos de 2,5m 3 e 120 vidrões colocados junto ao Canal HORECA -  hotéis, restaurantes, cafés e associações, onde existe uma maior produção de embalagens de vidro.


Marta Guerreiro, Administradora Delegada da Valorlis, explica que “a deposição de embalagens de vidro, como garrafas, frascos e boiões nos ecopontos, está ainda longe de atingir os índices desejáveis, o que justifica um investimento por parte da empresa em equipamentos para deposição de vidro.” Acrescenta ainda que “a colocação será reforçada com a disponibilização de contentores de 240l para separação de vidro no Canal HORECA e com ações de sensibilização para a correta utilização dos ecopontos, aumentando os hábitos de reciclagem da população”.

 

ALGAR | Carnaval é EcoEvento 26 FEVEREIRO 2020

O Carnaval de Loulé recebeu uma vez mais o certificado de EcoEvento pela ALGAR; concessionária da EGF na região do Algarve.


Os resíduos recicláveis recolhidos ao longo de todo o evento foram entregues à ALGAR, pesados e «mensurados», resultando numa contrapartida financeira que foi entregue pelo Município de Loulé à “Existir”, associação para a intervenção e reabilitação de populações deficientes e desfavorecidas.

 

Neste sentido, apelou-se a todos os participantes do evento para que fizessem a separação dos resíduos de embalagem de papel/cartão; plástico/metal e vidro, colocando-os nos ecopontos espalhados no recinto.

 

O tema escolhido para a edição do Carnaval de Loulé deste ano foi o cinema. O cortejo de Loulé, que conta já com mais de 100 anos, um dos mais antigos do país, saiu à rua este domingo, segunda e terça-feira, com um total de 600 figurantes, que desfilaram nas ruas e no topo dos 14 carros alegóricos.

VALORSUL | Metas Cumpridas 20 FEVEREIRO 2020

A Valorsul, concessionária da EGF na zona da Grande Lisboa e Oeste, cumpriu, em 2019, todas as metas ambientais com um incremento da reciclagem em todos os materiais enviados.

 

Mais 8,5 mil toneladas de material que em 2018, foi o número registado nos Centros de Triagem da empresa que totalizaram, em 2019, mais de 93 mil toneladas recebidas.

 

A separação nos ecopontos de plástico e metal foi a que registou um crescimento superior (mais 13% que no ano anterior). Seguiu-se uma evolução muito positiva na separação de vidro para reciclagem (mais 10%). A reciclagem de papel e cartão cresceu 9%.

 

Em 2019, cada habitante enviou, em média, 55 kg de materiais para reciclar. Este valor significa que, em apenas dois anos, cada pessoa separou em média mais 10 kg. Lisboa é o município da região com maior reciclagem per capita, com 102 kg de separação de embalagens por habitante.

 

A Valorsul também não podia ultrapassar os 16% de resíduos biodegradáveis depositados em aterro e cumpriu. No global, a Valorsul enviou para reciclagem 40% dos seus resíduos urbanos (embalagens, orgânicos e outros), cumprindo também esta importante meta.

 

Região Oeste regista os maiores crescimentos

 

Nos 14 municípios do Oeste concessionados à Valorsul esta evolução na reciclagem foi ainda mais positiva, com crescimentos de mais 20% no vidro, mais 21% no papel/cartão e mais 25% de entrega de embalagens de plástico e metal.

 

Este crescimento acentuado deveu-se a um forte investimento na recolha seletiva realizado pela empresa com mais 1500 ecopontos, mais 28 viaturas de recolha e campanhas de sensibilização.

SULDOURO | Reciclagem sobe 16% 18 FEVEREIRO 2020

A Suldouro, empresa concessionária da EGF, responsável pelo tratamento e valorização de resíduos urbanos nos municípios de Santa Maria da Feira e de Vila Nova de Gaia, aumentou a recolha seletiva em 16% relativamente ao ano de 2018.

 

Este aumento, registado em todos os materiais recicláveis recolhidos, deveu-se ao investimento que a Suldouro fez na recolha seletiva multimaterial de resíduos de embalagens nestes últimos anos; nomeadamente em viaturas, ecopontos e contentores para a recolha seletiva porta-a-porta.

 

Este investimento está integrado numa candidatura financiada pelo Programa Operacional de Sustentabilidade e Eficiência no Uso dos Recursos (POSEUR) e, concretiza, uma opção estratégica delineada no Plano de Ação do Plano Estratégico de Resíduos de Sólidos Urbanos em resposta aos desafios introduzidos pelo PERSU 2020 no que respeita ao incremento da reciclagem multimaterial, contribuindo desta forma para a melhoria do serviço prestado aos dois municípios.

 

 

ALGAR | Toneladas de Ajuda 17 FEVEREIRO 2020

A Algar, concessionária da EGF na zona do Algarve, está a promover a campanha de responsabilidade social TONELADAS DE AJUDA, uma campanha EGF sobre reciclagem de embalagens com fim solidário, que está direcionada a todas as IPSS localizadas na região do Algarve.

 

Esta campanha tem como objetivo valorizar todos os resíduos recicláveis que as instituições inscritas queiram entregar na Algar, nomeadamente embalagens de plástico, metal, papel, cartão e vidro, em troca de uma contrapartida financeira.

 

Para promover a iniciativa a Algar, representada pelos Administradores Executivos Engª Telma Robim e Engº José Barreto, e o Banco Alimentar Algarve, representado pelo Presidente da Direção Dr. Nuno Alves e o Tesoureiro de Direção José Pinto, assinaram um protocolo de cooperação no passado dia 22 de janeiro no Centro de Educação Ambiental da Algar que funciona no Ecocentro de Albufeira.

 

O Banco Alimentar do Algarve torna-se na primeira instituição da região a aderir à campanha, tendo, no mesmo dia, entregue 1700 kg de papel/cartão e 360 kg de plástico/metal nas instalações da Algar. A instituição algarvia presta apoio a 106 IPSS que também irão contribuir para a separação e entrega de resíduos de embalagens recicláveis. A contrapartida financeira servirá para adquirir alimentos para reforçar cabazes de famílias apoiadas pela instituição.

 

RECICLE E AJUDE QUEM MAIS PRECISA! 

 

COMO FUNCIONA?

Para participar é necessário inscrever-se na Algar através do e-mail geral@algar.com.pt. Após receção dos dados será aberta uma ficha de cliente que funcionará como conta corrente por cada instituição de modo a quantificar o peso do material entregue, sendo depois disponibilizado um talão de pesagem.

 

ONDE?

As entregas dos materiais deverão ser efetuadas diretamente nas instalações da Algar, nomeadamente, nas Unidades de Triagem, nas Estações de Transferência e nos Ecocentros, localizados nos Municípios de: Albufeira, Alcoutim, Aljezur, Castro Marim, Lagos, Loulé, Tavira, Vila do Bispo, Quarteira e Portimão (locais e horários em www.algar.com.pt).

 

Também serão aceites entregas feitas por outras entidades desde que sejam realizadas em nome de uma IPSS já inscrita na campanha.

VALORSUL Aniversário Central 14 FEVEREIRO 2020

A Central de Valorização Energética da Valorsul celebra hoje 20 anos de existência. Em duas décadas, foram transformadas em energia 14 milhões de toneladas de resíduos.

 

Esta central, pioneira em Portugal, destina-se a tratar resíduos provenientes da recolha indiferenciada. Por dia recebe perto de 2.000 toneladas de resíduos urbanos e produz energia suficiente para abastecer uma cidade de 150 mil habitantes.  

 

Passados 20 anos desde a sua construção foi possível desviar de deposição em aterro 14 milhões de toneladas de resíduos, transformando-as em energia. Esta energia é enviada para a rede elétrica poupando o recurso a outras fontes, evitando, assim, importações.

 

 

 

 

VALORLIS| Reciclagem sobe 17% 12 FEVEREIRO 2020

A Valorlis, concessionária da EGF na Alta Estremadura, terminou 2019 com o valor mais elevado de sempre na recolha seletiva de resíduos urbanos. A separação nos ecopontos aumentou 17% face ao período homólogo de 2018. O envolvimento da população foi essencial para alcançar estes resultados.

 

Este ano foram enviados para reciclagem um total de 12.460 toneladas de resíduos na área de intervenção da Valorlis; 4.865 toneladas de vidro, 5.377 toneladas de papel/cartão e 2.218 toneladas de embalagens de plástico e metal. Foi notório o aumento de todos os materiais, sendo que a separação nos ecopontos de plástico e metal foi a que registou um crescimento superior (mais 19% que no ano anterior). Seguiu-se uma evolução muito positiva na separação de vidro para reciclagem (mais 16%). A reciclagem de papel/cartão cresceu 15%.

 

O esforço de recolha seletiva nos municípios da área de influência da Valorlis (Batalha, Leiria, Marinha Grande, Ourém, Pombal e Porto de Mós) resultou na poupança de 80 mil árvores, metal que permite fabricar mais de 11,4 milhões de latas de 0,33 litros, plástico suficiente para produzir mais de 1,8 milhões de t-shirts XL e uma quantidade de vidro que permite produzir cerca de 13,9 milhões de garrafas de 0,75 litros.

 

Marta Guerreiro, Administradora Delegada da Valorlis, salienta: “Esta melhoria deve-se a uma maior consciência ambiental da população, aliada a um forte investimento em novos ecopontos, diferentes tipologias de contentores, viaturas e a campanhas de sensibilização para a correta separação que a Valorlis têm vindo a desenvolver em conjunto com os municípios.” E acrescenta: “Apesar dos excelentes resultados alcançados, temos consciência que o nosso esforço em prestar um serviço cada vez melhor à população deverá manter-se, para em conjunto construirmos um ambiente melhor para todos”.

 

Para mais informações: Cidália Martins |cidalia.martins@valorlis.pt| 244575540

Reunião de Comunicação 2020 10 FEVEREIRO 2020

A reunião anual da área de Comunicação do grupo EGF realizou-se no passado dia 5 e 6 de Fevereiro na Resinorte, na unidade de Boticas, na região de Trás-os-Montes. Para além da avaliação do trabalho realizado, definiram-se estratégias para o futuro, com o objetivo de angariar cada vez mais pessoas para reduzir, reutilizar e reciclar os resíduos que produzem.

 

O encontro, que todos os anos se realiza em locais diferentes, contou ainda com a participação de todos os trabalhadores da unidade de Boticas, demonstrando que é possível concretizar iniciativas corporativas fora dos locais habituais, valorizando espaços e recursos existentes no Grupo.

 

 

 

ALGAR | Planetários 28 JANEIRO 2020

A ALGAR, empresa responsável pela gestão de resíduos sólidos urbanos no Algarve, vai trazer novamente o projeto “A Nossa Casa é um Planeta” às escolas da região. As ações de sensibilização são integradas no Programa ECOVALOR, no âmbito de uma candidatura conjunta das 11 concessionárias pertencentes à EGF, ao POSEUR (Programa Operacional para a Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos).

 

A iniciativa contempla a projeção em planetários itinerantes 360º de 3 filmes concebidos com conteúdos para públicos-alvo distintos (Jardim de Infância; 1º, 2º, 3º Ciclo e Secundário/Adulto), sobre as temáticas Redução, Reutilização, Recuperação e Reciclagem de materiais e energia.

 

Estas ações contribuem para uma cidadania ativa no domínio do desenvolvimento sustentável e para a construção de uma sociedade de baixo carbono, racional e eficiente na utilização dos seus recursos.

 

Datas e locais de apresentação da atividade:

  • 27 Janeiro/ Concelho Lagos/Escolas EB nº1 de Lagos e JI/EB1 da Ameijeira;
  • 28 Janeiro/ Concelho Portimão/ Escolas EB 2.3 Judice Fialho; EB Bemposta e EB 2.3 D. Martinho Branco;
  • 29 Janeiro/ Concelho Tavira/ Escolas JI/Horta do Carmo e na EB1/ 2.3 D. Manuel I;
  • 30 Janeiro/ Concelho Tavira/ Escolas EB 2.3 D. Paio Peres Correia;
  • 30 Janeiro/ Concelho Monchique/ Escolas EB 1 N.º 1 e EB 2,3;
  • 5 e 6 de Março/ Concelho Albufeira - Centro de Educação Ambiental da Algar/Escolas JI/EB1 Vale Pedras; EB 2.3 Dr. Francisco Cabrita; EB das Ferreiras e EB 2.3 Diamantina Negrão.
VALORSUL | Candidatura EEA 24 JANEIRO 2020

A Valorsul, concessionária da EGF nas regiões de Lisboa e Oeste, integra uma candidatura a financiamento no âmbito do Programa EEA Grants com o projeto InRoads – Innovative and Green Residue-Based Noise Barriers for Roadways, juntamente com a Mota-Engil Engenharia e Construção, a Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto e a Universidade de Coimbra.

 

EEA Grants é um mecanismo financeiro plurianual estabelecido entre os membros do Acordo do Espaço Económico Europeu (Islândia, Liechtenstein e Noruega) e os Estados membros da União Europeia com maiores desvios da média europeia do PIB per capita, onde se inclui Portugal. Esta relação visa promover um contínuo e equilibrado reforço das relações económicas e comerciais através de apoio financeiro.

 

O projeto propõe o desenvolvimento de uma solução inovadora para construção de barreiras acústicas pré-fabricadas apostando na reutilização de agregados artificiais produzidos a partir de escórias de incineração de resíduos urbanos (AEIRU).

 

Integrado no âmbito do concurso Projetos para a Promoção da Economia Circular no Setor da Construção – do Programa "Ambiente, Alterações Climáticas e Economia de Baixo Carbono", o projeto permitirá mitigar o ruído induzido por tráfego rodoviário, o que contribuirá significativamente para uma melhoria da qualidade de vida das populações vizinhas aos locais onde se implementará esta solução e para abrandar a pegada ecológica do sector da construção civil.

 

 

 

 

Amarsul em programa da RTP1 10 Janeiro 2020

Hoje na RTP1, às 23h, José Pedro Vasconcelos e Fátima Lopes vão transformar-se em operadores de triagem de embalagens da Amarsul.

 

 

O programa de entretenimento de José Pedro Vasconcelos, "Depois, Vai-se a Ver e Nada" filmou um episódio na Central de Triagem do Ecoparque do Seixal da Amarsul onde, apresentador e convidada, encarnaram as tarefas diárias de um operador de triagem e mostram a realidade dos resíduos destacando a importância da reciclagem.

 

 


 

 

O episódio será transmitido hoje no canal público às 23h.

EDIT: O episódio já se encontra disponível no nosso Facebook e Linkedin.

 

ALGAR | Limpeza de Ecopontos 13 JANEIRO 2020

A Algar, responsável pela valorização e tratamento dos resíduos urbanos no Algarve, reforçou a  lavagem dos ecopontos, incluindo a higienização dos locais de deposição seletiva das embalagens e zonas envolventes e a realização de manutenção dos equipamentos e substituição das sinaléticas.

 

São mais de 7500 os contentores intervencionados, distribuídos pelos 16 municípios algarvios. Os trabalhos são executados por equipas especializadas, de segunda a sábado, excluindo feriados, em horário diurno.

 

Esta ação é realizada no âmbito do Plano Operacional da Atividade de Recolha Seletiva e enquadra-se na melhoria contínua da qualidade do serviço prestado à população e visitantes da região, para reforço dos cuidados relativos à saúde pública e para garantir uma valorização eficaz dos resíduos recolhidos.

 

A Algar tem vindo a reforçar a Atividade de Recolha Seletiva tendo adquirido 7 novas viaturas em 2019, o que lhe permitiu reforçar em 32% a capacidade da frota. Tem, também, vindo a aumentar o número de ecopontos, com a colocação de 781 novos equipamentos na via pública em 2018 e de mais de 376 ecopontos em 2019. O Algarve conta atualmente com mais de 12.800 contentores para a deposição das embalagens recicláveis, garantindo o rácio de 1 ecoponto/126 habitantes.

Desmontagem de Árvore de Natal 9 JANEIRO 2020

O programa Portugal em Direto da RTP1 acompanhou a desmontagem da árvore de Natal reciclável da Freguesia de Santo Amaro em Sousel, região pertencente à Valnor, concessionária da EGF no norte alentejano.

 

Juntos, a Valnor, a Junta de Freguesia e crianças das escolas da freguesia desmontaram a árvore de Natal e colocaram mais de 5000 garrafas de plástico, constituintes da árvore, nos sacos fornecidos pela Valnor.

 

Seguidamente, os sacos foram recolhidos por uma viatura da Valnor que prensou todas as embalagens para as transportar para o centro de triagem.

 

Todas as garrafas foram encaminhadas para as indústrias recicladoras para serem transformadas em novas canetas, baldes, vasos ou em novas embalagens.   

 

 

VALORLIS | Compostores 30 DEZEMBRO 2019

A Valorlis vai distribuir mais 4500 compostores domésticos pelos concelhos da Batalha, Leiria, Marinha Grande, Ourém, Porto de Mós e Pombal.

 

A compostagem trata-se de um processo biológico sustentável de aproveitamento de matéria orgânica resultante da preparação de refeições, como cascas de alimentos, restos de pão, borras de café ou restos de hortaliça. Os microrganismos do solo transformam essa matéria em composto que pode, posteriormente, ser utilizado na agricultura, em hortas ou jardins.

 

O programa de compostagem doméstica permite, assim, reduzir a quantidade de resíduos orgânicos depositados em aterro e serve de alternativa aos fertilizantes químicos prejudiciais ao solo.

 

Este programa, iniciado em 2007, conta atualmente com mais de 8800 compostores distribuídos e já permitiu desviar de aterro quase 19 mil toneladas de resíduos.

ALGAR | Campanha Natalícia 23 DEZEMBRO 2019

A Algar lançou a campanha natalícia “Primeiro celebramos, depois reciclamos!”, para alertar para a importância da separação de embalagens no ecoponto adequado durante o período festivo.

 

Apesar do bom desempenho do Algarve relativamente às quantidades de resíduos de embalagens recicláveis, a Algar alerta que há ainda muito trabalho a fazer na região. Apenas 40% das embalagens de vidro e igualmente das embalagens de papel/cartão produzidas no Algarve são colocadas nos ecopontos e, apenas 20% das embalagens de plástico/metal recebem esse mesmo destino para serem recicladas.

 

Nesta campanha, a Algar apela para que se coloquem todas as embalagens recicláveis no ecoponto e não apenas algumas, uma vez que a restante fração dos resíduos de embalagens recicláveis que não é depositada no ecoponto, está a ser colocada pela população diretamente no contentor dos resíduos de indiferenciados (lixo comum). Esses resíduos são recolhidos pelos municípios e têm como destino o aterro sanitário.

 

Esta campanha de Natal é dirigida a todos os residentes e visitantes da região.

 

Mais informações: www.algar.com.pt

 

Campanha TONELADAS DE AJUDA 19 DEZEMBRO 2019

A Resiestrela lançou a campanha de responsabilidade social TONELADAS DE AJUDA, uma campanha EGF em expansão por todo o seu território que é dirigida a todas as IPSS localizadas na área de intervenção das empresas e que consiste em valorizar todos os resíduos recicláveis que as instituições inscritas queiram entregar, nomeadamente embalagens plásticas, metálicas, papel, cartão e embalagens de vidro, em troca de uma contrapartida financeira.

 

Para participar na área de intervenção da Resiestrela, é necessário fazer uma inscrição através do email comunicacao@resiestrela.pt e, após receção dos dados, será aberta uma ficha de cliente, que funcionará como conta corrente por cada instituição de modo a quantificar o peso do material entregue, sendo depois disponibilizado um talão de pesagem.

 

As entregas dos materiais deverão ser efetuadas diretamente nas instalações da Resiestrela, designadamente no Centro de Triagem do Fundão e nas 7 estações de transferência e ecocentros dos municípios de Almeida, Celorico da Beira, Guarda, Penamacor, Pinhel, Sabugal e Trancoso.

 

Também serão aceites entregas feitas por outras entidades desde que sejam feitas em nome de uma IPSS já inscrita na campanha.

 

Para mais informações contactar:

Marta Alçada

Telefone: 275 779 330   / Telemóvel: 939 598 010 / E-mail: marta.alcada@resiestrela.pt

www.resiestrela.pt

ALGAR | Aterro de Portimão 18 DEZEMBRO 2019

A Algar iniciou a exploração da célula D do Aterro Sanitário de Portimão no passado dia 12 de dezembro, uma célula já prevista no projeto inicial do aterro, e que permite garantir a capacidade de deposição dos resíduos indiferenciados recolhidos nos concelhos do Barlavento Algarvio.

 

A construção do aterro sanitário traduz-se num investimento de 3,6 milhões de euros e conta com um volume de encaixe de 1 milhão de m3 para a deposição de resíduos, equivalente a 90.000 toneladas de resíduos por ano, prevendo-se um tempo de vida útil em exploração de 10 anos.

 

Para assistir à primeira utilização foram convidados a Presidente da Câmara Municipal de Portimão Isilda Gomes, o Vice-Presidente Filipe Vital, o chefe de Gabinete José Cardoso e ainda do Diretor Geral da EMARP João Rosa.

 

O aterro sanitário de Portimão faz parte de um sistema de gestão integrada, sendo que a deposição em Aterro é a última opção utilizada na gestão de resíduos e que resulta de um plano de proteção ambiental cuidado. A nova célula conta com as melhores técnicas de proteção e preservação ambiental de modo a permitir a impermeabilização dos solos e a proteção dos aquíferos, incluindo a monitorização da drenagem adequada de lixiviados; captação do biogás, o qual é encaminhado para valorização energética ou queima, e o controlo das águas subterrâneas/superficiais e das alterações topográficas.

VALNOR | ECOVALOR dá prémios 17 DEZEMBRO 2019

126 toneladas de resíduos recicláveis é o número conseguido pela Valnor no programa ECOVALOR, o programa dedicado à comunidade escolar implementado em toda a área de intervenção da EGF.

 

A Valnor, concessionária da EGF, premiou os estabelecimentos de ensino que apresentaram o melhor desempenho na reciclagem das suas embalagens usadas durante o ano letivo 2018/19.

 

No âmbito do concurso “Separa e Ganha”, e em troca pelos resíduos, as escolas, IPSS e associações irão receber mais de 25.000€.

 

 

 

Do total de 126 toneladas, foram enviadas para reciclagem 93 toneladas de papel/cartão e 33 toneladas de embalagens de plástico e metal.

               

Segundo Nuno Heitor, Administrador Delegado da Valnor, “A Valnor é uma empresa que tem como missão promover a reciclagem na sua região, e para tal, a sua aposta tem vindo a ser refletida na educação ambiental e em campanhas de responsabilidade social, de forma a envolver a comunidade na nossa missão ambiental e social”.

 

 

 

EGF | Pinheiro bombeiro 16 DEZEMBRO 2019

À semelhança do ano passado, a EGF voltou a aderir ao Pinheiro Bombeiro.

 

O Pinheiro Bombeiro é uma iniciativa de cariz social da startup portuguesa Rnters que permite, durante o período de Natal, alugar pinheiros de Natal verdadeiros.

 

Os pinheiros utilizados são pinheiros de desbaste, resultado da limpeza de um terreno da zona de Coruche.

 

Cada pinheiro tem o custo de 20€, sendo que 5€ revertem para a compra de material profissional de bombeiros (máscaras, luvas, fatos, entre outros) para o combate a incêndios. Só em 2018, foram angariados mais de 18 mil euros para os bombeiros de Viana do Castelo.

 

No final do aluguer, o pinheiro é devolvido e transformado em biomassa, finalizando o aluguer e a sua utilização de forma sustentável.

 

Esta iniciativa tem o apoio da Associação Portuguesa de Bombeiros Voluntários - APBV.

 

ALGAR | Oferta de NUTRIVERDE 13 DEZEMBRO 2019

A partir de hoje, 13 de dezembro, a Algar vai oferecer o composto NUTRIVERDE com planta hortícola, numa embalagem sustentável feita de papel, a todos os clientes que se deslocarem às suas instalações para entregarem resíduos de embalagens recicláveis.

 

O NUTRIVERDE é um corretivo agrícola orgânico 100% vegetal, produzido e comercializado pela ALGAR, obtido exclusivamente a partir de resíduos verdes provenientes de parques, jardins, terrenos de golfe e atividades agrícolas, através do processo de compostagem.

 

É ideal para ser usado como fertilizante orgânico e/ou substrato, pois para além de não ser agressivo ou poluente para a natureza, traz inúmeros benefícios ao solo devolvendo-lhe a matéria orgânica absorvida pelas plantas, fechando assim o ciclo natural. Deste modo, consegue-se o combate à erosão dos solos e melhorar as suas propriedades físicas, químicas e biológicas. A ALGAR convida assim os algarvios a criarem a sua própria horta.

 

O NUTRIVERDE pode ser adquirido nas instalações da ALGAR, durante o horário de funcionamento das mesmas. A empresa possui 3 Unidades de Compostagem de Verdes em funcionamento, em Portimão, São Brás de Alportel e Tavira.

 

Sobre a ALGAR

A Algar - Valorização e Tratamento de Resíduos Sólidos, S.A. é a entidade responsável, no Algarve, pelo sistema integrado de recolha seletiva, transferência, triagem dos materiais destinados à reciclagem, aproveitamento energético do biogás produzido em aterro sanitário, compostagem de resíduos verdes e o tratamento dos resíduos sólidos urbanos depositados em aterro sanitário, produzidos nos Municípios de Albufeira, Alcoutim, Aljezur, Castro Marim, Faro, Lagoa, Lagos, Loulé, Monchique, Olhão, Portimão, São Brás de Alportel, Silves, Tavira, Vila do Bispo e Vila Real de Santo António.

 

Para mais informações contactar: Maria João Carolino | 967758321 | gci@algar.com.pt | Barros de São João da Venda, 8135-026 Almancil-Loulé

RESULIMA | Papel de embrulho 12 DEZEMBRO 2019

A Resulima, concessionária da EGF do Norte do país, juntamente com a Câmara Municipal, os Serviços Municipalizados de Saneamento Básico de Viana do Castelo (SMSBVC) e o Centro de Monitorização e Interpretação Ambiental (CMIA) impulsionam, pelo segundo ano consecutivo, a campanha de reciclagem de papel de embrulho, “No Natal, a separação é o melhor presente”, entre 24 de dezembro e 06 de janeiro.  

 

A iniciativa vianense visa incentivar a correta separação dos resíduos, nomeadamente do papel que é utilizado para embrulho de presentes, evitando o seu depósito em equipamentos de lixo doméstico (resíduos indiferenciados).

 

Este ano estarão disponíveis 56 contentores identificados para fomentar a correta separação de resíduos que ficarão disponíveis em zonas residenciais onde exista uma maior distância aos ecopontos comuns.

 

A campanha de 2018 recolheu 1.880 quilos de papel e cartão, evitando o abate de aproximadamente 40 árvores. Os contentores, colocados no final da primeira quinzena de dezembro, estarão disponíveis até ao dia de Reis, a 6 janeiro de 2020.      

 

 

 

Recycle Bingo chegou à Suldouro 28 NOVEMBRO 2019

O Recycle Bingo chegou à área de intervenção da Suldouro! A Concessionária da EGF responsável pelo tratamento e recolha seletiva dos resíduos urbanos nos municípios de Vila Nova de Gaia e Santa Maria da Feira já fazem parte da comunidade Recycle BinGo.

 

Apesar de ser uma app, funciona sobretudo como um jogo que torna a experiência da reciclagem muito mais divertida e compensadora.

 

Como? Simples.

 

A missão principal do jogo é fazer visitas ao nosso Ecoponto Habitual.

 

Através da geolocalização o nosso Smartphone sabe que nos encontramos perto dele. Ao fazermos check-in desbloqueamos um conjunto de simpáticos bichinhos, os EcoGifts, com os quais vamos preenchendo os nossos cartões BinGo. Cada vez que completamos um cartão ganhamos EcoMoedas – que podemos trocar por ótimos prémios, como bilhetes de cinema, vales de desconto, e muito mais.

 

Além desta missão principal, a aplicação vai lançando missões especiais surpresa com o intuito de melhorar os conhecimentos dos portugueses sobre a reciclagem, manter o envolvimento com o Recycle BinGo. E claro, recompensar os mais amigos do planeta.

 

O Recycle BinGo está disponível na App Store e no Google Play.

 

A Suldouro é uma empresa de referência no setor ambiental, sendo responsável por reciclar e tratar mais os resíduos urbanos de mais de 440.000 mil habitantes.

 

Estamos certos de que esta associação da Suldouro ao Recycle BinGo nos vai ajudar a todos a cumprir as importantes metas de reciclagem com que Portugal se depara a curto prazo. Para que isso aconteça, é preciso que esta notícia se espalhe.

 

Ajude-nos a espalhar o bichinho da reciclagem.

 

Contamos consigo.

EGF modera debate em Loures 29 NOVEMBRO 2019

A EGF marcou presença, dia 28 de novembro, na 11ª Convenção Anual da Rede Portuguesa de Responsabilidade Social das Organizações, que ocorreu no Palácio Marqueses da Praia e Monforte, em Loures.

 

A edição deste ano teve como temática a “Transição Energética e Sustentabilidade: desafios e verdades (in)convenientes", centrando-se em dois temas significativos em matéria de sustentabilidade: as alterações climáticas e oceanos e a transição energética; cuja importância está bem refletida nos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável das Organização (ODS) da ONU.

 

A convenção contou com a abertura de Bernardino Soares, Presidente da C. M. Loures, e com oradores conceituados, nas temáticas da sustentabilidade e responsabilidade social, associados aos temas do mar e da energia.  

 

Ana Loureiro, Diretora de Comunicação da EGF, representou a EGF tendo moderado o painel sobre "Transição Energética e Ambiente: o novo mix energético para a sustentabilidade".

 

 

 

EGF | 6º Meeting Resíduos Alentejo 25 NOVEMBRO 2019

A EGF participou no 6.º Meeting de Resíduos do Alentejo, um evento realizado em Beja a 21 de novembro, organizado pelo Instituto Politécnico de Beja, em parceria com os Sistemas de Gestão de Resíduos AMCAL, RESIALENTEJO e VALNOR e que contou com a participação das organizações de maior relevância do setor.

 

Em representação da EGF esteve Filipa Pantaleão, responsável técnica do Grupo, que no painel dedicado à evolução da gestão de resíduos urbanos em Portugal, apresentou as atividades desenvolvidas pela EGF na promoção da recolha seletiva em articulação com os municípios.

 

Este encontro permitiu reunir um painel de oradores com diferentes opiniões e responsabilidades no sector dos resíduos, o que permitiu um debate alargado e a discussão de temas relevantes que interessaram a todos os participantes.  Em destaque esteve a Evolução da Gestão de Resíduos Urbanos em Portugal, incidindo sobre diferentes temas estratégicos para o sector, bem como a partilha de Boas Práticas de Gestão de Resíduos e o Papel da CAGER no funcionamento do SIGRE. 

 

 

 

 

 

 

PREVENÇÃO DE RESÍDUOS 2019 21 NOVEMBRO 2019

Está a decorrer a Semana Europeia da Prevenção de Resíduos 2019. Este projeto, já na sua 7ª edição, existe pela necessidade de diminuirmos a quantidade de lixo que produzimos.

 

O foco este ano é a educação e informação para uma mudança de atitude face aos resíduos: “Mude os seus hábitos, reduza os seus resíduos.”

 

Desde o início dos anos 70 e até 2016, que o lixo doméstico duplicou na União Europeia, per capita e em peso. Em 2016, a produção anual de lixo doméstico de cada europeu chegou aos 482 kg! *

 

 

 

Na Semana Europeia de Prevenção de Resíduos (SEPR) pretende-se chamar a atenção para este problema. E esse é o objetivo principal das ações que vão decorrer este ano. São 16.570 ações por toda a Europa! Também em Portugal este movimento é promovido pela EGF e pelas suas concessionárias, dos quais salientamos alguns exemplos.

 

ALGAR 

A Algar associa-se sempre a esta iniciativa e são várias as ações a decorrer:

 

  • O veículo de educação ambiental da Algar, que está equipado com jogos multimédia e filmes 3D sobre os principais aspetos da recolha, triagem e valorização dos resíduos urbanos, vai estar de 18 a 20 de novembro junto ao hotel Tivoli Marina, em Vilamoura, para receber público de todas as idades, numa parceria com a empresa municipal Inframoura, organizadora do seminário “Mude os seus hábitos, reduza os seus resíduos”, que se realizará no dia 18 de novembro, no mesmo local.
  • Em associação com a ENTRAJUDA a Algar vai promover uma campanha de angariação de brinquedos usados (bonecos, bolas, livros, jogos, cds, entre outros), que decorrerá em todas as instalações da empresa, distribuídas pela região do Algarve (algar.com.pt), para entregar às famílias carenciadas apoiadas pela Instituição de Solidariedade Social.
  • As escolas também são convidadas a participar. Durante a SEPR, a Algar lança o desafio para que promovam a “Feira na Escola - Hora da Troca”. A iniciativa nada mais é do que alunos, professores e auxiliares selecionarem objetos seus que já não utilizam tais como: jogos, CD’s, livros, roupa e/ou brinquedos e na escola organizarem uma feira de troca direta por outros objetos que lhes façam falta. Dessa forma, prolongam a vida útil desses objetos e evitam o excesso de consumo, contribuindo para que cada vez mais se reduza a deposição de resíduos em aterro.

ERSUC

Durante esta semana a ERSUC, em parceria com os Municípios e com os Agrupamentos de Escolas, vai dinamizar a ação de educação ambiental “A Nossa Casa é Um Planeta”, uma ação de sensibilização que utiliza uma abordagem inovadora de educação e sensibilização, que assenta na projeção de filmes em 360º, em planetários itinerantes, especialmente concebidos com conteúdos adequados a 3 públicos-alvo diferentes: Jardim de Infância e 1º Ciclo, 2º e 3º Ciclo e Ensino Secundário.

 

As ações promovem comportamentos ambientalmente adequados na temática dos resíduos urbanos e englobam, além da apresentação dos filmes, a entrega de materiais pedagógicos que permitem consolidar o conhecimento obtido.

 

A ERSUC está com os Planetários dia 18 de novembro no Município de Estarreja, dia 19 de novembro no Município de Arouca, Dia 20 de novembro no Município de Ovar, dia 21 de novembro no Município da Figueira da Foz e dia 22 de novembro no Municípios de Pedrogão Grande e no Município de Penacova.

 

Miguel Ferreira, Administrador Executivo da ERSUC, deixa ainda o apelo «para que as preocupações desta semana se possam desenvolver ao longo de todo o ano, e traduzir-se na mudança de alguns hábitos, que farão toda a diferença na redução de resíduos e no seu correto encaminhamento para reciclagem”.

 

VALORLIS

a Valorlis convidou a população a conhecer o percurso dos resíduos que produzem em sua casa, no passado sábado, dia 16 de novembro, na iniciativa “Dia Aberto Valorlis”.

 

A adesão por parte da população superou as expectativas, tendo as inscrições esgotado em poucas horas, o que levou a Valorlis a abrir um segundo horário.  No “Dia Aberto Valorlis”, a empresa recebeu 70 pessoas, acompanhadas das suas famílias. 

 

Os participantes começaram a visita por colocar os resíduos que traziam de casa nos ecopontos da Valorlis, seguindo se uma visita guiada à Unidade de Triagem e ao Aterro Sanitário de Leiria, onde foi explicado o que acontece aos resíduos depois de serem colocados nos respetivos contentores .  Durante a visita foram ainda esclarecidos os mitos da reciclagem e clarificadas as regras da separação dos resíduos.  

 

a Valorlis dinamiza ainda, bo dia 23 de novembro às 15h00, no auditório da Valorlis o workshop sobre a temática do desperdício alimentar “Da Horta à Mesa, com sabor, criatividade, sem desperdício”, numa parceria com a Refood Leiria.

 

Neste workshop os participantes vão aprender técnicas para evitar o desperdício na horta e na cozinha e aprender a conservar e transformar as sobras em pratos deliciosos.

 

Do programa consta: Refood e a eliminação do desperdício alimentar; Pequenos truques para reduzir a quantidade de alimentos encaminhados para o lixo; Apresentação e elaboração de vários formas de conservar alimentos; Partilha de receitas.

 

Os participantes devem trazer embalagens de vidro para levar as receitas elaboradas para casa, promovendo assim a reutilização.

 

O workshop é gratuito, mas requer inscrição em www.valorlis.pt

 

VALORSUL

A Valorsul tem a decorrer 20 ações registadas, abaixo identificadas, na sua área de intervenção e apoia a divulgação da iniciativa.

 

 

Semana Europeia da Prevenção de Resíduos

A Semana Europeia de Prevenção de Resíduos/European Week for Waste Reduction (EWWR) decorre entre 16 e 24 de novembro de 2019. “Mude os seus hábitos, reduza os seus resíduos!” é o mote deste ano. O tema este ano pretende alertar para a necessidade de reduzir o consumo e prolongar a vida dos objetos. O objetivo é aumentar a consciência da população sobre a necessidade de redução de resíduos e esta iniciativa constitui um incentivo para a diminuição da quantidade de lixo produzida na Europa.

FILME NOVO | Verão com Valor 20 NOVEMBRO 2019

A Resulima, Valorminho e Suldouro, concessionárias da EGF do Norte do país, implementaram a campanha Verão com Valor, em todas as praias abrangidas na sua concessão. O resultado foi tão positivo, que o transformaram em filme!

 

Para além das 77 toneladas de resíduos valorizáveis recolhidos, as boas práticas estendem-se a temas ambientais mais vastos, e todos temos a ganhar.

 

Para ver o filme e conhecer este projeto, CLICAR AQUI

EGF apoia Jornadas de Resíduos 19 NOVEMBRO 2019

LISBOA foi a cidade que recebeu as 11 as Jornadas Técnicas Internacionais de Resíduos, entre 14 a 18 de novembro 2019 - um encontro de referência promovido pela APESB, no Museu dos Coches, que juntou a comunidade científica e técnica da área dos resíduos, à qual a EGF se associou.

 

Este evento, organizado pela APESB há mais de duas décadas, tem demonstrado ser um importante ponto de encontro para os profissionais do setor.

 

A edição deste ano contou com o apoio da Câmara Municipal de Lisboa e esteve focada na alteração de paradigma de uma economia linear para uma economia circular e quais as soluções concretas que podem ser implementadas.

 

Oradores que motivaram a audiência

Antonis Mavropoulos (Presidente da International Solid Waste Association), Patrick Dorvil (Banco Europeu de Investimento), Martin Brocklehurst (Chartered Institution of Wastes Management), Jesper Stage (Lulea University of Technology), Filomena Lobo (Entidade Reguladora dos Serviços de Águas e Resíduos), Fernanda Ferreira Dias (Direção Geral das Atividades Económicas), Ana Isabel Trigo Morais (Sociedade Ponto Verde), Pedro Vaz (Câmara Municipal de Lisboa), Carlos Mendes (Maiambiente), Cristina Costa (Associação Portuguesa dos Industriais de Águas Minerais Naturais e de Nascente) e Paulo Praça (ESGRA)  foram oradores de referência nas sessões plenárias que discutiram temas da maior relevância para o setor dos resíduos em Portugal.

 

Temas que interessam ao setor e ao cidadão

Para além do tema especial, as Jornadas abordaram o Licenciamento de Operadores de Gestão de Resíduos, a Recolha seletiva de bioresíduos e a Avaliação de modelos para a tara retornável.

 

No dia 18, um dia especialmente dedicado à cidade de Lisboa, foi possível discutir com as juntas de freguesia e com as organizações da cidade, modelos e boas práticas a implementar para melhorar a gestão da cidade. Ana Loureiro, Diretora de Comunicação da EGF, apresentou as mais recentes campanhas de comunicação e estratégias de motivação ao cidadão, de modo a que este assuma o seu papel como gestor de recursos.

 

O evento contou ainda com formações MasterClass, dedicadas aos temas Indicadores de Desempenho, Incentivos e Lamas de ETAR, para além de dois painéis sobre limpeza urbana que deram detalhe às questões de inovação, desenvolvimento e campanhas de comunicação.

 

Mais informação em: www.jornadas-residuos.apesb.org

EcoEvento da ALGAR dá apoio social 08 NOVEMBRO 2019

Cerca de 14 toneladas de resíduos recicláveis, das quais 7 toneladas de vidro, 5,7 toneladas de cartão e 700 quilos de plástico foram recolhidos durante o Campeonato do Mundo de vela, na classe 420, que decorreu em Vilamoura, em julho deste ano.

 

Os recicláveis recolhidos durante os 9 dias do evento pela empresa ALGAR, concessionária da EGF na região do Algarve, depois de pesados e ‘mensurados’, deram origem à verba de mil euros, que o Vilamoura Sailing, empresa organizadora da competição em parceria com a Inframoura, fizeram questão de entregar ao Centro de Apoio à Criança de Quarteira.

 

 

 

1.º Campeonato de Vela distinguido como EcoEvento

Foi a primeira vez que um campeonato de vela obteve a distinção de ‘Eco-Evento’ atribuído pela Algar e que se traduziu, entre outras ações, na produção de 250 sacos em tecido reciclado, proveniente de telas, lonas, outdoors e mupis, que funcionaram como eco-pontos (separação de lixo) e que foram colocados nas embarcações dos treinadores. Nestes eco-pontos, todos os velejadores em prova depositaram, diariamente, não só as embalagens recicláveis que iam produzindo como também os recicláveis que fizeram questão de recolher do mar.

 

Segundo Nuno Reis, Diretor do Vilamoura Sailing, «o objectivo, desde o início, foi reforçar a consciência ecológica dos velejadores e este será um desafio para continuar. O Mundial de 420 foi um evento-teste nesta matéria e ficou provado o seu sucesso. A parceria com a Algar vai-se repetir em todos os nossos eventos e irá também estender-se à atividade do centro de estágios».

 

A coordenação logística do programa durante o Campeonato do Mundo de 420 esteve a cargo da Inframoura e envolveu também os serviços da Marina de Vilamoura, local onde diariamente a Algar procedeu à recolha dos contentores com os resíduos recicláveis.

 

Nesta prova as habituais garrafas de plástico também foram substituídas por garrafas de alumínio e os prémios atribuídos foram todos produzidos em cortiça proveniente de sobreiros da região.

 

A Inframoura continuará a intermediar e a incentivar os eventos que se realizam em Vilamoura a aderirem a estas ações, no sentido de estimular e sensibilizar cada vez mais para a problemática dos resíduos e ao mesmo tempo com os valores angariados poder contribuir com donativos para a melhoria  da qualidade dos serviços prestados pelas IPSS desta freguesia.

VALORSUL: Reciclagem aumenta 21% 25 OUTUBRO 2019

A Valorsul, Concessionária da EGF nas regiões de Lisboa e Oeste, prevê que sejam recolhidas, até ao final deste ano, cerca de 91.000 toneladas de materiais recicláveis nos seus municípios.

 

Face à quantidade de material recolhida em 2017, verifica-se um expressivo crescimento de cerca de 21% na separação para reciclagem de papel, cartão, plástico, metal e vidro.

 

Esta melhoria no desempenho ambiental da região deve-se a uma maior consciência ambiental, a um forte investimento em novos ecopontos, viaturas e centros de triagem e a campanhas de incentivo à reciclagem que a Valorsul e os municípios têm vindo a desenvolver em conjunto.

 

 

Entre 2016 e 2021 o plano de investimentos da Valorsul ascende a 45 milhões de euros com o objetivo de melhorar o serviço público de gestão de resíduos prestado pela empresa, dos quais 16 milhões são investimentos na recolha seletiva e triagem de recicláveis.

 

Além dos benefícios ambientais, o aumento das recolhas seletivas também representa uma poupança efetiva para os 19 municípios. Assim, vão ser desviadas dos caixotes do lixo indiferenciado mais cerca de 16.000 toneladas de recicláveis (trifluxo) que em 2017, o equivalente a uma poupança anual de cerca de 1,1 milhões euros em custos municipais de recolha e deposição em aterro ou valorização energética.

 

SEIS MUNICÍPIOS CRESCEM ACIMA DOS 50%

A separação para reciclagem cresceu acima dos 50%, nos últimos 2 anos, em 6 municípios: Alcobaça, Arruda dos Vinhos, Nazaré, Rio Maior, Sobral de Monta Agraço e Torres Vedras. O crescimento maior verificou-se em Arruda dos Vinhos que se estima vir a terminar 2019 com mais 77% de recicláveis recolhidos que em 2017.

 

Na região de Lisboa, destacam-se os Serviços Municipalizados de Loures e Odivelas com um crescimento de 20% e o município de Lisboa que, além de ser o município com maiores quantidades recolhidas per capita, cresceu nos últimos dois anos mais 16%.

 

A estratégia seguida pela Valorsul e pelos municípios foi de aproximar, o mais possível, o número de ecopontos ao número de contentores de lixo indiferenciado. Os resultados demostram que a opção de recolha com ecopontos continua a ser uma boa solução e permite às famílias a liberdade de deposição, todos os dias, 24 horas por dia.

 

VALORSUL PREPARA-SE PARA AS NOVAS METAS COMUNITÁRIAS

A recolha seletiva de bioresíduos - os restos alimentares e de jardim – é feita em colaboração com os municípios há 12 anos. Este material é transformado pela Valorsul em composto para agricultura. 

 

Para cumprir as exigentes metas nacionais e comunitárias, nos próximos anos, a Valorsul e os municípios pretendem incrementar esta recolha seletiva - que atualmente está focada sobretudo em restaurantes e mercados - e abranger também as famílias nesta separação. Face ao aumento esperado na quantidade de bioresíduos separados, a Valorsul vai candidatar um investimento de 9,6 milhões de euros para aumentar também a capacidade da sua Estação de Valorização Orgânica.

Passeio bicicleta VALORLIS 20 OUTUBRO 2019

A Valorlis, Concessionária da EGF na região de Leiria, no âmbito do programa Ecovalor e da sensibilização para a importância da reciclagem, desafiou toda a população a participar no 9º Passeio de Bicicleta “Na Rota das Embalagens”.

 

O passeio de bicicleta aconteceu no dia 20 de outubro com concentração na Valorlis às 9 horas. O passeio foi dirigido a toda a população, para todas as idades, contando com dois percursos fáceis e acessíveis - um mais curto de apenas 10 km e um percurso de 30 km.

 

O passeio terminou na Valorlis, seguindo-se um almoço convívio e animação para as crianças.

 

 

“Este passeio insere-se na política de proximidade e de “portas abertas” que a Valorlis mantém desde o primeiro dia. Pretendemos juntar famílias inteiras numa atividade diferente, mas com o nosso objetivo de sempre, alertar para a importância da reciclagem”, explica Marta Guerreiro, Administradora Delegada da Valorlis.

 

As inscrições foram gratuitas, mas obrigatórias. Cada participante trouxe no dia do passeio seis embalagens de plástico, metal, vidro, cartão ou embalagens de cartão para alimentos líquidos e depositou no ecoponto que esteve no local de partida.

 

O 9º Passeio de Bicicleta da Valorlis teve a organização do percurso pela AIRBIKE – ASSOCIAÇÃO DE CICLISMO, contando com o apoio da Gopaper.

 

 

Recycle BinGo na RESULIMA 16 outubro 2019

O Recycle Bingo chegou à área de intervenção da Resulima! A Concessionária da EGF responsável pelo tratamento e recolha seletiva dos resíduos urbanos nos municípios de Arcos de Valdevez, Barcelos, Esposende, Ponte da Barca, Ponte de Lima e Viana do Castelo, já fazem parte da comunidade Recycle BinGo.

 

Apesar de ser uma app, funciona sobretudo como um jogo que torna a experiência da reciclagem muito mais divertida e compensadora.

 

Como? Simples.

 

A missão principal do jogo é fazer visitas ao nosso Ecoponto Habitual.

 

 

Através da geolocalização o nosso Smartphone sabe que nos encontramos perto dele. Ao fazermos check-in desbloqueamos um conjunto de simpáticos bichinhos, os EcoGifts, com os quais vamos preenchendo os nossos cartões BinGo. Cada vez que completamos um cartão ganhamos EcoMoedas – que podemos trocar por ótimos prémios, como bilhetes de cinema, vales de desconto, e muito mais.

 

Além desta missão principal, a aplicação vai lançando missões especiais surpresa com o intuito de melhorar os conhecimentos dos portugueses sobre a reciclagem, manter o envolvimento com o Recycle BinGo. E claro, recompensar os mais amigos do planeta.

 

O Recycle BinGo está disponível na App Store e no Google Play.

 

A Resulima é uma empresa de referência no setor ambiental, sendo responsável por reciclar e tratar mais os resíduos urbanos de mais de 321.000 mil habitantes.

 

Estamos certos de que esta associação da Resulima ao Recycle BinGo nos vai ajudar a todos a cumprir as importantes metas de reciclagem com que Portugal se depara a curto prazo. Para que isso aconteça, é preciso que esta notícia se espalhe.

 

Ajude-nos a espalhar o bichinho da reciclagem.

 

Contamos consigo.

EGF no Congresso Mundial ISWA 10 OUTUBRO 2019

A EGF está presente e em forte representação no Congresso Mundial da ISWA - International Solid Waste Association, o maior evento do setor a nível mundial e que este ano se realizou em Bilbao, Espanha, entre 7 e 10 de outubro.

 

A participação deste ano ficou marcada pela apresentação internacional do projeto A NOSSA CASA É UM PLANETA, o projeto de educação ambiental dedicado à comunidade escolar que apresenta filmes didáticos para os vários níveis de ensino através de planetários itinerantes. Em Bilbao foram apresentadas, pela primeira vez, as versões inglesas dos 3 filmes que são projetados em 360º em cúpulas insufláveis, apresentando uma novidade no evento e para os participantes do congresso.

 

 

Para além do planetário no espaço de exposição, disponível a todos os participantes, Ana Loureiro, Diretora de Comunicação, apresentou no dia 8 de outubro as campanhas de comunicação ambiental mais recentes, com a apresentação The role of citizens. Strategies and communication campaigns, no painel How to Raise Public Acceptance for Waste Management Projects; e moderou a sessão dedicada à temática Citizen Awareness, key for a sustainable and effective waste management.

 

Mais informações sobre o Congresso Mundial ISWA: CLICAR AQUI

Mais informações sobre o projeto A NOSSA CASA É UM PLANETA: CLICAR AQUI

EGF recebe Grupo ISWA 01 OUTUBRO 2019

A EGF recebeu na sua sede o Grupo de Trabalho de Comunicação e Assuntos Sociais da ISWA - International Solid Waste Association, numa das suas reuniões bianuais, que se realizou entre 26 e 27 de setembro.

 

A reunião foi marcada pela apresentação e partilha de campanhas de comunicação dedicadas à temática dos resíduos, mas também pela discussão da estratégia de comunicação da própria ISWA, que se encontra numa fase de transição e mudança este ano.

 

O grupo participou ainda do evento EcoSunset organizado pela EGF, pela Amarsul e pela Câmara Municipal de Almada, que decorreu em S. João da Caparica e teve e oprtunidade de visitar a Central de Valorização Energética da Valorsul, em S. João da Talha.

 

Nesta reunião participaram representantes nacionais e de países como a Inglaterra, Bélgica, Holanda, Suécia, Hungria e Omã.

 

Para mais informações sobre o Grupo de Trabalho de Comunicação e Assuntos Sociais da ISWA

Recycle BinGo na VALORMINHO 30 setembro 2019

O Recycle BinGo chega finalmente à região norte do país, pela mão da Valorminho. O Recycle BinGo é uma aplicação móvel que promete deixar as famílias residentes nos municípios de Melgaço, Monção, Valença, Paredes de Coura, Vila Nova de Cerveira e Caminha, com o bichinho da reciclagem.

 

Apesar de ser uma app, funciona sobretudo como um jogo que torna a experiência da reciclagem muito mais divertida e compensadora. Como?

 

Simples.

 

A missão principal do jogo é fazer visitas ao nosso Ecoponto Habitual.

 

 

Através da geolocalização o nosso Smartphone sabe que nos encontramos perto dele. Ao fazermos check-in desbloqueamos um conjunto de simpáticos bichinhos, os EcoGifts, com os quais vamos preenchendo os nossos cartões BinGo. Cada vez que completamos um cartão ganhamos EcoMoedas – que podemos trocar por ótimos prémios, como bilhetes de cinema, vales de desconto, e muito mais.

 

Além desta missão principal, a aplicação vai lançando missões especiais surpresa com o intuito de melhorar os conhecimentos dos portugueses sobre a reciclagem, manter o envolvimento com o Recycle BinGo. E claro, recompensar os mais amigos do planeta.

 

O Recycle BinGo está disponível na App Store e no Google Play.

 

A Valorminho é uma empresa de referência no setor ambiental, sendo responsável por reciclar e tratar mais de 33 mil toneladas de resíduos, servindo 6 municípios e mais de 73 mil habitantes.

 

Estamos certos de que esta associação da Valorminho ao Recycle BinGo nos vai ajudar a todos a cumprir as importantes metas de reciclagem com que Portugal se depara a curto prazo. Para que isso aconteça, é preciso que esta notícia se espalhe.

 

Ajude-nos a espalhar o bichinho da reciclagem.

 

Contamos consigo.

EcoSunset em Almada 27 SETEMBRO 2019

A EGF, a Amarsul e a Câmara Municipal de Almada apresentaram no dia 26 de setembro os resultados da campanha EcoPraias e lançaram o Programa Ecovalor 2019-2020, destinado à comunidade escolar.

 

A campanha ECOPRAIAS - ”Vamos Reciclar à Beira-Mar”, promovida pela Amarsul, concessionária da EGF, recolheu durante este verão um total de 165 toneladas de resíduos para reciclagem.

 

Esta campanha inédita, promoveu pela primeira vez a recolha e reciclagem de resíduos em 33 praias das regiões de Almada, Sesimbra e Setúbal de 22 de junho e 15 de setembro.

 

 

Destinada à população em geral, mas com um foco especial nas crianças que vão à praia com as colónias de férias, a iniciativa sensibilizou para as boas práticas ambientais e consciencializou para a importância da separação adequada dos resíduos de embalagem, num total de mais de 400 entidades que organizam colónias de férias, 22.700 crianças e 91.400 pessoas no total.

 

A recolha das embalagens foi assegurada com uma rede de ecopontos, juntamente com os “mochileiros” da Amarsul que percorreram as praias – o que permitiu recolher 50 toneladas de plástico e metal, 35 toneladas de papel e cartão e 80 toneladas de vidro.

 

ACABOU A PRAIA E COMEÇOU A ESCOLA

 

No seguimento desta estratégia de contribuir continuamente para a educação ambiental da população, a EGF tem já em campo a nova edição do programa ECOVALOR. A decorrer durante o presente ano letivo, esta iniciativa dedica-se a dar a conhecer as boas práticas ambientais junto da comunidade escolar, distinguindo, com um prémio monetário, os bons comportamentos ambientais. Por cada saco de embalagens de plástico, metal e pacotes de bebida bem separados e entregues, a escola que aderir a este programa de sensibilização receberá 0,50€. As escolas de cada município que mais reciclarem, serão recompensadas com um valor maior.

 

Este programa contempla ainda uma digressão com planetários itinerantes de educação ambiental “A nossa Casa é um Planeta”, onde se pode assistir a filmes 360º dedicados às temáticas da prevenção, reutilização e reciclagem.

 

De âmbito nacional, o Programa ECOVALOR realizou em 2018 quase oito mil ações de sensibilização e envolveu 203.732 participantes em todo o país, contribuindo para a recolha de 1.160 toneladas de resíduos, dos quais 619 toneladas foram de plástico e metal, 111 toneladas de vidro e 430 toneladas de papel e cartão.

 

Os dados da campanha ECOPRAIAS 2019 e o lançamento da nova edição do programa ECOVALOR foram apresentados num evento promovido pela Amarsul, EGF e Câmara Municipal de Almada, em São João da Caparica, no qual participam especialistas em comunicação ambiental da ISWA – International Solid Waste Association. 

EcoPraias reciclou 165 toneladas 26 SETEMBRO 2019

A campanha ECOPRAIAS - ”Vamos Reciclar à Beira-Mar”, promovida pela Amarsul, concessionária da EGF, recolheu durante este verão um total de 165 toneladas de resíduos para reciclagem.

 

Esta campanha inédita, promoveu pela primeira vez a recolha e reciclagem de resíduos em 33 praias das regiões de Almada, Sesimbra e Setúbal de 22 de junho e 15 de setembro.

 

Destinada à população em geral, mas com um foco especial nas crianças que vão à praia com as colónias de férias, a iniciativa sensibilizou para as boas práticas ambientais e consciencializou para a importância da separação adequada dos resíduos de embalagem, num total de mais de 400 entidades que organizam colónias de férias, 22.700 crianças e 91.400 pessoas no total.

 

A recolha das embalagens foi assegurada com uma rede de ecopontos, juntamente com os “mochileiros” da Amarsul que percorreram as praias – o que permitiu recolher 50 toneladas de plástico e metal, 35 toneladas de papel e cartão e 80 toneladas de vidro.

 

ACABOU A PRAIA E COMEÇOU A ESCOLA

 

No seguimento desta estratégia de contribuir continuamente para a educação ambiental da população, a EGF tem já em campo a nova edição do programa ECOVALOR. A decorrer durante o presente ano letivo, esta iniciativa dedica-se a dar a conhecer as boas práticas ambientais junto da comunidade escolar, distinguindo, com um prémio monetário, os bons comportamentos ambientais. Por cada saco de embalagens de plástico, metal e pacotes de bebida bem separados e entregues, a escola que aderir a este programa de sensibilização receberá 0,50€. As escolas de cada município que mais reciclarem, serão recompensadas com um valor maior.

 

Este programa contempla ainda uma digressão com planetários itinerantes de educação ambiental “A nossa Casa é um Planeta”, onde se pode assistir a filmes 360º dedicados às temáticas da prevenção, reutilização e reciclagem.

 

De âmbito nacional, o Programa ECOVALOR realizou em 2018 quase oito mil ações de sensibilização e envolveu 203.732 participantes em todo o país, contribuindo para a recolha de 1.160 toneladas de resíduos, dos quais 619 toneladas foram de plástico e metal, 111 toneladas de vidro e 430 toneladas de papel e cartão.

 

Os dados da campanha ECOPRAIAS 2019 e o lançamento da nova edição do programa ECOVALOR são hoje apresentados num encontro promovido pela Amarsul, EGF e Câmara Municipal de Almada, em São João da Caparica, no qual participam especialistas em comunicação ambiental da ISWA – International Solid Waste Association.

Festas d'Agonia: EcoEvento exemplar 25 SETEMBRO 2019

A RESULIMA, em conjunto com os Serviços Municipalizados, o município de Viana do Castelo e a Vianafestas, desenvolveram uma campanha de sensibilização ambiental durante a Romaria em Honra de Nossa Senhora da Agonia, fazendo deste um Ecoevento.

 

Nesta Romaria estiveram presentes monitores de sensibilização ambiental que, em conjunto com os 30 voluntários do Banco Local do Voluntariado, abordaram os comerciantes e os participantes nas festas no sentido de promover a melhoria da separação de resíduos, fomentando o uso dos ecopontos e das 19 estruturas colocadas especificamente para a deposição dos resíduos valorizáveis.

 

 

Foram distribuídos diferentes equipamentos e materiais de sensibilização ambiental junto dos comerciantes e do público em geral, sensibilizando-os para a importância do seu comportamento. Fruto destas ações de sensibilização foi possível recolher mais de oito toneladas de resíduos valorizáveis neste EcoEvento.

 

Estas campanhas de sensibilização ambiental têm o apoio do Fundo de Coesão da União Europeia através do PO SEUR - Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos.

RESIESTRELA | Recolha porta a porta 23 SETEMBRO 2019

O novo serviço de recolha Porta a Porta da Resiestrela, implementado em 4 municípios, recolheu 77 toneladas nos primeiros 6 meses.

 

Este serviço, implementado nos municípios de Almeida, Figueira de Castelo Rodrigo, Fornos de Algodres e Meda, recolheu cerca de 40 toneladas de papel e cartão, 9 toneladas de embalagens de plástico e metal e 28 toneladas de vidro e já conta com mais de 200 estabelecimentos aderentes.

 

Segundo o Administrador da Resiestrela, Nuno Heitor, “Pretendemos crescer em mais quantidades e mais pontos de recolha nestes municípios e nos restantes municípios onde já este serviço já se encontra implementado, de forma a que juntos, possamos atingir as metas da reciclagem e ir ao encontro do cumprimento dos objetivos e metas definidas no Plano de Ação para o Cumprimento da Meta de Retoma da Recolha Seletiva-PERSU 2020 da Resiestrela”

 

O serviço de recolha porta a porta tem como objetivo promover o aumento da recolha de materiais recicláveis, vidro, papel/cartão e llástico, pelo facto de se verificar que os contentores dos resíduos, em algumas zonas contêm grandes quantidades de materiais passíveis de reciclagem, que estavam a ser levados para tratamento indiferenciado. Com este serviço, estes materiais poderão ser valorizados, com benefício para o ambiente e a consequente diminuição dos seus custos de tratamento suportados pelo Município.

 

Este serviço é realizado sem encargos para as entidades utilizadoras, por uma viatura devidamente identificada e funcionários da Resiestrela e será prestado semanalmente nos estabelecimentos comerciais e serviços que pretendam aderir à recolha porta a porta de materiais recicláveis.

 

A Resiestrela acredita que através da promoção da consciencialização ambiental dos empresários e comerciantes, permitirá, com um esforço coletivo, um aumento de reciclagem de materiais, melhorando a Qualidade de Vida de cada um de nós.

VALORMINHO em Vilar de Mouros 19 SETEMBRO 2019

A Valorminho, concessionária da EGF no Alto Minho, recolheu 4,5 toneladas de recicláveis no Festival Vilar de Mouros, que se realizou nos dias 22, 23 e 24 de agosto, um Ecoevento  que fica assinalado pelas boas práticas ambientais.

 

A sustentabilidade teve um peso fundamental em toda a organização do evento, sendo exemplar no que respeita à gestão de resíduos produzidos no recinto - desde a sua prevenção, reutilização e reciclagem à sensibilização ambiental de todos os participantes e envolvidos.

 

A Valorminho, desenvolveu uma campanha de sensibilização ambiental durante o decorrer do festival, onde estiveram presentes monitores de sensibilização ambiental que abordaram todos os festivaleiros no sentido de promover a melhoria da separação de resíduos durante o evento, bem como fomentar a implementação destas práticas no dia-a-dia de cada um dos cidadãos.

 

Fruto destas ações de sensibilização foi possível recolher 4,5 toneladas de resíduos valorizáveis nos 3 dias do Ecoevento. Foram 3180 kg de vidro 1200 kg de papel /cartão e 120 kg de embalagens de plástico e metal.

 

Estas campanhas de sensibilização ambiental têm o apoio do Fundo de Coesão da União Europeia através do PO SEUR - Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos.

VALORLIS reforça recolha seletiva 18 SETEMBRO

A Valorlis, concessionária da EGF na região de Leiria, avançou para a segunda fase de colocação das ilhas ecológicas na Marinha Grande esta semana.

 

O projeto Ilhas Ecológicas - recolha seletiva de proximidade é um projeto piloto que tem como objetivo aproximar os ecopontos à população, disponibilizar meios para separação em locais onde há dificuldade na colocação de ecopontos e aumentar as quantidades de resíduos enviados para reciclagem. 

 

Este projeto de recolha de proximidade teve inicio em julho onde foram colocadas 53 ilhas ecológicas (159 contentores).

 

 

 

A 2ª fase de colocação de contentores iniciou esta semana com a colocação de mais 96 ilhas ecológicas (288 contentores) nas localidades de Amieirinha, Guarda Nova, Camarnal, Comeira, Fonte Santa, Ordem, Pedra de Cima, Pedra de Baixo e Portela, seguindo se ainda este mês de setembro, a colocação das 57 ilhas restantes (171 contentores) na localidade de Embra.

VALORSUL celebra 25 anos 16 SETEMBRO 2019

A VALORSUL celebra 25 anos. A 16 de setembro de 1994 nasce a VALORSUL, concessionária da EGF na região de Lisboa (Norte) com o objetivo ambicioso de encontrar uma solução e destino para os milhares de toneladas de resíduos urbanos produzidos na Grande Lisboa e mais tarde, em 2010, na Região Oeste.

 

O sistema de tratamento de resíduos domésticos da VALORSUL é um marco na história da valorização de resíduos urbanos no nosso país.

 

Ao longo de 25 anos, a VALORSUL investiu no potencial dos resíduos como verdadeiros recursos. Foi na Valorsul que Portugal viu nascer a sua primeira central de valorização energética e, anos mais tarde, a primeira estação para tratar bioresíduos recolhidos seletivamente.

 

O resultado do trabalho desenvolvido no último quarto de século é notável: por ano, uma produção de energia elétrica equivalente a 2% dos consumos domésticos nacionais usando como matéria prima exclusivamente os resíduos; uma produção de mais de 600 toneladas de composto para a agricultura, 74 mil toneladas de materiais encaminhados para reciclar e o cumprimento de todas as metas ambientais com menos custos para os cidadãos.

 

A prioridade da VALORSUL é melhorar o serviço público de gestão de resíduos prestado pela empresa aos municípios e aos cidadãos, tendo sido a primeira empresa a obter o reconhecimento da entidade reguladora com a atribuição do “Prémio Excelência ERSAR” pela qualidade dos serviços de gestão de resíduos urbanos, em 2018.

 

O futuro da VALORSUL continuará a passar por um forte investimento na inovação e o compromisso com os mais elevados padrões de qualidade e que passa por estratégias inovadoras de sensibilização, pelo aumento da capacidade de recolha seletiva, pelo crescimento da recolha seletiva de matéria orgânica e pela otimização das infraestruturas de tratamento.

 

O território servido pela VALORSUL abrange uma área geográfica muito diversa com 19 municípios e onde residem 1.6 milhões de habitantes. Por ano, recebe e trata quase 1 milhão de toneladas de resíduos, valorizando 20% de todo o lixo doméstico produzido em Portugal.

Mais ecopontos na AMARSUL 12 SETEMBRO 2019

A Amarsul, concessionária da EGF na penísula de Setúbal, disponibilizou 57 novos ecopontos metálicos, contentores específicos de 3m3 estão a ser colocados em todos os municípios da sua área de atuação, nomeadamente em locais onde existe um histórico elevado de atos de vandalismo, nomeadamente incêndios em ecopontos.

 

Desde o final de 2018, que a Amarsul tendo vindo a reforçar a sua rede de ecopontos, aproximando os contentores para recicláveis da população, de modo a tornar mais cómoda a reciclagem destes resíduos. Este projeto abrange todos os municípios da Península de Setúbal e é cofinanciado pelo POSEUR – Programa Operacional de Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos.

 

 

A Amarsul encontra—se empenhada em prestar cada vez mais, um melhor serviço à população disponibilizando mais contentores para deposição de resíduos recicláveis e melhorando o qualidade de serviço, reduzindo assim, os resíduos que são encaminhados para aterro.

20 Toneladas de Recicláveis 30 AGOSTO 2019

A Valorminho recolheu 20 toneladas de resíduos recicláveis no Festival Vodafone Paredes de Coura, que decorreu entre 14 e 17 de agosto.

 

A 27ª edição do Festival “Couraíso” fez história, e foi a melhor edição de sempre, também na reciclagem.


Este é um ECOEVENTO com historial, onde a sustentabilidade tem um peso fundamental em toda a organização do evento, sendo exemplar no que respeita à gestão de resíduos produzidos no recinto - desde a sua prevenção, reutilização e reciclagem à sensibilização ambiental de todos os participantes e envolvidos.

 


A 27ª edição do Festival Vodafone Paredes de Coura, fica marcada pela recolha histórica da Valorminho - 20 toneladas de resíduos recicláveis!


Foram 14.160 kg de vidro, 2.040 Kg de papel/cartão e 3.840 Kg de embalagens de plástico e metal, que serão transformados em euros que reverterão para uma Instituição Particular de Solidariedade Social (I.P.S.S.) do Município de Paredes de Coura.

Recycle BinGo chegou à Resinorte 28 AGOSTO 2019

O Recycle BinGo chegou à região norte central do país, pela mão da Resinorte.

 

Lançado em Fevereiro pela Valorsul, Amarsul e Valorlis, com o apoio do Fundo Ambiental do Ministério do Ambiente, o Recycle BinGo é uma aplicação móvel que promete deixar as famílias residentes nos municípios de Alijó, Amarante, Armamar, Baião, Boticas, Cabeceiras de Basto, Celorico de Basto, Chaves, Cinfães, Fafe, Guimarães, Lamego, Marco de Canaveses, Mesão Frio, Moimenta da Beira, Mondim de Basto, Montalegre, Murça, Penedono, Peso da Régua, Resende, Ribeira de Pena, Sabrosa, Santa Marta de Penaguião, Santo Tirso, São João da Pesqueira, Sernancelhe, Tabuaço, Tarouca, Trofa, Valpaços, Vila Nova de Famalicão, Vila Pouca de Aguiar, Vila Real, Vizela, com o bichinho da reciclagem.

 

 

Apesar de ser uma app, funciona sobretudo como um jogo que torna a experiência da reciclagem muito mais divertida e compensadora. Como?

 

Simples.

 

A missão principal do jogo é fazer visitas ao nosso Ecoponto Habitual.

Através da geolocalização o nosso Smartphone sabe que nos encontramos perto dele. Ao fazermos check-in desbloqueamos um conjunto de simpáticos bichinhos, os EcoGifts, com os quais vamos preenchendo os nossos cartões BinGo. Cada vez que completamos um cartão ganhamos EcoMoedas – que podemos trocar por ótimos prémios, como bilhetes de cinema, vales de desconto, e muito mais.

 

Além desta missão principal, a aplicação vai lançando missões especiais surpresa com o intuito de melhorar os conhecimentos dos portugueses sobre a reciclagem, manter o envolvimento com o Recycle BinGo.

E claro, recompensar os mais amigos do planeta.

 

O Recycle BinGo já está disponível na App Store e no Google Play.

 

A Resinorte, uma empresa de referência no setor ambiental, sendo responsável por reciclar e tratar mais de 350 mil toneladas de resíduos, servindo 35 municípios e aproximadamente 1 milhão de habitantes.

 

Estamos certos de que esta associação da Resinorte ao Recycle BinGo nos vai ajudar a todos a cumprir as importantes metas de reciclagem com que Portugal se depara a curto prazo. Para que isso aconteça, é preciso que esta notícia se espalhe.

 

Ajude-nos a espalhar o bichinho da reciclagem.

AMARSUL com forte investimento 27 AGOSTO 2019

A Amarsul, concessionária da EGF na Península de Setúbal,  está a investir cerca de 10 M€ em novos projetos de recolha seletiva, com destaque para o projeto “Reciclar Doce Reciclar”, que visa a implementação de recolha seletiva porta a porta de resíduos recicláveis nas áreas já servidas pela recolha porta a porta de resíduos indiferenciados, efetuada pelos municípios, nomeadamente em Almada, Seixal e Sesimbra.

 

Para facilitar a separação de resíduos nos lares abrangidos, a Amarsul disponibiliza gratuitamente dois contentores: um para deposição de papel e outro para embalagens metálicas e plástico, de modo a que o processo de separação de resíduos seja mais simples e confortável para os cidadãos.

 

 

Serão disponibilizados cerca de 51.300 contentores. Este projeto será alargado aos restantes Municípios da Península de Setúbal, nas zonas onde a recolha de resíduos indiferenciados também seja feita em regime porta a porta.

 

Desde o final de 2018, que a Amarsul tendo vindo a reforçar a sua rede de ecopontos, aproximando os contentores para recicláveis da população, de modo a tornar mais cómoda a separação e deposição destes resíduos. Este reforço tem sido feito com contentores com capacidade para 1.100l onde foram construídas 1.800 gares, de ecopontos e de vidrões. Até ao final de 2019, serão colocados num total de 8.320 contentores de 1 .100l, 1.560 ecopontos e 1.582 vidrões. Para efetuarmos a recolha destes novos equipamentos foi necessário também aumentar a frota pelo que foram adquiridas novas viaturas, 3 para recolha ao comércio e serviços e 15 para recolha doméstica, para além da admissão de novos trabalhadores.

 

Neste contexto, a Amarsul encontra-se a promover ações de sensibilização junto das ilhas ecológicas, onde equipas dedicadas esclarecem todas as dúvidas relativas à separação de resíduos recicláveis, ajudando os cidadãos a verificarem se os resíduos que estão a depositar nos contentores estão corretamente separados. No final da ação de sensibilização, é disponibilizado um brinde.

 

Este projeto, cofinanciado pelo POSEUR – Programa Operacional de Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos, visa aumentar e otimizar as quantidades de recicláveis separados na origem.

 

Com a correta separação de recicláveis pelos cidadãos, menos resíduos são encaminhados para aterro, e todos beneficiam: serão menos as toneladas de resíduos sujeitas a taxa de deposição paga pelos Municípios e serão mais as quantidades recolhidas seletivamente pela Amarsul.

 

Teremos assim até ao final de 2019, um aumento esperado de 15% das quantidades de resíduos recolhidos seletivamente, valor este que se prevê ser ainda maior em 2020.

Recycle BinGo chegou à VALNOR 20 AGOSTO 2019

Lançado em Fevereiro de 2018 pela Valorsul, Amarsul e Valorlis, com o apoio do Fundo Ambiental do Ministério do Ambiente, o Recycle BinGo chega finalmente à região centro, beira baixa, ribatejo e alto alentejo, pela mão da Valnor.

 

O Recycle BinGo é uma aplicação móvel que promete deixar as famílias residentes nos municípios de Abrantes, Alter do Chão, Arronches, Avis, Campo Maior, Castelo Branco, Castelo de Vide, Crato, Elvas, Fronteira, Gavião, Idanha-a-Nova, Mação, Marvão, Monforte, Nisa, Oleiros, Ponte de Sôr, Portalegre, Proença-a-Nova, Sardoal, Sertã, Sousel, Vila de Rei e Vila Velha de Rodão, com o bichinho da reciclagem. Apesar de ser uma app, funciona sobretudo como um jogo que torna a experiência da reciclagem muito mais divertida e compensadora. Como?

 

Simples.

 

A missão principal do jogo é fazer visitas ao nosso Ecoponto Habitual.

 

Através da geolocalização o nosso Smartphone sabe que nos encontramos perto dele. Ao fazermos check-in desbloqueamos um conjunto de simpáticos bichinhos, os EcoGifts, com os quais vamos preenchendo os nossos cartões BinGo. Cada vez que completamos um cartão ganhamos EcoMoedas – que podemos trocar por ótimos prémios, como bilhetes de cinema, vales de desconto, e muito mais.

 

Além desta missão principal, a aplicação vai lançando missões especiais surpresa com o intuito de melhorar os conhecimentos dos portugueses sobre a reciclagem, manter o envolvimento com o Recycle BinGo.

 

E claro, recompensar os mais amigos do planeta.

 

O Recycle BinGo já está disponível na App Store e no Google Play.

 

A Valnor, uma empresa de referência no setor ambiental, sendo responsável por reciclar e tratar mais de 101 mil toneladas de resíduos, servindo 25 municípios e mais de 254 mil habitantes.

 

Estamos certos de que esta associação da Valnor ao Recycle BinGo nos vai ajudar a todos a cumprir as importantes metas de reciclagem com que Portugal se depara a curto prazo. Para que isso aconteça, é preciso que esta notícia se espalhe.

 

Ajude-nos a espalhar o bichinho da reciclagem.

 

Contamos consigo.

ECOEVENTO | Festas da Lapa 2019 13 AGOSTO 2019

A Resulima, concessionária da EGF na região do Norte de Portugal, em conjunto com o Município de Arcos de Valdevez, desenvolveu uma campanha de sensibilização ambiental durante as Festas Nossa Senhora da Lapa que decorreram no Município de Arcos de Valdevez, fazendo deste um Ecoevento.

 

Esta iniciativa decorreu nos dias 8, 9 e 10 de agosto e estiveram presentes nestas festas monitores de sensibilização ambiental que abordaram os comerciantes e os participantes nas festas no sentido de promover a melhoria da separação de resíduos durante o evento, bem como fomentar a implementação destas práticas no dia-a-dia de cada um dos cidadãos. 

 

Foram distribuídos diferentes equipamentos e materiais de sensibilização ambiental junto dos comerciantes e da população, sensibilizando-os para a importância do seu comportamento. Fruto destas ações de sensibilização foi possível recolher mais de uma tonelada de resíduos valorizáveis nos 3 dias deste ecoevento.

 

Estas campanhas de sensibilização ambiental têm o apoio do Fundo de Coesão da União Europeia através do PO SEUR - Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos.

AMARSUL: + 400 Ecopontos com sensores 09 AGOSTO 2019

A Amarsul, concessionária da EGF da península de Setúbal, instalou 400 novos ecopontos verdes com sensores que medem o nível de enchimento.

 

Esta iniciativa está integrada no projeto “Reciclar Doce Reciclar”, que integra a recolha seletiva porta a porta de resíduos recicláveis (papel/cartão e embalagens plásticas/metálicas) nos Municípios de Almada e Seixal, nas áreas já servidas pela recolha porta a porta de resíduos indiferenciados.

 

Os ecopontos verdes têm incorporados sensores de nível de enchimento, o que permitirá recolher informação sobre o seu enchimento e ajustar o momento de recolha em tempo real, garantindo assim uma melhoria da qualidade do serviço prestado.

 

Os sensores utilizam tecnologia ultrassom para medição do volume dos contentores em tempo real, possuindo um sistema de comunicações muito inovador que permite o envio de dados muito fiáveis com um consumo de energia muito reduzido.

 

A Amarsul encontra-se empenhada em prestar cada vez mais, um melhor serviço à população disponibilizando mais contentores para deposição de resíduos recicláveis, reduzindo assim, os resíduos que são encaminhados para aterro.

 

Este projeto é cofinanciado pelo POSEUR – Programa Operacional de Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos.

No Algarve seja Algarvio 19 AGOSTO 2019

A Algar, Concessionária da EGF na região do Algarve, lançou uma nova campanha de sensibilização sobre a separação seletiva de embalagens, com o objetivo de incentivar a utilização dos ecopontos pelos residentes e visitantes da região durante o Verão. A campanha está a ser divulgada nos jornais on-line, em Mupis e Outdoors Municipais.

 

A iniciativa foi criada com base no conceito: No Algarve seja Algarvio, separe!

 

Para um visitante da região a questão da reciclagem é algo do dia-a-dia, onde o hábito de separar em casa poderá já estar enraizado, mas que nas férias, muitas vezes cai no esquecimento.

 

 

Para um Algarvio ir ao Ecoponto significa preservar a sua terra, uma vez que os materiais recicláveis que podem ser colocados no ecoponto não são depositados em aterro. Significa também um motivo de orgulho regional, sobretudo devido aos resultados das quantidades de recicláveis encaminhadas anualmente, per capita, face aos valores apresentados nas restantes regiões do país.

  

A campanha evidencia assim o orgulho dos Algarvios face aos bons resultados da reciclagem e lembra os visitantes para que se desloquem ao Ecoponto durante as suas férias, mostrando a ambos que no Algarve se leva muito a sério a reciclagem.

 

As imagens da campanha assentam no património do Algarve (universo mais turístico), nomeadamente: cultura, gastronomia, clima e beleza natural, sempre passando a mensagem “SEPARE”, conforme exemplo a seguir:

 

  • Reciclar também é a nossa praia ….. Os Algarvios têm mais de 3500 ecopontos disponíveis …. No Algarve seja Algarvio: separe
  • Reciclar também faz parte da nossa natureza …. Os Algarvios separam mais de 38 mil toneladas de resíduos por ano …. No Algarve seja Algarvio: separe
  • Reciclar também faz parte da nossa cultura …. Os Algarvios separam mais de 15 mil toneladas de vidro por ano …. No Algarve seja Algarvio: separe

As imagens escolhidas para ilustrar a campanha são referências visuais do Algarve e permitem facilmente associar a mensagem e o conceito da campanha aos pontos mais atrativos, procurados na região.

 

       

 

 

 

Operação Montanha Verde 07 AGOSTO 2019

A Algar, concessionária da EGF na região do Algarve, colabora com a “OPERAÇÃO MONTANHA VERDE 2019”, uma iniciativa do Zoomarine, para plantação de 42 mil árvores.

 

A Algar e o Zoomarine, entidade promotora da campanha de reflorestação do Algarve denominada “Operação Montanha Verde 2019”, assinaram um convénio de cooperação para promover a plantação, em regime pro bono, de cerca de 42 mil árvores de distintas espécies, em 8 concelhos Algarvios (Silves, Loulé, Portimão, Monchique, Lagoa, Olhão, Tavira e São Brás de Alportel), a realizar durante o mês de novembro de 2019 (10 de novembro, um domingo, para famílias, público em geral e 11 de Novembro, uma segunda-feira, também para grupos escolares).

 

A empresa colabora com esta ação pelo segundo ano consecutivo, uma vez que reconhece que a iniciativa constitui um fator determinante para a região na área do Ambiente e da Conservação da Natureza.

 

No âmbito deste Convénio, a Algar compromete-se a:

 

a) Cooperar de forma ativa e operativa com o Zoomarine e seus representantes nas ações logísticas, técnicas, conservacionistas, educacionais e afins inerentes à “Operação Montanha Verde”;

 

b) Disponibilizar, a título gratuito, o composto orgânico Nutriverde, produzido pela empresa através dos resíduos verdes gerados na região, que será utilizado na plantação das árvores em cada um dos 8 municípios participantes na campanha;

 

c) Incentivar a presença de voluntários nos dias de plantação;

 

d) Disponibilizar sacos e contentorização para a separação e deposição dos resíduos recicláveis produzidos pelos participantes durante a realização da campanha, assim como a sua posterior remoção e encaminhamento para adequada valorização.

 

A empresa salienta que o objetivo desta ação é sensibilizar a população para a importância da proteção da floresta, sobretudo tendo em conta os inúmeros incêndios que se têm feito sentir no nosso país e em particular na região. As consequências afetam a biodiversidade, por vezes extinguindo plantas e animais, desnudam solos que em circunstâncias atmosféricas extremas, como as chuvas intensas, sofrem arrastamentos e perda de terras. A iniciativa pretende assim incentivar os Algarvios a plantarem uma árvore, como forma de contribuírem para o aumento da cobertura vegetal da região.

 

Sobre o Nutriverde®

O NUTRIVERDE® é produzido pela ALGAR a partir de resíduos verdes. Trata-se de um composto orgânico 100% natural que, para além de não ser agressivo e poluente para a natureza, traz inúmeros benefícios ao solo, pois combate a erosão e melhora as suas propriedades físicas, químicas e biológicas. A sua excelente qualidade, promove maiores produções em culturas agrícolas.

 

Pode ser adquirido nas instalações da ALGAR, durante o horário de funcionamento das mesmas. A empresa possui 3 Unidades de Compostagem de Verdes em funcionamento, em Portimão, São Brás de Alportel e Tavira. As entregas do NUTRIVERDE® podem ser efetuadas pela ALGAR, mediante condições a acertar com o cliente. Atualmente são realizadas a granel e em big bag (embalagem com cerca de 800 kg). Para mais informações consulte o site www.algar.com.pt

Compostagem comunitária 12 AGOSTO 2019

O programa “Todos podem compostar” da Valorsul, é um projeto inovador de compostagem comunitária desenvolvido pela concessionária da EGF da região de Lisboa Norte e Oeste, que disponibiliza um compostor comunitário em cinco espaços verdes da Área metropolitana de Lisboa. A população residente na envolvente de cada um destes cinco locais pode participar, entregando os seus resíduos orgânicos para serem transformados em fertilizante natural. 

 

A implementação do projeto “Todos Podem Compostar”, foi realizada em parceria com os municípios, que são agora responsáveis pela sua gestão e manutenção. O composto resultante será oferecido aos utilizadores ou utilizado pelo próprio município.

 

 

Esta iniciativa permite a redução da quantidade de resíduos depositados nos contentores municipais ao mesmo tempo que valoriza a matéria orgânica presente nos resíduos urbanos.

 

Para além do próprio compostor comunitário, o projeto promovido pela Valorsul assegurou a formação dos funcionários municipais responsáveis pelos compostores e desenvolveu uma campanha de comunicação e sensibilização para a prática da compostagem comunitária, dirigida à população residente na envolvente de cada um dos cinco locais para dar a conhecer a existência do novo equipamento e os benefícios da compostagem.

 

O programa "Todos Podem Compostar" beneficia do apoio do PO SEUR, que financiou as ações de formação e os materiais de comunicação.

 

Esta iniciativa dá resposta ao número cada vez maior de cidadãos com preocupações ambientais no seu dia a dia e que estão dispostos a alterar comportamentos e a dar o seu contributo para reduzir a sua pegada ecológica. A compostagem é um processo 100% natural onde os restos de vegetais ganham uma nova vida, transformando-se em fertilizante para a terra.

 

“Todos Podem Compostar” está disponível nos seguintes locais:

  • Parque Central da Amadora.
  • Parque Integrado da Ribeirada, Odivelas.
  • Parque Verde das Colinas do Cruzeiro, Odivelas.
  • Quinta Pedagógica dos Olivais, Lisboa.
  • Jardim do Ecobairro, Vila Franca de Xira.
+ Reciclagem em Albergaria-a-Velha 08 AGOSTO 2019

A ERSUC, concessionária da EGF na região centro, e a Câmara Municipal de Albergaria-a-Velha, estabeleceram uma parceria para recolha porta-a-porta de resíduos recicláveis nos estabelecimentos comerciais, serviços e escolas, com o objetivo do desvio de recicláveis do fluxo de resíduos indiferenciados.

 

“Esta parceria vai de encontro ao cumprimento dos objetivos e metas definidas no Plano de Ação para o Cumprimento da Meta de Retoma da Recolha Seletiva-PERSU 2020 da ERSUC, e envolve a disponibilização de diversos meios, nomeadamente 1 viatura de recolha, 2 colaboradores, sacos para a separação de recicláveis, formação prévia das equipais e ações de sensibilização para todas as escolas envolvidas no projeto.”, esclarece Miguel Ferreira, administrador executivo da ERSUC.

 

A implementação do projeto no terreno, envolveu as equipas da ERSUC e do Município, com sensibilização aos estabelecimentos, aos quais foram disponibilizados sacos verdes, azuis e amarelos para recolha de respetivamente, vidro, papel e cartão e embalagens de plástico e metal, posteriormente recolhidos porta-a-porta em dias pré-definidos e enviados para a unidade de triagem de ERSUC em Eirol.

 

Após 2 meses no terreno, com mais de 150 estabelecimentos e 25 escolas aderentes, foram já recolhidas 7,4 toneladas de papel e cartão, 8,8 toneladas de embalagens de plástico e metal e 4,7 toneladas de vidro.

 

“Esta parceria permite prestar um melhor serviço à população de Albergaria-a-Velha, chegando mais próximo dos locais de produção e satisfazendo a necessidade de gestão dos recicláveis, contribuindo para um melhor desempenho ambiental do município, refere António Loureiro, Presidente da Câmara Municipal de Albergaria-a-Velha.

AMARSUL apoia festivais a reciclar! 01 AGOSTO 2019

O 25º Super Bock Super Rock regressou ao Meco entre os dias 17 e 20 de julho e foi um Ecoevento Amarsul.

 

Com o apoio da Amarsul e do Município de Sesimbra foi implementado um sistema de recolha seletiva de embalagens na Herdade do Cabeço da Flauta. Numa operação sem precedentes foram  disponibilizados pela Amarsul 104 equipamentos,  que incluíram estruturas de 30 m3 para o acondicionamento do papel/cartão e de embalagens de plástico e metal, reforço em todos os pontos de produção de resíduos do recinto, palcos e campismo com 38 Ecopontos metálicos e distribuição de vidrões com basculamento para os stands produtores de vidro, assim como estruturas metálicas para a deposição seletiva.

 

 

Contou ainda com uma ação de sensibilização de Boas Vindas aos Campistas, dedicada às boas práticas de prevenção, reutilização e reciclagem de resíduos. A organização do festival Super Bock Super Rock ao colaborar na monitorização e avaliação de resultados quanto aos resíduos produzidos contribuiu de forma decisiva para o desvio de resíduos de aterro, ao implementar boas práticas ambientais.

 

As equipas da Amarsul receberam os campistas, sensibilizaram e deram a conhecer a localização dos contentores permanentes do festival e recolheram embalagens de plástico usadas, sob o lema: “Recicla tudo, sempre e em todo o lado!”

 

Além disso, a organização estabeleceu parcerias com o Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas, a associação ambientalista Quercus e a Sociedade Ponto Verde.

 

No final do evento os resultados obtidos foram mais de 8 toneladas de embalagens para reciclagem: 4.583kg de plástico e metal, 2.343kg de papel e cartão e 1.219kg de vidro, produzidas por cerca de 80.000 visitantes em apenas 4 dias. O valor de contrapartida destas embalagens, será doado pela organização à Liga dos Amigos da Lagoa de Albufeira  - LIALA.

 

O “Programa Ecoeventos” da Amarsul, é um projeto cofinanciado pelo POSEUR - Programa Operacional para a Sustentabilidade e Eficiência no Uso dos Recursos, integrado numa campanha nacional coordenada pela EGF, e pretende contribuir significativamente para o aumento da quantidade e qualidade dos materiais recolhidos seletivamente nos eventos.

VALORMINHO: Exemplo do Alvarinho! 15 JULHO

Foram 12 as toneladas de resíduos de embalagem encaminhadas para reciclage e que resultaram de comportamentos ambientais adequados dos participantes e organizadores da Feira do Alvarinho de Monção. Esta iniciativa decorreu entre 5 e 7 de julho , onde se ergueu uma nova Bandeira, a dos ECOEVENTOS, promovidos e apoiados pela Valorminho, concessionária da EGF no Alto Minho. 

 

Sendo a questão Ambiental uma prioridade, esta parceria permitiu contribuir para um melhor desempenho ambiental do Município de Monção e consequentemente do país, no que respeita à gestão dos resíduos produzidos durante todo o evento.

 

 

 

 

A causa Ambiental este ano deu as mãos à solidariedade, a junção não poderia ter sido melhor! Todos os resíduos recicláveis foram “transformados” em euros (€) que reverterão, este ano, para os Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Monção.

 

Os produtores de alvarinho marcaram presença e também a diferença, e a Valorminho disponibilizou estruturas de 30 m3 para o acondicionamento do vidro, do papel/cartão e de embalagens de plástico e metal, reforçou os contentores da envolvente do recinto, distribui vidrões, distribuiu contentores de 240 l para os stands produtores de alvarinho, disponibilizou estruturas para a deposição seletiva.

 

Foram sensibilizados pela Valorminho e pelo Município de Monção todos os stands instalados, com a distribuição de Ecobags para a separação de resíduos.

Ciência Viva no Verão 12 JULHO 2019

Durante o mês de Agosto, numa parceria com o Centro de Ciência Viva do Algarve, a Algar, concessionária da EGF na região do Algarve, está a participar no projeto Ciência Viva no Verão em Rede. Inicia a 15 de julho e só termina a 15 de setembro. Esta iniciativa é organizada há 23 anos pela Ciência Viva, em colaboração com mais de uma centena de instituições científicas, Centros Ciência Viva, associações, autarquias e empresas.

 

 São cerca de 800 ações para todas as idades e em todo o país, sempre na companhia de especialistas. Construção de ninhos para cagarras na Ilha da Berlenga, observações do céu noturno no Mosteiro de Tibães, roteiros etnobotânicos pelos Passadiços do Paiva, SunSets com Ciência nas praias algarvias, visitas botânicas à Estufa Fria de Lisboa e percursos a partir do Reservatório da Mãe d’Água das Amoreiras para conhecer o património hídrico da capital são algumas da atividades deste ano.

 

É o terceiro ano consecutivo que a Algar é convidada para participar. Este ano a empresa propõe a realização de visitas guiadas à Estação de Transferência e Triagem de Faro/Loulé/Olhão (Loulé) e/ou ao Aterro Sanitário de Portimão.

 

Os visitantes serão acompanhados por um técnico que mostrará os processos de valorização e tratamentos dos vários tipos de resíduos urbanos recebidos nestas instalações, nomeadamente: a triagem e encaminhamento das embalagens recicláveis para a indústria recicladora; o confinamento dos resíduos indiferenciados em Aterro; o tratamento e valorização do biogás na Unidade de Valorização Energética e o tratamento e valorização dos Resíduos Verdes na Unidade de Compostagem, onde são transformados num composto orgânico.

 

Fica o convite, leve a ciência na sua mala de férias. Consulte o programa da Ciência Viva no Verão em Rede e reserve as suas vagas em www.cienciaviva.pt/veraocv/2019/. As visitas às instalações da Algar estão sujeitas a inscrição prévia.

ALGAR: Separar para Alimentar 10 JULHO 2019

A ALGAR, concessionária da EGF na região do Algarve, e a ENTRAJUDA (Algarve), revelaram resultados da campanha “Separar para Alimentar” a favor do Banco Alimentar Contra a Fome do Algarve (BACF), iniciativa que conta já com 5 anos de existência.

 

O objetivo desta campanha tem sido angariar embalagens recicláveis de plástico, metal e ECAL (embalagens de cartão para alimentos líquidos) e com a sua venda adquirir bens alimentares próprios para crianças até aos 36 meses de idade. No âmbito desta ação foram criados centros de deposição para a captação do material, nas instalações da ALGAR e no Banco Alimentar do Algarve.

 

 

 

Os resultados de 2018 permitiram obter verba suficiente para proceder à aquisição de cerca de 680 papas alimentares, adequadas às necessidades nutricionais específicas das crianças nesta faixa etária, que serão entregues às famílias apoiadas pelo Banco Alimentar do Algarve.

 

Segundo Nuno Alves, Presidente da Direção do BACF do Algarve «O BACF do Algarve, coopera atualmente com 107 instituições, prestando apoio a 3.818 famílias, mediante a distribuição de géneros alimentares a 9.410 pessoas, das quais 2.219 são crianças com idades inferiores aos 12 anos, para quem vai este apoio do “Separar para Alimentar”.

 

O BACF contribui ainda com 19.704 refeições que são preparadas diariamente por 63 instituições (pequenos-almoços, almoços, lanches e jantares)

 

Balanço da campanha nos últimos 5 anos

 

“Desde 2013 que a campanha tem recebido a adesão por parte da população e de várias entidades locais, que com o gesto da separação dos resíduos já garantiu o encaminhamento, para reciclagem de 44 135Kg de resíduos de embalagens e permitiu a entrega de 5.000€ em bens alimentares, ajudando assim quem mais precisa.”, diz Telma Robim, Presidente da Comissão Executiva da Algar.

 

O resultado desta iniciativa tem sido muito positivo, pelo que a mesma irá continuar até 31 de Agosto de 2019, altura em que terminará para dar lugar a “toneladas de ajuda”, um projeto que será divulgado pela Algar ainda este ano.

 

Até lá, todos os que desejarem colaborar com o “Separar para Alimentar”, poderão entregar as embalagens vazias nas instalações da Algar, que se encontram distribuidas por toda a região do Algarve (www.algar.com.pt) desde Aljezur até Alcoutim, ou nas instalações do Banco Alimentar em Portimão e Faro, informando que o fazem a favor da campanha.

 

Vantagens da reciclagem para o Ambiente - Curiosidades

 

A separação das embalagens para reciclagem permite poupar recursos naturais, mas sem a colaboração de todos será impossível ter sucesso. Os 44.135Kg de embalagens de plástico, que foram encaminhados para reciclagem, nestes cinco anos de campanha, permitem a obtenção de matéria-prima suficiente (poliéster) para se produzir 54.494 camisolas de malha polar ou 88.000 pares de calças poliéster. Por isso contribua, faça parte deste ciclo, separe sempre e em todo o lado!

VALORSUL: Reciclagem record nas escolas 08 JULHO 2019

Mais de 300 escolas aceitaram o desafio da Valorsul, concessionária da EGF na região de Lisboa (Norte) e do Oeste, e participaram nos concursos “Separa e Ganha no Azul e no Amarelo”. O objetivo era mudar os hábitos de reciclagem na escola e em toda a comunidade onde estão inseridas.

 

Todas as expectativas foram superadas e foram enviadas para reciclagem 500 toneladas de plástico&metal e 475 toneladas de papel&cartão. O empenho dos mais de 76.000 alunos participantes traduziu-se na reciclagem de papel&cartão. Este ano, o concurso salvou a vida a 7.000 árvores. Uma parte do plástico recolhido permitirá, por exemplo, produzir 70.000 novos pares de ténis.

 

 

 

 

Pelo seu excelente desempenho, 321 escolas foram merecidamente premiadas, no total em mais de 60.000€. 

 

Estes concursos integram a oferta de educação ambiental da Valorsul, o Programa Ecovalor, que inclui ainda visitas, materiais informativos sobre a reciclagem e ações de sensibilização sobre o ciclo dos resíduos, que chegaram a mais de 2.000 turmas. 

 

Foi também possível, durante o ano letivo, dotar as escolas com bolsas pedagógicas para a separação de recicláveis, na ordem das 30.000 unidades para cada material: Azul e Amarelo.

 

INSTITUIÇÕES REPETEM SUCESSO

 

O envolvimento das instituições no Ecovalor aconteceu pela segunda vez e trouxe resultados muito positivos. O contributo das 24 instituições participantes (Centros de Dia, Universidades Seniores, Associações de Apoio à Comunidade, Escuteiros) foi superior a 18 toneladas ao separarem as suas embalagens de plástico&metal e ultrapassou as 42 toneladas na separação de papel&cartão. As instituições receberam prémios de participação no valor global de € 2.200,00.

 

PROGRAMA ECOVALOR

 

Conta já com 18 anos dedicados a promover a adoção de comportamentos sustentáveis na comunidade escolar, em parceria com os 19 municípios.

 

O Ecovalor começou com 40 escolas, 20.000 alunos e 57, 8 toneladas no arranque dos concursos. No ano letivo de 2018/19, os resultados excederam tudo o que foi alcançado até aqui, separando 800 toneladas de material reciclável, mais 47% que na edição anterior.

 

A Valorsul vai manter, como até aqui, a sua aposta na educação ambiental, orientada para o cumprimento das metas da reciclagem, e que ao mesmo tempo promove a redução do lixo e diminuição da utilização dos recursos naturais.

 

A mecânica do Programa Ecovalor permite estabelecer uma relação direta entre as ações de educação ambiental e as quantidades de materiais encaminhadas para reciclar. A par da Valorsul, o modelo do Ecovalor foi exportado para o universo EGF já durante o ano letivo de 2018/19, abrangendo os 174 municípios servidos pelas 11 Concessionárias EGF.

Ilhas Ecológicas na Marinha Grande 9 JULHO 2019

A VALORLIS, concessionária da EGF na região de Leiria, e a Câmara Municipal da Marinha Grande, apresentaram à população o projeto “Ilhas Ecológicas” no dia 4 de julho na Marinha Grande.

 

Este projeto - recolha seletiva de proximidade - é um projeto piloto que tem como objetivo aproximar os ecopontos à população, disponibilizar meios para separação em locais onde há dificuldade na colocação de ecopontos e aumentar as quantidades de resíduos enviados para reciclagem.

 

 “A Valorlis tem vindo a reforçar a rede de ecopontos na sua área de intervenção aproximando os contentores para recicláveis da população, de modo a tornar mais cómoda a separação destes resíduos. Em algumas zonas da Marinha Grande este reforço vai ser feito através da substituição dos ecopontos tradicionais por contentores com menor capacidade, colocados mais perto de cada habitação e em maior número.” explica Marta Guerreiro, Administradora Delegada da Valorlis.

 

Está prevista a recolha de proximidade que prevê a colocação de 618 contentores (206 ilhas ecológicas) para separação dos resíduos recicláveis pela população, recolhidos com uma viatura especifica de recolha traseira com o seguinte faseamento:

 

Fase 1 - a partir de 8 de julho: Amieira, Albergaria, Marinha Pequena, Pero Neto e Trutas

Fase 2 - setembro, Comeira, Guarda Nova, Ordem e Portela

Fase 3 -  setembro, Embra

 

As zonas abrangidas neste projeto são zonas residenciais e com maior densidade de habitações de baixo porte e zonas onde há dificuldade na colocação e recolha de ecopontos tradicionais. Estima-se que a população abrangida por esta ação seja de cerca de 10.000 habitantes.

 

Esta ação irá requerer um acompanhamento próximo por parte da Valorlis para melhoria da separação seletiva de recicláveis, analisando os graus de enchimento e ajustando a periodicidade de recolha. A instalação das ilhas ecológicas será acompanhada de sensibilização porta a porta por equipas da Valorlis aos moradores das zonas abrangidas, que vão esclarecer todas as dúvidas relativas à separação de resíduos e alertar para a correta utilização dos contentores.

 

“Com este projeto pretende-se incentivar o hábito da separação de resíduos domésticos, pondo à disposição outras formas de deposição, explica Marta Guerreiro e acrescenta “A Valorlis conta com a participação de toda a comunidade em torno deste projeto para em conjunto alcançar as exigentes metas definidas para a Valorlis, em termos de material enviado para reciclagem”.  

 

As Ilhas Ecológicas - Recolha de Proximidade, são cofinanciadas pelo POSEUR – Programa Operacional de Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos, e visam aumentar as quantidades de resíduos recolhidos seletivamente. 

ALGAR contra os sacos de plástico 3 JULHO 2019

A Algar, concessionária da EGF na região do Algarve, e a Câmara Municipal de São Brás de Alportel uniram-se, dia 3 de Julho, “Dia Internacional Sem Sacos de Plástico”, para promover uma ação de sensibilização no Mercado Municipal da cidade. A ação foi realizada com o objetivo de alertar para o consumo excessivo de sacos de plástico, propondo-se alternativas para resolver este sério problema ambiental.

 

Os sacos de plástico leves são prejudiciais para o ambiente e para a saúde. No lixo misturam-se com o resto dos resíduos. Acabam por isso nos aterros ou no ambiente, onde podem permanecer mais de 300 anos. De acordo com a caracterização dos resíduos depositados em aterro de 2018, realizada pela Algar, 13% correspondem à categoria dos plásticos, sendo que 76% desse material correspondem aos sacos de plástico leves.

 

 

 

O que fazer com os sacos plásticos?

 

O “Dia Internacional Sem Sacos Plásticos” apela à mudança de comportamento de todas as pessoas do mundo relativamente ao uso dos sacos plásticos. Cada um de nós deve fazer um esforço para preservar o ambiente, optando por reduzir o uso de sacos de plástico, reutilizar sempre que possível e caso não sejam passiveis de reutilização, deverão ser depositados no contentor amarelo do ecoponto, para serem reciclados.

 

A ALGAR e a Câmara Municipal de São Brás alertam que se todos fizerem a sua parte, separarem os resíduos que produzem, sempre e em todo o lado e depositarem corretamente esses resíduos nos contentores correspondentes, estarão a contribuir para evitar a poluição do ambiente e a garantir que os resíduos receberão o destino adequado. Para mais informações sobre esta iniciativa: www.algar.com.pt

Relatório Sustentabilidade 2018 16 JULHO 2019

A Mota-Engil publicou o Relatório de Sustentabilidade de 2018, publicação para a qual a EGF e as várias Concessionárias contribuiram com informação específica sobre a sua atividade.

 

Nesta publicação é possível encontrar informação Ambiental, Social e Económica específica sobre a atividade de tratamento e valorização de resíduos, entre outra informação útil nos vários setores em que o Grupo Mota-Engil atua.

 

Para mais informações e download:  Relatório de Sustentabilidade Mota-Engil 2018

AMARSUL Eco Praias 24 JUNHO 2019

A Amarsul Eco Praias é uma campanha de sensibilização e recolha de embalagens usadas de plástico nas praias, que decorre entre 22 de junho e 15 de setembro de 2019, em 33 praias dos Municípios de Almada, Sesimbra e Setúbal, e em que será disponibilizada uma rede de ecopontos permanentes para a população reciclar as suas embalagens.

 

Esta campanha conta com uma forte componente de sensibilização, com ações dirigidas à população aos fins de semana e, durante a semana, com ações dirigidas às colónias e campos de férias, que vão ser acolhidas por equipas da Amarsul. O bom comportamento ambiental será recompensado e a ação será assinalada com pulseiras de identificação para recordar o dia em que “Vamos Reciclar à Beira Mar”.

 

 

 


Nesta iniciativa serão ainda incluídas e dinamizadas limpezas de praias e ateliers de reciclagem. Com o objetivo de retirar resíduos de aterro e dos oceanos, as equipas da Amarsul irão percorrer as praias, recolher embalagens de plástico usadas através de ecopontos móveis, sensibilizar e dar a conhecer a localização dos contentores permanentes da praia e esclarecer as dúvidas da população.


A campanha começou no dia 22 de junho, nas Praias de Lorosae e Morena (Almada), Ouro ( Sesimbra) e Figueirinha (Setúbal) estando programadas um total de 148 ações.

 

Praias abrangidas

 

ALMADA (28)

Albatroz | Lorosae | Leblon | Bicho d’Agua | Sunset | Kontiki | Pé Nu Golfinho | Mata | Grão de Areia + Riviera | Casa do Sol + Rainha | Castelo (Manduca + Yamba) | Cabana do Pescador (Delmare + Meio Metro) | Princesa | Rei (Hula Hula) | Morena (Borda d’Agua) | Sereia (Waikiki) | Infante (Tartaruga) | Bela Vista (Casa da Praia) | Terminus |Americano (Move On) | Aroeira (Beach Bar) |Cabana Beach | Rampa | Kailua | Oh, Ti João – 1 | Areias da Telha| Bambu

 

SESIMBRA (2)

Califórnia| Ouro

 

SETÚBAL (3)

Albarquel | Figueirinha | Creiro

Comunicação | Conselho Consultivo 14 JUNHO 2019

A Mota-Engil e a EGF fazem parte do Conselho Consultivo e de Ética da APCE - Associação Portuguesa de Comunicação de Empresa, e de forma ativa apresentaram os resultados dos grupos de trabalho, constituídos por profissionais de várias empresas, onde evidenciaram novas ideias e caminhos para uma maior dinamização das atividades da associação.

 

Esta reunão aconteceu no passado dia 7 de junho, e é o culminar de um trabalho de reflexão e discussão construtiva, que se traduziu em propostas concretas e que agora terão oportunidade de ser colocadas em prática pela associação, que as divulgará em tempo oportuno.

Dia Mundial do Ambiente 5 JUNHO 2019

No Dia Mundial do Ambiente, a EGF divulga o movimento de renovação em curso e promove iniciativas públicas de educação e sensibilização ambiental em todo o país através das suas concessionárias.

 

Esta renovação acontece em todas as frentes – crescem infraestruturas, planeiam-se novas instalações, otimizam-se processos, aumenta-se frota e contentores, implementam-se novos circuitos de recolha seletiva, aumentam-se competências aos colaboradores, promovem-se talentos e arrancam projetos piloto para projetos de maior escala.

 

Esta onda de investimento – o dobro do que foi realizado em 2016 e 2017 – e a dinâmica de execução é acompanhada por um compromisso com os municípios e com os cidadãos e exemplifica-se com factos:

 

  • 169 viaturas novas a circular em 2018;
  • mais de 55.000 novos contentores de recolha seletiva de embalagens;
  • expansão de linhas de triagem em fase de contratação;
  • processos lean em implementação; inovação no contacto com o cidadão que o recompensa pelas suas ações;
  • e dois aterros de apoio – a Norte e a Sul -  que garantem o suporte a instalações.

 

MAIS QUALIDADE DE SERVIÇO

Já começaram a circular as novas viaturas de recolha e aumentou a disponibilidade de serviço prestado ao cidadão – por todo o país aumentou a quantidade de ecopontos e as soluções de recolha porta-a-porta. Este aumento de capacidade para receber e transportar, é acompanhado pela expansão de linhas de triagem, sendo de destacar o processo em curso na Valorsul com a remodelação dos centros de triagem do Lumiar e do Oeste e a nova unidade para a compostagem de resíduos verdes.

 

Mas nada disto seria possível sem envolver o cidadão no processo, e a EGF tem em curso campanhas e ações de larga escala que mudam o paradigma no contacto com a população. As campanhas agregadas à colocação dos novos ecopontos, ações com informação específica sobre a utilização de contentores (ecopontos tristes), recolhas porta-a-porta adaptadas (com grande destaque para o projeto da Suldouro, em Vila Nova de Gaia e Santa Maria da Feira, que é o 2.º maior projeto de recolha porta-a-porta do país) e ações inovadoras que retribuem valor ao cidadão pelo seu comportamento ambiental adequado – soluções inovadoras que alavancam a EGF para uma nova fase do seu percurso.

 

EcoEvento Valorminho: Novo filme! 31 MAIO 2019

Assista à reportagem dobre o EcoEvento Festa do Alvarinho e do Fumeiro, uma referência de boas práticas e concretizado pela Câmara Municipal de Melgaço e pela Valorminho, e que angariou um total de 10,5 toneladas de embalagens para reciclagem, produzidas por cerca de 60.000 visitantes em apenas 3 dias.

 

Este EcoEvento aconteceu de 26 a 28 de abril e conta já com 25 edições, mas desta vez foi ainda mais sustentável. Para além de boas práticas ambientais implementadas no recinto, foi fomentado e contabilizado todo o esforço de reciclagem da organização e dos participantes.

 

A Valorminho disponibilizou estruturas de 30 m3 para o acondicionamento do vidro, do papel/cartão e de embalagens de plástico e metal, reforçou os contentores da envolvente do recinto, distribui vidrões de 240 l para os stands produtores de alvarinho, disponibilizou estruturas para a deposição seletiva e oleões para os restaurantes instalados no recinto. No decorrer da festa nos dias 27 e 28 foram distribuídos ecopontos domésticos à população.

 

Foram sensibilizados pela Valorminho e pelo Município de Melgaço todos os stands instalados, com a distribuição de Ecobags para a separação de resíduos.

 

Este ano a Valorminho contou com a parceria da Sociedade Ponto Verde, marcando presença com mochileiros que, circularam por todo o evento incentivando a separação de embalagens, e facilitando o acesso à separação das mesmas.

  

Para assistir à reportagem: CLICAR AQUI

 

O QUE É UM ECOEVENTO?

 

Um EcoEvento é uma iniciativa pontual, certificada por cada concessionária da EGF, que se realiza num espaço pré-definido, que tem uma duração limitada e que é um exemplo de adoção de medidas ambientais adequadas que promovem os conceitos da sustentabilidade. Os EcoEventos são apoiados com um serviço adequado de recolha seletiva adaptado à sua dimensão, sensibilização local e benefícios económicos associados à quantidade de embalagens separada corretamente.

 

Para mais informações sobre os EcoEventos, CLICAR AQUI

 

 

Sardoal inicia recolha porta a porta 06 MAIO 2019

A Valnor, Concessionária da EGF no Norte Alentejano, reforça o serviço de recolha seletiva de embalagens de papel/cartão, vidro, plástico, metal e pacotes de bebida. porta a porta no município do Sardoal


A iniciativa está a ser articulada com a autarquia do Sardoal, nomeadamente com o contacto com os comerciantes e com a apresentação do Serviço de Recolha Porta a Porta na restauração, cafés, pequeno comércio e serviços, que se iniciará no início do mês de Maio.


Esta acão tem como objetivo promover o aumento da recolha de materiais recicláveis (vidro, papel/cartão e plástico), pelo facto de se verificar que os contentores dos resíduos, em algumas zonas contêm grandes quantidades de materiais passíveis de reciclagem, que estavam a ser levados para tratamento indiferenciado. A partir de agora estes materiais poderão ser valorizados através do novo serviço de Recolha Porta a Porta que a Valnor proporciona, com benefício para o ambiente e a consequente diminuição dos seus custos de tratamento suportados pelo Município.

 

Este serviço será realizado, sem encargos para as entidades utilizadoras, por uma viatura devidamente identificada e funcionários da Valnor, e será prestado semanalmente nos estabelecimentos comerciais e serviços que pretendam aderir à recolha porta a porta de materiais recicláveis.

 

A Valnor e o Município do Sardoal, acreditam que a promoção da consciencialização ambiental dos empresários/comerciantes, permitirá, com um esforço coletivo num aumento de reciclagem de materiais, melhorando a Qualidade de Vida de cada um de nós.

EGF na Praça da Alegria 23 MAIO 2019

A EGF esteve presente no programa das manhãs e explicou aos cidadãos os Mitos e Verdades da Reciclagem no programa da RTP Praça da Alegria, apresentado por Sónia Araújo e Jorge Gabriel.

 

Para além de esclarecer dúvidas, foi ainda possível conhecer o códo da reciclagem e rever o filme que explica porque é que temos de reciclar TUDO, SEMPRE e EM TODO o LADO.

 

Assista a esta parte da Praça da Alegria: AQUI

Reveja o filme Reciclar é Agora: AQUI

Dia Internacional da Reciclagem 17 MAIO 2019

No Dia Internacional da Reciclagem, a EGF divulga os seus números de 2018, que registam um aumento global de 11% na recolha seletiva de embalagens, com crescimentos específicos em alguns materiais que chegam a ultrapassar os 30%.

 

Números Globais

 

Nos 174 municípios servidos pelas concessionárias EGF, foram produzidos 3,3 Milhões de toneladas de resíduos urbanos;

 

Desta quantidade, 482.000 toneladas de resíduos foram recolhidos de forma seletiva, o que corresponde a 15% do total de resíduos produzidos pela população residente nos municípios servidos pela EGF;

 

Com os resíduos recolhidos, a EGF produziu 465 GWh de energia, 300.000 toneladas de recicláveis e 30.000 toneladas de corretivos orgânicos.

Recycle Bingo chegou à RESIESTRELA 21 MAIO 2019

O Recycle BinGo chegou à Resiestrela, concessionária da EGF da Beira Interior, e promete deixar as famílias residentes nos municípios de Almeida, Belmonte, Celorico da Beira, Covilhã, Figueira de Castelo Rodrigo, Fornos de Algodres, Fundão, Guarda, Manteigas, Meda, Penamacor, Pinhel, Sabugal e Trancoso, com o bichinho da reciclagem. Apesar de ser uma app, funciona sobretudo como um jogo que torna a experiência da reciclagem muito mais divertida e compensadora. Como?

 

Simples.

 

A missão principal do jogo é fazer visitas ao nosso Ecoponto Habitual.

 

 

Através da geolocalização o nosso Smartphone sabe que nos encontramos perto dele. Ao fazermos check-in desbloqueamos um conjunto de simpáticos bichinhos, os EcoGifts, com os quais vamos preenchendo os nossos cartões BinGo. Cada vez que completamos um cartão ganhamos EcoMoedas – que podemos trocar por ótimos prémios, como bilhetes de cinema, vales de desconto, e muito mais.

 

Além desta missão principal, a aplicação vai lançando missões especiais surpresa com o intuito de melhorar os conhecimentos dos portugueses sobre a reciclagem, manter o envolvimento com o Recycle BinGo. E claro, recompensar os mais amigos do planeta.

 

O Recycle BinGo está disponível na App Store e no Google Play.

 

Estamos certos de que esta associação da Resiestrela ao Recycle BinGo nos vai ajudar a todos a cumprir as importantes metas de reciclagem com que Portugal se depara a curto prazo. Para que isso aconteça, é preciso que esta notícia se espalhe.

 

Ajude-nos a espalhar o bichinho da reciclagem. Contamos consigo. 

 

Saiba tudo sobre o jogo mais amigo do planeta em: www.recyclebingo.pt

VALORSUL - Vamos Limpar a Europa 15 MAIO 2019

A Valorsul participa uma vez mais na iniciativa Vamos Limpar a Europa, um projeto que tem por objetivo sensibilizar os cidadãos para as questões ambientais, em especial para os resíduos abandonados em espaços naturais e para as necessárias intervenções de limpeza nesses espaços.

 

 

Este movimento, de âmbito europeu, incentiva a realização destas ações mantendo presente os 3Rs: Reduzir, Reutilizar, Reciclar. As ações de limpeza são uma oportunidade única de sensibilizar para o problema dos resíduos e levar a população a mudar de comportamento. No ano passado, realizaram-se 14.347 ações de limpeza por toda a Europa!

 

 

 

Este ano foram agendadas 12 ações na área da Valorsul. O projeto começou em abril e até ao dia 11 de junho estão agendadas várias atividades de limpeza de lagoas, praias, escolas e ruas em vários locais. Para mais informações, clicar AQUI

 

Esta campanha, pela sua dimensão europeia, é uma mais-valia na chamada de atenção para as questões dos resíduos ao mobilizar os mais diversos agentes da sociedade a aderir voluntariamente e envolverem-se no tema dos resíduos: desde associações, coletividades, escolas, grupos de cidadãos, estabelecimentos de comércio e serviços até instituições públicas, por exemplo. Esta iniciativa teve início a 1 de março e termina a 30 de junho mas as inscrições para as ações de limpeza são aceites até ao dia 15 de junho.

VALORLIS: Peregrinos a reciclar 14 MAIO 2019

A Valorlis, o Municipio de Ourém e o Santuário de Fátima reforçaram a recolha seletiva de embalagens, numa iniciativa que contou com o apoio da Sociedade Ponto Verde.

 

A Valorlis, concessionária da EGF na região de Leiria, em parceria com o Municipio de Ourém e o Santuário de Fátima, reforçaram a quantidade de contentores e os meios de recolha seletiva para permitir que os peregrinos façam a separação dos resíduos durante as peregrinações do 13 de maio a Fátima.

 

Para tal tiveram à sua disposição mais contentores para separação dos resíduos recicláveis desde o dia 11 de maio  e nos parques de estacionamento foram disponibilizadas estruturas de deposição seletiva e ainda contentores de 30m3 para o acondicionamento do papel/cartão e de embalagens de plástico e metal.

 

Na zona envolvente foi realizada recolha diária dos ecopontos existentes e recolha porta a porta nos estabelecimentos comerciais.

 

O reforço de equipamentos foi acompanhado de sensibilização, com equipas de sensibilização da Valorlis e mochileiros da Sociedade Ponto Verde em Fátima para incentivarem os peregrinos a fazer a correta separação dos resíduos.

 

 “Este ano a Valorlis, o Municipio de Ourém, o Santuário de Fátima e a Sociedade Ponto Verde uniram esforços para prestar um melhor serviço a quem nestes dias se desloca até Fátima”, afirma Marta Guerreiro, Administradora Delegada da Valorlis, “desta forma conseguimos prestar um bom acolhimento aos peregrinos, criar condições para que o recinto fique limpo e enviar os resíduos produzidos para reciclagem, sendo um beneficio ambiental para todos”.

EGF ganha Prémio FUNDACOM 10 MAIO 2019

A EGF foi distinguida com um dos Prémios FUNDACOM, os prémios de comunicação dos países de língua Portuguesa e Espanhola, com o evento Plásticos e Ambiente Marinho, na categoria de Evento Externo até 1000 pessoas, numa cerimónia que decorreu dia 9 de maio em Madrid, integrado num evento de referência internacional dos profissionais de comunicação.

 

Este prémio distinguiu uma iniciativa que foi realizada a 26 de setembro de 2018, em parceria com o Centro de Comunicação dos Oceanos, com a apresentação de um palestra singular, que decorreu no Centro de Triagem da Valorsul, no Lumiar, num estúdio preparado para o efeito com 49 fardos de plástico (PET), num total de 10 toneladas que foram enviadas para reciclar e que podem, por exemplo, transformar-se em 40.800 t-shirts!

 

 

Após a palestra, foi conduzida uma visita ao Centro de Triagem, onde os participantes tiveram a oportunidade de ver todo o processo de tratamento das embalagens que colocamos nos ecopontos para reciclar. Esta iniciativa foi ainda transmitida LIVE e para além da presença no local, foi possível assistir via internet.

 

A iniciativa pretendeu sensibilizar e alertar para o problema com um ponto de vista concreto e apresentar soluções, nomeadamente que o comportamento humano deve ser mais consciente de modo a que seja possível prevenir, reutilizar e valorizar os resíduos em terra para que nunca cheguem ao mar.

 

A palestra premiada está disponível, na sua totalidade, AQUI

 

A FUNDACOM é a fundação para a promoção da comunicação corporativa em espanhol e português no mundo e certifica e distingue como vencedores entidades com boas práticas de comunicação em várias áreas de atuação.

 

A EGF teve ainda mais três projetos finalistas, que foram destacados na cerimónia: o Programa Ecovalor (campanha dedicada à comunidade escolar); a campanha EcoEventos (ação que promove eventos mais sustentáveis); e a APP Recycle Bingo (uma aplicação digital para todos os cidadãos reciclarem com mais entusiasmo).

 

Todos os projetos finalistas e vencedores podem ser consultados AQUI

 

ALINHAMENTO DA PALESTRA PREMIADA

 

Microplásticos: o que são e o que podemos fazer?

- Dra Filipa Bessa - Investigadora (bióloga) do MARE-Universidade de Coimbra, especializada na temática dos microplásticos nos ambientes marinhos.

 

O lixo plástico nos mares da costa de Cascais

- Miguel Lacerda - velejador, mergulhador e líder de um estudo pioneiro acerca de lixo plástico nas falésia e praias remotas do cabo da Roca e arredores.

 

Prevenção, Reutilização e Reciclagem

- Susana Silva – Responsável pela área de Comunicação e Sensibilização da empresa Amarsul, vai apresentar os mais recentes projetos de inovação social da EGF.

 

Sobre o Centro de Comunicação dos Oceanos

O Centro de Comunicação dos Oceanos é um projeto de Nysse Arruda, jornalista e curadora, especialista em temas náuticos há mais de 20 anos em Portugal, autora de várias publicações e premiada em 2016 pelo Prémio Femina. Iniciou este projeto para promover o debate das questões essenciais associadas ao Mar, e obteve o apoio institucional de diversas instituições, com destaque para a Presidência da República, o Ministério do Mar, Ministério do Ambiente, Câmara Municipal de Lisboa, Instituto Hidrográfico, Academia das Ciências de Lisboa, IPMA e da Unesco-Portugal.

Este projeto conta ainda como padrinhos os velejadores olímpicos João Rodrigues e Joana Pratas, mas também com o velejador brasileiro Torben Grael, o surfista Garret McNamara e a ONG Americana Marine MegaFauna Mozambique.

 

Sobre a EGF

A EGF, Environmental Global Facilities, é uma empresa europeia de referência no setor ambiental e líder no tratamento e valorização de resíduos em Portugal. Reforçada pela sua integração no Grupo MOTA-ENGIL e URBASER, a EGF é sócia maioritária em 11 Concessionárias de tratamento de resíduos: Algar, Amarsul, Ersuc, Resiestrela, Resinorte, Resulima, Suldouro, Valnor, Valorlis, Valorminho e Valorsul.

 

Operação Praia Limpa no Algarve 09 MAIO 2019

A Algar, concessionária da EGF na região do Algarve, colabora com a OPERAÇÃO PRAIA LIMPA e alerta para a importância da correta separação/deposição dos resíduos. Será já no Domingo, dia 12, que 6 praias em 3 Concelhos Algarvios (Silves, Albufeira e Lagoa) irão ser “inundadas” por voluntários desejosos de contribuir para o que já começa a ser uma tradição anual nos nossos areais - a recolha de resíduos que nunca deveria ter chegado às nossas praias e aos nossos fundos marinhos.

 

As inscrições (https://weprotect5.wixsite.com/operacaopraialimpa) para este voluntariado ambiental encerram às 15 horas do dia 10 de Maio (sexta-feira) e são importantes para garantir que os participantes recebem uma t-shirt comemorativa, um boné, um certificado de participação e, claro, um pequeno lanche.

 

Iniciada em 2017, em articulação com a “Operação Montanha Verde” (2016), a “Operação Praia Limpa” faz parte da iniciativa de responsabilidade ambiental “Together We Protect”, idealizada pelo Zoomarine, e visa remover, ao longo de vários quilómetros (ao nível da faixa costeira e dos fundos marinhos), os detritos de origem humana que nunca se deveriam encontrar nas nossas praias. Este ano, a parceria foi triplicada e agora abrange os Municípios de Silves, Albufeira e Lagoa.

 

 

Para além dos voluntários, a “Operação Praia Limpa” contará com a colaboração da Capitania de Portimão, das Águas do Algarve, da ALGAR, da LIPTON, da Universidade do Algarve, da Aliança ODS, e o Hotel Vila Vita Parc Resort & Spa, da Dive Spot, da EasyDivers e da Associação de Pescadores Profissionais de Albufeira.e todos fizerem a sua parte, separarem os resíduos que produzem, sempre e em todo o lado, e depositarem corretamente esses resíduos nos contentores correspondentes, estarão a contribuir para evitar a poluição do ambiente e a garantir que os resíduos receberão o destino adequado. Recorda também que os resíduos de embalagem recicláveis devem ser colocados nos ecopontos (o papel/cartão no contentor azul, o plástico/metal no contentor amarelo e o vidro no contentor verde), pois de outra forma não poderão ser valorizados.

 

Este Domingo gostaríamos de contar com a ajuda de todos (famílias, amigos e colegas de todas as idades), durante alguns minutos, para passarmos duas mensagens fundamentais: (i) o lixo marinho pode não ter sido produzido por todos, mas a todos prejudica e (ii) as praias são de todos, e delas devemos poder desfrutar sem poluição, sem riscos, e sem culpas. Assim sendo, este Domingo podemos contar com a Vossa ajuda?

_______________________________________________________________________

Para mais informações, é favor contactar:

- Élio Vicente, biólogo marinho

- Dir. Porto d'Abrigo do Zoomarine

- Tel.: 966 966 540

- E-mail: eliovicente@zoomarine.pt

- https://weprotect5.wixsite.com/operacaopraialimpa

- http://weprotect.zoomarine.pt/pt/

- www.youtube.com/watch?v=hymMHVzIrkw

AMARSUL: Mais ecopontos verdes 08 MAIO 2019

A Amarsul, concessionária da EGF na península de Setúbal, reforçou a recolha seletiva de vidro no Barreiro com 233 ecopontos verdes. 

 

Desde o final de 2018, que a Amarsul tendo vindo a reforçar a sua rede de ecopontos, aproximando os contentores para recicláveis da população, de modo a tornar mais cómoda a separação e deposição destes resíduos. Este projeto abrange todos os municípios da Península de Setúbal, sendo cofinanciado pelo POSEUR – Programa Operacional de Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos.


No caso concreto do Município do Barreiro, a Amarsul está a reforçar a rede de ecopontos verds que serão distribuídos da seguinte forma:

 


• Freguesia de Santo António da Charneca – 38 unidades
• U.F. Alto do Seixalinho, Santo André e Verderena – 141 unidades
• U.F. Barreiro e Lavradio - 54 unidades


Este investimento complementa a instalação dos mais de 400 contentores para papel/cartão e plástico/metal, disponibilizados aos cidadãos do Barreiro,  reforçado pelas ações de sensibilização que estão a decorrer junto da população. Com a correta separação de recicláveis pelos cidadãos, menos resíduos serão encaminhados para aterro sanitário e todos beneficiam: pagamos todos menos e reciclamos mais.

EGF participa em #EUinmyregion 07 MAIO 2019

A EGF participou na iniciativa da Comissão Europeia que se realizou na Madeira, #EUinmyRegion, a convite do POSEUR (Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos), um evento "Um dia de Portas Abertas" para apresentação do projeto COMUNICAÇÃO AMBIENTAL ESTRATÉGICA COM VISTA À VALORIZAÇÃO DOS RESÍDUOS URBANOS.

 

Este evento contou ainda com a apresentação do projeto OTIMIZAÇÃO E REFORÇO DA REDE DE RECOLHA SELETIVA DE RESÍDUOS da ARM - Água e Resíduos da Madeira, ambos apoiados pelo Fundo de Coesão, no âmbito POSEUR.

 

 

 

 

Este evento, que se realizou na terça-feira, 07 de maio, pelas 10h00, na Escola Básica 2/3 Dr. Horácio Bento de Gouveia, no Funchal, pretendeu divulgar os projetos financiados pela EU, e a EGF esteve representada por Ana Loureiro, Diretora de Comunicação, que apresentou os desenvolvimentos e resultados das mais recentes iniciativas de inovação social do Grupo.

 

 

ALGAR reforça recolha no Verão 05 MAIO 2019

A ALGAR, concessionária da EGF na região do Algarve, reforçou a sua atividade de recolha seletiva e já implementou medidas preventivas de reforço para o Verão, época em que a região aumenta consideravelmente a sua população e, em consequência, a produção de resíduos.

 

Este reforço já se fez sentir no período da Páscoa, época que registou uma elevada afluência turística à região, sobretudo durante as grandes férias escolares, uma vez que a população quase que triplica o total de residentes nesses períodos.

 

O objetivo é responder de forma eficaz à elevada produção de embalagens que se espera, de modo a melhorar a qualidade do serviço disponibilizado à população.

 

Medidas preventivas implementadas

Para fazer face ao elevado crescimento de resíduos de embalagens nas suas instalações, distribuídas por toda a região, a ALGAR está a mobilizar meios humanos e equipamentos para as atividades de Recolha Seletiva e Triagem, nomeadamente:

 

  • Contratação de mão-de-obra temporária para reforço da Atividade de Recolha Seletiva, 11 motoristas e 30 auxiliares. Com este reforço pretende-se atingir as 60 equipas;
  • Aquisição de 7 novas viaturas para a Recolha Seletiva de ecopontos, o que permitiu aumentar em 32% a capacidade da frota;
  • Contratação de mão-de-obra temporária para suporte à Atividade de Triagem, 24 operadores;
  • Contratação de chefe de equipa para a Unidade de Triagem do Sotavento;
  • Entre maio e outubro, reforço na recolha de ecopontos e de envolventes, recorrendo a prestadores de serviços externos;
  • Aumento do número de ecopontos em 2019, com a instalação de mais de 350 novos equipamentos. Brevemente ficarão disponíveis mais de 3900 ecopontos em toda a região do Algarve (12.800 contentores). O objetivo é garantir o rácio de um ecoponto por cada 126 habitantes.

 

De notar que para além dos ecopontos distribuídos pelos 16 concelhos, estão disponíveis, para toda a população, 13 Ecocentros com capacidade para a receção de grandes quantidades de resíduos de embalagens recicláveis e de maior dimensão (três em Loulé, dois em Albufeira e em Portimão, um em Alcoutim, Aljezur, Castro Marim, Lagos, Tavira e Vila do Bispo).

 

A empresa investe ainda na recolha seletiva dos resíduos provenientes do comércio e serviços, no âmbito do seu projeto “Algarlinha” (informações 800 203 251), através da contratação de apoio operacional externo, que incluiu equipas e viaturas de recolha. Esta prestação de serviço abrange a recolha diretamente nos estabelecimentos comerciais aderentes e a recolha de envolventes nos ecopontos.

 

Em parceria com os municípios para um Algarve mais sustentável

A ALGAR conta com a colaboração dos Municípios para o controlo e fiscalização da deposição incorreta dos resíduos nos ecopontos, bem como, sensibilizar a população no cumprimento de boas práticas, essenciais à atividade da recolha seletiva, nomeadamente, alertar, impedir o estacionamento junto dos ecopontos que inviabiliza a sua recolha pelas viaturas da ALGAR, com os consequentes problemas ambientais.

 

Esta parceria tem como principal objetivo melhorar a articulação entre as entidades da região e a ALGAR na resolução de alguns constrangimentos operacionais que surgem, principalmente nos períodos de maior concentração populacional no Algarve. Desta forma consegue-se a definição de metodologias comuns tanto na limpeza urbana como na recolha de resíduos, através da concertação de esforços, otimização de recursos e integração de contributos.

  

Política de portas abertas

A ALGAR acredita numa política de portas abertas, pelo que está disponível para receber regularmente visitas da população às suas Unidades de Triagem, onde é possível observar de perto a receção, o manuseamento e todo o trabalho de processamento dos resíduos que são recolhidos nos ecopontos. 

 

As visitas são guiadas e dão oportunidade de conhecer o trabalho que se realiza na linha de triagem com a separação da elevada quantidade de materiais recicláveis por fileira. O fluxo do contentor amarelo (plástico e metal) é separado nas diferentes tipologias: PET, PEAD, Filme, EPS (esferovite), Plásticos Mistos, ECAL (embalagens de cartão para alimentos líquidos), Metais Ferrosos e Não Ferrosos. No que respeita ao fluxo do contentor azul (papel e cartão) rececionado, pode-se observar a separação de contaminantes como papéis sujos com gordura e outros, seguido da sua preparação para enfardamento. Quanto ao material proveniente do contentor verde (vidro), pode-se observar a sua triagem, numa linha independente, onde se retiram os sacos de plástico e outros resíduos indiferenciados incorretamente misturados com estas embalagens.

 

No final de toda a atividade, o visitante verifica que os diferentes materiais, após serem recolhidos nos ecopontos, por fluxo, são encaminhadas para as unidades de triagem, onde sofrem uma melhor separação, são enfardados (com a exceção do vidro), acondicionados e expedidos para a indústria recicladora.

 

Mais informações em www.algar.com.pt

Newsletter de abril já disponível 28 ABRIL 2019

Consulte aqui a newsletter de abril e conheça os projetos e novidades da EGF.

 

NEWSLETTER EGF - ABRIL

Valorsul e Rio Maior a reciclar! 24 ABRIL 2019

Este ano, quase 1 tonelada de materiais proveniente do EcoEvento Tasquinhas de Rio Maior foi encaminhado para reciclar: cerca de 250 kg papel e cartão e perto de 750 kg de plástico e metal.

 

A Valorsul, concessionária da EGF para as regiões de Lisboa (Norte) e Oeste, atribuiu, mais uma vez, a certificação “Ecoevento” às Tasquinhas de Rio Maior. A 34ª edição desta festa teve lugar de 29 de março a 10 de abril e contou com cerca de 100 mil visitantes. O compromisso, assumido pelo Município de Rio Maior em promover a gestão adequada de resíduos deste evento e o planeamento em parceria com a Valorsul, vem mostrar que é possível separar para reciclar sempre e em todos os espaços.

 

 

 

O apoio da Valorsul passou pela cedência de equipamentos, materiais informativos sobre as regras da reciclagem e pela “Brigada da Limpeza”, que assegurou a correta separação dos resíduos, para além da própria recolha pela equipa da Valorsul.

Ações de sensibilização na AMARSUL 23 ABRIL 2019

A Amarsul, concessionária da EGF na península de Setúbal, está a promover ações de sensibilização junto a ilhas ecológicas, na sequência do reforço da rede de ecopontos e de uma maior aproximação à população que torma a separação de embalagens uma tarefa mais cómoda.

 

Em vários municípios, este reforço tem sido feito com contentores com capacidade para 1.100l (menores do que os ecopontos tradicionais, de 2.500l) criando ilhas ecológicas. Este projeto, cofinanciado pelo POSEUR – Programa Operacional de Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos, visa aumentar e otimizar as quantidades de recicláveis separados na origem.

 

 

 

 

Neste contexto, a Amarsul encontra-se a promover ações de sensibilização junto das ilhas ecológicas, onde equipas dedicadas esclarecem todas as dúvidas relativas à separação de resíduos recicláveis, ajudando os cidadãos a verificarem se os resíduos que estão a depositar nos contentores estão corretamente separados. No final da ação de sensibilização, é disponibilizada uma oferta pedagógica.


A sensibilização arrancou no dia 15 de abril, no Município do Barreiro, após instalação de mais de 400 contentores para papel e cartão (tampa azul) e embalagens de plástico ou metal (tampa amarela), estando programadas cerca de 370 ações. Posteriormente, decorrerão mais ações nos restantes Municípios da região, perfazendo um total de 2.990 ações.

 

Com a correta separação de recicláveis pelos cidadãos, menos resíduos são encaminhados para aterro, e todos beneficiam: serão menos as toneladas de resíduos sujeitas a taxa de deposição paga pelos Municípios e serão mais as quantidades recolhidas seletivamente pela Amarsul para reciclagem.

VALORSUL: 120 árvores poupadas 16 ABRIL 2019

No âmbito das comemorações do Dia Mundial da Árvore, a campanha “Troca de papel por plantas”, em Alcobaça, conseguiu encaminhar para reciclagem perto de 8 toneladas de papel e cartão. 

 

Durante 3 dias o município ofereceu plantas e kits de ecopontos a quem entregasse papel, revistas, jornais e cartão para reciclar, num EcoEvento com o apoio da Valorsul (concessionária da EGF para as regiões de Lisboa (Norte) e Oeste.

 

Como contrapartida financeira, a Valorsul entregou 435€ ao município, mas o maior contributo deste evento ambiental foi evitar o abate de 120 árvores.

RESIESTRELA: menos RUB em aterro 22 ABRIL 2019

A Resiestrela, concessionária da EGF na Cova da Beira, aumentou a capacidade de processamento de resíduos urbanos biodegradáveis, coma  concretização de um investimento de 1.137.400€, na implementação de um novo Parque de Maturação de Resíduos Urbanos Biodegradáveis (RUB).

 

Com este investimento, será possível reduzir a deposição de RUB em aterro, através de aumento da capacidade de Tratamento Mecânico e Biológico existente, por forma a cumprir as metas estabelecidas pelo PERSU 2020. 

 

A construção de um parque de tratamento biológico (maturação) coberto, veio ampliar a área de maturação existente no Centro de Tratamento de Resíduos Sólidos Urbanos do Fundão, bem como a aquisição de equipamento volteador de pilhas de material orgânico.

 

Será assim garantido o tratamento adicional de 10.000t de RUB, com vista à obtenção de um composto orgânico de qualidade e em cumprimento da legislação inerente às matérias fertilizantes.

 

Com este investimento, a Resiestrela irá promover a valorização da totalidade dos RUB rececionados, evitando que parte da matéria orgânica presente nestes resíduos, tenha como destino o aterro sanitário. Este investimento encontra-se integrado numa candidatura aprovada pelo POSEUR - Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos, financiada em 85%.

 

VALORSUL equipa escolas de Lisboa 08 ABRIL 2019

A Valorsul, concessionária da EGF nas regiões de Lisboa (Norte) e Oeste, entregou equipamentos que vão facilitar a separação dos materiais para reciclar nas escolas de Lisboa que responderam afirmativamente ao desafio de aumentar a sua participação na reciclagem. Foram entregues em 63 escolas de Lisboa, 230 suportes de sacos, 6900 sacos para recolha de embalagens e 1700 kits de bolsas reutilizáveis Azuis e Amarelas para separação nas salas de aula.

 

As escolas aderentes estão, a partir de agora, ainda mais preparadas para garantir a separação do papel, cartão, plástico e metal nos recintos escolares.

 

Estas escolas pertencem a um grupo de mais de 300 estabelecimentos e dezenas de instituições de 19 municípios que participam no Programa ECOVALOR e nos concursos de separação de recicláveis promovido pela empresa de tratamento de resíduos Valorsul.

 

A Valorsul paga um prémio a todas as escolas que consigam atingir um bom desempenho na reciclagem. E quanto melhor for esse desempenho, maior é o prémio. Na edição do ano passado, no global, foi possível atribuir prémios no valor de 40 mil euros. E maior é também a recompensa ambiental. Na edição do ano passado as escolas da Valorsul reciclaram 309 toneladas de plástico & metal e 190 toneladas de papel & cartão.

 

Este projeto está integrado no Programa Ecovalor, um programa disponível em todas as concessionárias da EGF, de Norte a Sul do país.

Prémios Qualidade de Serviço 12 ABRIL 2019

A Valorsul e a Valorminho, concessionárias da EGF, foram distinguidas com o selo de qualidade aos serviços de gestão de resíduos urbanos, atribuído pela ERSAR e pelo Jornal Água e Ambiente,  em cerimónia realizada no âmbito do 13º Fórum de Resíduos. A Valorsul acrescentou ainda o prémio de Excelência de Serviço enquanto entidade.

 

Foram oito as entidades gestoras de resíduos urbanos. Os selos e prémios de qualidade do serviço ERSAR 2018 (vertente resíduos) inserem-se na iniciativa da Entidade Reguladora Prémios e Selos de Qualidade dos Serviços de Águas e Resíduos - ERSAR 2018.

 

Na categoria “Selo de qualidade do serviço de gestão de resíduos urbanos entre entidades” foram distinguidas:

- VALORMINHO - Valorização e Tratamento de Resíduos Sólidos, S.A.
- VALORSUL - Valorização e Tratamento de Resíduos Sólidos das Regiões de Lisboa e Oeste, S.A.


Na categoria "Selo de qualidade do serviço de gestão de resíduos urbanos ao consumidor" foram distinguidas:

- Câmara Municipal de Alenquer
- Câmara Municipal de Ílhavo
- Câmara Municipal de Lisboa
- Câmara Municipal de Santa Maria da Feira
- INOVA–Empresa de Desenvolvimento Económico e Social de Cantanhede, E.M., S.A.
- Serviços Intermunicipalizados de Águas e Resíduos dos Municípios de Loures e Odivelas

 


As entidades distinguidas com os selos evidenciam-se por assegurar o cumprimento, no decorrer do último período com avaliação regulatória, de um conjunto de critérios previstos no regulamento da iniciativa. A Valorsul e a INOVA foram ainda reconhecidas com o Prémiod e Excelência. A seleção das entidades distinguidas foi feita de acordo com o regulamento "Prémios e Selos dos Serviços de Águas e Resíduos. Dados de 2017".

 

Esta iniciativa da ERSAR é realizada com a colaboração de um Júri do qual fazem também parte várias entidades representativas do setor, designadamente a Associação Portuguesa de Distribuição e Drenagem de Águas (APDA), a Associação Portuguesa de Engenharia Sanitária e Ambiental (APESB), a Associação Portuguesa dos Recursos Hídricos (APRH), a Associação para a Gestão de Resíduos (ESGRA), a Associação Portuguesa de Empresas de Tecnologias Ambientais (APEMETA) e a Associação Portuguesa para a Defesa do Consumidor (DECO).

 

Assista à reportagem sobre a participação da EGF neste evento AQUI

EGF no Fórum Nacional de Resíduos 10 ABRIL 2019

A EGF apoiou e esteve presente no 13.º Fórum Nacional de Resíduos, encontro regular e de referência do setor, que se realizou entre 10 e 11 de abril no Museu do Oriente, em Lisboa.

 

A participação foi assegurada por Filipa Pantaleão, Business Developer e por Ana Loureiro, Diretora de Comunicação, que no dia 11 de abril apresentaram e debateram o novo sistema de depósito de embalagens de bebidas e a sua integração no SIGRE e os temas da Agenda de Resíduos 2020, com uma apresentação específica sobre o papel do cidadão.

 

Mais uma vez, este fórum marcou o ano com temas que constituirão pistas seguras para o caminho que o setor irá fazer no futuro, que passam pela aplicação da nova diretiva dos resíduos, pelo PERSU 2020+, aos temas da Agenda 2020, entre outros temas.

 

Neste Fórum foi ainda distinguida a excelência das entidades gestoras do serviço de gestão de resíduos em cerimónia de entrega de prémios e selos de qualidade, uma iniciativa da ERSAR organizada em parceria com o Jornal Água e Ambiente. Este ano, as concessionárias da EGF, Valorminho e Valorsul, serão distinguidas, sendo que a Valorsul foi ainda distinguida com o prémio Excelência de Serviço. 

 

Assista à reportagem sobre este evento AQUI

ALGAR investe na Recolha Seletiva 03 ABRIL 2019

A Algar, concessionária da EGF na região do Algarve, adquiriu 7 novas viaturas para reforço da atividade de recolha seletiva, no valor total de investimento de 1.2 M€, sendo cofinanciadas em 85% pelo Programa Operacional de Sustentabilidade e Eficiência no Uso dos Recursos (POSEUR), Portugal 2020 e União Europeia, através do Fundo de Coesão.

 

A presente aquisição permitiu à empresa reforçar em 32% a capacidade da frota. Desta forma foram criadas condições para assegurar as necessidades da recolha seletiva de, contando agora a empresa com um parque de 29 viaturas. As novas viaturas estão equipadas com a mais recente tecnologia de motorização no âmbito do cumprimento da norma EURO VI (emissão de gases).

 

 

 

A Algar prossegue assim a sua estratégia para fazer face ao aumento da produção dos resíduos de embalagens recicláveis depositadas nos ecopontos. Os valores de janeiro e fevereiro deste ano evidenciam um aumento de 22% nas quantidades de recicláveis recolhidos, nos três fluxos do ecoponto, quando comparado com o mesmo período homólogo. Para este resultado contribuiu o forte investimento realizado pela Algar em 2018, através da colocação de cerca de 750 novos ecopontos na via pública. 

 

O reforço destes equipamentos terá continuidade em 2019 com a instalação de aproximadamente 350 novos ecopontos. Desta forma ficarão disponíveis mais de 3900 ecopontos (12.800 contentores). O objetivo é garantir o rácio de um ecoponto por cada 126 habitantes.

 

Mais informações em www.algar.com.pt

Recycle Bingo: mais um prémio! 29 MARÇO 2019

A APP Recycle Bingo foi novamente reconhecida, desta vez pela APCE - Associação Portuguesa de Comunicação de Empresa. durante a cerimónia de entrega de prémios de comunicação, que decorreu no dia 28 de março no Casino do Estoril.  A RecycleBingo recebeu o prémio de Melhor Suporte Digital Externo, e conta já no seu currículo com um total de mais 5 prémios:

 

- Prémios de Criatividade Sapo 2018 reconheceram como vencedor o Recycle Bingo, na categoria serviços.

- Prémios Meios & Publicidade (OURO)

- XX Festival Anual de Publicidade, organizado pelo Clube de Criativos de Portugal: prata em duas categorias - APPs Mobile e Jogos Mobile - e ainda bronze em User Design Experience (UX).

 

 

Resultados alcançados até dezembro de 2018

  • + 20.000 downloads
  • + 8.700 utilizadores
  • + 34.600 visualizações
  • + 7.600 seguidores no facebook

 

EGF foi finalista com 5 projetos

Para além da APP Recycle Bingo, a EGF contou ainda com mais 4 projetos finalistas:

- EcoEventos - Categoria Campanha Externa /Serviços

- Campanha Reciclar Vale Mais - Categoria Inovação em Comunicação

- Programa Ecovalor - Categoria Responsabilidade Social Externa

- Plásticos e Ambiente Marinho - Categoria Eventos Externo (até 1.000 pessoas)

 

 A informação total sobre os projetos finalistas pode ser consulta AQUI

  

Sobre a APP

A missão principal do jogo é fazer visitas ao nosso Ecoponto Habitual. Através da geolocalização o nosso Smartphone, a App sabe que nos encontramos perto dele.
Ao fazermos check-in desbloqueamos um conjunto de simpáticos bichinhos, os EcoGifts, com os quais vamos preenchendo os nossos cartões BinGo. Cada vez que completamos um cartão ganhamos EcoMoedas – que podemos trocar por ótimos prémios, como bilhetes de cinema, vales de desconto, e muito mais. Além desta missão principal, a aplicação vai lançando missões especiais surpresa com o intuito de melhorar os conhecimentos dos portugueses sobre a reciclagem, manter o envolvimento com o Recycle BinGo e, claro, recompensar os mais amigos do planeta.

 

Mais informação sobre a APP em www.recyclebingo.pt

EGF no TalkFest'19 22 MARÇO 2019

A EGF esteve presente no Talkfest 2019, um Fórum Internacional de Festivais de Música, destinado a organizadores, que se realizou em Lisboa, no Museu das Comunicações, no dia 22 de março.

 

A participação foi assegurada pela Diretora de Comunicação, Ana Loureiro, que apresentou a campanha EcoEventos e as medidas e apoios que os festivais podem ter para serem mais sustentáveis, com principal foco no tema da gestão de resíduos produzidos. 

 

Esta iniciativa contou com a participação da Ministra da Cultura, Graça Fonseca, que apelou à necessidade de os festivais serem cada vez mais sustentáveis e foi  uma vez mais, a mostra de discussão dos temas da atualidade que interferem na esfera dos festivais. 

 

Promotores, presidentes, autarcas, artistas, jornalistas e prestadores de serviços juntos dentro e fora dos vários auditórios/salas em prol da aquisição de ferramentas e potenciação da sua rede de contactos Várias foram as notícias dadas em primeira mão em festivais, destacando-se ainda: a apresentação do estudo de caso do Amsterdam Dance Event pela sua diretora;  a entrevista ao diretor de comunicação do Rototom Sunsplash e apresentação da edição de 2018 do "O perfil do festivaleiro" (estudo da APORFEST) que indicou um aumento do nº de festivais consumidos.

 

A EGF apresentou também um ranking de eventos mais sustentáveis em 2019, de um total de 200 EcoEventos realizados na sua área de intervenção. O aftermovie desta inciativa pode ser visto AQUI

 

 

Números do TalkFest'19

  • 1050 espectadores:  Iberian Festival Awards [dia 1 - 500pax); Talkfest [dia 2 - 550pax]
  • 599 inserções mass media + online (Portugal e Espanha > mês do evento)
  • 426 entidades presentes (Portugal, Espanha, Brasil, Itália, França, Alemanha, Holanda, Reino Unido)
  • 9% estrangeiros Talkfest + 59% estrangeiros Iberian Festival Awards
  • 315 Roomnights externas - 247 Iberian Festival Awards + 68 Talkfest (presença de júri, staff, speakers, bandas, elementos de festivais e empresas presentes)
  • 85 oradores (5 deles internacionais)
  • 48 sponsors e media partners

 

 

Carnaval: reciclagem recorde 14 MARÇO 2019

O Carnaval de Torres Vedras bateu este ano o recorde de reciclagem. A Valorsul, concessionária da EGF para as regiões de Lisboa Norte e Oeste, recebeu 13 toneladas de embalagens para reciclar, divididas em cerca de 7 toneladas de plástico e metal; mais de 4 toneladas de vidro e perto de 2 toneladas de papel e cartão, batendo o recorde de reciclagem deste evento.

 

Devido a este bom desempenho, a Valorsul vai entregar uma contrapartida no valor de 1.950 euros. Este ano, o município decidiu que o donativo será entregue à Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Torres Vedras. O evento contou ainda com o apoio da Novo Verde, com “ecopontos humanos” que ajudaram a tornar a separação ainda mais fácil e divertida.

 

 

 

25 ECOEVENTOS NA VALORSUL EM 2018

 

Todos os anos, a Valorsul desafia os municípios organizadores de eventos a solicitar a classificação de Ecoevento. A Valorsul oferece formação e apoio para a gestão adequada de resíduos e uma contrapartida financeira de acordo com a quantidade de resíduos recolhidos seletivamente. Em 2018, na Valorsul, foram promovidos 25 Ecoeventos que possibilitaram a reciclagem de mais de 100 toneladas de material e o apoio a inúmeras instituições a quem foi entregue a contrapartida.

 

E DEPOIS DO EVENTO, O QUE ACONTECE AO MATERIAL?

 

Os materiais recicláveis recolhidos de forma seletiva durante os eventos da região Oeste (plásticos, metais, vidro, papel e cartão) são desviados do aterro e transportados para o centro de triagem da Valorsul, no concelho do Cadaval, onde vão ser preparados para serem aceites por cada uma das indústrias de reciclagem, a quem serão entregues.

RESINORTE - campanha em Lamego 08 MARÇO 2019

A Resinorte, Concessionária da EGF na região Norte Central, em parceria com a Câmara Municipal de Lamego, está a reforçar a rede de recolha seletiva de resíduos na sua região, através da instalação de eco-ilhas em todo o concelho, integrado na campanha de sensibilização ambiental  "Acerte no Contentor Certo!".

 

A recolha seletiva permite a redução dos resíduos urbanos depositados em aterro e a valorização do material recolhido, promovendo a sustentabilidade ambiental e diminuindo os impactos ambientais causados. Neste momento, está prevista a realização em Lamego de várias ações de sensibilização e divulgação ambiental, sobretudo em estabelecimentos de ensino e em juntas de freguesia, com o objetivo de impulsionar a separação de resíduos e a adoção de medidas que promovam a sustentabilidade.


As eco-ilhas são constituídas por contentores de 1.100 litros, com cores diferenciadas, em função dos materiais a reciclar (papel/cartão, embalagens e metal, vidro), complementando desta forma a oferta dos ecopontos já instalados.

Porta a porta na Resiestrela 18 FEVEREIRO 2019

Inicia em março o novo serviço de recolha porta a porta de materiais recicláveis nos Municípios de Almeida, Figueira de Castelo Rodrigo, Fornos de Algodres e Meda.

 

A Resiestrela, concessionária da EGF responsável pela concessão do Sistema Multimunicipal de Triagem, Recolha Selectiva, Valorização e Tratamento de Resíduos Sólidos Urbanos da  Cova da Beira, vai implementar em 4 Municípios, o serviço de recolha porta a porta de materiais recicláveis. Este serviço iniciar-se-á no inicio do mês de março nos Municípios de Figueira de Castelo Rodrigo, Fornos de Algodres, Meda e Almeida.

 

A iniciativa é articulada com as respetivas autarquias, nomeadamente com o contacto com os comerciantes e com a apresentação do serviço de recolha porta a porta ao pequeno comércio e serviços, que vão ser realizadas até ao final de fevereiro.

 

Esta ação tem como objetivo promover o aumento da recolha de materiais recicláveis, Vidro, Papel/Cartão e Plástico, pelo facto de se verificar que os contentores dos resíduos, em algumas zonas contêm grandes quantidades de materiais passíveis de reciclagem, que estavam a ser levados para tratamento indiferenciado. A partir de agora estes materiais poderão ser valorizados através do novo serviço de recolha que a Resiestrela proporciona, com benefício para o ambiente e a consequente diminuição dos seus custos de tratamento suportados pelo Município.

 

Este serviço será realizado sem encargos para as entidades utilizadoras, por uma viatura devidamente identificada e funcionários da Resiestrela, e será prestado semanalmente nos estabelecimentos comerciais e serviços que pretendam aderir à recolha porta a porta de materiais recicláveis.

 

A Resiestrela e os Municípios que já são e os que vão ser servidos pelo novo serviço de recolha a porta a porta de materiais recicláveis no pequeno comércio e serviços, acreditam que a promoção da consciencialização ambiental dos empresários/comerciantes, permitirá, com um esforço coletivo, aumentar a reciclagem de materiais, melhorando a qualidade de vida de cada um de nós.

VALORLIS - Recolha seletiva aumenta 10 FEVEREIRO 2019

Em 2018, a recolha seletiva na área de abrangência da Valorlis aumentou 11% relativamente ao ano de 2017. Em todos os materiais: vidro; papel e cartão; plástico e metal, foi notório o aumento, sendo que a separação de papel e cartão foi a que registou um crescimento superior (mais 15% que no ano anterior). Seguiu-se uma evolução muito positiva na separação de plástico e metal para reciclagem (mais 14%), sendo que a separação de vidro cresceu 4%.

 

Em resultado, foram enviadas para reciclagem pela VALORLIS um total de 11.141 toneladas de resíduos das quais 4.248 toneladas de vidro, 4.858 toneladas de papel/cartão e 2.035 toneladas de embalagens de plástico e metal. O envolvimento da população dos seis concelhos da área de intervenção da Valorlis, foi essencial para alcançar estes resultados, estão de parabéns!

 

O esforço de recolha seletiva nos municípios da área de influência da Valorlis (Batalha, Leiria, Marinha Grande, Ourém, Pombal e Porto de Mós) resultou na poupança de  mais de 72 mil árvores, poupou energia suficiente para manter ligada uma televisão durante mais de 1.150 anos, metal que permite fabricar mais de 8,5 milhões de latas de 0,33 litros, plástico suficiente para produzir mais de 7,5 milhões de t-shirts XL e a quantidade de vidro que permite produzir cerca de 12,1 milhões de garrafas de 0,75 litros.

 

Marta Guerreiro, Administradora Delegada da Valorlis, salienta “a Valorlis reconhece o esforço da população e agradece todo o seu contributo, que é imprescindível para a recolha seletiva, procurando retribuir com um serviço cada vez melhor e que vá ao encontro das suas necessidades”.

 

Cada cidadão da região, ao separar e depositar os resíduos no ecoponto, contribuiu para que no final de 2018 tenha sido possível enviar para reciclagem materiais que permitem produzir ou poupar recursos muito significativos “a deposição seletiva é já uma prioridade para muitos munícipes, mas temos consciência de que o nosso esforço de sensibilização deverá manter-se, com uma linguagem simples e direta, de forma a mostrar a todas as pessoas que é possível fazer a diferença” explica Marta Guerreiro.

 

“Acreditamos que em conjunto será possível reforçar em 2019 a nossa região como uma referência nas metas da reciclagem e alcançar os exigentes objetivos que nos colocam em termos de material enviado para reciclagem até 2020. São pequenos esforços que fazemos no dia-a-dia, que vão fazer toda a diferença num futuro muito próximo”, acrescenta.

EGF - Desafios do Triénio 05 Fevereiro 2019

A EGF apresentou em Loures, os desafios para os próximos 3 anos, num encontro nacional de Colaboradores da Holding e das 11 Concessionárias, que concretizou as metas e estratégias a seguir.

 

Os desafios são muitos e ambiciosos. O setor dos resíduos vive momentos conturbados com muitas incertezas e variáveis, nas quais se enquadram os objetivos do novo plano estratégico para o setor (PERSU 2020+).

 

É neste contexto que as Administrações e Colaboradores Chave da empresa se encontraram para definir prioridades em temas tão importantes como o alargamento das parcerias com os municípios, as adaptações tecnológicas das infraestruturas ou a expansão inteligente da recolha seletiva de embalagens.

 

 

O encontro contou com o apoio do município de Loures, acionista da Valorsul, num espaço de referência como é a Galeria Municipal Vieira da Silva, localizada no Parque Adão Barata.

ALGAR supera metas 03 FEVEREIRO 2019

A ALGAR, concessionária da EGF para a região do Algarve, apresentou excelentes resultados nas quantidades de resíduos de embalagens recolhidos. Em 2018 a empresa responsável pela recolha e tratamento dos resíduos sólidos urbanos nos 16 municípios algarvios, atingiu no último quadrimestre o valor de 12.977 t de material recolhido, o que representa um crescimento exponencial de 12% correspondente a um aumento de 1.353 t face ao mesmo período do ano transato.  

 

A análise aos dados revelam que a ALGAR recolheu o total de 39.543 t de resíduos provenientes da atividade da recolha seletiva em 2018. Este excelente resultado é uma referência em termos nacionais, pois indica a separação/deposição das embalagens recicláveis pela população nos ecopontos com uma capitação de 89,9 kg/habitantes ano.

 

 

Para este desempenho contribuiu certamente o investimento realizado pela empresa em 2018, no valor de 1.415 mil EUR na aquisição/instalação de 781 novos ecopontos, distribuídos pelos 16 concelhos do Algarve. Um projeto muito significativo para a região, cofinanciado pelo Programa Operacional de Sustentabilidade e Eficiência no Uso dos Recursos (POSEUR), Portugal 2020 e União Europeia, através do Fundo de Coesão.

 

A colocação dos novos equipamentos já está a dar frutos pois permitiu um crescimento de 7 827m3 na capacidade de deposição, o correspondente a um aumento de cerca de 30% no número de contentores disponibilizados à população algarvia. Atualmente os 16 municípios do Algarve podem contar com uma rede de cerca de 3 500 ecopontos, o que se traduz no rácio de um ecoponto por cada 126 habitantes.

 

Como resultados, de janeiro a dezembro de 2018, a ALGAR recolheu para reciclagem cerca de 31,8 kg/hab de papel/ cartão; 35,7 kg/hab  de vidro; 18,6 kg/hab de plástico/metal.

 

As quantidades recolhidas pela ALGAR entre janeiro e dezembro de 2018 foram superiores às verificadas no período homólogo de 2017. De referir que a recolha de resíduos indiferenciados não teve incremento nas quantidades recolhidas no ano de 2018, o que indica uma maior adesão à separação seletiva por parte da população.

 

Foi acima de tudo com a participação ativa, empenhada e consciente da população, que estes resultados foram alcançados. Verificou-se assim que as diversas campanhas de sensibilização, promovidas pela ALGAR, junto dos algarvios, foram eficazes e contribuíram para estes resultados, dos quais toda a população se deve orgulhar.

 

A ALGAR continuará a apostar numa proximidade crescente com os munícipes algarvios, através de campanhas de educação ambiental, numa ótica de melhoria contínua dos serviços prestados à população.

AMARSUL: Projeto em Setúbal 27 JANEIRO 2019

O Projeto A Pesca por um Mar sem Lixo chegou a Setúbal - a Amarsul, concessionária da EGF para a península de Setúbal, desenvolveu uma parceria com a DOCAPESCA para este projeto, ao disponibilizar ecoponto e recolh seletiva dedicada à separação das embalagens de plástico, produzidas a bordo das embarcações de pesca.

 

 

Depois do arranque em Peniche, Ilha da Culatra, Aveiro, Figueira da Foz e Sesimbra, o projeto A Pesca por um Mar Sem Lixo foi agora alargado a este porto de pesca, numa iniciativa do Ministério do Mar que está a ser desenvolvida pela Docapesca em parceria com a Associação Portuguesa do Lixo Marinho (APLM).

 

 

O projeto conta com a participação da Setubalpesca, da SESIBAL, da Bivalmar, da Câmara Municipal de Setúbal, da União de Freguesias de Setúbal, da Amarsul, da Administração dos Portos de Setúbal e Sesimbra, da Ocean Alive e do For-Mar.

 

A Pesca por um Mar Sem Lixo tem como objetivo melhorar a gestão de resíduos gerados a bordo e capturados nas artes de pesca no mar, promovendo a valorização e reciclagem desses resíduos.

 

Este projeto vem unir pescadores e portos, na melhoria das condições ambientais da zona costeira portuguesa e na preservação dos ecossistemas marinhos, no qual estão envolvidos 1074 pescadores, 310 embarcações, 23 entidades parceiras e 13 associações e organizações de produtores.

EcoEscolas é EcoEvento ALGAR 16 JANEIRO 2019

 

A Algar, concessionária da EGF na região do Algarve, entregou o primeiro selo EcoEvento de 2019 ao Seminário Nacional Eco-Escolas 2019, iniciativa promovida pela ABAE - Associação Bandeira Azul da Europa – Eco-Escolas com o apoio da Câmara Municipal de Lagoa, que se realizou entre 18 a 20 de Janeiro, no Centro de Congressos do Arade e no qual participaram cerca de 400 professores, técnicos de municípios que trabalham com o programa Eco-Escolas e outros profissionais ligados à educação ambiental. 

 

A Algar promove a realização de iniciativas concretas que transformam os eventos em bons exemplos ambientais. O objetivo é garantir que os organizadores assegurem a adequada gestão de resíduos produzidos nos recintos dos eventos, prevenindo a sua produção, motivando a sua reutilização, reciclagem e sensibilizando os participantes para que colaborem neste movimento coletivo.

 

Em 2018 foram muitos e variados os bons exemplos de EcoEventos na região do Algarve: Festival Med (Loulé); Fatacil (Lagoa); Carnaval (Loulé); 37.º Concentração Internacional de Motas (Faro); Feira Medieval de Silves; Mamamaratona (Portimão); Paddle Out For Nature (Vila do Bispo); Feira de Dieta Mediterrânica (Tavira), entre outros. As inúmeras festas dos 16 concelhos permitiram encaminhar mais de 30 mil quilos de recicláveis para valorização, desviando esses resíduos da deposição em aterro.

 

A ALGAR, para além de apoiar a iniciativa, esteve integrada na exposição Eco-Mostra, a feira de Ambiente que decorreu em paralelo ao seminário, no mesmo local, mediante a presença do Veículo de Educação Ambiental (VEA), onde disponibilizou informação sobre os projetos em curso no âmbito da atividade de comunicação e sensibilização ambiental da empresa. Aos visitantes que passaram pelo VEA foi entregue o Guia com todas as atividades de sensibilização realizadas pela empresa, gratuitamente, destinadas às escolas e aos municípios da região do Algarve. A Algar distribuiu ecobags e sinaléticas informativas para incentivo na separação/deposição doméstica das embalagens recicláveis.

 

O que é um EcoEvento

Um EcoEvento é uma iniciativa pontual, certificada pelas concessionárias da EGF, que se realiza num espaço pré-definido, durante um período de tempo limitado, onde se praticam medidas ambientais adequadas, que contribuem para a sustentabilidade da região. Os EcoEventos são apoiados com um serviço adequado de recolha seletiva adaptado à sua dimensão, sensibilização local e benefícios económicos associados à quantidade de embalagens separadas corretamente.

 

Esta iniciativa faz parte de uma estratégia de comunicação ambiental em fase de implementação em todas as concessionárias do Grupo EGF, que alia a inovação social e o foco nos resultados, numa metodologia que obteve financiamento por parte do POSEUR (Fundo de Coesão)e que na prática pretende levar a que o cidadão recicle tudo, sempre e em todo o lado.

 

RESINORTE renova certificação 25 JANEIRO 2019

A Resinorte, concessionária da EGF Norte/Central de Portugal, renovou a certificação do Sistema Integrado de Gestão da Qualidade, Ambiente e Segurança.


A empresa encontra-se certificada desde 2009 de acordo com os referenciais normativos da Qualidade, Ambiente e Segurança e Saúde no Trabalho.

Considerando a emissão de novos referenciais de qualidade e ambiente de 2015, bem como a obrigatoriedade de se proceder à transição e consequente realização de uma auditoria de transição com vista à emissão de novos certificados de acordo com estes referenciais, a Resinorte procedeu à referida auditoria no ano de 2018.

 

 


Como consequência desta auditoria, a entidade certificadora considerou estarem reunidas as condições com intuito à transição para os novos referenciais de Qualidade (NP EN ISO 9001:2015) e Ambiente (NP EN ISO 14001:2015), bem como à renovação do referencial de Segurança e Saúde no Trabalho (NP 4397/2008 e OHSAS 18001:2017).

 

Este processo culminou com a receção dos referidos Certificados, pela entidade certificadora (APCER).

A Resinorte reconhece e agradece o empenho de todos os seus colaboradores na obtenção desta certificação.

 

Mais informações: www.resinorte.pt

 

VALORSUL atinge reciclagem record 14 JANEIRO 2019

A empresa cumpriu em 2018 todas as metas ambientais com menos custos para os habitantes e ultrapassou o record de recicláveis recebidos apenas num ano.

 

A Valorsul, concessionária da EGF nas regiões de Lisboa e Oeste, cumpriu, em 2018, todas as metas ambientais impostas pelo Estado Português no que respeita à reciclagem e desvio de resíduos dos aterros.

 

A reciclagem registou o ano passado um aumento em todos os materiais: vidro; papel e cartão; plástico e metal. No total, entraram nos Centros de Triagem da empresa mais 9 mil toneladas de material para reciclar do que no ano anterior e foi ultrapassado o record de recicláveis recebidos apenas num ano.

 

 

A separação nos ecopontos de papel e cartão foi a que registou um crescimento superior (mais 17% que no ano anterior). Seguiu-se uma evolução muito positiva na separação de plástico e metal para reciclagem (mais 14%) e a reciclagem de vidro cresceu 6%.

 

Cada habitante da região acompanhada pela Valorsul enviou, em média, 50 kg de materiais para reciclar. A empresa cumpriu também a meta de não ultrapassar os 23% de resíduos biodegradáveis depositados em aterro e enviou, no global, para reciclagem (embalagens, orgânicos e outros) 40% dos seus resíduos urbanos.

 

Estes resultados foram obtidos poupando cerca de 30 milhões de euros do investimento inicialmente previsto (por isso com menos custos para os cidadãos). O investimento foi substituído por uma forte aposta na otimização e partilha de infraestruturas já existentes.

 

Região Oeste regista os maiores crescimentos

 

Nos 14 municípios do Oeste, esta evolução na reciclagem foi ainda mais positiva, com crescimentos de mais 11% no vidro, mais 24% no papel/cartão e mais 26% de entrega de embalagens de plástico e metal. Este crescimento acentuado deveu-se a um forte investimento na recolha seletiva realizado pela empresa com mais 1500 ecopontos, mais 28 viaturas de recolha e campanhas de sensibilização.

AMARSUL ganha Prémio 05 JANEIRO 2018

A Amarsul, concessionária da EGF na península de Setúbal, ganha prémio de eficiência energética.

 

O prémio refere-se ao ecoparque de Palmela, pelos resultados obtidos na redução do consumo específico de energia, no âmbito no SGCIE – Sistema de Gestão dos Consumos Intensivos de Energia.

 

Esta instalação ganha especial visibilidade com a adoção de boas práticas ao ultrapassar as metas previstas para todos os indicadores de desempenho energético, concretizando uma redução superior a 200% face às metas legais do plano de racionalização dos consumos de energia (PREN), com a recuperação de biogás para produção de energia elétrica e através da instalação de sistema solar térmico para produção de AQS (Águas Quentes Sanitárias).

 

As poupanças resultantes desta medida, através da produção de energia elétrica com recurso endógeno, contribuíram significativamente para o cumprimento das metas de desempenho energético.

 

O prémio foi entregue pelo Secretário de Estado da Energia e da Transição Energética - João Galamba, num evento organizado pela Direção-Geral de Energia e Geologia, com o apoio da Ordem dos Engenheiros, no passado mês de dezembro de 2018, na Sede da Ordem dos Engenheiros, em Lisboa, durante o evento “Eficiência Energética: o caminho para uma Indústria mais Competitiva”.

 

O SGCIE aplica-se a um conjunto de empresas e instalações com vista ao aumento da sua eficiência energética tendo em atenção a necessidade de salvaguardar a respetiva base competitiva no quadro da economia global. Com este galardão da Direção-Geral de Energia e Geologia, a Amarsul vê reconhecido o seu trabalho contínuo, estando a contribuir de forma significativa para as metas nacionais, em prol dum melhor ambiente, não apenas através da sua atividade no tratamento de resíduos municipais e de recolha seletiva de resíduos recicláveis, mas também na gestão dos recursos energéticos.

ERSUC - Mais ecopontos disponíveis! 26 DEZEMBRO 2018

A ERSUC, concessionária da EGF na região centro, aumentou o número de ecopontos existentes nos 36 municípios da sua área de intervenção,com o objetivo de melhorar a qualidade do serviço prestado à população.

 

Até ao final do ano estarão instalados 680 novos ecopontos, que se traduz num aumento de 17% dos equipamentos, perfazendo um total de 4.745 ecopontos disponibilizados para a deposição seletiva em toda a região. Todos os ecopontos estão já georreferenciados o que permite compilar a informação necessária à realização de uma gestão adequada da recolha seletiva.

 

 

 

 

Paralelamente a ERSUC está ainda a investir na recolha seletiva dos resíduos provenientes do setor do comércio e serviços, tendo promovido a campanha de sensibilização “Comércio a Reciclar” em mais de 3.000 estabelecimentos comerciais.

 

A disponibilização destes meios, integrados num investimento de cerca de 3 milhões de euros financiados pelo Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos (POSEUR), têm como objetivo contribuir para o alcance das metas de reciclagem do PERSU 2020.

 

As metas definidas no PERSU 2020 em termos de materiais recolhidos e enviados para reciclagem são muito ambiciosas e a ERSUC aposta no reforço da quantidade e qualidade dos seus serviços, com os quais pretende chegar mais próximo da população, com mais recursos e de um modo mais eficiente.

 

Para mais informações: www.ersuc.pt

 

ALGAR e ICNF - Campanha de Natal 17 DEZEMBRO 2018

Este Natal ajude a proteger a floresta - esta é a mais recente campanha da Algar, concessionária da EGF para a região do Algarve, com o Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas – Algarve (ICNF). A campanha reflete a preocupação de ambas as entidades em tornarem o Algarve mais verde e resiliente às alterações climáticas.

 

A campanha decorrerá em todas as instalações da Algar (www.algar.com.pt), já partir do dia 17 de dezembro. Os clientes que se dirigirem às instalações da empresa para entregarem resíduos, receberão plantas florestais provenientes dos viveiros Florestais do ICNF (azinheiras ou ciprestes) e sacos do composto NUTRIVERDE® produzido pela Algar através dos resíduos verdes.

 

O objetivo desta ação é sensibilizar a população para a importância da proteção da floresta, sobretudo tendo em conta os inúmeros incêndios que se têm feito sentir no nosso país e em particular na região. As consequências são nefastas, afetam a biodiversidade, por vezes extinguindo plantas e animais, desnudam solos que em circunstâncias atmosféricas extremas, como as chuvas intensas, sofrem arrastamentos e perda de terras.

 

A iniciativa pretende assim incentivar os Algarvios a plantarem uma árvore, como forma de contribuírem para o aumento da cobertura vegetal e preservação dos serviços ecossistémicos da região.

 

 

Sobre o Nutriverde®

O NUTRIVERDE® é produzido pela ALGAR a partir de resíduos verdes. Trata-se de um composto orgânico 100% natural que, para além de não ser agressivo e poluente para a natureza, traz inúmeros benefícios ao solo, pois combate a erosão e melhora as suas propriedades físicas, químicas e biológicas. A sua excelente qualidade, promove maiores produções em culturas agrícolas.

 

O NUTRIVERDE® pode ser adquirido nas instalações da ALGAR, durante o horário de funcionamento das mesmas. A empresa possui 3 Unidades de Compostagem de Verdes em funcionamento, em Portimão, São Brás de Alportel e Tavira. As entregas do NUTRIVERDE® podem ser efetuadas pela ALGAR, mediante condições a acertar com o cliente.

 

Atualmente a venda do NUTRIVERDE®  e do NUTRIVERDE PREMIUM® é efetuada a granel e em big bag (embalagem com cerca de 800 kg). Para saber mais informação sobre o NUTRIVERDE® consulte o site www.algar.com.pt

 

RESULIMA - Campanha de Natal 14 DEZEMBRO 2018

A Resulima, Concessionária da EGF no norte do país, em parceria com a Câmara Municipal de Viana do Castelo, com os Serviços Municipalizados de Saneamento Básico e com o Centro de Monitorização e Interpretação Ambiental, vão promover uma campanha de reciclagem do papel de embrulho entre 24 de dezembro e 06 de janeiro. A iniciativa prevê a instalação de 40 contentores em áreas residenciais do concelho.

 

A campanha tem como objetivo fomentar a correta separação dos resíduos, designadamente do papel que é utilizado para embrulho de presentes, já que todos os anos, após a noite de Natal, se verifica que o papel de embrulho é depositado nos equipamentos destinados ao lixo doméstico, desaproveitando-se, assim, um recurso vital para economia circular.

 

 

Ao longo da campanha, serão disponibilizados na cidade 40 contentores, devidamente identificados, destinados à deposição do papel de embrulho. Os contentores ficarão instalados nas zonas residenciais, onde existe uma maior distância aos ecopontos comuns, fornecendo assim aos vianenses os equipamentos necessários para procederem à correta deposição do papel.

 

Para mais informações: www.resulima.pt

Planetários em digressão pelo país 30 NOVEMBRO 2018

São dois os planetários itinerantes que circulam pelas escolas dos país, a explicar de forma divertida e inovadora como adotar comportamentos ambientais adequados no âmbito da prevenção, reutilização e reciclagem de resíduos urbanos.

 

Este projeto está integrado no âmbito do Programa Ecovalor e é apresentados aos estabelecimentos de ensino, localizados nas áreas de intervenção das concessionárias, inscritos na atividade A Nossa Casa é Um Planeta.

 

Esta ação de educação ambiental apresenta 3 filmes especialmente concebidos com conteúdos adequados para 3 públicos-alvo diferentes: Jardim de Infância; 1.º, 2.º e 3.º Ciclos; Secundário/Adulto.

 

 

Com uma abordagem inovadora e projetado em planetários itinerantes, as ações de sensibilização englobam, além da apresentação dos filmes, jogos sobre a temática ambiental e entrega de materiais pedagógicos que permitem consolidar o conhecimento obtido.

 

Para mais informações sobre esta atividade, clicar AQUI

RECYCLE BINGO - Mais um prémio 26 NOVEMBRO 2018

A aplicação mobile que dá prémios reais a quem recicla também ganha prémios.

 

Os Prémios de Criatividade Sapo 2018 reconheceram como vencedor o Recycle Bingo, na categoria serviços. De entre várias dezenas de nomeados, os Prémios SAPO distinguiram a melhor criatividade, talento e inovação em Portugal em termos de comunicação digital.

 

Esta aplicação já tinha sido galardoada este ano pelos Prémios Meios & Publicidade (OURO) e recebeu o prémio prata em duas categorias - APPs Mobile e Jogos Mobile - e ainda bronze em User Design Experience (UX), prémios do XX Festival Anual de Publicidade, organizado pelo Clube de Criativos de Portugal.

 

 

Até agora o Recycle BinGo conta com 17.200 downloads, 7.600 utilizadores, 23.000 check-ins e 6.343 fãs no facebook.

 

Com esta app ir ao ecoponto é uma animação e acreditamos que o Recycle BinGo nos vai ajudar a todos a cumprir os objetivos nacionais em matéria de reciclagem.

 

É por isso que este é, provavelmente, o jogo mais amigo do planeta, que resulta de um trabalho conjunto entre a VALORSUL, a AMARSUL e a VALORLIS. As 3 empresas tratam e valorizam cerca de um quarto de todos os resíduos urbanos do país, tendo uma importante responsabilidade no cumprimento das exigentes metas de reciclagem até 2020. Este projeto foi financiado pelo Fundo Ambiental e já está disponível também na área da ALGAR e da ERSUC.

 

 

Sobre a APP
A missão principal do jogo é fazer visitas ao nosso Ecoponto Habitual. Através da geolocalização o nosso Smartphone, a App sabe que nos encontramos perto dele.
Ao fazermos check-in desbloqueamos um conjunto de simpáticos bichinhos, os EcoGifts, com os quais vamos preenchendo os nossos cartões BinGo. Cada vez que completamos um cartão ganhamos EcoMoedas – que podemos trocar por ótimos prémios, como bilhetes de cinema, vales de desconto, e muito mais. Além desta missão principal, a aplicação vai lançando missões especiais surpresa com o intuito de melhorar os conhecimentos dos portugueses sobre a reciclagem, manter o envolvimento com o Recycle BinGo e, claro, recompensar os mais amigos do planeta.

 

Sobre a Valorsul
A Valorsul é responsável pelo tratamento e valorização de resíduos urbanos de 19 municípios da zona de Lisboa e região Oeste: Alcobaça, Alenquer, Amadora, Arruda dos Vinhos, Azambuja, Bombarral, Cadaval, Caldas da Rainha, Lisboa, Loures, Lourinhã, Nazaré, Óbidos, Odivelas, Peniche, Rio Maior, Sobral de Monte Agraço, Torres Vedras, Vila Franca de Xira. A Valorsul valoriza 20% de todo o lixo doméstico produzido em Portugal, servindo 1,6 milhões de habitantes. A Valorsul produz e exporta para a rede elétrica 2% dos consumos domésticos nacionais.
Informações adicionais: Joana Xavier - Comunicação e Sensibilização - Valorsul, SA
Tel.21 953 59 91 Telemóvel: 939900503 E-mail: joana.xavier@valorsul.pt

Algar - Novos Ecopontos 23 NOVEMBRO 2018

A Algar, S.A., empresa responsável pela valorização e tratamento dos resíduos urbanos no Algarve, está a investir continuamente no âmbito do Plano Operacional da Atividade da Recolha Seletiva, com o objetivo de melhorar a qualidade do serviço prestado à população e visitantes da região. A empresa está a reforçar o número de ecopontos em locais de maior concentração populacional.

 

Numa primeira fase, até final do 1º semestre deste ano, instalaram-se 400 novos equipamentos, tendo-se já iniciado a segunda fase de colocação de mais 381 novos ecopontos distribuídos por toda a região, que ficará concluída até final deste ano. Após a execução deste reforço, a população Algarvia irá beneficiar de um aumento na capacidade de contentorização, correspondente a cerca de 30%, face ao número de contentores disponibilizados para a deposição seletiva.

 

Além disso foi aumentada a capacidade de deposição de 355 ecopontos já existentes, uma vez que nestes locais de grande produção de embalagens procedeu-se à colocação de contentores de maiores dimensões. Com a instalação dos 781 novos equipamentos e a implementação destas medidas, os 16 Municípios do Algarve vão poder contar com uma rede de cerca de 3500 ecopontos, o que se traduz no rácio de um ecoponto por cada 126 habitantes.

 

Paralelamente a empresa está a proceder à aquisição de sete novas viaturas para a Recolha Seletiva e recentemente reforçou o seu quadro de trabalhadores, integrando mais 6 novos colaboradores para a área de recolha e triagem de embalagens recicláveis, de forma a dar resposta à produção de resíduos de embalagens que se processam nas suas instalações.

 

A Algar está ainda a investir na recolha seletiva dos resíduos provenientes do setor do comércio e serviços, promovendo a campanha de sensibilização “Comércio a Reciclar” em mais de 2200 estabelecimentos comerciais, no âmbito do seu projeto “Algarlinha”.

 

          

Sobre a ALGAR

A ALGAR, Valorização e Tratamento de Resíduos Sólidos, S.A. é responsável pelo tratamento, valorização dos resíduos urbanos produzidos nos Municípios de Albufeira, Alcoutim, Aljezur, Castro Marim, Faro, Lagoa, Lagos, Loulé, Monchique, Olhão, Portimão, São Brás de Alportel, Silves, Tavira, Vila do Bispo e Vila Real de Santo António.

Informações adicionais: Maria João Carolino: Algar, S.A./ Tel. 289 880 045 : 967 758 321 E-mail: gci@algar.com.pt

Operação Montanha Verde 21 NOVEMBRO 2018

A Operação Montanha Verde está de regresso e na próxima sexta-feira, dia 23 de Novembro, plantará mais 21'000 árvores no Algarve numa ação com o apoio da Algar, com a cedência de 50m3 de corretivo orgânico Nutriverde, produzido pela empresa através dos resíduos verdes gerados na região e que será utilizado na plantação das árvores.

 

A Operação Montanha Verde irá adicionar mais pinheiros-manso, medronheiros, carvalhos-português, sobreiros, azinheiras e ciprestes à flora de quatro Concelhos: Monchique, Portimão, Loulé e Silves. E para ajudar neste grande evento, mais de 1400 generosos voluntários já prometeram marcar presença, colocando mãos à obra e, de igual forma, ajudando a celebrar uma data muito simbólica: o Dia da Floresta Autóctone.

 

A terceira edição é uma parceria com os Municípios de Monchique, Portimão, Loulé e Silves e respetivas Câmaras Municipais e Proteção Civil, assim como com a RTA - Região de Turismo do Algarve e a Marinha Portuguesa. Conta ainda com o apoio da ASPAFLOBAL - Associação dos Produtores Florestais do Barlavento Algarvio.

 

Saiba mais aqui.

 

Sobre o composto orgânico Nutriverde

- NUTRIVERDE® - é um composto orgânico produzido pela Algar a partir do tratamento e compostagem dos resíduos verdes provenientes de atividades da região do Algarve (jardinagem e agricultura). O composto está certificado como fator de produção em agricultura biológica, podendo ser utilizado como fertilizante na agricultura e na jardinagem e/ou como substrato na produção de plantas. Para além de não ser agressivo e poluente para a natureza, traz inúmeros benefícios ao solo, pois combate a erosão e melhora as suas propriedades físicas, químicas e biológicas.

Prevenção de Resíduos em destaque! 14 NOVEMBRO 2018

A Semana Europeia de Prevenção de Resíduos está a começar - entre 17 e 25 de novembro são muitas as ações que vão decorrer de Norte a Sul do país, todas elas com o objetivo de reduzir, reutilizar e reciclar os resíduos produzidos.

 

O tema central este ano é alertar para a necessidade de reduzir o consumo de produtos com conteúdos perigosos, mas todos os temas podem ser abordados. A EGF e as suas Concessionárias aliaram-se uma vez mais a este movimento, com ações de continuidade, mas também com iniciativas que decorrem em dias e horários específicos.

 

 

_

 

 

ALGAR

 

Ação: “Recolha Solidária de Brinquedos Usados” a favor da ENTRAJUDA

Data: 17 a 25 de novembro

Público: População em geral

Local: Todas as instalações da Algar

Breve descrição: Ação de angariação de brinquedos usados (bonecos, bolas, livros, cds, entre outros) nas instalações da Algar para distribuição às famílias carenciadas do Algarve apoiadas pela ENTRAJUDA.

 

------

 

Ação: Feira “Troca de Sorrisos”

Data: 17 a 25 de novembro

Público: População Escolar

Local: Escolas

Breve descrição: A Algar incentiva as escolas a escolherem um dia na SEPR para os alunos, professores e auxiliares levarem alguns objetos que já não utilizam (jogos, CD’s, livros, roupa, brinquedos, etc) e promoverem uma feira de troca direta entre si, por outros objetos que lhes façam falta. O objetivo da ação “Troca de Sorrisos” é deixar todos satisfeitos, aumentar o ciclo de vida útil dos objetos e alertar a comunidade escolar para a importância da redução do desperdício e da deposição de resíduos em aterro.

 

------

 

Ação: Ação de sensibilização com o Veículo de Educação Ambiental da Algar

Data: 19 a 21 de novembro

Público: População Escolar

Local: Escola da Bemposta, Portimão

Breve descrição: Realização de ações de sensibilização sobre a temática dos 3R’s aos alunos da Escola da Bemposta.

 

ERSUC

 

Ação: A Nossa casa é um Planeta

Data: 19 a 23 de novembro

Público: População Escolar

Local: Ílhavo (19), Vila Nova de Poiares (20), Castanheira de Pera (22), Oliveira do Bairro (23)

Breve descrição: Nas ações de sensibilização além da apresentação dos filmes dedicados às temáticas da prevenção, reutilização e reciclagem, vão ser fornecidas informações sobre a temática ambiental prestadas por um monitor qualificado que vão permitir consolidar o conhecimento obtido.

 

RESULIMA

 

Ação: A nossa casa é um planeta

Data: 20 e 21 de novembro

Público: Atividade para a comunidade escolar, desenvolvida em parceira com a Esposende Ambiente.

Local: Esposende – Centro de Educação Ambiental (Marinhas) e Centro Escolar de Forjães (Forjães)

Breve descrição: Dirigido às crianças da Educação Pré-Escolar e alunos do 1.º, 2.º e 3.º ciclos, terá lugar a apresentação do Projeto “A Nossa Casa é um Planeta”, em sessões a decorrer no Centro de Educação Ambiental (Marinhas) e no Centro Escolar de Forjães. Este projeto é resultado de um trabalho conjunto das empresas ALGAR, ERSUC, RESIESTRELA, RESINORTE, RESULIMA, SULDOURO, VALNOR E VALORMINHO e contou com o apoio do fundo ambiental e da estratégia nacional de educação ambiental 2020. As temáticas de redução, reutilização e reciclagem são abordadas de forma inovadora, recorrendo a planetários itinerantes e três filmes projetados em 360º, o que possibilita uma dinâmica interativa com os alunos e participantes.

 

 

VALORLIS

 

Ação: A Compostagem Doméstica é ideal para si!

Data: 17 de novembro, às 15 horas

Público: Todos

Local: Instalações Valorlis

Breve descrição: Palestra sobre compostagem doméstica, com sorteio de compostor doméstico ao fim da atividade.

 

------

 

Ação: Passeio de Bicicleta – Na Rota das Embalagens

Data: 18 de novembro, às 09 horas

Público: Todos

Local: Instalações Valorlis

Breve descrição: Passeio com aprendizado sobre as regras de reciclagem, com workshop temático ao fim da atividade.

 

------

 

Ação: Da Horta à Mesa, com sabor, criatividade, sem desperdício

Data: 24 de novembro, 14h30

Público: Todos

Local: Instalações Valorlis

Breve descrição: Workshop sobre técnicas para evitar o desperdício na horta e na cozinha.

 

 

VALNOR

 

Ação: A Nossa casa é um planeta

Data: 20 a 21 de novembro

Público: Atividade dirigida à comunidade Escolar, desenvolvida em parceria com o Município de Oleiros e Município da Sertã.

Local: 21 Novembro -  Município da Sertã – Pavilhão Municipal de Cernache de BonJardim  e  Centro Escolar da Sertã

22 Novembro – Municipio Oleiros – Pavilhão desportivo do Município

Breve descrição: Esta iniciativa é uma ação de educação e sensibilização ambiental que promove comportamentos ambientalmente adequados na temática dos resíduos urbanos, através da apresentação de filmes, dedicados às temáticas da prevenção, reutilização e reciclagem, que vão ser abordadas de forma inovadora, recorrendo a planetários itinerantes e três filmes projetados em 360º, o que possibilitará uma dinâmica interativa com os alunos das escolas inscritas e respetivos participantes.

 

 

VALORMINHO

 

Ação: Empresa Saudável, Vida Saudável

Data: 17 a 25 de novembro

Público: Todos os colaboradores da Valorminho

Local: Instalações Valorminho

Breve descrição: Comunicação Interna a cerca da Prevenção de resíduos, substituição dos copos descartáveis nas instalações e ação de sensibilização com os colaboradores.

 

------

 

Ação: Prevenção de Resíduos, uma missão

Data: 12 de novembro

Público: Verdoejo

Local: Instalações Valorminho

Breve descrição: Palestras sobre Compostagem e ação de sensibilização.

 

------

 

Ação: Prevenção de Resíduos, Adeus Guardanapo

Data: 21 de novembro

Público: Vila Nova de Cerveira

Local: Instalações Valorminho

Breve descrição: realização de uma bolsa individual de pão”, com objetivo de replicarem o exemplo no centro de dia.

 

 

VALORSUL

 

Ação: Compostar, outra forma de reciclar!

Data: 24 de novembro

Público: Todos os moradores da região Oeste

Local: Instalações Valorsul, no Cadaval.

Breve descrição: Sessão de formação, com entrega de um guia prático de compostagem e a oferta de um compostor.

 

------

 

Ação: Recolha de Resíduos Perigosos

Data: 17 a 25 de novembro

Público: Todos

Local: Ecocentro Lumiar

Breve descrição: Recolha de resíduos perigosos, como latas de tinta, diluentes, pesticidas, inseticidas, líquidos de fotografia, devidamente acondicionados em embalagens fechadas.

 

Para além destas, a Valorsul conta ainda com outras 22 ações. Confira a programação completa aqui.

 

Semana Europeia da Prevenção de Resíduos

A Semana Europeia de Prevenção de Resíduos/European Week for Waste Reduction (EWWR) decorre entre 17 e 25 de novembro de 2018. O tema central este ano é alertar para a necessidade de reduzir o consumo de produtos com conteúdos perigosos. É tempo de diminuir o uso deste tipo de produtos nos espaços que nos rodeiam, como por exemplo nas casas de banho, cozinhas, garagens, sotãos, etc! O objetivo é aumentar a consciência da população sobre a necessidade de redução de resíduos e esta iniciativa constitui um incentivo para a diminuição da quantidade de lixo produzida na Europa.

 

 

 

Valorsul reforça reciclagem 09 NOVEMBRO 2018

Estão já entregues aos municípios da região Oeste 9 das 14 viaturas que vêm reforçar a frota de recolha seletiva. Estas carrinhas vão apoiar a realização de circuitos de maior proximidade, em escolas e no pequeno comércio, por exemplo.

 

Este investimento faz parte do plano de investimentos da Valorsul a realizar até 2021, que totaliza 55 milhões de euros. As novas viaturas permitirão otimizar as condições para a recolha de recicláveis assim como aumentar as quantidades encaminhadas para reciclagem.

 

O objetivo é dotar os concelhos desta região - Alcobaça, Alenquer, Arruda dos Vinhos, Azambuja, Bombarral, Cadaval, Caldas da Rainha, Loures, Lourinhã, Nazaré, Óbidos, Peniche, Rio Maior, Sobral de Monte Agraço e Torres Vedras – de capacidade adicional de reciclagem, contando para tal com a parceria das respetivas autarquias.

 

A disponibilização destes meios complementares de recolha seletiva, financiados pelo programa POSEUR, vem contribuir para o alcance das metas de reciclagem do PERSU 2020, cujo compromisso para a área da Valorsul se traduz na reciclagem 49 quilos de embalagens por habitante, por ano.

 

 

Sobre a Valorsul

A Valorsul é responsável pelo tratamento e valorização de resíduos urbanos de 19 municípios da zona de Lisboa e região Oeste: Alcobaça, Alenquer, Amadora, Arruda dos Vinhos, Azambuja, Bombarral, Cadaval, Caldas da Rainha, Lisboa, Loures, Lourinhã, Nazaré, Óbidos, Odivelas, Peniche, Rio Maior, Sobral de Monte Agraço, Torres Vedras, Vila Franca de Xira. A Valorsul valoriza 20% de todo o lixo doméstico produzido em Portugal, servindo 1,6 milhões de habitantes. A Valorsul produz e exporta para a rede elétrica 2% dos consumos domésticos nacionais.

Informações adicionais: Joana Xavier - Comunicação e Sensibilização - Valorsul, SA

Tel.21 953 59 91  Telemóvel: 939900503 E-mail: joana.xavier@valorsul.pt

Compostar, outra forma de Reciclar 06 NOVEMBRO 2018

A compostagem doméstica é um processo 100% natural. Os vegetais, as folhas do jardim e as plantas secas ganham uma vida nova e transformam-se em composto para fertilizar a terra.

 

“Compostar, outra forma de Reciclar” é um programa de sensibilização e formação da Valorsul, para a prática da compostagem doméstica que tem como objetivo criar o hábito da compostagem em 2.000 famílias dos 14 municípios da Região Oeste servidos pela Valorsul. O Programa prevê a realização de 100 ações de formação a estas famílias, bem como a oferta de um compostor e de um guia prático de compostagem a cada família inscrita.

 

Para o sucesso do projeto foi imprescindível a parceria com os municípios e com as Juntas de Freguesia que divulgaram o projeto, angariaram as inscrições das famílias interessadas e cederam o espaço para as formações e a logística do transporte e entrega dos compostores.

 

As famílias interessadas, que morem na região Oeste ainda vão a tempo de participar: no sábado, dia 24 de novembro, haverá uma formação gratuita e oferta de compostor, no Cadaval. Basta enviar um pedido de inscrição para valorsul@valorsul.pt e aguardar confirmação.

  

O Programa tem também o apoio do PO SEUR, que financiou as ações de formação e os materiais de comunicação.

 

Ecovalor - Suldouro premeia escolas 05 NOVEMBRO 2018

A Suldouro, Concessionária da EGF, está a promover o Programa Ecovalor, um projeto nacional de inovação social que atribui benefícios económicos a quem separa as embalagens usadas. Este programa é um dos maiores investimentos nacionais dedicados à educação e sensibilização ambiental, e é cofinanciado pelo POSEUR em cerca de 2.6 milhões de euros.

 

No último dia 30 de outubro de 2018, nas infraestruturas da Suldouro em Sermonde e, na presença de representantes dos municípios de Vila Nova de Gaia e Santa Maria da Feira foram entregues às instituições de ensino os prémios referentes à Campanha Solidária Toneladas de Ajuda.

 

A iniciativa promovida pela Suldouro visa ajudar as causas sociais designadas pelas escolas participantes que durante o ano letivo promoveram junto das respetivas comunidades educativas a recolha de resíduos de embalagem para posterior envio para reciclagem.

 

Na edição 2017/2018 foram recolhidas cerca de 114 toneladas de resíduos recicláveis, que permitiram às escolas angariar mais de 11 mil euros, que serão aplicados em causas sociais nomeadas por estas instituições de ensino.

 

A Suldouro agradece a toda a comunidade educativa o seu empenho e dedicação.

 

Recycle Bingo na região centro 27 OUTUBRO 2018

O Recycle BinGo chegou à região da ERSUC para espalhar o bichinho da reciclagem, e assim a região centro junta-se à Valorsul, Valorlis, Amarsul e Algar para premiar os cidadãos.

 

O Recycle BinGo é uma aplicação móvel que promete deixar cada vez mais famílias portuguesas com o bichinho da reciclagem. Apesar de ser uma app, funciona sobretudo como um jogo que torna a experiência da reciclagem muito mais divertida e compensadora. Como?

 

Simples.

 

 

 

A missão principal do jogo é fazer visitas ao nosso Ecoponto Habitual. Através da geolocalização o nosso Smartphone sabe que nos encontramos perto dele. Ao fazermos check-in desbloqueamos um conjunto de simpáticos bichinhos, os EcoGifts, com os quais vamos preenchendo os nossos cartões BinGo. Cada vez que completamos um cartão ganhamos EcoMoedas – que podemos trocar por ótimos prémios, como bilhetes de cinema, vales de desconto, e muito mais.

 

Além desta missão principal, a aplicação vai lançando missões especiais surpresa com o intuito de melhorar os conhecimentos dos Portugueses sobre a reciclagem, manter o envolvimento com o Recycle BinGo. E claro, recompensar os mais amigos do planeta.

 

O Recycle BinGo está disponível na App Store e no Google Play.

Para mais informações: www.recyclebingo.pt

Inscrições abertas para escolas 14 OUTUBRO 2018

A EGF e todas as Concessionárias estão a iniciar o Programa Ecovalor em todo o país, com uma oferta educativa variada e que  vai premiar as escolas pelo seu desempenho ambiental. Para além das ações de sensibilização originais e divertidas, está a ser implementado um concurso que paga, efetivamente, pela quantidade de embalagens bem separadas nos ecopontos.

 

O arranque da iniciativa é feito com ações de sensibilização em larga escala, com monitores profissionais, mas que vão ser todas feitas no 1º período letivo. As inscrições devem ser feitas através deste formulário: INSCRIÇÃO

 

Estas ações de sensibilização estão focadas na temática dos resíduos urbanos, dedicadas aos alunos desde o Pré-escolar ao Ensino Secundário e também aos professores, auxiliares e restante comunidade educativa, da sua área de abrangência.

 

As ações lúdico-pedagógicas em causa serão dinamizadas em estabelecimentos de ensino da rede pública e privada dos municípios abrangidos pelas referidas concessionárias, sem qualquer custo.

 

Mais informações sobre: Programa Ecovalor

ERSUC nos TechDays 10 OUTUBRO 2018

A ERSUC, Concessionária da EGF no litoral centro, estará presente no evento TechDays, que se realiza em Aveiro de 11 a 13 de outubro.

 

Esta iniciativa é organizada pelo Município de Aveiro e apresenta um programa intenso durante 3 dias onde é possível assistir a conferências, conhecer projetos inovadores e educação para a ciência e gaming, visitar uma exposição onde reina a inovação tecnológica e participar em encontros de negócios.

 

A ERSUC e a EGF patrocinam esta iniciativa e vão apresentar dois projetos de inovação: o projeto A Nossa Casa é um Planeta e a aplicação Recycle Bingo, já disponível na ERSUC.

 

 

 

A Nossa Casa é um Planeta

 

A Ação de Educação Ambiental A Nossa Casa é Um Planeta apresenta 3 filmes especialmente concebidos para serem vistos em planetários itinerantes, com recurso a uma técnica de projeção 360º e com conteúdos adequados a 3 públicos-alvo diferentes: Jardim de Infância; 1º , 2º e 3º Ciclo; Secundário/Adulto.

 

             

 

De maneira inovadora, as ações de sensibilização englobam, além da apresentação dos filmes, jogos sobre a temática ambiental e entrega de materiais pedagógicos que permitem consolidar o conhecimento obtido através de veículo de transmissão de informação. A participação ativa e passiva do público passam a ser, elas mesmas, uma campanha de sensibilização ambiental nacional que pode ser replicada por outras entidades e com fácil efeito multiplicador.

 

As temáticas apresentadas na Ação de Educação Ambiental A Nossa Casa é Um Planeta assentam na Redução, Reutilização, Recuperação e Reciclagem de materiais e energia, substituindo o conceito de fim-de-vida da economia linear, por conceitos de Reutilização, Restauração e Renovação. De tal maneira, a ação contribui para uma cidadania ativa no domínio do desenvolvimento sustentável e para construção de uma sociedade de baixo carbono, racional e eficiente na utilização dos seus recursos.

 

Estes planetários itinerantes encontram-se em digressão por todo o país em eventos e em estabelecimentos de ensino. Os interessados em receber estas ações de sensibilização inovadoras e divertidas devem enviar email para comunicacao@egf.pt

 

App Recycle Bingo

 

A aplicação recycle Bingo é uma APP que promete deixar cada vez mais famílias portuguesas com o bichinho da reciclagem. O Recycle BinGo é uma aplicação, mas funciona como um jogo que torna a experiência da reciclagem muito mais divertida e compensadora. Como?

 

Simples.

 

 

A missão principal do jogo é fazer visitas ao nosso Ecoponto Habitual. Através da geolocalização o nosso Smartphone sabe que nos encontramos perto dele. Ao fazermos check-in desbloqueamos um conjunto de simpáticos bichinhos, os EcoGifts, com os quais vamos preenchendo os nossos cartões BinGo. Cada vez que completamos um cartão ganhamos EcoMoedas – que podemos trocar por ótimos prémios, como bilhetes de cinema, vales de desconto, e muito mais. Além desta missão principal, a aplicação vai lançando missões especiais surpresa com o intuito de melhorar os conhecimentos dos portugueses sobre a reciclagem, manter o envolvimento com o Recycle BinGo e, claro, recompensar os mais amigos do planeta.

 

O Recycle BinGo já está disponível na App Store e no Google Play. E a funcionar nos 36 municípios da ERSUC!

 

Estamos certos de que o Recycle BinGo nos vai ajudar a todos a cumprir esta importante missão. Mas para que tal aconteça é preciso que esta notícia se espalhe. Ajude-nos a espalhar o bichinho da reciclagem.

 

Contamos consigo.

 

Saiba tudo sobre o jogo mais amigo do planeta em: www.recyclebingo.pt

 

Sobre os TechDays

A tecnologia faz parte do nosso dia-a-dia desde o início da humanidade: ferramentas em pedra, o controlo do fogo, as primeiras peças de vestuário, a álgebra, os transístores e muitos outros exemplos. Grandes sonhos, aspirações visionárias, fracassos inabaláveis e a capacidade de nos superarmos, levou a humanidade a grandes inovações. A humanidade enfrenta hoje grandes mudanças tecnológicas que trespassam todas as gerações. A revolução tecnológica está presente em tudo que fazemos. Faz parte das nossas vidas. A inovação está a mudar a forma como fazemos negócios, a sustentar a criação de novas indústrias e a transformar a sociedade em que vivemos, a uma velocidade acelerada. Mas, todos esses desafios trazem, também, novas oportunidades.

RESINORTE - Mais recolha seletiva 07 OUTUBRO 2018

A RESINORTE, Concessionária da EGF no Norte Central de Portugal, investiu cerca de 2.7M€ em viaturas de recolha seletiva de embalagens. 

 

Este investimento está integrado numa candidatura financiada pelo Programa Operacional de Sustentabilidade e Eficiência no Uso dos Recursos (POSEUR) e, concretiza uma opção estratégica delineada no PAPERSU em resposta aos desafios introduzidos pelo PERSU 2020 no que respeita ao incremento da reciclagem multimaterial. 

 

Até ao final do ano a Resinorte receberá 18 viaturas de recolha seletiva de Ecopontos e Porta a Porta para melhorar o serviço prestado aos municípios e aos cidadãos, por forma a atingir os objetivos nacionais da estratégia de gestão de resíduos urbanos enquadrados pela política comunitária de resíduos. 

 

Mais informação em www.resinorte.pt

EGF em Congresso Mundial 03 OUTUBRO 2018

A EGF esteve presente no Congresso da CEWEP dedicado ao tema Valorização Energética – Fazer a Economia Circular Acontecer, que se realizou em Bilbao (Espanha), no final de setembro. A participação da empresa foi assegurada por Ana Loureiro, Diretora de Comunicação, que participou no painel com o tema Perceção da Valorização Energética e aprendizagens, moderado pela jornalista e comunicadora Katrina Sichel.

 

Os participantes do Congresso discutiram o Pacote de Economia Circular, como aplicar as metas e premissas teóricas que conduziram as palestras do Pacote Economia Circular nos últimos anos à complexa realidade. O papel do desperdício de energia, como uma ligação óbvia entre as políticas europeias de resíduos e energia também foi um tema abordado.

 

O congresso contou com a presença da indústria europeia, decisores e académicos que se reuniram nos arredores do famoso museu Guggenheim em Bilbao para discutir a mais recente política de resíduos para energia e desenvolvimentos tecnológicos. Os participantes também aproveitaram a oportunidade para visitar a fábrica de resíduos para energia da Zabalgarbi que, graças ao seu design inovador, atinge níveis muito elevados de eficiência energética.

 

Para mais informações sobre esta iniciativa: www.cewep.eu

Palestra já disponível em filme! 01 OUTUBRO 2018

No último dia 26.09 foi apresentada a palestra Plástico e Ambiente Marinho, a 6.ª palestra do Centro de Comunicação dos Oceanos, iniciativa patrocinada pela EGF com o intuito de promover o debate acerca da sustentabilidade dos nossos mares.

 

UM EVENTO ÚNICO E SINGULAR

Esta palestra decorreu no Centro de Triagem da Valorsul, no Lumiar, num estúdio preparado para o efeito com 49 fardos de plástico (PET), num total de 10 toneladas que serão enviadas para reciclar ainda esta semana e que podem, por exemplo, transformar-se em 40.800 t-shirts! Após a palestra, foi conduzida uma visita ao Centro de Triagem, onde os participantes tiveram a oportunidade de ver todo o processo de tratamento das embalagens que colocamos nos ecopontos para reciclar.

 

A iniciativa pretende sensibilizar e alertar para o problema com um ponto de vista concreto e apresentar soluções, nomeadamente que o comportamento humano deve ser mais consciente de modo a que seja possível prevenir, reutilizar e valorizar os resíduos em terra para que nunca cheguem ao mar.

 

A palestra já está disponível, na sua totalidade, aqui.

Ao longo dessa semana, todas as palestras anteriores também estarão disponíveis para todo o público.

 

ALINHAMENTO DA SESSÃO

 

Microplásticos: o que são e o que podemos fazer?

- Dra Filipa Bessa - Investigadora (bióloga) do MARE-Universidade de Coimbra, especializada na temática dos microplásticos nos ambientes marinhos.

 

O lixo plástico nos mares da costa de Cascais

- Miguel Lacerda - velejador, mergulhador e líder de um estudo pioneiro acerca de lixo plástico nas falésia e praias remotas do cabo da Roca e arredores.

 

Prevenção, Reutilização e Reciclagem

- Susana Silva – Responsável pela área de Comunicação e Sensibilização da empresa Amarsul, vai apresentar os mais recentes projetos de inovação social da EGF.

 

Sobre o Centro de Comunicação dos Oceanos

O Centro de Comunicação dos Oceanos é um projeto de Nysse Arruda, jornalista e curadora, especialista em temas náuticos há mais de 20 anos em Portugal, autora de várias publicações e premiada em 2016 pelo Prémio Femina. Iniciou este projeto para promover o debate das questões essenciais associadas ao Mar, e obteve o apoio institucional de diversas instituições, com destaque para a Presidência da República, o Ministério do Mar, Ministério do Ambiente, Câmara Municipal de Lisboa, Instituto Hidrográfico, Academia das Ciências de Lisboa, IPMA e da Unesco-Portugal.

Este projeto conta ainda como padrinhos os velejadores olímpicos João Rodrigues e Joana Pratas, mas também com o velejador brasileiro Torben Grael, o surfista Garret McNamara e a ONG Americana Marine MegaFauna Mozambique.

 

Sobre a EGF

A EGF, Environmental Global Facilities, é uma empresa europeia de referência no setor ambiental e líder no tratamento e valorização de resíduos em Portugal. Reforçada pela sua integração no Grupo MOTA-ENGIL e URBASER, a EGF é sócia maioritária em 11 Concessionárias de tratamento de resíduos: Algar, Amarsul, Ersuc, Resiestrela, Resinorte, Resulima, Suldouro, Valnor, Valorlis, Valorminho e Valorsul.

 

Para mais informações: Ana Loureiro | 968601711 | ana.loureiro@egf.pt

Plásticos e Ambiente Marinho 26 SETEMBRO 2018

A EGF e o Centro de Comunicação dos Oceanos organizam hoje, 26.09.2018 às 9h30, em Lisboa, a sexta palestra dedicada ao tema dos plásticos em ambiente marinho.

Esta palestra conta com a presença de oradores especialistas e entusiastas que vão apresentar a questão sob um prisma singular em num estudo construído com 10 toneladas de plástico!

 

Esta iniciativa decorre no Centro de Triagem da Valorsul, no Lumiar, mas também será transmitida em livestream em www.egf.pt

 

 

 

 

 

ALINHAMENTO DA SESSÃO

 

Microplásticos: o que são e o que podemos fazer?

- Dra Filipa Bessa - Investigadora (bióloga) do MARE-Universidade de Coimbra, especializada na temática dos microplásticos nos ambientes marinhos.

 

O lixo plástico nos mares da costa de Cascais

- Miguel Lacerda - velejador, mergulhador e líder de um estudo pioneiro acerca de lixo plástico nas falésia e praias remotas do cabo da Roca e arredores.

 

Prevenção, Reutilização e Reciclagem

-  Susana Silva – Responsável pela área de Comunicação e Sensibilização da empresa Amarsul, vai apresentar os mais recentes projetos de inovação social da EGF.

 

UM EVENTO ÚNICO E SINGULAR

 

Esta palestra decorre no Centro de Triagem da Valorsul, no Lumiar, no estúdio preparado para o efeito com 49 fardos de plástico (PET), num total de 10 toneladas que serão enviadas para reciclar ainda esta semana e que podem, por exemplo, transformar-se em 40.800 t-shirts. Após a palestra, será conduzida uma visita ao Centro de Triagem, onde os participantes terão a oportunidade de ver todo o processo de tratamento das embalagens que colocamos nos ecopontos para reciclar.

A iniciativa pretende sensibilizar e alertar para o problema com um ponto de vista concreto e apresentar soluções, nomeadamente que o comportamento humano deve ser mais consciente de modo a que seja possível prevenir, reutilizar e valorizar os resíduos em terra para que nunca cheguem ao mar.

 

Sobre o Centro de Comunicação dos Oceanos

O Centro de Comunicação dos Oceanos é um projeto de Nysse Arruda, jornalista e curadora, especialista em temas náuticos há mais de 20 anos em Portugal, autora de várias publicações e premiada em 2016 pelo Prémio Femina. Iniciou este projeto para promover o debate das questões essenciais associadas ao Mar, e obteve o apoio institucional de diversas instituições, com destaque para a Presidência da República, o Ministério do Mar, Ministério do Ambiente, Câmara Municipal de Lisboa, Instituto Hidrográfico, Academia das Ciências de Lisboa, IPMA e da Unesco-Portugal.

Este projeto conta ainda como padrinhos os velejadores olímpicos João Rodrigues e Joana Pratas, mas também com o velejador brasileiro Torben Grael, o surfista Garret McNamara e a ONG Americana Marine MegaFauna Mozambique.

 

Sobre a EGF

A EGF, Environmental Global Facilities, é uma empresa europeia de referência no setor ambiental e líder no tratamento e valorização de resíduos em Portugal. Reforçada pela sua integração no Grupo MOTA-ENGIL e URBASER, a EGF é sócia maioritária em 11 Concessionárias de tratamento de resíduos: Algar, Amarsul, Ersuc, Resiestrela, Resinorte, Resulima, Suldouro, Valnor, Valorlis, Valorminho e Valorsul.

 

Para mais informações: Ana Loureiro | 968601711 | ana.loureiro@egf.pt

 

Experiência única em Lisboa 19 SETEMBRO 2018

É já no próximo dia 26 de setembro, pelas 9h30 , em Lisboa, que a EGF e o Centro de Comunicação dos Oceanos vão apresentar a palestra Plásticos e Ambiente Marinho, que se realiza no Centro de Triagem da Valorsul no Lumiar.

 

Trata-se de um evento único e exclusivo, que conta com a participação de quatro grandes especialistas nesta temática e que terá lugar num ambiente concebido com recurso a toneladas de embalagens plásticas usadas. O evento será concretizado num anfiteatro especialmente concebido com fardos de plástico recolhidos seletivamente na zona de Lisboa e será transmitido livestream neste website.

 

 

 

 

PROGRAMA

 

09:30 | Receção aos convidados 

 

10:00/11:00 | Início do debate presencial e em livestream, moderado por Nysse Arruda, jornalista náutica e curadora do Centro de Comunicação dos Oceanos

 

Microplásticos: O que são e o que podemos fazer?

Filipa Bessa, Investigadora, MARE-Universidade de Coimbra, especializada na temática dos microplásticos em ambientes marinhos. Coopera com várias iniciativas da UNEP. Venceu o concurso de fotografia da UN-CleanSeas.

 

O lixo plástico nos mares da costa de Cascais

Miguel Lacerda, velejador e mergulhador, líder de um estudo pioneiro sobre lixo plástico nas falésias e praias remotas do Cabo da Roca e arredores.

 

Prevenção, Reutilização e Reciclagem no âmbito da EGF

Susana Silva, Direção de Comunicação e Sensibilização da Amarsul, e irá apresentar as mais recentes campanhas da EGF para promover comportamentos ambientalmente adequados.

 

11:00 | Pausa para café

 

11:20 | Visita ao Centro de Triagem da Valorsul

 

A lotação é limitada e a presença sujeita a inscrição, que só será considerada válida após envio de confirmação.

As inscrições deverão ser enviadas para joana.xavier@valorsul.pt

Oceanos e Lixo Marinho 14 SETEMBRO 2018

Na próxima terça-feira, 18.09.2018, irá decorrer a quinta palestra do Centro de Comunicação dos Oceanos, projeto que pretende unir os públicos dos países de Língua Portuguesa, de forma presencial e virtual (via LiveStream), acerca de diferentes temas relacionados aos Oceanos.

 

Esta iniciativa contará com a presença de Madalena Presumido, Administradora Executiva da Valorsul, que abordará o tema do desperdício de recursos .

 

A sessão tem início a 18 de setembro, pelas 16h, na Academia de Ciências de Lisboa, às quais se pode assistir presencialmente e de forma gratuita, mas também em LiveStream em www.ccoceanos.pt

 

 

 

 

ALINHAMENTO DA 5ª SESSÃO

 

Percebes? Pollicipes Pollicipes – a vida no limite da maré

- Teresa Cruz – Doutora em Biologia e Investigadora principal do MARE – Centro de Ciências do Mar e do Ambiente, da Universidade de Évora nos projetos Estado do percebe e AQUAPOLIS+ Aquacultura do percebe.

- David Jacinto – Doutor em biologia pela Universidade de Évora. Investigador no grupo de Investigação Estuários e zonas costeiras do MARE – Centro de Ciências do Mar e do Ambiente, da Universidade de Évora.

- Joana N. Fernandes – Investigadores do MARE – Centro de Ciências do Mar e do Ambiente, da Universidade de Évora integrada na equipa de pesquisa do projeto de pesquisa do percebe.

 

Água da torneira: a opção sustentável para todos

- Celeste Santos Anselmo – Licenciada em Ciências Sociais pela Universidade Autónoma de Lisboa, coordenadora do Centro de Documentação e Informação da EPAL. Membro da Direção do "Águas Livres", o Jornal da EPAL e, desde junho de 2017, assumiu a responsabilidade da Educação Ambiental.

 

Conhecer recursos desperdiçados

- Madalena Presumido – Licenciada em Engenharia do Ambiente, foi responsável por vários estudos e planos na área dos resíduos em Portugal. É Administradora Executiva da Valorsul e especialista na área de aproveitamento de recursos.

 

Sobre o Centro de Comunicação dos Oceanos

O Centro de Comunicação dos Oceanos é um projeto de Nysse Arruda, jornalista e curadora, especialista em temas náuticos há mais de 20 anos em Portugal, autora de várias publicações e premiada em 2016 pelo Prémio Femina. Iniciou este projeto para promover o debate das questões essenciais associadas ao Mar, e obteve o apoio institucional de diversas instituições, com destaque para a Presidência da República, o Ministério do Mar, Ministério do Ambiente, Câmara Municipal de Lisboa, Instituto Hidrográfico, Academia das Ciências de Lisboa, IPMA e da Unesco-Portugal.

Este projeto conta ainda como padrinhos os velejadores olímpicos João Rodrigues e Joana Pratas, mas também com o velejador brasileiro Torben Grael, o surfista Garret McNamara e a ONG Americana Marine MegaFauna Mozambique.

 

Sobre a EGF

A EGF, Environmental Global Facilities, é uma empresa europeia de referência no setor ambiental e líder no tratamento e valorização de resíduos em Portugal. Reforçada pela sua integração no Grupo MOTA-ENGIL e URBASER, a EGF é sócia maioritária em 11 Concessionárias de tratamento de resíduos: Algar, Amarsul, Ersuc, Resiestrela, Resinorte, Resulima, Suldouro, Valnor, Valorlis, Valorminho e Valorsul.

 

Para mais informações: Ana Loureiro | 968601711 | ana.loureiro@egf.pt

 

EGF na AgroGlobal – Filme 12 SETEMBRO 2018

Já está disponível o filme onde pode conhecer a apresentação dos corretivo EGF na feira AgroGlobal, um dos melhores e maiores eventos na área de agricultura em Portugal que se realizou entre 5 e 7 de setembro em Valada do Ribatejo. Esta feira contou com a presença de toda a fileira de uma forma 100% profissional, e foi neste ambiente de partilha de conhecimento que visa o agro-negócio, que a EGF apresentou os seus corretivos orgânicos.

 

Esta feira apresentou em 2018 uma representação recorde de expositores, demonstrações e conferências, e é neste contexto que foi apresentado o produto que é já um sucesso e que tem muita procura por vários setores. No local estão a ser exibidos exemplos de frutos de elevada qualidade (maçãs e peras), que são também resultado da aplicação dos corretivos EGF nos solos dos seus clientes.

 

Nos dias 5, 6 e 7 de Setembro a EGF teve a oportunidade de apresentar os seus corretivos orgânicos aos principais envolvidos no agronegócio nacional.

 

Veja aqui o filme que destaca a participação da empresa na feira de 2018.

Recycle BinGo chegou ao Algarve 07 SETEMBRO 2018

Lançado em Fevereiro pela Valorsul, Amarsul e Valorlis, com o apoio do Fundo Ambiental do Ministério do Ambiente, o Recycle BinGo chega finalmente ao sul do país, pela mão da Algar.

 

O Recycle BinGo é uma aplicação móvel que promete deixar cada vez mais famílias portuguesas com o bichinho da reciclagem. Apesar de ser uma app, funciona sobretudo como um jogo que torna a experiência da reciclagem muito mais divertida e compensadora. Como?

 

Simples.

 

A missão principal do jogo é fazer visitas ao nosso Ecoponto Habitual. Através da geolocalização o nosso Smartphone sabe que nos encontramos perto dele. Ao fazermos check-in desbloqueamos um conjunto de simpáticos bichinhos, os EcoGifts, com os quais vamos preenchendo os nossos cartões BinGo. Cada vez que completamos um cartão ganhamos EcoMoedas – que podemos trocar por ótimos prémios, como bilhetes de cinema, vales de desconto, e muito mais.

 

Além desta missão principal, a aplicação vai lançando missões especiais surpresa com o intuito de melhorar os conhecimentos dos portugueses sobre a reciclagem, manter o envolvimento com o Recycle BinGo. E claro, recompensar os mais amigos do planeta.

 

O Recycle BinGo já está disponível na App Store e no Google Play.

 

A Algar, uma empresa de referência no setor ambiental na região do Algarve, é responsável por reciclar e tratar anualmente cerca de 400 mil toneladas de resíduos, servindo 16 municípios, mais de 450 mil habitantes no sul do país.

 

Estamos certos de que esta associação da Algar ao Recycle BinGo nos vai ajudar a todos a cumprir as importantes metas de reciclagem com que Portugal se depara a curto prazo. Para que isso aconteça, é preciso que esta notícia se espalhe.

 

Ajude-nos a espalhar o bichinho da reciclagem.

 

Contamos consigo.

Para mais informações: gci@algar.com.pt | 289 880 045

 

EGF na AgroGlobal 2018 07 SET 2018

A EGF aposta uma vez mais na AgroGlobal, a maior feira agrícola nacional, que se realiza entre 5 e 7 de setembro em Valada do Ribatejo. Esta feira conta com a presença de toda a fileira de uma forma 100% profissional, e é neste ambiente de partilha de conhecimento que visa o agro-negócio, que a EGF apresenta os seus corretivos orgânicos.

 

 

Esta feira apresenta em 2018 uma representação recorde de expositores, demonstrações e conferências, e é neste contexto que está a ser apresentado o produto que é já um sucesso e que tem muita procura por vários setores. No local estão a ser exibidos exemplos de frutos de elevada qualidade (maçãs e peras), que são também resultado da aplicação dos corretivos EGF nos solos dos seus clientes.

 

Para mais informações: comunicacao@egf.pt

Sobre a AgroGlobal: CLIQUE AQUI

Reciclar é AGORA 03 SETEMBRO 2018

Sabia que em média cada português produz 40 kg de resíduos por mês? Que todos os anos produzimos uma quantidade de resíduos equivalente ao peso de 3 Pontes Vasco da Gama? E que, pelo simples gesto de separar as nossas embalagens usadas, podemos contribuir significativamente para o aumento da reciclagem em Portugal?

 

As dúvidas e curiosidades sobre a gestão de resíduos e a reciclagem em Portugal podem ser esclarecidas no mais recente vídeo “RECICLAR É AGORA”. A ação resulta de uma parceria entre a EGF – Environmental Global Facilities, a ESGRA – Associação para a Gestão de Resíduos e a ERSAR – Entidade Reguladora dos Serviços de Águas e Resíduos, contando com o apoio da Sociedade Ponto Verde.

 

O filme foi desenvolvido para sensibilizar para a reciclagem de embalagens usadas, mostrando ao cidadão os impactos a nível ambiental, social e económico. A inspiração para o vídeo surgiu de uma reflexão sobre o que se pode fazer pelo planeta, explicando aos cidadãos a importância de uma boa gestão de resíduos em Portugal para alcançarmos uma sociedade mais sustentável, protegermos o ambiente e dinamizarmos a economia nacional.

 

 

Sabendo que todos os anos são produzidos mais de 5 milhões de toneladas de resíduos urbanos em Portugal, o equivalente a 3 Pontes Vasco da Gama, o vídeo desvenda também a quantidade de resíduos produzidos por cada português: 40 kg por mês e quase meia tonelada por ano.

 

Existe um considerável potencial de crescimento ao nível da adoção do hábito de separação em casa e fora dos lares, e, consequentemente, aumento da reciclagem. Se cada um de nós cumprir a sua parte, não só teremos um uso mais eficiente dos recursos, como a partir deste hábito surgirão produtos e modelos de negócio inovadores, em linha com os princípios da economia circular.

 

Para fazer a diferença, basta colocar as embalagens nos recipientes adequados: o plástico e o metal no ecoponto amarelo; as garrafas, boiões e frascos de vidro no ecoponto verde; e as embalagens de papel cartão, bem como jornais e revistas, no ecoponto azul.

 

A partir do simples gesto de separar as embalagens e usadas e restantes resíduos por material e colocá-las no contentor com a cor certa, estamos a ter um papel ativo na poupança ambiental uma vez que estamos a contribuir para a minimização da extração de recursos, a economizar água e energia e a gerar postos de trabalho inerentes a esta área de atividade.

 

Se cada um de nós separar todas as embalagens usadas podemos contribuir para reciclar 100kg todos os anos. O segredo é só um: separar todas as embalagens sempre e em qualquer lugar. Assim, estamos a ajudar o ambiente, a economia e a assegurar um futuro melhor para as próximas gerações. Por exemplo, atualmente 16% dos resíduos são transformados em corretivos orgânicos a usar na agricultura e na floresta; e 23% são resíduos transformados em energia, que permite iluminar e aquecer as nossas casas; e que a gestão de resíduos é responsável pela criação de mais de 13.000 postos de trabalho.

 

O filme tem a duração de 1:45 e para além de estar disponível nos websites das entidades envolvidas, será divulgado em todo o país e por todas as entidades que tratam e valorizam resíduos urbanos em Portugal. Está ainda disponível uma versão mais curta de 42". A iniciativa contou com o desenvolvimento criativo da agência NOWA.

 

Para ver o filme completo, clique AQUI.

Para ver o filme curto, clique AQUI.

 

Sobre a EGF

A EGF, Environmental Global Facilities, é uma empresa europeia de referência no setor ambiental e líder no tratamento e valorização de resíduos em Portugal. Reforçada pela sua integração no Grupo MOTA-ENGIL e URBASER, a EGF é sócia maioritária em 11 Concessionárias de tratamento de resíduos: Algar, Amarsul, Ersuc, Resiestrela, Resinorte, Resulima, Suldouro, Valnor, Valorlis, Valorminho e Valorsul.

 

Sobre a Sociedade Ponto Verde

A Sociedade Ponto Verde é uma instituição privada sem fins lucrativos que tem por missão organizar e gerir a retoma e valorização de resíduos de embalagens, promovendo a ECONOMIA CIRCULAR através da implementação do Sistema Integrado de Gestão de Resíduos de Embalagens (SIGRE), mais conhecido como "Sistema Ponto Verde".  a sensibilização e a educação para as melhores práticas ambientais é um dos grandes objetivos da Sociedade Ponto Verde junto dos portugueses.

 

Sobre ESGRA

A ESGRA é uma associação privada sem fins lucrativos que tem como missão a promoção dos interesses dos seus associados no âmbito da gestão dos sistemas de tratamento de resíduos urbanos, bem como o seu desenvolvimento estratégico, representando atualmente 15 entidades, 13 das quais Sistemas de Gestão de Resíduos Urbanos no Continente e nas Regiões Autónomas dos Açores e da Madeira, bem como pela representação de Portugal na Municipal Waste Europe (MWE), Associação Europeia em matéria de resíduos.

 

Sobre a ERSAR

A Entidade Reguladora dos Serviços de Águas e Resíduos tem por missão regular os serviços de águas e resíduos, incluindo a regulação da qualidade da água para consumo humano. Visa assegurar que as entidades gestoras destes serviços prestam serviços de qualidade a preços acessíveis. O modelo regulatório integrado da ERSAR assenta em dois planos distintos, mas complementares:

- Regulação estrutural, contribuindo para a organização, regulamentação, capacitação e divulgação de informação dos setores de águas e resíduos.

- Regulação comportamental das entidades gestoras, através da regulação legal e contratual, económica, da qualidade do serviço prestado, da qualidade da água para consumo humano e da interface com os consumidores.

EGF - Incentivos à reciclagem 23 AGOSTO 2018

A EGF, através das suas Concessionárias, está a investir cerca de 2,6 milhões de euros num programa nacional de inovação social que atribui benefícios económicos a quem separa as embalagens usadas. Este programa é um dos maiores investimentos nacionais dedicados à educação e sensibilização ambiental.

 

Mudou o paradigma e as ações de educação ambiental vão passar a premiar o bom comportamento ambiental, numa iniciativa inédita e inovadora e que, de Norte a Sul do país, vai premiar os cidadãos e demonstrar os benefícios económicos, ambientais e sociais de reciclar as embalagens usadas.

 

Para fomentar as boas práticas ambientais, com especial enfoque na reciclagem de resíduos, o programa vai assentar na organização de várias iniciativas junto da população, do comércio e dos estabelecimentos de ensino, destacando-se as seguintes:

 

ECOEVENTOS | Esta iniciativa vem apoiar, certificar e reconhecer as boas práticas ambientais implementadas nos festivais, festas, corridas, romarias e eventos desportivos que se realizam por todo o país. O objetivo é garantir que os organizadores assegurem a adequada gestão de resíduos produzidos nos recintos dos eventos, desde a sua prevenção, reutilização e reciclagem e sensibilizar os participantes a colaborar neste movimento coletivo. Para ajudar nesta missão, cada concessionária assegura a recolha seletiva das embalagens, os contentores/recipientes adequados a cada local, ações de sensibilização e incentivos em função da quantidade entregue. EcoEventos de todas as dimensões - como os realizados no Rock in Rio, Marés Vivas, Expofacic, Boom Festival, Sol da Caparica ou as Festas Gualterianas de Guimarães, são alguns dos casos de sucesso.

 

 

COMÉRCIO A RECICLAR | Em todas as concessionárias, a EGF está a realizar uma ação de sensibilização que vai envolver mais de 26.000 estabelecimentos comerciais, com o objetivo de informar sobre as vantagens de reciclar as embalagens usadas, como funciona o seu sistema de recolha seletiva e ajudar a encontrar soluções sempre que existam impedimentos à sua participação. Para incentivar esta iniciativa, será entregue um kit pedagógico com o código da reciclagem. Lisboa foi o concelho que iniciou esta atividade, que se vai estender aos 174 municípios das áreas de intervenção das 11 empresas participadas pela EGF.

 

 

ECOVALOR | Iniciativa dedicada à promoção da educação ambiental em estabelecimentos de ensino, através do qual a EGF pretende distinguir com um prémio monetário os bons comportamentos ambientais. Por cada saco de embalagens de plástico, metal e pacotes de bebida entregue, a escola receberá 0,50€, e as melhores escolas de cada município serão recompensadas em maior valor. Esta iniciativa de âmbito nacional vai iniciar já neste ano letivo, contemplando todo o apoio logístico (suportes para sacos, sacos e recolha seletiva) e mais de 5.000 ações de sensibilização a realizar por monitores de ação ambiental.

Ainda neste âmbito, o programa da EGF contempla uma digressão com planetários itinerantes de educação ambiental “A nossa Casa é um Planeta”, onde se pode assistir a filmes 360º dedicados às temáticas da prevenção, reutilização e reciclagem.

 

 

RECYCLE BINGO | Com recurso às novas tecnologias, a EGF lançou ainda a APP Recycle Bingo, uma aplicação móvel, disponível na AppStore e no GooglePlay, que premeia o bom comportamento do cidadão em função do número de vezes que este vai entregar embalagens no seu ecoponto habitual. Esta aplicação inovadora consegue saber através da geolocalização do nosso Smartphone, que nos encontramos perto do ecoponto. Ao se fazer check-in, são desbloqueados EcoGifts, com os quais se preenchem os cartões BinGo. Cada vez que se completa um cartão são oferecidas EcoMoedas – que podem ser trocadas por prémios, como bilhetes de cinema, vales de desconto, e muito mais. Além desta missão principal, a aplicação vai lançando missões especiais surpresa com o intuito de melhorar os conhecimentos dos portugueses sobre a reciclagem, manter o envolvimento com o Recycle BinGo e, claro, recompensar os mais amigos do planeta.

 

 

 

As ações das Concessionárias da EGF são desenvolvidas em parceria com os municípios e contam com o apoio do POSEUR – Programa Operacional de Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos, numa aposta em iniciativas que vão levar os Portugueses a ter um benefício específico pela sua participação.

 

 

Sobre a EGF

A EGF é uma empresa europeia de referência no setor ambiental e líder no tratamento e valorização de resíduos em Portugal. Integrada no Grupo MOTA-ENGIL/URBASER, é responsável por assegurar o tratamento e valorização de resíduos, da forma ambientalmente mais correta e economicamente sustentável, contribuindo para a melhoria da qualidade de vida e do ambiente.

A gestão dos sistemas de tratamento e valorização de resíduos é feita através de 11 empresas concessionárias (Algar, Amarsul, Ersuc, Resiestrela, Resinorte, Resulima, Suldouro, Valorlis, Valorminho, Valnor, Valorsul), constituídas em parceria com os municípios servidos, que processam anualmente cerca de 3,2 milhões de toneladas de resíduos urbanos (RU), servindo uma população de 6,3 milhões de pessoas distribuídas por 174 municípios, numa área equivalente a 60% do território em Portugal.

Para mais informações: Ana Loureiro | 968601711 | ana.loureiro@egf.pt

Comércio a Reciclar 09 AGOSTO 2018

Em todas as concessionárias EGF está a iniciar uma mega ação de sensibilização que vai bater à porta de mais de 26.000 estabelecimentos para informar o comércio sobre as vantagens de reciclar as embalagens usadas, como funciona o seu sistema de recolha seletiva e ajudar a encontrar soluções sempre que existam impedimentos à sua participação.

 

Para incentivar esta iniciativa, será entregue um kit pedagógico com o código da reciclagem.

 

Lisboa foi o município que iniciou esta atividade que se vai estender aos 174 municípios das áreas de intervenção das 11 empresas participadas pela EGF.

 

Para mais informações: Comércio a Reciclar

Reciclar Vale Mais 02 AGOSTO 2018

A EGF apresentou no dia 02 de Agosto uma rede nacional de “ecopontos especiais” com benefícios económicos para os Portugueses que separam as suas embalagens usadas, que contou com a participação do Secretário de Estado do Ambiente, Carlos Martins. A campanha Reciclar Vale Mais decorre de norte a sul do país, durante 2 meses em 15 lojas do Pingo Doce. Ao entregar as embalagens usadas no Ecoponto, em sacos de 30 ou de 50 litros, a EGF oferece 0,10€ ou 0,15€ em cartão Poupa Mais, para utilização imediata. 

 

Esta iniciativa pioneira em Portugal decorre no âmbito do programa nacional de inovação social da EGF, em que sete das suas concessionárias (Amarsul, Ersuc, Resinorte, Resulima, Suldouro, Valorlis, Valorminho) estão a desenvolver esta ação com o cofinanciamento do POSEUR – Programa Operacional de Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos.

 

A campanha Reciclar Vale Mais pretende sensibilizar a população para a separação de resíduos e, em simultâneo, alertar para o benefício imediato de colocar as embalagens usadas no ecoponto, demonstrando que a reciclagem tem valor ao devolver ao cidadão uma parte para poder descontar nas suas compras em lojas Pingo Doce. Desta forma, também se procura garantir que as metas nacionais são alcançadas e que as embalagens usadas são entregues nas empresas responsáveis pela sua gestão e tratamento.

 

Esta campanha piloto está presente em 15 lojas do Pingo Doce ao longo do país, que apoiou esta iniciativa cedendo espaço nos parques de estacionamento dos seus estabelecimentos. Durante dois meses será oferecido dinheiro em cartão Poupa Mais em troca de embalagens usadas entregues num destes pontos de recolha. A campanha está disponível nas lojas de Quinta do Conde, Barreiro e Alcochete, Porto de Mós, Batalha, Águeda, Aveiro, Vila Nova de Gaia (Coimbrões), Santa Maria da Feira, Fafe, Vizela, Arcos de Valdevez, Viana do Castelo (Portuzelo), Monção (Gandra) e Vila Nova de Cerveira (Lugar de Faias).

 

Sobre a EGF

A EGF é uma empresa europeia de referência no setor ambiental e líder no tratamento e valorização de resíduos em Portugal. Integrada no Grupo MOTA-ENGIL/URBASER, é responsável por assegurar o tratamento e valorização de resíduos, da forma ambientalmente mais correta e economicamente sustentável, contribuindo para a melhoria da qualidade de vida e do ambiente.

A gestão dos sistemas de tratamento e valorização de resíduos é feita através de 11 empresas concessionárias (Algar, Amarsul, Ersuc, Resiestrela, Resinorte, Resulima, Suldouro, Valorlis, Valorminho, Valnor, Valorsul), constituídas em parceria com os municípios servidos, que processam anualmente cerca de 3,2 milhões de toneladas de resíduos urbanos (RU), servindo uma população de 6,3 milhões de pessoas distribuídas por 174 municípios, numa área equivalente a 60% do território em Portugal.

Para mais informações: Ana Loureiro | 968601711 | ana.loureiro@egf.pt

 

VALORSUL - Campanha na zona Oeste 31 JUL 2018

Começou na Nazaré, na área da Valorsul, uma nova campanha de sensibilização às famílias para promover a reciclagem. Até ao final do mês, serão ainda visitados os municípios de Alcobaça, Lourinhã e Peniche.

 

“É só um quilo” é o que é pedido a cada pessoa para separar semanalmente nos ecopontos. Pode ser plástico, metal, vidro ou cartão. Se todos separarmos um quilo por semana, cumprimos as metas nacionais.

 

Os moradores das áreas servidas por novos ecopontos vão receber uma carta nas suas caixas do correio e a possibilidade de solicitar á Valorsul um Kit de reciclagem com 3 sacos para separar as embalagens em casa.

 

A campanha vem promover a utilização de mais 1500 ecopontos que a Valorsul está a instalar nos municípios da região Oeste, o que significa um aumento expressivo, de mais 50%, nos ecopontos disponibilizados pela empresa e é resultado de uma clara aposta da Valorsul na reciclagem.

 

Até 2021 o plano de investimentos da empresa ascende a 55 milhões de euros.

 

O reforço de ecopontos e a campanha de sensibilização “É só um quilo!” contam com o apoio do POSEUR - Programa Operacional para a Sustentabilidade e Eficiência no Uso dos Rescursos. Mais informações em www.valorsul.pt

Meo Marés Vivas aderiu à reciclagem 30 JUL 2018

A SULDOURO, numa iniciativa conjunta com o Município de Vila Nova de Gaia e com a organização do festival MEO Marés Vivas, recolheu, entre 20 e 22 de julho, mais de 8.300 kg de resíduos recicláveis de vidro, papel/cartão e plástico/metal produzidos durante o evento.

 

Este é um EcoEvento integrado na estratégia de inovação social da EGF, à qual todas as Concessionárias aderiram e para a qual receberam o apoio do POSEUR - Programa Operacional de Sustentabilidade e Eficiência no Uso dos Recursos.

 

Esta iniciativa da Suldouro enquadra-se numa estratégia alargada que a empresa tem vindo a desenvolver na sua área de abrangência, no sentido de estar presente nos grandes eventos, promovendo a separação dos resíduos e conseguindo deste modo encaminhar para reciclagem resíduos que tradicionalmente iriam ser depositados em aterro.

 

A Suldouro agradece às entidades parceiras, nomeadamente ao Município de Vila Nova de Gaia e à organização do Festival, toda a disponibilidade e entreajuda, que permitiram chegar a estes resultados em apenas 3 dias.

Lixeiras em terra, lixo no mar 24 JULHO 2018

Na próxima quarta-feira, 25.07.2018, irá decorrer a quarta palestra do Centro de Comunicação dos Oceanos, projeto que pretende unir os públicos dos países de Língua Portuguesa, de forma presencial e virtual (via LiveStream), acerca de diferentes temas relacionados aos Oceanos.

 

Esta quarta iniciativa contará com a presença de Filipa Pantaleão, da EGF, que apresentará projetos internacionais em que o Grupo EGF está empenhado e os benefícios dessas iniciativas para a sustentabilidade marinha.

 

ALINHAMENTO DA 4ª SESSÃO

A sessão tem início a 25 de julho, pelas 16h, na Academia de Ciências de Lisboa, às quais se pode assistir presencialmente e de forma gratuita, mas também em LiveStream em www.ccoceanos.pt

 

Pragas e lixo marinho em sistemas insulares

- Dr. João Canning-Clode: Doutor em Oceanografia Biológica e Ciências Marinhas e investigador associado do MARE – Centro de Ciências do Mar e do Ambiente. Treinamento formal em biologia marinha, ecologia comunitária, biogeografia marinha e biologia de invasão.

- Dr. João Monteiro : Pós-doutorando da ARDITI no MARE - Centro de Ciências do Mar e do Ambiente, na Madeira. Com formação em biologia marinha, ecologia de comunidades, processos ecológicos de recifes de coral e mapeamento de habitats e também como mergulhador científico e instrutor de mergulho autónomo.

Plasticus Maritimus

- Dra. Ana Pêgo – Bióloga marinha licenciada pela Universidade do Algarve. Foi investigadora no Laboratório Marítimo da Guia, em Cascais, é atualmente educadora ambiental, “beachcomber” e artista.

Lixeiras em terra, lixo no mar

- Engª Filipa Pantaleão - Responsável pelo desenvolvimento e execução de projetos transversais, potenciadores de sinergias, às empresas do Grupo EGF, empresa responsável pelo tratamento da maioria dos Resíduos Urbanos de Portugal.

 

Centro de Comunicação dos Oceanos

O Centro de Comunicação dos Oceanos é um projeto de Nysse Arruda, jornalista e curadora, especialista em temas náuticos há mais de 20 anos em Portugal, autora de várias publicações e premiada em 2016 pelo Prémio Femina. Iniciou este projeto para promover o debate das questões essenciais associadas ao Mar, e obteve o apoio institucional de diversas instituições, com destaque para a Presidência da República, o Ministério do Mar, Ministério do Ambiente, Câmara Municipal de Lisboa, Instituto Hidrográfico, Academia das Ciências de Lisboa, IPMA e da Unesco-Portugal.

Este projeto conta ainda como padrinhos os velejadores olímpicos João Rodrigues e Joana Pratas, mas também com o velejador brasileiro Torben Grael, o surfista Garret McNamara e a ONG Americana Marine MegaFauna Mozambique.

Para mais informações: Ana Loureiro | 968601711 | ana.loureiro@egf.pt

 

Relatório Sustentabilidade 2017 23 JULHO 2018

A Mota-Engil publicou o Relatório de Sustentabilidade de 2017, publicação para a qual a EGF e as várias Concessionárias contribuiram com informação específica sobre a sua atividade.

 

Nesta publicação é possível encontrar informação Ambiental, Social e Económica específica sobre a atividade de tratamento e valorização de resíduos, entre outra informação útil nos vários setores em que o Grupo Mota-Engil atua.

 

Para mais informações e download: Relatório de Sustentabilidade Mota-Engil 2017

Resiestrela confirma Certificação 19 JULHO 2018

A Resiestrela S.A, a empresa responsável pela gestão do Sistema Multimunicipal de Triagem, Recolha Seletiva, Valorização e Tratamento de Resíduos Sólidos Urbanos da Cova da Beira, renovou a certificação do seu Sistema Integrado de Gestão da Qualidade, Ambiente e Segurança, Higiene e Saúde no Trabalho, segundo os principais referenciais normativos nacionais.

 

A renovação da certificação do Sistema Integrado de Gestão – Qualidade, Ambiente e Segurança, foi obtida após a entidade certificadora TÜV Rheinland Portugal ter realizado a necessária auditoria anual.

 

Esta renovação vem assim reconhecer a orientação da Resiestrela para a melhoria contínua do seu desempenho e as boas práticas implementadas na gestão quotidiana dos seus processos.

 

A Certificação envolve todos os processos e atividades da Resiestrela (gestão, valorização e tratamento de resíduos sólidos, recolha e processamento de materiais recicláveis, produção de energia eléctrica, procedimentos administrativos e financeiros, entre outros) e abrange as instalações do Centro de Tratamento de Resíduos Sólidos Urbanos da Cova da Beira (situado no Fundão), e as Estações de Transferência e Ecocentros situados nos municípios de Almeida, Belmonte, Celorico da Beira, Fornos de Algodres, Figueira de Castelo Rodrigo, Fundão, Guarda, Manteigas, Mêda, Penamacor, Pinhel, Sabugal e Trancoso.

 

A prossecução deste Sistema Integrado de Gestão visa, de um modo geral, estabelecer objectivos e metas com vista à melhoria contínua do desempenho da empresa, bem como o cumprimento integral de todos os requisitos legais inerentes à atividade da Resiestrela.

 

Na componente de Segurança e Higiene no Trabalho, a Certificação visa a prevenção de incidentes de trabalho, doenças profissionais e danos para a saúde de todos os trabalhadores da Resiestrela, S. A..

 

No que respeita ao Ambiente, a Certificação torna-se uma ferramenta indispensável para a prevenção da poluição e minimização de impactes ambientais, através da utilização das Melhores Técnicas Disponíveis e das melhores práticas utilizadas no sector da gestão de resíduos sólidos.

 

Ciente do desafio que constitui assegurar uma prestação de serviços de qualidade, com respeito pelos fundamentos éticos de ordem social, económica e ambiental, e merecedora do reconhecimento dos seus clientes, acionistas, colaboradores, fornecedores e das populações que serve, a Resiestrela S.A. pretende ser uma referência empresarial na Cova da Beira e na Beira Interior Norte, contribuindo para o desenvolvimento sustentável e para a melhoria das condições económicas e de qualidade de vida da região.

 

Sobre a Resiestrela

A Resiestrela, S.A. é responsável pela concessão do Sistema Multimunicipal de Triagem, Recolha Seletiva, Valorização e Tratamento de Resíduos Sólidos Urbanos (RSU’s) provenientes dos Municípios que integram o Sistema (Almeida, Belmonte, Celorico da Beira, Covilhã, Figueira de Castelo Rodrigo, Fornos de Algodres, Fundão, Guarda, Manteigas, Meda, Penamacor, Pinhel, Sabugal e Trancoso).

No âmbito da gestão do sistema, os resíduos provenientes da recolha indiferenciada realizada em 14 Municípios são alvo de gestão, tratamento e valorização pela Resiestrela. S.A. Os resíduos provenientes da recolha seletiva efetuada pela Resiestrela S.A., oriundos de 14 Municípios são geridos, triados e encaminhados para reciclagem.

O Sistema serve atualmente uma população de cerca de 194.000 habitantes, que equivale a cerca de 2% da população nacional, com uma área de 6.160 Km2, que corresponde a cerca de 7% do território português.

O Sistema de Gestão da Resiestrela, S.A. está certificado pela “TÜV Rheinland Portugal” de acordo com os requisitos das normas NP EN ISO 9001:2015 - Qualidade, NP EN ISO 14001:2015 - Ambiente e OHSAS 18001:2007 - Segurança, Higiene e Saúde no Trabalho.

 

Informação adicional

Marta Alçada – Gabinete de Comunicação e Sensibilização Ambiental

Telefone: 275 779 330    Fax: 275 779 339

E-mail: marta.alcada@resiestrela.pt

 

A pesca num mar sem lixo 16 JULHO 2018

Na próxima quarta-feira, 18.07.2018, irá decorrer a terceira palestra do Centro de Comunicação dos Oceanos, projeto que pretende unir os públicos dos países de Língua Portuguesa, de forma presencial e virtual (via LiveStream), acerca de diferentes temas relacionados aos Oceanos.

 

Esta terceira iniciativa contará com a presença da Dra. Judite Leal, da empresa Valorsul, que apresentará projetos em que o Grupo EGF está empenhado, nomeadamente “A Pesca por um Mar Sem Lixo” e projetos de limpeza de praias e zonas costeiras.

 

 

 

 

 

ALINHAMENTO DA 3ª SESSÃO

 

A sessão tem início a 18 de julho, pelas 16h, na Academia de Ciências de Lisboa, às quais se pode assistir presencialmente e de forma gratuita, mas também em LiveStream em www.ccoceanos.pt

 

Futuro do pescado e contaminantes químicos – SEAFOODtomorrow

- Dr. António Marques: Investigador Principal na Divisão de Aquacultura, Valorização e Bioprospeção do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

Aquacultura – DiversiAqua

- Dr. Pedro Pousão Ferreira: Investigador Responsável da Estação Piloto de Piscicultura de Olhão. Presidente do Conselho Científico do IPMA.

Valorização e qualidade de polvo – PolQual

- Dra. Amparo Gonçalves: Investigadora Auxiliar na Divisão de Aquacultura, Valorização e  Bioprospeção do Departamento do Mar e Recursos Marinhos, do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA, I.P.).

A pesca por um mar sem lixo

- Dra. Judite Leal: Licenciada em Ciências da Comunicação e pós-graduada em Marketing e Direção de Comunicação. Trabalha na área de Comunicação e Sensibilização da Valorsul há 15 anos e dedica a sua atividade à comunicação e educação ambiental. Antes trabalhou na IBM Portugal. Nascida na ilha do Faial, Açores, o mar faz parte da sua vida desde sempre.

 

Centro de Comunicação dos Oceanos

O Centro de Comunicação dos Oceanos é um projeto de Nysse Arruda, jornalista e curadora, especialista em temas náuticos há mais de 20 anos em Portugal, autora de várias publicações e premiada em 2016 pelo Prémio Femina. Iniciou este projeto para promover o debate das questões essenciais associadas ao Mar, e obteve o apoio institucional de diversas instituições, com destaque para a Presidência da República, o Ministério do Mar, Ministério do Ambiente, Câmara Municipal de Lisboa, Instituto Hidrográfico, Academia das Ciências de Lisboa, IPMA e da Unesco-Portugal.

Este projeto conta ainda como padrinhos os velejadores olímpicos João Rodrigues e Joana Pratas, mas também com o velejador brasileiro Torben Grael, o surfista Garret McNamara e a ONG Americana Marine MegaFauna Mozambique.

Para mais informações: Ana Loureiro | 968601711 | ana.loureiro@egf.pt

 

3ª Ediçao Eco Sound 13 JUNHO 2018

Foi divulgado o resultado final da III Edição do Amarsul Eco Sound, que terminou no passado dia 27 de maio.

 

Participaram 27 Escolas Secundárias da Península de Setúbal, com mais de 25.000 alunos envolvidos, tendo sido recolhidas 139 toneladas de material reciclável.

 

Desde a sua primeira edição, que o Amarsul Eco Sound já juntou mais de 300 toneladas de recicláveis, repartidos entre papel/cartão, plástico/metal e vidro.

 

A vencedora da III Edição do Amarsul Eco Sound foi a Escola Secundária de Casquilhos, do Barreiro, com uma capitação de mais de 12 kg/aluno. No próximo dia 15 de junho, os alunos desta escola vão receber o concerto exclusivo do DJ Holly Hood.  E um prémio de 1.000 euros em material pedagógico.

 

As escolas participantes que demonstraram uma melhor performance por fileira, e se destacaram ao longo dos 8 meses desta edição do Eco Sound, receberão passes para o Festival Sol da Caparica.

 

Parabéns aos vencedores e a todos os participantes, pelo seu empenho!

 

 

 

Ciência viva no Verão em Rede 13 JULHO 2018

Durante o mês de Agosto, numa parceria com o Centro de Ciência Viva do Algarve, a Algar está a participar, no projeto Ciência Viva no Verão em Rede. Trata-se de uma iniciativa que integra mais de 800 ações de participação gratuita em todo o país, para todas as idades, que envolve os Centros Ciência Viva, instituições, Associações científicas, autarquias e empresas.

 

Este ano o destaque vai para os rios, os seus ecossistemas e os serviços que nos continuam a prestar, apesar dos enormes impactes ambientais a que estão sujeitos.

 

É o segundo ano consecutivo que o Centro de Ciência Viva do Algarve convida a Algar para participar no projeto, uma iniciativa que decorre anualmente em todo o país, entre 15 de Julho e 15 de Setembro. A Algar irá disponibilizar-se para receber visitantes na Estação de Transferência e Triagem de Faro/Loulé/Olhão.

 

Em 2017, a experiência foi extremamente positiva. Os visitantes que se inscreveram na atividade da Algar foram sobretudo famílias, em maioria provenientes de outras zonas do país. A sua motivação para participar nesta iniciativa foi a procura de respostas sobre o que acontece aos resíduos indiferenciados e aos recicláveis depois que estes são recolhidos e encaminhados para os Sistemas Multimunicipais para valorização e/ou tratamento. Alguns visitantes conciliaram o seu período de estadia em férias na região do Algarve para, em conjunto com os filhos, conhecerem o processo de tratamento dos resíduos e recolherem conteúdos informativos para os jovens utilizarem em trabalhos escolares, no ano letivo seguinte.



Fica o convite, leve a ciência na sua mala de férias. Consulte o programa da Ciência Viva no Verão em Rede e reserve as suas vagas em www.cienciaviva.pt. As visitas às instalações da Algar estão sujeitas a inscrição prévia na referida plataforma.

 

 

Sobre a ALGAR

A ALGAR, Valorização e Tratamento de Resíduos Sólidos, S.A. é responsável pelo tratamento, valorização dos resíduos urbanos produzidos nos Municípios de Albufeira, Alcoutim, Aljezur, Castro Marim, Faro, Lagoa, Lagos, Loulé, Monchique, Olhão, Portimão, São Brás de Alportel, Silves, Tavira, Vila do Bispo e Vila Real de Santo António.

Informações adicionais: Maria João Carolino: Algar, S.A.

Tel. 289 880 045 : 967 758 321 E-mail: gci@algar.com.pt

Escolas da Valorsul salvam árvores! 12 JULHO 2018

Estão de parabéns as 250 escolas participantes nos concursos “Separa e Ganha” da Valorsul, que enviaram para reciclar 309 toneladas de plástico & metal e 190 toneladas de papel & cartão.

 

A maior recompensa é a ambiental: a reciclagem do papel e cartão evitou o abate de 3.700 árvores e todo o plástico separado equivale a 1.900 litros de petróleo. As escolas foram também premiadas, num total de mais de 39.700€.

 

No ano letivo que agora termina, o Ecovalor, programa de educação ambiental da Valorsul para a comunidade escolar, chegou a 250 escolas, o que se traduziu no envolvimento de mais de 50 mil alunos. Para além dos concursos escolares, a Valorsul complementa a sua oferta com ações de sensibilização, visitas às suas instalações e materiais informativos sobre a reciclagem.

 

Mantendo o seu compromisso com a educação ambiental e também com as metas da reciclagem, a Valorsul reconhece o papel fundamental das escolas e do trabalho em parceria com os municípios.

INSTITUIÇÕES TAMBÉM APRENDEM A RECICLAR

Este ano letivo, pela primeira vez, o Ecovalor recebeu o contributo de instituições que quiseram associar-se ao projeto e separar também as suas embalagens e papel participando neste concurso.
Logo no primeiro ano, foi possível envolver 22 instituições (Bombeiros, Centros Paroquiais, Centros de Dia e Lares) que no global separaram mais de 18 toneladas de plástico e metal e 13 toneladas de papel e cartão.
As instituições receberam prémios de participação no valor global de € 1.500,00.

 

 

Sobre a Valorsul

A Valorsul é responsável pelo tratamento e valorização de resíduos urbanos de 19 municípios da zona de Lisboa e região Oeste: Alcobaça, Alenquer, Amadora, Arruda dos Vinhos, Azambuja, Bombarral, Cadaval, Caldas da Rainha, Lisboa, Loures, Lourinhã, Nazaré, Óbidos, Odivelas, Peniche, Rio Maior, Sobral de Monte Agraço, Torres Vedras, Vila Franca de Xira. A Valorsul valoriza 20% de todo o lixo doméstico produzido em Portugal, servindo 1,6 milhões de habitantes. A Valorsul produz e exporta para a rede elétrica 2% dos consumos domésticos nacionais.

Informações adicionais: Joana Xavier - Comunicação e Sensibilização - Valorsul, SA Tel.21 953 59 91 Telemóvel: 939900503 E-mail: joana.xavier@valorsul.pt

CCOceanos – 2ª Palestra amanhã! 10 JULHO 2018

Na próxima quarta-feira, 10.07.2018, irá decorrer a segunda palestra do Centro de Comunicação dos Oceanos, projeto que pretende unir os públicos dos países de Língua Portuguesa, de forma virtual (via LiveStream), acerca de diferentes temas relacionados aos Oceanos.

 

O segundo ciclo contará com a presença da Engª Dora Guterres, da empresa Valorminho, que abordará o tema “Comportamentos Sustentáveis”.

 

A segunda sessão tem início a 10 de julho, pelas 16h, na Academia de Ciências de Lisboa, às quais se pode assistir presencialmente e de forma gratuita, mas também em LiveStream em www.ccoceanos.pt

 

 

 

ALINHAMENTO DA 2ª SESSÃO

 

Pinguins, Gelo e Camarão: Como a Antártida pode afetar-nos  a todos!

- Dr. José Xavier: Doutorado pela Universidade de Cambridge (Reino Unido), professor e investigador do MARE (Centro de Ciências do Mar e do Ambiente) da Universidade de Coimbra e da British Antartctic Survey (Cambridge, Reino Unido).

 

Alterações globais e os sistemas marinhos - Ácidos gordos como bio indicadores

- Dra. Ana Marta Gonçalves: Doutorada pela Universidade de Coimbra em colaboração com a Universidade de Ghent, Bélgica. Atualmente é investigadora do MARE - Centro de Ciências do Mar e do Ambiente, da Universidade de Coimbra, e do laboratório avançado MAREFOZ, sediado na Figueira da Foz, sendo também colaborada no CESAM - Centro de Estudos do Ambiente e do Mar, da Universidade do Aveiro.

 

Comportamentos Sustentáveis

- Eng. Dora Guterres: Engenheira do Ambiente, Pós Graduada em Agenda 21 local. Trabalha na Valorminho, Valorização e Tratamento de Resíduos Sólidos SA, Concessionária da EGF, como Responsável pelo serviço de Comunicação e Imagem, gestão do processo comunicacional e informativo para a Sensibilização Ambiental, é ainda Colaboradora no Blogue Somethyngmore; no canal da MEO Forum TV e no jornal local o Torreense.  Possui ainda uma série de formações adicionais no âmbito da sustentabilidade.

 

 

Centro de Comunicação dos Oceanos

 

O Centro de Comunicação dos Oceanos é um projeto de Nysse Arruda, jornalista e curadora, especialista em temas náuticos há mais de 20 anos em Portugal, autora de várias publicações e premiada em 2016 pelo Prémio Femina. Iniciou este projeto para promover o debate das questões essenciais associadas ao Mar, e obteve o apoio institucional de diversas instituições, com destaque para a Presidência da República, o Ministério do Mar, Ministério do Ambiente, Câmara Municipal de Lisboa, Instituto Hidrográfico, Academia das Ciências de Lisboa, IPMA e da Unesco-Portugal.

 

Este projeto conta ainda como padrinhos os velejadores olímpicos João Rodrigues e Joana Pratas, mas também com o velejador brasileiro Torben Grael, o surfista Garret McNamara e a ONG Americana Marine MegaFauna Mozambique.

 

Para mais informações: Ana Loureiro | 968601711 | ana.loureiro@egf.pt

EcoEventos por todo o país 06 JULHO 2018

A EGF e as 11 Concessionárias, com o apoio do POSEUR (Programa Operacional para a Sustentabilidade e Eficiência no Uso dos Recursos), estão a promover e a apoiar eventos sustentáveis junto dos municípios e das organizações de Norte a Sul do país. Festivais de Verão, eventos desportivos, festas e romarias são o primeiro alvo desta campanha que pretende alargar hábitos ambientais adequados em todo o lado.

 

Começou uma nova onda de inovação social. As empresas ALGAR, AMARSUL, ERSUC, RESIESTRELA, RESINORTE, RESULIMA, SULDOURO, VALNOR, VALORLIS, VALORSUL e VALORMINHO estão em força e vão intensificar esta energia até ao final do ano, em cada uma das suas áreas de intervenção, com a realização de iniciativas concretas que transformam os eventos deste ano em bons exemplos ambientais.

 

O objetivo é garantir que os organizadores assegurem a adequada gestão de resíduos produzidos nos recintos dos eventos, desde a sua prevenção, reutilização e reciclagem e sensibilizar os participantes a colaborar neste movimento coletivo. Para ajudar nesta missão, cada concessionária assegura a recolha seletiva das embalagens, os contentores/recipientes adequados a cada local, ações de sensibilização e incentivos em função da quantidade entregue.

 

 

O que é um EcoEvento

Um EcoEvento é uma iniciativa pontual, certificada por cada concessionária da EGF, que se realiza num espaço pré-definido, que tem uma duração limitada e que é um exemplo de adoção de medidas ambientais adequadas que promovem os conceitos da sustentabilidade. Os EcoEventos são apoiados com um serviço adequado de recolha seletiva adaptado à sua dimensão, sensibilização local e benefícios económicos associados à quantidade de embalagens separada corretamente.

 

 

Esta iniciativa faz parte de uma estratégia de comunicação ambiental em fase de implementação em todas as concessionárias da EGF, que alia a inovação social e o foco nos resultados, numa metodologia que obteve financiamento por parte do POSEUR. Muito em breve serão iniciados projetos de dimensão equivalente junto do comércio e serviços e dos estabelecimentos de ensino, e que na prática pretende levar a que o cidadão recicle tudo, sempre e em todo o lado.

 

Como organizar um EcoEvento

 

Em 2018 já são muitos e variados os bons exemplos de EcoEventos: Rock in Rio (Lisboa); Campeonato Mundial de Surf (Peniche); Carnaval (Loulé e Torres Vedras); Festival Sol da Caparica (Costa da Caparica); Festival Vilar de Mouros e Paredes de Coura; inúmeras festas da cidade, romarias e corridas espalhadas por todo o país.

 

Encontra mais informações no Website EGF, ou através do contacto com cada uma das concessionárias da sua área de intervenção (contactos disponíveis AQUI).

 

Poderão concorrer a esta iniciativa todos os organizadores de eventos, nos quais se incluem os municípios, as juntas de freguesia e promotores.

 

Para mais informações: Ana Loureiro | 968601711 | ana.loureiro@egf.pt

 

Sobre a EGF

A EGF, Environmental Global Facilities, é uma empresa europeia de referência no setor ambiental e líder no tratamento e valorização de resíduos em Portugal. Reforçada pela sua integração no Grupo MOTA-ENGIL e URBASER, a EGF é sócia maioritária em 11 Concessionárias de tratamento de resíduos: Algar, Amarsul, Ersuc, Resiestrela, Resinorte, Resulima, Suldouro, Valnor, Valorlis, Valorminho e Valorsul.

Centro de Comunicação dos Oceanos 03 JULHO 2018

A EGF e as 11 Concessionárias apoiam e participam nas palestras de intervenção do Centro de Comunicação dos Oceanos, que inicia no dia 4 de julho, pelas 16h00, na Academia de Ciências de Lisboa. A primeira sessão, moderada por Nysse Arruda (jornalista e curadora) conta com a participação da bióloga Jessica Link (Universidade de Sta. Catarina, Brasil), do Chef Luis Baena, de Ana Loureiro (Diretora de Comunicação da EGF) e de uma vídeo-entrevista exclusiva com Garret McNamara (Surfista de Ondas Gigantes).

 

As empresas ALGAR, AMARSUL, ERSUC, RESIESTRELA, RESINORTE, RESULIMA, SULDOURO, VALNOR, VALORLIS, VALORSUL e VALORMINHO, Concessionárias da EGF, estão a apostar em novas formas de dar visibilidade ao trabalho essencial que fazem todos os dias de tratar e valorizar os resíduos que todos os cidadãos produzem, dando visibilidade às consequências dos maus comportamentos, mas também às soluções que existem para os evitar. 

 

A poluição dos oceanos é uma consequência da atividade humana que é urgente contrariar, e a solução passa por ter, em terra e no mar, comportamentos adequados e um sistema de tratamento e valorização de resíduos que seja eficaz e sustentável.

 

SESSÕES PRESENCIAIS E LIVE STREAM

As sessões têm início a 4 de julho, pelas 16h, na Academia de Ciências de Lisboa, às quais se pode assistir presencialmente e de forma gratuita, mas também em LiveStream em www.ccoceanos.pt

 

A primeira sessão conta com o seguinte programa:

 

Mergulhando na Problemática da Pesca Fantasma

Jéssica Link: biológa, instrutora de mergulho e pesquisadora na área de conservação marinha - Universidade Federal de Santa Catarina.

 

A diversidade do pescado em Portugal e suas possibilidades gastronómicas

Chef Luis Baena: Um dos poucos chef´s portugueses a ter trabalhado com Paul Bocuse e a somar 32 anos de carreira em quatro continentes (inclusive no Brasil). Pioneiro no seu empenho em projetos inovadores e promoção dos produtos tradicionais dos Açores.

 

Valorizar os Resíduos em terra para proteger o Mar

Ana Loureiro:  Diretora de Comunicação da EGF, Global Environment Facilities (empresa de referência no setor ambiental a nível europeu e líder em Portugal na valorização dos resíduos urbanos.

 

Os muitos perfis das ondas gigantes

Garrett McNamara: Surfista de ondas gigantes, recordista mundial na praia da Nazaré.

 

As próximas sessões estão agendadas para os dias 4, 11, 18 e 25 de julho – o programa das sessões será apresentado no website www.ccoceanos.pt

 

Centro de Comunicação dos Oceanos

O Centro de Comunicação dos Oceanos é um projeto de Nysse Arruda, jornalista e curadora, especialista em temas náuticos há mais de 20 anos em Portugal, autora de várias publicações e premiada em 2016 pelo Prémio Femina. Iniciou este projeto para promover o debate das questões essenciais associadas ao Mar, e obteve o apoio institucional de diversas instituições, com destaque para a Presidência da República, o Ministério do Mar, Ministério do Ambiente, Câmara Municipal de Lisboa, Instituto Hidrográfico, Academia das Ciências de Lisboa, IPMA e da Unesco-Portugal.

Este projeto conta ainda como padrinhos os velejadores olímpicos João Rodrigues e Joana Pratas, mas também com o velejador brasileiro Torben Grael, o surfista Garret McNamara e a ONG Americana Marine MegaFauna Mozambique.

 

Para mais informações: Ana Loureiro | 968601711 | ana.loureiro@egf.pt

 

Recycle Bingo - Melhor APP 2018! 30 JUNHO 2018

A melhor aplicação de 2018, distinguida pelos Prémios Meios & Publicidade (OURO), foi a aplicação desenvolvida pela Djomba para a Amarsul, Valorlis e Valorsul e divulgado esta semana.

 

É mais um prémio, que acresce aos prémios do XX Festival Anual de Publicidade, importante evento nacional no âmbito da Comunicação Social que é organizado pelo Clube de Criativos de Portugal desde o ano de 1997. A App Recycle BinGo, desenvolvida pelas empresas Amarsul, Valorsul e Valorlis, recebeu o prémio prata em duas categorias - APPs Mobile e Jogos Mobile - e ainda um bronze em User Design Experience (UX).

 

 

 

Sobre a APP

A missão principal do jogo é fazer visitas ao nosso Ecoponto Habitual. Através da geolocalização o nosso Smartphone, a App sabe que nos encontramos perto dele.

Ao fazermos check-in desbloqueamos um conjunto de simpáticos bichinhos, os EcoGifts, com os quais vamos preenchendo os nossos cartões BinGo. Cada vez que completamos um cartão ganhamos EcoMoedas – que podemos trocar por ótimos prémios, como bilhetes de cinema, vales de desconto, e muito mais. Além desta missão principal, a aplicação vai lançando missões especiais surpresa com o intuito de melhorar os conhecimentos dos portugueses sobre a reciclagem, manter o envolvimento com o Recycle BinGo e, claro, recompensar os mais amigos do planeta.

 

Mais informações: www.recyclebingo.pt

Dia Mundial do Ambiente 05 JUNHO 2018

A EGF e as suas Concessionárias assinalam hoje o Dia Mundial do Ambiente em vários pontos do país, com iniciativas de educação e sensibilização ambiental em várias localidades.

 

Das várias iniciativas, destacam-se as ações em que está diaponível a ação A Nossa Casa é um Planeta, disponível neste dia em Torres Vedras e em Portalegre, dinamizadas pela Valorsul e pela Valnor.

 

A Nossa Casa é um Planeta

A Ação de Educação Ambiental A Nossa Casa é Um Planeta apresenta 3 filmes especialmente concebidos para serem vistos em planetários itinerantes, com recurso a uma técnica de projeção 360º e com conteúdos adequados a 3 públicos-alvo diferentes: Jardim de Infância; 1º , 2º e 3º Ciclo; Secundário/Adulto.

 

De maneira inovadora, as ações de sensibilização englobam, além da apresentação dos filmes, jogos sobre a temática ambiental e entrega de materiais pedagógicos que permitem consolidar o conhecimento obtido através de veículo de transmissão de informação. A participação ativa e passiva do público passam a ser, elas mesmas, uma campanha de sensibilização ambiental nacional que pode ser replicada por outras entidades e com fácil efeito multiplicador.

 

As temáticas apresentadas na Ação de Educação Ambiental A Nossa Casa é Um Planeta assentam na Redução, Reutilização, Recuperação e Reciclagem de materiais e energia, substituindo o conceito de fim-de-vida da economia linear, por conceitos de Reutilização, Restauração e Renovação. De tal maneira, a ação contribui para uma cidadania ativa no domínio do desenvolvimento sustentável e para construção de uma sociedade de baixo carbono, racional e eficiente na utilização dos seus recursos.

 

 

Próximas exibições

 

05 DE JUNHO - Portalegre (VALNOR)

05 e 06 JUNHO 2018 - 29º OESTE INFANTIL - Torres Vedras (VALORSUL)

07 e 08 de JUNHO - S. Brás de Alportel (ALGAR)

 

 

ALGAR - Separar para Alimentar 04 JUNHO 2018

A ALGAR, Concessionária da EGF na região do Algarve, e a ENTRAJUDA (Algarve), revelaram os resultados da campanha “Separar para Alimentar” a favor do Banco Alimentar Contra a Fome do Algarve (BACF).

 

O objetivo desta iniciativa que resultou de um protocolo entre as partes, celebrado em 2013, é angariar embalagens recicláveis de plástico, metal e ECAL (embalagens de cartão para alimentos líquidos) e com a sua venda adquirir bens alimentares para crianças até aos 3 anos de idade.

 

Em 2017 o total de 8 170 Kg de resíduos de embalagens rececionadas, permitiu angariar verba suficiente para proceder à aquisição de mais de uma centena de papas alimentares adequadas às necessidades nutricionais específicas de crianças até aos 36 meses de idade, apoiadas pelo Banco Alimentar do Algarve.

 

O BACF do Algarve, beneficiário da campanha, coopera neste momento com 100 instituições e presta apoio a 17.000 pessoas mediante a distribuição de géneros alimentares. Dos vários pedidos recebidos, 450 são referentes a crianças dos 0 aos 3 anos de idade, para as quais, diz Nuno Alves, Presidente da Direção do BACF “existe grande carência de alimentos próprios do segmento, nomeadamente, papas e farinhas lácteas”.

 

“A campanha tem obtido adesão por parte da população e de várias entidades locais, que com o gesto da separação dos resíduos, ao longo destes anos, já garantiu o encaminhamento para reciclagem de 39 370Kg de resíduos de embalagens e permitiu a entrega de 4.000€ em bens alimentares, ajudando assim quem mais precisa.”, diz Telma Robim, Administradora Delegada da Algar.

 

Todos poderão continuar a colaborar para esta campanha, para isso basta apenas entregarem as embalagens vazias nas instalações da Algar, que se encontram em toda a região algarvia (www.algar.com.pt) desde Aljezur até Alcoutim, ou nas instalações do Banco Alimentar em Portimão e Faro, informando que o fazem a favor da campanha “Separar para Alimentar”.

 

Sobre a ALGAR

A ALGAR, Valorização e Tratamento de Resíduos Sólidos, S.A. é responsável pelo tratamento, valorização dos resíduos urbanos produzidos nos Municípios de Albufeira, Alcoutim, Aljezur, Castro Marim, Faro, Lagoa, Lagos, Loulé, Monchique, Olhão, Portimão, São Brás de Alportel, Silves, Tavira, Vila do Bispo e Vila Real de Santo António.

Informações adicionais: Maria João Carolino: Algar, S.A.

Tel. 289 880 045 : 967 758 321 E-mail: gci@algar.com.pt

 

Sobre a ENTRAJUDA

A Entrajuda – Associação para o Apoio a Instituições de Solidariedade Social é uma instituição particular de solidariedade social, que visa apoiar outras instituições ao nível da organização e gestão, com o objetivo de melhorar o seu desempenho e eficiência em benefício das pessoas carenciadas.

Assente na mobilização e envolvimento de pessoas e empresas, a Entrajuda efetua um diagnóstico dos problemas e necessidades das instituições, propõe soluções, mobiliza parceiros e voluntários, implementa soluções e avalia impactos e desempenhos.

App Recycle Bingo premiada! 24 MAIO 2018

Na semana passada foram conhecidos os prémios do XX Festival Anual de Publicidade, importante evento nacional no âmbito da Comunicação Social que é organizado pelo Clube de Criativos de Portugal desde o ano de 1997.

 

O grupo EGF teve destaque com os prémios recebidos pela App Recycle BinGo, desenvolvida pelas empresas Amarsul, Valorsul e Valorlis.

 

A aplicação recebeu o prémio prata em duas categorias - APPs Mobile e Jogos Mobile - e ainda um bronze em User Design Experience (UX).

 

 

 

 

 

Sobre a APP

 

A missão principal do jogo é fazer visitas ao nosso Ecoponto Habitual. Através da geolocalização o nosso Smartphone, a App sabe que nos encontramos perto dele.

 

Ao fazermos check-in desbloqueamos um conjunto de simpáticos bichinhos, os EcoGifts, com os quais vamos preenchendo os nossos cartões BinGo. Cada vez que completamos um cartão ganhamos EcoMoedas – que podemos trocar por ótimos prémios, como bilhetes de cinema, vales de desconto, e muito mais. Além desta missão principal, a aplicação vai lançando missões especiais surpresa com o intuito de melhorar os conhecimentos dos portugueses sobre a reciclagem, manter o envolvimento com o Recycle BinGo e, claro, recompensar os mais amigos do planeta.

 

Sobre o Clube de Criativos

 

O Clube de Criativos de Portugal é uma organização sem fins lucrativos fundada em 1997 e realiza anualmente o mais prestigiado Festival de criatividade em Portugal que decorre tradicionalmente no fim de Maio, desde 1997.

 

Nasceu com o objetivo de premiar o melhor que se faz em criatividade comercial em Portugal, ou seja, publicidade, design, eventos, digital, marketing relacional, ativação de marcas relações públicas e meios.

 

Tem como missões promover a criatividade na comunicação comercial; representar estabelecer padrões de qualidade na indústria; estimular, apoiar e ajudar a formar as próximas gerações de criativos; demonstrar a importância e a necessidade de boa criatividade; facilitar a troca de experiências entre profissionais do meio.

Dia Internacional da Reciclagem 17 MAIO 2018

A SULDOURO, Concessionária da EGF, em colaboração com o Município de Santa Maria da Feira, promoveram no Dia Internacional da Reciclagem , o lançamento da ação de educação ambiental A NOSSA CASA É UM PLANETA, no Agrupamento de Escolas de Canedo.

 

 

Esta ação contou com a participação de cerca de 500 alunos e professores, distribuídos por várias sessões ao longo do Dia. Nestas sessões os participantes, assistiram à projeção de filmes em 360º, onde foram abordadas temáticas como a Redução, Reutilização e Reciclagem, de uma forma inovadora, o que possibilitou uma dinâmica interativa entre os participantes.

 

 

 

A NOSSA CASA É UM PLANETA

Esta iniciativa é o resultado de um trabalho conjunto das empresas ALGAR, ERSUC, RESIESTRELA, RESINORTE, RESULIMA, SULDOURO, VALNOR e VALORMINHO, e contou com o apoio do Fundo Ambiental e da Estratégia Nacional de Educação Ambiental 2020.

 

As temáticas de Redução, Reutilização e Reciclagem são desta forma abordadas de forma inovadora, utilizando como recursos planetários itinerantes e 3 filmes projetados em 360º, o que possibilita uma dinâmica interativa com os alunos e participantes. Esta ação contribui para uma cidadania ativa no domínio do desenvolvimento sustentável, na construção de uma sociedade de baixo carbono, racional e eficiente na utilização dos seus recursos.

 

Mais informações sobre esta iniciativa: A NOSSA CASA É UM PLANETA

EGF - Inovação e Economia Circular 15 MAIO 2018

A EGF associou-se aos Green Project Awards e premeiam a inovação para a economia circular.


A iniciativa que distingue os projetos nacionais mais inovadores na área da sustentabilidade em Portugal, Green Project Awards (GPA), e o Grupo EGF - Environment Global Facilities vão atribuir o Prémio GPA – EGF Inovação e Economia Circular, que visa reconhecer e distinguir projetos e modelos de negócio com vantagens para o ambiente e para a economia circular, bem como a constituição de um ecossistema de inovação associado.

 

Decorrente da categoria Inovação e Economia Circular da 11ª edição GPA, a atribuição deste prémio pretende estimular a investigação, a criatividade e o desenvolvimento na área da economia circular, cobrindo as diversas atividades, tanto no domínio tecnológico como na gestão ambiental, nomeadamente: recolha de resíduos, políticas e sistemas de tratamento e valorização, sensibilização para a separação e reciclagem. Todas as candidaturas válidas nesta categoria são elegíveis para o Prémio GPA – EGF Inovação e Economia Circular.

 

Para além deste prémio especial, o GPA atribui outros três: o Prémio GPA – ANI Born From Knowledge, o Prémio GPA – COTEC Indústria 4.0 e o Prémio GPA – REN Biodiversidade e Florestas. A 11ª edição do GPA conta com sete categorias: Agricultura e Florestas, Inovação Social e Mobilização, Iniciativa Jovem, Inovação e Economia Circular, Mar, Turismo e Urbes.

 

As inscrições devem ser feitas através do link: http://candidaturas.gpa.pt/pt até ao dia 31 de maio.

 

Podem concorrer à iniciativa empresas, Organizações Não Governamentais, estabelecimentos de ensino, centros de investigação, entidades públicas e/ou municipais, associações, investigadores e outros cidadãos a título individual com projetos, iniciativas, produtos ou serviços, que visem o desenvolvimento sustentável e que tenham sido implementados ou disponibilizados em Portugal nos últimos três anos.

 

Mais do que um galardão de reconhecimento de boas práticas, o Green Project Awards é a distinção de referência em matéria de sustentabilidade em Portugal e as vantagens para quem participa são cada vez maiores. Desde 2008, a iniciativa já recebeu mais de 1200 candidaturas e distinguiu mais de 120 projetos.

 

O GPA tem o Alto Patrocínio do Presidente da República e o apoio institucional da Comissão Europeia, da Unesco e da CPLP. Conta ainda com o apoio dos Ministérios da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural, do Ambiente, da Economia, da Educação e do Mar.

VALORMINHO: EcoEvento inovador 05 MAIO 2018

A Valorminho, Concessionária da EGF para a região do Alto Minho, esteve presente na Festa do Alvarinho e do Fumeiro, que se realizou em Melgaço entre  27 a 29 de abril.

 

A Festa acolheu a ação de educação ambiental ‘A NOSSA CASA É UM PLANETA’, aberta à participação de adultos e crianças, que decorreu em diferentes horários durante os três dias do certame. O projeto é resultado de um trabalho conjunto das empresas ALGAR, ERSUC, RESIESTRELA, RESINORTE, RESULIMA, SULDOURO, VALNOR e VALORMINHO, e contou com o apoio do Fundo Ambiental e da Estratégia Nacional de Educação Ambiental 2020.

 

Esta ação contou com 700 visitantes que tiveram a oportunidade de assistir aos filmes projetados a 360º, que abordam temáticas de Redução, Reutilização e Reciclagem de forma inovadora no planetário itinerante.

 

Sendo este um Ecoevento Nacional de referência, não poderia deixar de gerar resíduos. No fim de semana em questão foram produzidos cerca de 6,5 toneladas de vidro, 1,5 toneladas de embalagens, 1 tonelada de cartão e 0,1 toneladas de óleos alimentares usados.

 

 

 

ALGAR: #2KgporPortugal 03 MAIO 2018

Campanha da Algar RECICLA+ #2KgporPortugal dá bilhetes para o Festival Rock in Rio.

 

A Algar, Concessionária da EGF para a região do Algarve, aumentou o número de ecopontos na região e lançou a campanha RECICLA+ #2KgporPortugal. A iniciativa promove um concurso de fotografia onde os participantes podem ganhar bilhetes para festivais de música este Verão, incluindo o Rock in Rio.

 

O concurso de fotografia RECICLA + #2KgporPortugal convida a população a descobrir a localização dos novos ecopontos instalados nas suas áreas de residência, a tirar fotografias, com familiares ou amigos, junto dos mesmos, alusivas à correta utilização dos equipamentos.

 

Se todos separarem 2 Kg de recicláveis por semana e os colocarem nos ecopontos, estarão a contribuir para que se atinjam as metas da reciclagem do nosso país.

 

Para participar no concurso, basta submeter as fotografias através da aplicação disponível no facebook da Algar e divulgar para que todos possam votar (o regulamento do concurso está disponível em http://bit.ly/recicla-mais).

 

A Algar para além do concurso de fotografia, vai ainda, no âmbito da campanha RECICLA+ #2KgporPortugal, oferecer Kits de Reciclagem para ajudar a separar as embalagens em casa. Os interessados deverão enviar o seu pedido para o endereço de email gci@algar.com.pt .

 

Será entregue um kit de reciclagem por cada pedido realizado, limitado ao stock existente de 500 Kits de reciclagem.

EGF - Centro Comunicação Oceanos 01 MAIO 2018

Começa no dia 2 de maio um ciclo de palestras dedicadas aos oceanos e à sua preservação, numa iniciativa inédita liderada pela jornalista náutica Nysse Arruda e que é apresentada em Lisboa, na Associação Naval de Lisboa, a que se pode assistir ao vivo e via Live Stream em www.ccoceanos.pt a partir das 18h (hora de Portugal).

 

A primeira intervenção conta com uma vídeo-entrevista a Garret McNamara, surfista americano de ondas gigantes e recordista mundial (Nazaré); com um debate sobre Artificial Reefs: Rebuilding Nature, no qual participam  Nuno Marques, Gerente, Instrutor e mergulhador – Manta Diving Center, Baía de Santa Maria, Ilha do Sal; e o Doutor Miguel Tiago de Oliveira, biólogo marinho – Doutorado pela Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade do Algarve e Diretor do Oceanário de Lisboa.

 

Esta iniciativa contará ainda com a participação da EGF, representada por Ana Loureiro, que introduzirá o tema dos resíduos urbanos e ambiente marinho.

 

A EGF apoia esta iniciativa e ao longo das várias palestras, que se realizam entre maio e julho, explicará a importância da valorização de resíduos enquanto função fundamental para garantir que a atividade humana não interfere de forma negativa num recurso tão importante para o planeta como são os oceanos. 

 

2 de maio, 18h00 - Associação Naval de Lisboa

 

ORADORES

 

Artificial Reefs: Rebuilding Nature

  • Nuno Marques - Gerente, instrutor e mergulhador do Manta Diving Center (Baía de Santa Maria, Ilha do Sal - Cabo Verde)
  • Doutor Miguel Tiago de Oliveira - Biólogo Marinho, Doutorado pela Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade do Algarve e Diretor do Oceanário de Lisboa

Resíduos urbanos e ambiente marinho

  • Ana Loureiro - Diretora de Comunicação da EGF - Environmental Global Facilities

Vídeo-entrevista

  • Garret McNamara - Surfista americano de ondas gigantes e recordista mundial (Nazaré)

Para assistir ao Live Stream: www.ccoceanos.pt

 

Apoios relevantes a  destacar

O projeto recebeu também apoios institucionais do Ministério do Mar (cuja Ministra Exma. Sr.ª Eng. Ana Paula Vitorino integra a Comissão de Honra ao lado do diretor-geral do Instituto Hidrográfico, Contra-almirante António Manuel de Carvalho Coelho Cândido) e do Ministério do Ambiente, além de uma Declaração de Mérito da UNESCO-Portugal e congratulações da Presidência da República Portuguesa.

 

De mencionar o patrocínio principal da EGF-Environment Global Facilities - empresa europeia de referência no setor ambiental e líder no tratamento e valorização de resíduos em Portugal -  e o apoio do Media Partner, a empresa inglesa Polaris Media, na divulgação na imprensa do setor marítimo internacional, bem como da Câmara Municipal de Lisboa na divulgação na capital portuguesa.

 

O Centro de Comunicação dos Oceanos conta como padrinho os velejadores olímpicos portugueses João Rodrigues (veterano windsurfista madeirense que participou em sete Jogos Olímpicos) e madrinha Joana Pratas (a primeira e mais jovem velejadora portuguesa nos Jogos Olímpicos num barco à vela, participante de uma travessia do oceano Atlântico a bordo do NRP Sagres, Embaixadora do Plano Nacional de Ética no Desporto e Embaixadora das Estações Náuticas).

De entre as personalidades internacionais a apoiar o projeto destacam-se o velejador brasileiro pentacampeão olímpico Torben Grael (skipper vencedor da Volvo Ocean Race 2008-2009 a bordo do veleiro sueco Ericsson), o surfista americano de ondas gigantes Garrett McNamara e instituições como as Nações Unidas no âmbito do programa de sustentabilidade UN-Clean Seas-Turn the Tide on Plastic e ainda a Marine MegaFauna Mozambique.

 

Uma audiência virtual internacional

A ideia central do projeto é fomentar a interligação ativa entre as diversas entidades e autoridades vinculadas ao mar e à náutica e, principalmente, as universidades e centros de investigação, as autoridades locais de cada país, as organizações não-governamentais e as fundações em Portugal e nos países de Língua Portuguesa, criando assim uma audiência participativa e consciencializada acerca dos assuntos atuais relacionados aos Oceanos.

 

As palestras semanais serão virtuais e interativas, com sistema de LiveStream, em conexão direta com as diversas entidades e com divulgação nas redes sociais (Canal YouTube, Facebook, Twitter, Instagram etc.) reunindo em direto os públicos dos países de Língua Portuguesa e das comunidades de Língua Portuguesa no mundo.

 

 

 

 

 

VALORSUL investe 55 Milhões € 30 ABRIL 2018

Está em marcha, na Valorsul, a concessionária da EGF para a região de Lisboa (Norte) e Oeste, um forte investimento com o objetivo de melhorar o serviço público de gestão de resíduos prestado pela empresa aos municípios e aos cidadãos.

Até 2021 o plano de investimentos da empresa ascende a 55 milhões de euros e vem compensar a última meia década de contenção.

 

FORTE APOSTA NA RECICLAGEM

O plano já está a ser executado e inclui 8100 contentores para reciclagem e 1500 novos locais de recolha seletiva; 28 viaturas para renovar e reforçar a recolha de recicláveis e ainda a remodelação dos dois Centros de Triagem.

Está também prevista uma nova unidade para compostagem de resíduos verdes e a instalação de painéis solares em 5 unidades da empresa.

 

ESTRATÉGIAS INOVADORAS PARA SENSIBILIZAR

A mobilização dos cidadãos é imprescindível para que estes investimentos resultem num expressivo aumento da reciclagem. Por isso, a empresa está focada em sensibilizar as pessoas. Haverá, nos próximos meses, um grande investimento em comunicação com diferentes estratégias para escolas, comércio, eventos e famílias.

Estão também a ser testadas formas inovadoras de incentivar e premiar os comportamentos de separação e reciclagem. A aplicação mobile Recycle BinGo (que alcançou num mês 5.000 utilizadores) é o primeiro exemplo. O jogo dá prémios a quem visita regularmente o seu ecoponto.

 

Para executar alguns destes projetos a Valorsul conta com o apoio do PO SEUR - Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos e do Fundo Ambiental - ENEA.

Reciclar é AGORA 20 ABRIL 2018

RECICLAR É AGORA – este é o nome do novo filme que explica aos cidadãos a importância de reciclar, que apresenta a realidade de forma simples e que diz quanto custa tratar os resíduos urbanos em Portugal.

 

O projeto resulta de uma parceria entre a EGF – Environmental Global Facilities, a ESGRA – Associação para a Gestão de Resíduos e a ERSAR – Entidade Reguladora dos Serviços de Águas e Resíduos, que apresentaram o filme no 12.º Fórum Nacional de Resíduos, no dia 19 de abril, no Hotel Sana Lisboa.

 

A inspiração para o filme foi dada um ano antes, quando o Município de Campo Maior apresentou a mesma ideia, mas aplicada ao seu município e apresentada em filme de uma forma que a comunidade acolheu com muita satisfação.

 

O filme tem a duração de 1:45 e para além de estar disponível nos websites das entidades envolvidas, será divulgado em todo o país e por todas as entidades que tratam e valorizam resíduos urbanos em Portugal. Em breve será ainda apresentada uma versão mais curta de 30”.

 

O projeto foi desenvolvido pelas três entidades e contou com o desenvolvimento criativo da agência NOWA.

 

Para ver o vídeo, CLICAR AQUI

EGF no Fórum Nacional de Resíduos 19 ABRIL 2018

A EGF esteve presente no 12º Fórum Nacional dos Resíduos, que decorreu No Hotel Sana Lisboa nos dias 18 e 19 de abril, um evento anual onde o setor dos resíduos debate o presente e o futuro perante um painel alargado de participantes.

 

A EGF participou de forma ativa com uma apresentação da Administradora Marta Neves, e com uma participação no debate assegurada por Filipa Pantaleão, em que ambas apresentaram as posições da empresa em matérias como os desafios para a recolha seletiva, para a valorização orgânica e para a valorização multimaterial.

 

No Fórum foi ainda possível conhecer o projeto A Nossa Casa é um Planeta, com várias sessões de apresentação dos filmes Ecotransformação, Passa a Mensagem e Youtuber, filmes esses dedicados aos vários níveis de ensino escolar.

 

O fórum ainda contou com a apresentação da App Recycle Bingo, a aplicação desenvolvida pela Valorsul, Amarsul e Valorlis que estimula a recolha seletiva, através da exibição de um filme do projeto decorrido entre as apresentações e os debates do evento.

 

Qualidade de Serviço reconhecida

 

Foram 7 (sete) as Concessionárias da EGF que fizeram parte da lista de entidades receberam selos de qualidade em gestão de resíduos urbanos relativos ao ano de 2017 atribuídos pela ERSAR (Entidade Reguladora dos Serviços de Águas e Resíduos).

 

A distinção foi atribuída a entidades gestoras que prestam serviços de gestão de resíduos urbanos e os selos foram entregues no final do evento, e desta lista fazem parte a Ersuc, Resiestrela, Resinorte, Resulima, Valorlis, Valorminho e Valorsul.

 

Estes prémios foram ainda atribuídos a mais 5 (cinco) entidades gestoras: Associação de Municípios do Alentejo Central, GESAMB, LIPOR, INOVA e os Serviços Municipalizados de Abrantes.

 

A seleção das entidades distinguidas foi feita de acordo com o regulamento "Prémios e Selos dos Serviços de Águas e Resíduos. Dados de 2016".

 

Às entidades gestoras a quem foi atribuído um selo de qualidade foi entregue um certificado e o direito de usar a imagem do selo no âmbito da sua comunicação institucional, nomeadamente no sítio da Internet e publicidade. 

 

Com esta iniciativa, evidencia-se a existência de um rigoroso sistema de avaliação dos serviços prestados aos consumidores, que passam a conhecer as entidades que prestam o melhor serviço em diferentes áreas. Pretende-se também sensibilizar as entidades gestoras para as questões da qualidade na conceção, execução, gestão e exploração dos sistemas.

 

Esta iniciativa da ERSAR é realizada em parceria com o Jornal Água&Ambiente. Fazem também parte do Júri também várias entidades representativas do setor, designadamente a Associação Portuguesa de Distribuição e Drenagem de Águas (APDA), a Associação Portuguesa de Engenharia Sanitária e Ambiental (APESB), a Associação Portuguesa dos Recursos Hídricos (APRH), a ESGRA - Associação para a Gestão de Resíduos, a APEMETA - Associação Portuguesa de Empresas de Tecnologias Ambientais e a DECO - Associação Portuguesa para a Defesa do Consumidor.

RESIESTRELA tem novas viaturas 13 ABRIL 2018

Integrada numa candidatura financiada pelo Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos (POSEUR), a Resiestrela, Concessionária da EGF para a região da Cova da Beira, vai adquirir um total de 8 viaturas, nomeadamente 3 camiões para a recolha porta a porta de vidro e papel/cartão, 2 viaturas ligeiras para a recolha porta a porta em comércio e serviços e 3 viaturas de Recolha de Ecopontos com caixa autocompactadora.

 

Este investimento, próximo de um milhão de euros, tem como objetivo reforçar os circuitos da recolha Porta a Porta e da Recolha de Ecopontos nos Municípios de Almeida, Belmonte, Celorico da Beira, Covilhã, Figueira de Castelo Rodrigo, Fornos de Algodres, Fundão, Guarda, Manteigas, Meda, Penamacor, Pinhel, Sabugal e Trancoso.

 

Este é um grande passo para a renovação da frota, com um aumento do número de viaturas da Frota da empresa, por forma a reforçar e melhorar o serviço a todas as populações, otimizar e aumentar o serviço de recolha seletiva, garantindo, deste modo, o correto encaminhamento dos resíduos para reciclagem.

 

Mais informações em www.resiestrela.pt

QUALIDADE de serviço distinguida 03 ABRIL 2018

São 7 (sete) as Concessionárias da EGF que fazem parte da lista de entidades que vão receber selos de qualidade em gestão de resíduos urbanos relativos ao ano de 2017 atribuídos pela ERSAR (Entidade Reguladora dos Serviços de Águas e Resíduos).

 

A distinção será atribuída a entidades gestoras que prestam serviços de gestão de resíduos urbanos e os selos serão entregues no 12.º Fórum Nacional de Resíduos, no próximo dia 19 de abril, e desta lista fazem parte a Ersuc, Resiestrela, Resinorte, Resulima, Valorlis, Valorminho e Valorsul.

 

Estes prémios são ainda atribuídos a mais 5 (cinco) entidades gestoras: Associação de Municípios do Alentejo Central, GESAMB, LIPOR, INOVA e os Serviços Municipalizados de Abrantes.

 

A seleção das entidades distinguidas foi feita de acordo com o regulamento "Prémios e Selos dos Serviços de Águas e Resíduos. Dados de 2016".

 

Às entidades gestoras a quem foi atribuído um selo de qualidade será entregue um certificado e o direito de usar a imagem do selo no âmbito da sua comunicação institucional, nomeadamente no sítio da Internet e publicidade. A cerimónia de entrega dos selos irá decorrer no dia 19 de abril, durante o 12.º Fórum Nacional de Resíduos, em Lisboa.

 

Com esta iniciativa, evidencia-se a existência de um rigoroso sistema de avaliação dos serviços prestados aos consumidores, que passam a conhecer as entidades que prestam o melhor serviço em diferentes áreas. Pretende-se também sensibilizar as entidades gestoras para as questões da qualidade na conceção, execução, gestão e exploração dos sistemas.

 

Esta iniciativa da ERSAR é realizada em parceria com o Jornal Água&Ambiente. Fazem também parte do Júri também várias entidades representativas do setor, designadamente a Associação Portuguesa de Distribuição e Drenagem de Águas (APDA), a Associação Portuguesa de Engenharia Sanitária e Ambiental (APESB), a Associação Portuguesa dos Recursos Hídricos (APRH), a ESGRA - Associação para a Gestão de Resíduos, a APEMETA - Associação Portuguesa de Empresas de Tecnologias Ambientais e a DECO - Associação Portuguesa para a Defesa do Consumidor.

 

Para mais informações: www.ersar.pt

VALORLIS - Reciclar é que está a Dar 29 MARÇO 2018

A Valorlis, Concessionária da EGF para a região de Leiria, com o intuito de despertar a população para a importância da reciclagem, promove em 2018, a 5ª edição da campanha de sensibilização denominada Reciclar é que está a dar onde é proposto um desafio às escolas e instituições de solidariedade social, para a promoção da recolha de resíduos domésticos recicláveis, nomeadamente embalagens de plástico e metal e/ou papel/cartão.

 

“Esta campanha, que pretende aumentar os hábitos de reciclagem da população, está direcionada para as escolas e instituições de solidariedade social, procurando ser um serviço mais dedicado a estes locais, onde são produzidos muitos recicláveis, mas onde a componente de promoção da sustentabilidade e educação ambiental são essenciais.”, explica Marta Guerreiro, Administradora Delegada da Valorlis.

 

Reciclar é que está a dar é uma campanha de sensibilização e educação ambiental, a qual, através da promoção da recolha de resíduos para reciclagem, visa a doação de material de ação pedagógica, bens materiais ou serviços às escolas e instituições de solidariedade social dos municípios da Batalha, Leiria, Marinha Grande, Ourém, Pombal e Porto de Mós.

 

Assim, a todas as entidades que se inscrevam na campanha será disponibilizado o Kit “Reciclar Dá Mais” contendo os materiais associados à campanha: brochura da campanha com informações, contactos e as regras de separação de resíduos e ainda sacos para acondicionamento dos plásticos e metais.

Para além do Kit, estão previstas visitas de sensibilização ambiental a todas as entidades participantes, onde será explicado o modo correto de separação e acondicionamento dos resíduos.

 

A Valorlis assegura o encaminhamento para reciclagem dos materiais recolhidos na campanha Reciclar é que está a dar e o esforço das escolas e instituições será recompensado, em função das quantidades recolhidas, com a aquisição de material de ação pedagógica, bens materiais ou serviços a serem entregues pela Valorlis às entidades aderentes.

 

“Esta campanha tem como objetivo promover o aumento da recolha de materiais recicláveis, enquadrando-se na política da Valorlis de associar a recolha de embalagens a causas sociais. Representa para a Valorlis um esforço acrescido de recolhas nas escolas e instituições, mas acreditamos que desta forma incentivamos o hábito da separação de resíduos domésticos, essencial para alcançar as exigentes metas definidas para a Valorlis, em termos de material enviado para reciclagem”, explica Marta Guerreiro.

 

Em 2017 participaram na campanha 31 escolas e 37 IPSS, sendo recolhidas e enviadas para reciclagem 100 toneladas de resíduos. Todas as instituições e escolas participantes receberam as contrapartidas escolhidas, de acordo com as suas necessidades.

 

A Valorlis, empresa que gere a recolha seletiva e o tratamento de resíduos urbanos dos municípios de Batalha, Leiria, Marinha Grande, Ourém, Pombal e Porto de Mós, continua a apostar na sensibilização junto da comunidade, de modo a garantir um adequado funcionamento do sistema de gestão de resíduos urbanos da região.

ALGAR aumenta rede de ecopontos 26 MARÇO 2018

A ALGAR, Concessionária da EGF para a região do Algarve tem em curso um investimento de 1.415 mil EUR (um milhão, quatrocentos e quinze mil euros) na aquisição de ecopontos. Trata-se de um projeto muito significativo para a região, cofinanciado pelo Programa Operacional de Sustentabilidade e Eficiência no Uso dos Recursos (POSEUR), Portugal 2020 e União Europeia, através do Fundo de Coesão.

 

Segundo a Administradora Executiva da empresa Telma Robim «A Algar com este projeto está a melhorar o serviço prestado. A intervenção vai chegar a locais ainda não abrangidos, aumentando a capacidade de armazenamento dos resíduos recicláveis, a acessibilidade à recolha seletiva e a qualidade ambiental da vida das pessoas.»

 

A empresa adquiriu 781 ecopontos que está a permitir um crescimento de 7.827m3 na capacidade de deposição, o correspondente a um aumento de cerca de 30% no número de contentores disponibilizados à população algarvia.

 

  • Sabia que em 2017, a ALGAR ao encaminhar para reciclagem:

    • 601 toneladas de papel/cartão, colaborou para manter vivas 189.015 árvores?
    • 295 toneladas de PET, contribuiu para a produção de fibra suficiente destinada à confeção de 1.593.846 camisolas polares?
    • 039 toneladas de vidro, contribuiu para o fabrico de 37.597.500 novas garrafas de vidro?

Lembre-se que nos ecopontos apenas se deve colocar resíduos de embalagem. No contentor Amarelo - as embalagens de plástico, metal e cartão para alimentos líquidos, no contentor Verde – as embalagens de vidro e no contentor Azul – papel escrita e embalagens de papel e cartão. O seu ecoponto está a contar consigo!

 

Para mais informações: www.algar.com.pt

Empresas lançam novos websites 20 MARÇO 2018

O inicio desta semana marca uma nova etapa no cenário digital para 06 empresas do Grupo EGF.

 

As Concessionárias Valnor, Resiestrela, Valorminho, Algar, Resulima e ERSUC acabam de lançar oficialmente os seus portais de internet, criando uma maior integração entre as unidades de negócio da EGF e tornando o canal de comunicação digital mais informativo, eficiente, claro e dinâmico. Estes portais foram desenvolvidos a partir de uma estrutura semelhante, partilhando sinergias ao nível do trabalho desenvolvido em backoffice, nas ferramentas disponíveis e no desenvolvimento de conteúdos, para depois explorar as características e diferenças de cada empresa.

 

Os novos portais apresentam informações e detalhes sobre as áreas de negócio de cada empresa, detalham a estratégia de sustentabilidade e as campanhas de cada organização e ainda reforçam a transparência da comunicação do grupo EGF a partir da disponibilização da informações Financeira, por operação,  para todos os utilizadores. O acesso à informação passa a ficar mais simples e intuitivo com os novos portais.

 

Além disto, os portais recém lançados possuem uma área exclusiva para os Clientes, onde é possível que o utilizador encontre informações sobre os resíduos admissíveis, as particularidades das recolhas seletivas, as necessidades para entrega de resíduos e as documentações e licenças para a operação de cada empresa. Este é um novo canal que permite um maior conhecimento e aproxima o trabalho das empresas do cidadão.

 

Com estes novos conteúdos e maior dinamismo, a EGF acredita na oportunidade de expandir as melhores práticas de gestão integrada de resíduos, contribuindo para o crescimento do negócio e sustentabilidade do país.

 

Conheça nos novos portais de internet:

 VALNOR    |    RESIESTRELA   |   ALGAR   |   VALORMINHO   |   RESULIMA   |   ERSUC   |

Reciclagem cresce na VALORSUL 16 MARÇO 2018

A recolha seletiva de embalagens assistiu em 2017 a um aumento de 6%, na área da Valorsul, a Concessionária da EGF para a região da Lisboa (Norte) e Oeste. A tendência positiva foi registada em todos os materiais e em todos os municípios. A Valorsul voltou a cumprir este ano a meta estabelecida de envio de embalagens para reciclar, alcançando, em 2017, os promissores 45 kg por habitante por ano.

 

O grande objetivo é chegar a 2020 com este indicador nos 49 kg/habitante.

 

Atualmente, a Valorsul envia para reutilização e reciclagem 28% dos seus resíduos municipais (incluindo a valorização orgânica).

 

Reduzir a colocação de resíduos biodegradáveis em aterro também é um objetivo nacional e a Valorsul manteve a deposição inferior à meta.

 

Mais informações em www.valorsul.pt

A Nossa Casa é Um Planeta 09 MARÇO 2018

 A EGF - Environmental Global Facilities, em colaboração com o Projeto_80 e com a Fundação Manuel António da Mota, promoveram no dia 08 de março o lançamento da ação de educação ambiental "A NOSSA CASA É UM PLANETA", na Escola Secundária de Amarante.

 

O projeto é resultado de um trabalho conjunto das empresas ALGAR, ERSUC, RESIESTRELA, RESINORTE, RESULIMA, SULDOURO, VALNOR e VALORMINHO, e contou com o apoio do Fundo Ambiental e da Estratégia Nacional de Educação Ambiental 2020.

 

As primeiras sessões deste projeto aconteceram em Amarante, nos dias 8 e 9 de março com mais de 500 estudantes da Escola Básica do Marão, Colégio de S. Gonçalo e Escola Secundária de Amarante. Nas sessões iniciais esteve presente o Secretário de Estado da Educação, João Costa, e a Adjunta do Secretário de Estado do Ambiente, Cátia Rosas, para além de representantes de várias entidades públicas e associações.

 

As temáticas de Redução, Reutilização e Reciclagem são desta forma abordadas de forma inovadora, utilizando como recursos planetários itinerantes e 3 filmes projetados em 360º, o que possibilita uma dinâmica interativa com os alunos e participantes. Esta ação contribui para uma cidadania ativa no domínio do desenvolvimento sustentável, na construção de uma sociedade de baixo carbono, racional e eficiente na utilização dos seus recursos.

 

Os filmes contam a história de 2 irmãos, a Guida e o Rui, em versões adaptadas a várias idades, e que, consoante o filme que vão ver, desenvolvem uma ação que vai alertar e explicar o porquê de reduzir, reutilizar e reciclar os resíduos que toos nós fazemos nas nossas casas.

 

Este projeto iniciará em breve um ciclo de apresentações em vários eventos, iniciativas e escolas dos vários ciclos de ensino. A agenda desta iniciativa será disponibilizada em breve, e poderá ser consultada no website da EGF e das empresas que participaram no projeto.

Recycle BinGo está ON! 19 FEVEREIRO 2018

A Valorsul, a Amarsul e a Valorlis, Concessionárias da EGF, com o apoio do Fundo Ambiental do Ministério do Ambiente, acabam de lançar o Recycle BinGo – uma aplicação móvel que promete deixar cada vez mais famílias portuguesas com o bichinho da reciclagem.

 

O Recycle BinGo é uma aplicação, mas funciona como um jogo que torna a experiência da reciclagem muito mais divertida e compensadora. Como?

 

Simples.

 

A missão principal do jogo é fazer visitas ao nosso Ecoponto Habitual. Através da geolocalização o nosso Smartphone sabe que nos encontramos perto dele.

 

 

Ao fazermos check-in desbloqueamos um conjunto de simpáticos bichinhos, os EcoGifts, com os quais vamos preenchendo os nossos cartões BinGo. Cada vez que completamos um cartão ganhamos EcoMoedas – que podemos trocar por ótimos prémios, como bilhetes de cinema, vales de desconto, e muito mais. Além desta missão principal, a aplicação vai lançando missões especiais surpresa com o intuito de melhorar os conhecimentos dos portugueses sobre a reciclagem, manter o envolvimento com o Recycle BinGo e, claro, recompensar os mais amigos do planeta.

 

O Recycle BinGo já está disponível na App Store e no Google Play.

 

A Valorsul, a Amarsul e a Valorlis são responsáveis por tratar cerca de um quarto de todos os resíduos urbanos do país. E têm a importante missão de promover o cumprimento dos objetivos nacionais em matéria de economia circular.

 

Estamos certos de que o Recycle BinGo nos vai ajudar a todos a cumprir esta importante missão. Mas para que tal aconteça é preciso que esta notícia se espalhe.

Ajude-nos a espalhar o bichinho da reciclagem.

 

Contamos consigo.

 

Saiba tudo sobre o jogo mais amigo do planeta em: www.recyclebingo.pt

 

VALNOR reforça rede de ecopontos 02 FEVEREIRO 2018

A VALNOR, Concessionária da EGF para a região do Alto Alentejo, iniciou o trabalho de reforço da rede de ecopontos no Município de Castelo Branco, na passada sexta-feira, dia 26 de janeiro, com a colocação de 7 conjuntos de ecopontos.

 

Ainda durante o presente ano, a VALNOR pretende aumentar o número de ecopontos disponíveis para a população, bem como a periodicidade das recolhas porta-a-porta, e sensibilizar a população para a correta separação dos resíduos, através de campanhas de sensibilização muito focadas nas escolas, no canal Horeca e nos eventos que os municípios promovem.

 

 

 

 

Esta ação vai ser alargada aos restantes municípios servidos pela Valnor, por forma a reforçar e melhorar o serviço a todas as populações, otimizar e aumentar o serviço de recolha seletiva, garantindo, deste modo, o correto encaminhamento dos resíduos para reciclagem, diminuindo-se, progressivamente, a deposição de resíduos em aterro sanitário.

VALORLIS - resultados da reciclagem 30 JANEIRO 2018

O esforço de recolha seletiva nos municípios da área de influência da Valorlis, Concessionária da EGF na região de Leiria, resultou na poupança de 64 mil árvores, poupou energia suficiente para manter ligada uma televisão durante mais de 1000 anos, metal que permite fabricar mais de 10 milhões de latas de 0,33 litros, plástico suficiente para produzir mais de 5,8 milhões de t-shirts XL e a quantidade de vidro que permite produzir cerca de 11,6 milhões de garrafas de 0,75 litros.

 

Em 2017 foram enviados para reciclagem um total de 10.041 toneladas de resíduos, parcelarmente, 4.075 toneladas de vidro, 4.309 toneladas de papel/cartão e 1.657 toneladas de embalagens de plástico e metal. O envolvimento da população dos seis concelhos da área de intervenção da Valorlis, foi essencial para alcançar estes resultados.

 

Marta Guerreiro, Administradora Delegada da Valorlis, salienta “a Valorlis reconhece o esforço da população e agradece todo o seu contributo, que é imprescindível para a recolha seletiva, procurando retribuir com um serviço cada vez melhor e que vá ao encontro das suas necessidades”.

 

Cada cidadão da região, ao separar e depositar os resíduos no ecoponto, contribuiu para que no final de 2017 tenha sido possível enviar para reciclagem materiais que permitem produzir ou poupar recursos muito significativos “a deposição seletiva é já uma prioridade para muitos munícipes, mas temos consciência de que o nosso esforço de sensibilização deverá manter-se, com uma linguagem simples e direta, de forma a mostrar a todas as pessoas que é possível fazer a diferença” explica Marta Guerreiro.

 

“Acreditamos que em conjunto será possível reforçar em 2018 a nossa região como uma referência nas metas da reciclagem e alcançar os exigentes objetivos que nos colocam em termos de material enviado para reciclagem até 2020. São pequenos esforços que fazemos no dia-a-dia, que vão fazer toda a diferença num futuro muito próximo”, acrescenta.

Aluno de Escultura é vencedor 14 JANEIRO 2017

Marco Zecchinato, aluno de escultura é o grande vencedor do Prémio EGF/Belas-Artes!

 

A proposta escolhida pelo júri do Prémio EGF/Belas-Artes simboliza renovação e chama a atenção para os ciclos do ambiente, numa temática ligada diretamente à EGF, que assinala o seu 70º aniversário.

 

A Escultura em Papel de Marco Zecchinato parte da esfera EGF e cria uma forma que se renova. Por intermédio de uma metamorfose em que a matéria volta a ser outra coisa, fica interligada pela geometria e transcende-se como “forma pura, que se desenvolve verticalmente e se torna quase fora água, quase fora terra, quase fora vento e quase fora fogo”, numa alusão direta aos 4 elementos do Universo.

 

A EGF e Belas-Artes, como reforço do incentivo à divulgação de novos artistas e designers, irá atribuir um certificado de participação a todos os concorrentes e distinguirá ainda Bruno Bastos, o segundo finalista, com uma Menção Honrosa pelo seu trabalho, também de elevada qualidade.

VALORSUL tem novo Website 03 JANEIRO 2017

A Valorsul tem uma nova página na internet. Com uma imagem e conteúdos renovados, em www.valorsul.pt é possível descobrir como é tratado e valorizado o lixo doméstico produzido nos 19 municípios da sua área de intervenção.

 

Ao navegar na página web da Valorsul todos podem visitar virtualmente as suas instalações, ficar a conhecer as Áreas de Negócio da empresa, as ofertas de Educação Ambiental e, na Área Clientes, encontrar toda a informação necessária para entregar os seus resíduos na Valorsul.

 

O novo site apresenta vídeos e conteúdos mais interativos e foi desenhado para se adaptar também à visualização em telemóveis e tablets.

Natal Algarvio - Nutriverde gratuito 15 DEZEMBRO 2017

A partir do dia 18 de dezembro, todas as instalações da ALGAR, Concessionária da EGF para a região do ALgarve, vão ter hortícolas e amostras do composto NUTRIVERDE® para oferecer a quem se deslocar às suas instalações para entregar resíduos. O objetivo é convidar os algarvios a cultivarem uma horta. Para além de despertar o interesse para a alimentação saudável traz ainda vantagens económicas ao proporcionar legumes mais baratos e saborosos.

 

Composto Orgânico da ALGAR lado a lado com a Agricultura

O NUTRIVERDE® é produzido pela ALGAR a partir de resíduos verdes. A sua excelente qualidade, promove maiores produções em culturas agrícolas.

 

Trata-se de um composto orgânico 100% natural que, para além de não ser agressivo e poluente para a natureza, traz inúmeros benefícios ao solo, pois combate a erosão e melhora as suas propriedades físicas, químicas e biológicas. O NUTRIVERDE® pode ser adquirido nas instalações da ALGAR, durante o horário de funcionamento das mesmas. A empresa possui 3 Unidades de Compostagem de Verdes em funcionamento, em Portimão, São Brás de Alportel e Tavira. As entregas do NUTRIVERDE® podem ser efetuadas pela ALGAR, mediante condições a acertar com o cliente.

 

Atualmente a venda do NUTRIVERDE®  e do NUTRIVERDE PREMIUM® é efetuada a granel e em big bag (embalagem com cerca de 800 kg). Para saber mais sobre o NUTRIVERDE® consulte o site www.algar.com.pt

ALGAR renova certificações 19 DEZEMBRO 2017

A Algar, Concessionária da EGF na Região do Algarve e responsável pela valorização e tratamento dos resíduos urbanos produzidos nos 16 municípios algarvios, renovou a certificação do Sistema Integrado de Gestão da Qualidade, Ambiente e Segurança implementado, com transição para os novos referenciais normativos NP EN ISO 9001:2015 (Qualidade) e NP EN ISO 141001 de 2015 (Ambiente).

 

Segundo a Administradora Delegada da Algar, Telma Robim, “a empresa foi  auditada entre os dias 21 e 24 de novembro de 2017, tendo sido considerado pela entidade certificadora, APCER, que se encontravam reunidas as condições necessárias à Transição do Sistema Integrado de Gestão, implementado em todas as unidades administrativas, de suporte e operacionais, nomeadamente: a atividade de Recolha Seletiva; 2 Aterros Sanitários; 8 Estações de Transferência; 13 Ecocentros; 2 Estações de Triagem; 3 Unidades de Valorização Energética do Biogás; 3 Unidades de Compostagem de Resíduos Verdes; 3 Unidades de Tratamento de Lixiviados e  1 Central de Valorização Orgânica. Todas as instalações e atividades da empresa mantêm-se certificadas, deixando-nos muito satisfeitos”.

 

A confirmação da manutenção/transição da certificação vem reconhecer que a gestão do sistema multimunicipal de recolha seletiva, transferência de resíduos, triagem e tratamento de resíduos sólidos da Algar, é efetuada com respeito por elevados padrões de qualidade dos serviços prestados, sobretudo quando se fala  no tratamento de cerca de 400.000 toneladas de resíduos urbanos/ano.

 

De entre as inúmeras vantagens internas e externas inerentes ao Sistema Integrado de Gestão da Algar, salienta-se a adoção dos príncipios de prevenção da poluição, bem como da redução da utilização recursos e da aplicação das medidas compensatórias nas opções técnicas e organizacionais, com vista à minimização de impactes ambientais, o reforço da formação e a satisfação dos colaboradores, clientes, partes interessadas e sociedade de uma forma geral. No âmbito da Segurança, a Algar previne o risco de acidentes, de doenças profissionais e garante um ambiente de trabalho seguro e saudável, em todos os setores da empresa.

 

Telma Robim acrescenta: “ A Algar tem o Sistema de Gestão certificado em:

    

     Qualidade para melhor o servir,

     Ambiente para um Algarve mais sustentável,

     Segurança para a proteção dos seus colaboradores,

 

reforçando assim, o compromisso de melhoria contínua da eficácia do Sistema Multimunicipal, e o seu contributo para o desenvolvimento sustentável da região do Algarve.

EGF - Os Primeiros 70 Anos 22 DEZEMBRO 2017

Com 70 anos de história, a EGF conta com um percurso empresarial de excelência e hoje é uma empresa europeia de referência do setor ambiental e líder no tratamento e valorização de resíduos em Portugal.

 

 

Fundada a 22 de dezembro de 1947, a história da EGF é marcada pela inovação e tem sido farol em muitas áreas, em setores tão diversos como a modelação agronómica, a aeronáutica (que está na génese das OGMA), a distribuição de produtos alimentares (que está na génese do MARL) e a distribuição de infraestruturas na bacia do Tejo.

 

 

 

 

Mas é no setor dos resíduos que a EGF ganha destaque - A EGF esteve presente em todos os momentos e desde o início na revolução ambiental que transformou Portugal, passando de um país que colocava os seus resíduos em lixeiras para um país que se orgulha de tratar e valorizar os resíduos que produz.

 

Portugal é hoje uma referência Europeia e Mundial na forma rápida e eficaz com que resolveu os seus problemas de gestão de resíduos, mas que também sabe, cada vez mais, transformá-los em recursos e em matérias primas. É com orgulho que a EGF contribui todos os dias para este sucesso.

 

Os Primeiros 70 Anos

Foi com os olhos no futuro que a EGF concretizou no passado dia 7 de dezembro, uma reunião de trabalho com os seus líderes, com o objetivo de discutir os temas que marcam a atividade presente e futura da empresa. Num momento em que são muitas as variáveis e incertezas no setor dos resíduos, a EGF está uma vez mais a planear e a concretizar soluções, porque acreditamos que o passado sólido é uma alavanca para um futuro promissor.

 

 

Programa Ecovalor 2017/2018 15 DEZEMBRO 2017

Está em curso a 17ª edição do Ecovalor, o programa de educação ambiental da Valorsul, concessionária da EGF para as regiões de Lisboa (Norte) e Oeste, que tem por missão promover a reciclagem e as boas práticas ambientais.

 

O Ecovalor decorre nos 19 municípios da área de intervenção da Valorsul e está previsto o envolvimento de 300 escolas e de 80 instituições de solidariedade social. O objetivo é ter as escolas e as instituições na linha da frente da separação de materiais recicláveis.

 

Neste programa a reciclagem tem duplo valor. Os materiais recicláveis voltam ao ciclo de produção e transformam-se em matéria prima e as escolas e instituições são premiadas pelo seu bom desempenho ambiental.

 

Para tal, os participantes terão acesso a ações de sensibilização, visitas à Valorsul e a prémios que poderão ir até 1.000 euros. Estes prémios são atribuídos, no concurso “Separa e Ganha”, aos estabelecimentos de ensino ou IPSS pela separação de plástico & metal e de papel & cartão e distinguirá as que mais quantidade separarem por município. A expectativa para esta edição é enviar para reciclar 430 toneladas de embalagens de plástico & metal e 306 toneladas de papel & cartão.

 

Para mais informações: www.valorsul.pt

 

Prémio EGF - Belas Artes 03 DEZEMBRO 2017

A EGF, no âmbito da comemoração dos seus 70 anos, e a Faculdade de Belas Artes da Universidade de Lisboa, estão a promover um prémio a atribuir a um estudante da Faculdade de Belas-Artes da ULisboa pela criação de uma obra site specific que represente a identidade corporativa da EGF.

 

O concurso é dirigido exclusivamente aos alunos matriculados no 1º e no 2º ciclo de estudos de Escultura e Design de Equipamento das Belas-Artes, sendo o propósito final a colocação da obra premiada na sede da EGF. O júri é constituído pela Dra. Gabriela Ventura, Presidente do Conselho de Administração da EGF, Dra. Ana Loureiro, Responsável de Comunicação da EGF, Professor Doutor Victor dos Reis, Presidente da FBAUL, ou um representante por si designado, Doutor João Castro Silva, Professor Auxiliar da FBAUL, Mestre Ana Lia Santos, Assistente da FBAUL.

 

Nos objetivos desta colaboração integram-se o estímulo, o desenvolvimento e a divulgação de novos artistas e designers, bem como, o reforço dos valores EGF. A EGF, integrada no Grupo MOTA-ENGIL e URBASER, mais do que valorizar resíduos, valoriza a qualidade de vida das pessoas, assegurando que os resíduos produzidos são utilizados como recursos ou encaminhados para o destino mais adequado.

 

Para informações mais específicas sobre o regulamento e o concurso: Prémio EGF-Belas Artes



Prevenção de Resíduos na Agenda 19 NOVEMBRO 2017

A Semana Europeia de Prevenção de Resíduos já começou e decorre entre 18 e 26 de novembro em 30 países. Até ao dia 18 de novembro já existiam 13.410 ações registadas, todas elas com o objetivo de reduzir, reutilizar e reciclar os resíduos produzidos.

 

O eixo temático deste ano ano é Reutilizar e Reparar: Dá-lhe uma nova Vida! Esta tema representa a necessidade de mudar de uma atitude descartável para uma maior apreciação dos produtos e dos recursos utilizados. A EGF e as suas Concessionárias aliaram-se uma vez mais a este movimento, com ações de continuidade mas também com iniciativas que decorrem em dias e horários específicos. 

 

 

 

ALGAR

 

Atividade:  Campanha Recolha Solidária de Brinquedos Usados

Data: 18 a 26 de novembro

Local: Instalações da Algar

Público-Alvo: Todos

Descrição da atividade: Os brinquedos angariados reertem para a associação ENTRAJUDA, uma entidade que opera no Algarve e colabora com famílias carenciadas.

------------------------------------------

 

Atividade: Feira Hora da Troca

Local: Escolas aderentes

Público-Alvo: Todos

Descrição da atividade: Sensibilizar e incentivar as escolas para que promovam feiras de troca direta de objetos, tais como CD’s, livros, brinquedos ou outros materiais, que, estando em bom estado de conservação, poderão ser utilizados por quem deles mais necessita. Esta ação visa sobretudo, aumentar o ciclo de vida útil dos objetos e alertar os alunos para a importância de evitar o desperdício dos materiais, contribuindo dessa forma para a redução da deposição dos resíduos em aterro

 

RESIESTRELA

 

Atividade: Atividade de reutilização

Data: 18 a 26 de novembro

Local: Celorico da Beira

Público-Alvo: Todos

Descrição da atividade: No decorrer da semana europeia de prevenção de Resíduos, o Município de Celorico da Beira recebe na Câmara Municipal e escolas, garrafas “pet” que serão reutilizadas na elaboração dos enfeites de Natal a colocar na Vila. Para além desta iniciativa, o Município irá receber, até 19 de dezembro, brinquedos que já não são utilizados e que estão em boas condições, para serem posteriormente distribuídos a crianças do concelho. A entrega pode ser efetuada na Câmara Municipal ou na Escola mais próxima.

 

 ------------------------------------------

Atividade:  Dia da Floresta Autóctone

Data: 23 de novembro, 14h30

Local: Figueira de Castelo Rodrigo

Público-Alvo:  Alunos do 2º Ciclo do Ensino Básico de Figueira de Castelo Rodrigo

Descrição da atividade: Ação de plantação de 300 árvores autóctones (carvalhos e castanheiros). A plantação decorrerá na Serra da Marofa com a participação dos alunos do 2º Ciclo do Ensino Básico de Figueira de Castelo Rodrigo. De modo a assinalar a Semana Europeia da Prevenção de Resíduos, será oferecido aos alunos presentes na ação de plantação um saco de compras reutilizável, facultado pela Resiestrela, sensibilizando desta forma para o uso de sacos reutilizáveis, reduzindo o uso de sacos de plástico.

 ------------------------------------------

Atividade:  Ações de rua

Data: 18 a 26 de novembro

Local: Pinhel

Público-Alvo: Comerciantes

Descrição da atividade: Vão ser realizadas diversas ações de rua que têm como objetivo, visitar comerciantes e outras empresas afim de os sensibilizar para prevenção de resíduos com a distribuição de sacos reutilizáveis e divulgar o serviço de recolha porta a porta de materiais recicláveis, que é realizada pela Resiestrela.

 

 

VALNOR

 

Atividade: 2ª Feira Verde

Data: 20 novembro

Local: Ecocentros da Valnor

Público-Alvo: Todos

Descrição da atividade: Distribuição de Flyers e amostras de corretivo orgânico aos utilizadores dos ecocentros.

------------------------------------------

Atividade: Alimentação Saudável e Sustentável

Data: 20 e 24 de novembro

Local: Instalações da Valnor

Público-Alvo: Colaboradores

Descrição da atividade: Palestras internas: Sessão teórica com nutricionista (acerca do desperdício alimentar, seu impacto e estratégias de minimização).

------------------------------------------

Atividade: Alimentação Saudável e Sustentável

Data: 20 de novembro

Local: Escola de Hotelaria e Turismo de Portalegre

Público-Alvo: Alunos da Escola de Hotelaria e Turismo de Portalegre

Descrição da atividade: Workshop: Alimentação Saudável e Sustentável: Sessão teórica – nutricionista; Sessão Prática – chef da escola

(acerca do desperdício alimentar).

------------------------------------------

Atividade: Relembrar a Reutilização

Data: 20 de novembro

Local: Alcains

Público-Alvo: Aluno Pré-escolar e Academia Sénior de Alcains

Descrição da atividade: Atelier sobre reutilização, com crianças. Palestra com séniores. Visita à escultura de Bordalo II.

------------------------------------------

Atividade: Feira de Usados

Data: 19 de novembro

Local: Sertã

Público-Alvo: Todos

Descrição da atividade: Venda de produtos em segunda-mão.

------------------------------------------

Atividade: Concurso Escolar “A Viagem da Embalagem”

Data: 23 de novembro de 2017 a 21 de maio de 2018

Local: Municípios servidos pela instalação da Valnor em Castelo Branco

Público-Alvo: População escolar

Descrição da atividade: Concurso escolar que consistirá na recolha e entrega de ECAL para valorização.

------------------------------------------

Atividade: Seminário

Data: 23 de novembro

Local: Proença-a-Nova

Público-Alvo: Universidade Sénior

Descrição da atividade: Seminário acerca da economia circular, sustentabilidade, gestão de resíduos.

------------------------------------------

Atividade: Prevenir para Ajudar

Data: 23 de novembro e 20 de dezembro

Local: Castelo Branco

Público-Alvo: Todos

Descrição da atividade: Entrega de roupas usadas para bebé/criança e brinquedos.

 

VALORLIS

 

Atividade: A Compostagem Doméstica é ideal para Si!

Data: 18 novembro, 10h/12h

Local: Valorlis

Público-Alvo: Todos

Descrição da atividade: Os participantes aprendem a fazer um adubo natural a partir dos resíduos orgânicos e a construir um compostor artesanalmente, utilizando paletes, redes, bidons etc. Sorteio de um compostor doméstico no final da ação.

------------------------------------------

Atividade:  Workshop "Natal Verde, Amigos Felizes"

Data: 18 novembro, 10h/12h

Local: Valorlis

Público-Alvo: Famílias com crianças

Descrição da atividade: Workshop de reutilização, onde os participantes vão aprender a fazer decorações e presentes de Natal, elaborados de forma artesanal, recorrendo ao mínimo de recursos e dando nova vida às embalagens. 

------------------------------------------

Atividade: Workshop “Plantas para curar e para comer”

Data: 25 novembro, 16h/18h

Local: Valorlis

Público-Alvo: Todos

Descrição da atividade: Workshop onde os participantes vão aprender a utilizar/reutilizar diversas plantas com utilização benéfica para a sua saúde e utilizá-las para fins terapêuticos e culinários, promovendo a redução da produção de resíduos e a diminuição do uso de produtos químicos.

------------------------------------------

Atividade: Atelier de Sensibilização "Reutilizar e Brincar"

Data: 21 novembro, 10h30/12h30

Local: Escola EB1 do Carriço

Público-Alvo: Alunos 1.º Ciclo

Descrição da atividade: Em parceria com o município de Pombal será realizada na escola EB1 do Carriço, a cerimónia do hastear da Bandeira Verde e atribuição  do título de EcoEscola. A Valorlis irá realizar com os alunos e professores um atelier de reutilização de embalagens, que serão a matéria prima para construir diversos brinquedos.

 

 VALORSUL

 

 

 

A Semana Europeia de Prevenção de Resíduos

Lançada em 2009, esta iniciativa sempre se concentrou na sensibilização para a prevenção de resíduos, a maior prioridade estabelecida na hierarquia europeia de gestão de resíduos. Ao longo das oito edições anteriores, esta iniciativa teve um sucesso crescente e criou uma rede de atores públicos e privados envolvidos ativamente no campo da prevenção de resíduos. Não só associações, autoridades públicas, estabelecimentos de ensino e empresas, mas também cidadãos individuais, implementarão ações durante esta semana: isso mostra o crescente interesse em reduzir a quantidade de lixo que colocamos nos contentores todos os dias. Incluindo as ações deste ano, esta iniciativa atingiu um total de 87.221 ações desde sua primeira edição em 2009. Em média, um cidadão europeu produz quase 500 kg de resíduos anualmente, enquanto recicla menos de metade do que isso ou ainda menos. 

 

EGF na Universidade Coimbra 16 NOVEMBRO 2017

A EGF apoia e participa no próximo workshop dedicado à Economia Circular em Geotecnia Ambiental, um evento organizado pela Universidade de Coimbra e pela Comissão Portuguesa de Geotecnia Ambiental, que se realiza no próximo dia 22 de novembro.

 

A participação da EGF será assegurada pela Eng.ª Anália Torres da Valorsul (Concessionária para as regiões de Lisboa (Norte) e Oeste de Portugal, com uma apresentação - A economia circular na gestão dos resíduos urbanos.

 

Os principais tópicos do Workshop incluem os conceitos e objetivos stratégicos da economia circular, eficiência e desafios societais na utilização dos geomateriais, processamento e tratamento de resíduos e desenvolvimentos recentes para recuperação de áreas contaminadas.

Este Workshop é destinado aos profissionais intervenientes na área dos resíduos em geral, incluindo empresários, técnicos, juristas, economistas, académicos e estudantes. Para mais informações: https://ecocircular.wixsite.com/ecocirgeoambiental

EGF nas Jornadas Técnicas 15 NOVEMBRO 2017

A EGF participa de forma ativa na próxima semana nas 10as Jornadas Técnicas Internacionais de Resíduos, organizadas pela APESB e que se realizam no Instituto Superior de Engenharia do Porto, entre 21 e 23 de novembro.

 

Estas jornadas são uma referência técnica nas temáticas dos resíduos a nível nacional e contam com a participação de oradores de referência nacionais e internacionais, sendo de destacar Antonis Mavropoulos, Presidente da ISWA - International Solid Waste Associations e Timothy Bouldry, Coordenador do Programa da ISWA que já retirou mais de 40 crianças e jovens das lixeiras da Nicarágua em troca de bolsas de estudo e que inspira programas similares em todo o Mundo.

 

 

A EGF estará presente com duas comunicações, asseguradas por Eliana Félix - Projeto de recolha seletiva porta-a-porta na Suldouro, e por Ana Loureiro - Comunicação Ambiental Estratégica.

 

O programa conta ainda com presenças institucionais relevantes, com master classes e visitas técnicas especializados e será um espaço de debate para o setor. Para mais informações: http://www.jornadas-residuos2017.apesb.org/

 

Campeonato de Surf a reciclar! 08 NOVEMBRO 2017

A separação de resíduos de embalagem durante o campeonato do mundo de Surf, que decorreu em Peniche no final de outubro, bateu todos os recordes. Ao todo, foi possível enviar para reciclagem mais de 5 toneladas de material, sobretudo plástico, desviando estes resíduos de um destino bem menos útil: o aterro sanitário.

 

Os materiais recolhidos (papel e cartão, plástico e metal, e vidro) foram enviados para o centro de triagem da Valorsul e aí foram preparados e enviados para reciclagem. Só com o papel e cartão recolhido, foi possível poupar o abate de 30 árvores. A organização do evento e a Valorsul concentraram-se, desde a primeira hora, em garantir condições para que o público pudesse separar as suas embalagens.

 

“Por um Oceano sem Plástico” era o mote desta edição do campeonato e foram diversas as iniciativas coordenadas pelo município para sensibilizar a população para as questões ambientais.

OE 2018: Desafios Futuros 24 OUTUBRO 2017

Gabriela Ventura, Presidente do Conselho de Administração da EGF, participa esta semana na conferência sobre o Orçamento do Estado para 2018, organizada pela VdA e pela APGEI, no dia 26 de outubro, sob o tema “Desafios Futuros".

 

A abertura do evento está a cargo de Tiago Marreiros Moreira (sócio da VdA), que é também orador no Painel Fiscal: “Novidades Fiscais do OE e Perspectivas Futuras” com Samuel Fernandes de Almeida (Sócio VdA). No Painel Empresas com o tema “Desafios Presente e Futuros” haverá um debate moderado pelo jornalista Paulo Ferreira, no qual participam a CEO da EGF, o Presidente da Roland Berger Portugal, o CEO do Novo Banco e o Presidente do Fórum para a Competitividade.

 

 

A conferência tem lugar no dia 26 de outubro em Lisboa, no Hotel Ritz. Para mais informações: OE 2018:DESAFIOS FUTUROS

Candidaturas EGF aprovadas 19 OUTUBRO 2017

As empresas do Grupo EGF concorreram ao Fundo Ambiental com duas candidaturas, agrupadas em Consórcio e lideradas pela Valorsul e pela Resiestrela, com os projetos Recycle Bin-Go – Aplicação Mobile e Ações de Educação Ambiental.

 

Ambos os projetos foram aprovados pelo Ministério do Ambiente e serão financiados e executados ainda em 2017, num total de investimento de 192.000€. Estas iniciativas são inovadoras na forma como abordam o cidadão, tanto pelo desenvolvimento tecnológico como pela abordagem criativa, e ambas apostam numa mudança de paradigma que dá mais relevância e evidência aos benefícios concretos que tanto o indivíduo como a sociedade obtêm pelo ato de separar e reciclar os seus resíduos.

 

 

Recycle Bin-Go – Aplicação Mobile

A APP é um projeto candidatado pela Valorsul (líder da Parceria), Amarsul e Valorlis, e funcionará como um jogo interativo em que o cidadão (e respetiva esfera de influência – núcleo familiar, amigos das redes sociais, colegas de trabalho) é convidado e participar. Esta participação implica ir ao ecoponto, adotar comportamentos corretos na separação de resíduos recicláveis e partilhar informação na sua rede de influência. Cada um destes comportamentos e tarefas realizados na APP terão correspondência na realidade, com a atribuição de pontos. Quantas mais vezes o utilizador se deslocar ao seu ecoponto, mais pontos serão ganhos; e de cada vez que o cidadão partilhar o bom comportamento realizado ou conteúdos pedagógicos, também ganha pontos. Este projeto alia a componente dos jogos à realidade da reciclagem, e premeia os cidadãos pelo bom comportamento.

 

Ações de Educação Ambiental em planetários itinerantes

A Resiestrela (líder da Parceria), Algar, Ersuc, Resulima, Suldouro, Valnor e Valorminho são as empresas que constituem a Parceria que candidataram o projeto Ações de Educação Ambiental. Estas ações serão dedicadas à temática dos resíduos urbanos e irão recorrer a métodos tecnológicos inovadores de transmissão da informação como estrutura de suporte à ação. Para a sua concretização serão concebidos e produzidos 3 filmes especialmente concebidos com conteúdos adequados a 3 públicos-alvo diferentes: Jardim de Infância/1.º Ciclo; 2.º/3.º Ciclos; Secundário/Adultos, que serão apresentados em full dome 360º, uma forma inovadora de projeção que incorpora imagens reais e tridimensionais projetadas numa cúpula insuflável com recurso a planetários itinerantes. Cada ação de sensibilização terá a duração de trinta e cinco minutos com a apresentação de um filme, um jogo sobre a temática e entrega de materiais pedagógicos que permitem consolidar o conhecimento obtido e servir de veículo de transmissão de informação. O cinema imersivo móvel é um conceito inovador de aprendizagem que estimula e incentiva os alunos para as temáticas de produção e consumo sustentáveis, sendo um meio de excelência para captar a atenção dos mais jovens e transmitir a informação de uma forma criativa e inovadora.

VALORLIS a pedalar pela Reciclagem 17 OUTUBRO 2017

No âmbito da campanha “Reciclar é o que está a dar”, que pretende sensibilizar para a importância da reciclagem, a Valorlis, Concessionária da EGF para a região de Leiria, desafiou toda a população a participar no 7º Passeio de Bicicleta da Valorlis - “Na Rota das Embalagens”, no dia 15 de outubro.

 

Mais uma vez a adesão superou as expectativas e o passeio contou com a presença 270 participantes dos 5 aos 72 anos. O passeio com início na Valorlis,  contou com dois percursos, um mais curto de apenas 10 km, onde os participantes regressaram de autocarro para a Valorlis e  um percurso mais longo de 30 km. 

 

Na Valorlis, houve animação para as crianças com ateliês de reutilização e jogos alusivos à temática da reciclagem. Esteve também presente o falcoeiro da Valorlis com uma demonstração de vôo de aves de rapina, que encantou crianças e adultos. A manhã terminou com um almoço convívio de caldo verde e bifanas.

 

As inscrições tiveram o valor simbólico de seis embalagens de plástico, metal, vidro, cartão ou embalagens de cartão para alimentos líquidos que cada participante depositou no ecoponto colocado na partida. Numa manhã foi possível juntar perto de 250 kg de embalagens para reciclagem.

 

“Este passeio insere-se na política de proximidade e de “portas abertas” que a Valorlis mantem desde o primeiro dia.  Num domingo de manhã conseguimos juntar famílias inteiras numa atividade diferente, mas com o nosso objetivo de sempre, alertar para a importância da reciclagem”, explica Nuno Heitor, Diretor Geral da Valorlis.

 

O 7º Passeio de Bicicleta da Valorlis teve a organização do percurso pela AIRBIKE – Associação de Ciclismo, contando com o apoio da Gopaper. “O sucesso da iniciativa, um passeio de bicicleta divertido em que o mote é a reciclagem, e os vários pedidos dos participantes no final, levam-nos já a considerar o Passeio de Bicicleta Valorlis como um evento anual”, refere Nuno Heitor.

ALGAR - nova célula em aterro 12 OUTUBRO 2017

A Algar, Concessionária da EGF para a região do Algarve, já tem em curso os trabalhos de construção da terceira célula do Aterro Sanitário do Sotavento, localizado em Cortelha, Loulé, que serve as populações deste concelho, de Faro, Olhão, São Brás de Alportel, Tavira, Vila Real de Santo António, Castro Marim e de Alcoutim.  

 

A sua construção já estava prevista no âmbito do projeto inicial do aterro sanitário, nomeadamente, na segunda fase de implantação do mesmo, com o propósito de ampliar a capacidade de deposição dos resíduos indiferenciados recolhidos nos concelhos do Sotavento Algarvio.

 

A nova célula, que está a ser construída com as melhores técnicas disponíveis de preservação ambiental, de modo a garantir a impermeabilização dos solos e a proteção dos aquíferos, permitirá fazer a receção de cerca de 130.000 toneladas de resíduos por ano, prevendo-se um tempo de vida útil em exploração de 10 anos.

 

O sistema de proteção ambiental existentes no fundo da célula é composto por:

  • camada de regularização basal com 0,50 m de espessura média;
  • geocompósito bentonítico;
  • geomembrana em polietileno de alta densidade, com 2,0mm de espessura;
  • geotêxtil não tecido de 500gr/m2 (proteção da mecânica);
  • camada drenante com espessura de 0,50m;

Os taludes são compostos por:

  • camada de regularização basal com 0,50 m de espessura média;
  • geocompósito bentonítico;
  • geomembrana em polietileno de alta densidade, com 2,0mm de espessura;
  • geotêxtil não tecido de 500gr/m2 (proteção da mecânica);

O fundo da célula terá uma rede de drenagem para captação dos efluentes produzidos, os quais serão encaminhados para tratamento na Estação de Tratamento de Lixiviados. À medida que a célula for sendo explorada, serão construídos drenos de biogás, que irão permitir a desgaseificação da massa de resíduos e consequente captação para a produção de energia elétrica. A empreitada, avaliada em 4 milhões de euros, deverá ficar concluída num prazo máximo de 16 meses, esperando-se com este investimento obter um volume de encaixe de 1.200.000m3 para a deposição de resíduos.

ALGAR - Horta Solidária 07 SETEMBRO 2017

Passado ano e meio sobre a assinatura do protocolo de cooperação celebrado entre a Algar e o Banco Alimentar Contra a Fome do Algarve (BACF) no âmbito do projeto “HORTA SOLIDÁRIA”, ambas as entidades fazem agora um balanço positivo sobre a iniciativa. Recorde-se que esta ação avançou em Março de 2016 como resultado de uma parceria entre a Federação Portuguesa dos Bancos Alimentares e o Ministério da Justiça, através da Direção-Geral de Reinserção e Serviços Prisionais.

 

O objetivo do projeto “HORTA SOLIDÁRIA” foi conceder competências aos reclusos do instituto de reinserção social, nomeadamente dos estabelecimentos prisionais de Faro e Olhão. Ao longo deste período, cerca de 20 homens passaram pelo projeto, a grande maioria já em liberdade condicional e a trabalhar. Equipas compostas, em regra, por 4 homens, realizaram atividades no âmbito da produção de hortícolas em agricultura biológica, desenvolvidas nos terrenos cedidos pelo Ministério da Agricultura (Patacão, Faro) e com o resultado do seu trabalho permitiram que muitas famílias carenciadas apoiadas pelo BACF passassem a ter acesso a alimentos saudáveis variados.

 

Para a plantação das hortícolas, ao abrigo do referido protocolo, o BACF tem contado com a cedência do composto NUTRIVERDE® produzido pela Algar a partir da valorização dos resíduos verdes. Um produto 100% natural, amigo do ambiente, ideal para utilização como fertilizante orgânico e ou substrato que pode ser usado como fator de produção em agricultura biológica.

 

Desde março de 2016 até à presente data, a Algar entregou 26,62 toneladas do composto NUTRIVERDE® para aplicação no cultivo de hortícolas diversas (alface, tomate, pimento, curgete, abóbora, couves, favas, cebola e batata-doce). Ao longo de um ano e meio de trabalho desenvolvido produziram-se 12 toneladas destes alimentos, entretanto distribuídos por instituições de todo o Algarve que, através do BACF, apoiam um total de 18 mil pessoas.

 

A “Horta Solidária” tem-se revelado assim um projeto extremamente emblemático e significativo, pois para além dos excelentes resultados verificados, tem permitido trabalhar questões muito importantes como a integração social, a proteção do ambiente e os cuidados nutricionais, neste caso a integração de alimentos mais saudáveis na alimentação de pessoas carenciadas de todo o Algarve.

 

O projeto Horta Solidária conta atualmente com mais parceiros que “alimentam esta ideia”, a saber:

 

  • Direção Regional de Agricultura e Pescas do Algarve (com a cedência do terreno, água, equipamentos, combustível, mão de obra para o manuseamento dos equipamentos e apoio técnico – sem custos);
  • Direção Geral de Reinserção e Serviços Prisionais (EP Olhão e EP Faro com a cedência de reclusos - com custos);
  • Câmara Municipal de Loulé (cedência de transporte a escolas que desenvolvem atividades na HORTA e transporte de estrume – sem custos);
  • Câmara Municipal de Faro (cedência de transporte de estrume – sem custos);
  • Universidade do Algarve (envolvimento de alunos e docentes do curso de agronomia – sem custos);
  • Federação Portuguesa Bancos Alimentares (através de protocolos cedência de plantas/sementes, bem como fatores de produção como adubos – sem custos);
  • ARS Algarve (promoção de uma alimentação saudável – sem custos).
  • ALGAR (cedência de composto NUTRIVERDE – sem custos);
  • PLANTALGARVE (cedência de plantas – sem custos);
  • VIDAVERDE (cedência de plantas – sem custos);
  • EQUINOSTRUM (cedência de estrume – com custos);
  • Centro Hípico de Loulé (cedência de estrume – sem custos).
  • MAPS (envolvimento de utentes em recuperação de toxicodependência – sem custos);
  • GATO (envolvimento de utentes em recuperação de toxicodependência – sem custos);
  • ACASO (envolvimento de utentes com deficiência e incapacidade – sem custos):
  • EXISTIR (envolvimento de utentes com deficiência e incapacidade – sem custos);
  • AAPCDAM (envolvimento de utentes com deficiência e incapacidade – sem custos);
  • ASMAL (estágios e CEI+ de utentes com deficiência e incapacidade – com custos).

 

De referir ainda que no âmbito da atividade da Algar a empresa coopera com diversos projetos locais visando o desenvolvimento da região do Algarve, e promove, com regularidade, campanhas de sensibilização ambiental destinadas à população em geral, pequeno comércio e serviços.

VALORLIS apoia artista Bordalo II 10 OUTUBRO 2017

Com o apoio da Valorlis e no âmbito do evento "Leiria, paredes com história: ARTE PÚBLICA" esteve em Leiria nos dias 28 e 29 de setembro o artista Bordalo II, famoso por reutilizar materiais e criar obras de arte urbana utilizando como matéria prima o lixo.

 

Pela abordagem criativa e linguagem contemporânea que o caracterizam, Bordalo II é, atualmente, um artista com projeção de nível internacional, levando a mensagem da importância da sustentabilidade ambiental além-fronteiras. Na parede apoiada pela Valorlis foram utilizados ecopontos danificados, diversos plásticos e metais e “nasceu” uma garça com três filhotes, uma obra de arte urbana única e surpreendente, que pode ser visitada durante um passeio nas margens do Rio Lis.

 

O "Leiria, paredes com história: ARTE PÚBLICA"  é um EcoEvento Valorlis, e assume o compromisso de redução do impacto ambiental e promoção da gestão adequada dos resíduos, resultantes das diversas fases do evento, através da implementação de medidas concretas, tais como: implementar ações de sensibilização ambiental junto de todos participantes, otimizar os recursos materiais utilizados, considerando o seu potencial de reutilização e/ou reciclagem e a colocação de mini ecopontos nos locais das intervenções artísticas e espaços das exposições.

 

A obra de arte urbana “Garça” pode ser visitada em Leiria, Rua de Tomar / Percurso Polis  __  39.742516, -8.802083.

ALGAR apoia causas sociais 22 SETEMBRO 2017

A ALGAR, Concessionária da EGF para a região do Algarve, concretizou o apoios no valor global de 1.776,00€ no âmbito das campanhas de Sensibilização Ambiental “Missão Reciclar para a Cruz Vermelha Equipar” e “Da tampinha à garrafinha”, duas iniciativas apoiadas pela empresa que têm como objetivo apelar à separação de garrafas, garrafões vazios, bem como das tampas de plástico e incentivar a sua entrega nas entidades que beneficiam destas campanhas, nomeadamente, as Delegações da Cruz Vermelha e a Associação Oncológica do Algarve.

Desta forma pretende-se contribuir para a obtenção de verba a favor da aquisição de equipamentos ou outros meios necessários aos serviços que disponibilizam à população. Nove meses passados após a assinatura dos protocolos de cooperação, das referidas campanhas, já foram encaminhados para reciclagem 8,88 toneladas de embalagens plásticas.

 

Como colaborar com as campanhas:

Basta dirigir-se a cada uma das instituições a seguir indicadas e entregar garrafas, garrafões vazios e tampas de plástico.

 

Campanha “Missão Reciclar para a Cruz Vermelha Equipar”

Onde se dirigir - Entidades beneficiárias:

  • Delegação da Cruz Vermelha de Faro-Loulé;
  • Delegação da Cruz Vermelha de Moncarapacho/Fuseta;
  • Delegação da Cruz Vermelha de Tavira;
  • Delegação da Cruz Vermelha de Lagos;
  • Delegação da Cruz Vermelha de Portimão;
  • Centro Humanitário de Silves.

 

Campanha “Da tampinha à garrafinha”

Onde se dirigir - Entidades beneficiarias:

  • Associação Oncológica do Algarve

Quem colaborar a favor das campanhas não só estará a contribuir para que estas instituições adquiram meios para melhorarem as condições do serviço prestado aos seus utentes, como também estará a promover boas práticas ambientais.

 

Vantagens da Reciclagem

Reciclar embalagens usadas traz imensas vantagens, entre elas destaque para a redução da quantidade dos resíduos depositados em aterro, prevenindo a necessidade de construção de mais aterros e a preservação dos recursos naturais, uma vez que os resíduos recicláveis depois de tratados são transformados em matéria-prima passível de ser utilizada no processo de produção de novos produtos.

EGF apoia conferência WASTES 25 SETEMBRO 2017

A EGF patrocina a Conferência Internacional WASTES 2017, que se realiza na faculdade de Engenharia da Universidade do Porto nos dias 25 e 26 de setembro.

 

Esta conferência é organizada pelo CVR - Centro de Valorização de Resíduos e pela Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto, e está focada nos temas relacionados com a Economia Circular, nomeadamente com oportunidades, desafios e restrições. O desenvolvimento de técnicas inovadoras, ferramentas e estratégias para melhorar a performance ambiental e a discussão de como as atividades industriais impactam o ambiente serão alguns dos temas em discussão.

Para mais informação: Wastes 2017

 

 

EGF participa em Congresso Mundial 25 SETEMBRO 2017

A EGF está presente no Congresso Mundial da ISWA - International Solid Waste Association, que este ano se realiza em Baltimore (EUA), entre os dias 25 e 27 de setembro. O evento é uma referência mundial do setor dos resíduos e todos os anos se realiza num país diferente - aqui se discutem as mais recentes novidades, políticas, tendências e questões técnicas associadas a tecnologia, engenharias ou ciências sociais.

 

A participação da EGF é assegurada por Ana Loureiro, Responsável de Comunicação, que irá moderar a sessão Designing Socially and Financially Sustainable Waste Systems in Emerging Markets, que terá lugar na quarta-feira, dia 27 de setembro. Nesta sessão, os participantes irão ter acesso a informação e orientações sobre como desenvolver estratégias para implementação de sistemas de gestão de resíduos que sejam financiáveis e ambientalmente sustentáveis.

 

Para mais informações sobre a sessão: Designing Socially and Financially Sustainable Waste Systems in Emerging Markets

Para mais informação sobre o Congresso Mundial da ISWA: ISWA 2017 - Baltimore

 

 

FILME EGF "O MUNDO CONTA" 13 SETEMBRO 2017

Já está disponível o novo filme EGF, O Mundo Conta, onde fica a conhecer a atividade do Grupo e as várias áreas de negócio. 

 

O filme tem a duração de 5 minutos e em pouco tempo é possível conhecer formas diferentes e eficazes de dar valor aos resíduos produzidos, em função das suas características. Com a EGF é posível valorizar recursos através da recolha seletiva e triagem de materiais recicláveis; tratamento mecânico e biológico; valorização energética; valorização de escórias, produção de CDR (combustível derivado de resíduos) ou através da deposição segura de resíduos em aterro sanitário.

 

Este filme existe nas versões Portuguesa, Inglesa e Espanhola e está disponível aqui: Filme EGF

Relatório Sustentabilidade 2016 04 SETEMBRO 2017

A Mota-Engil publicou o Relatório de Sustentabilidade de 2016, publicação para a qual a EGF e as várias Concessionárias contribuiram com informação específica sobre a sua atividade.

 

Nesta publicação é possível encontrar informação Ambiental, Social e Económica específica sobre a atividade de tratamento e valorização de resíduos, entre outra informação útil nos vários setores em que o Grupo Mota-Engil atua.

 

Para mais informações e download: Relatório de Sustentabilidade Mota-Engil 2016

Missão Eletrão na ALGAR 30 AGOSTO 2017

Os bombeiros do Algarve contam com a colaboração da Campanha da Algar “Missão Electrão” - desde maio de 2015 que as instalações dos Bombeiros da região algarvia integram a rede de recolha da Amb3E - Associação Portuguesa de Gestão de Resíduos (Amb3E), resultado da celebração de protocolos estabelecidos no âmbito da campanha da Algar “Missão Electrão”.

 

A “Missão Electrão” é uma campanha que alia a componente ambiental de sensibilização e promoção da recolha dos resíduos de equipamentos elétricos e eletrónicos (REEE), lâmpadas e pilhas junto da população, tendo associada uma vertente social, através da atribuição de uma contribuição financeira que tem permitido aos bombeiros equiparem os seus quartéis.

 

 

 

A Algar, Concessionária da EGF para a região do Algarve, é responsável por assegurar o funcionamento da plataforma logística da campanha incluindo a colocação de 48 contentores adequados nas Corporações de Bombeiros, a articulação dos meios de recolha e o encaminhamento dos resíduos para as Unidades de Valorização e Tratamento da rede da Amb3E.

 

Cada quartel aderente está equipado com um contentor para a deposição de grandes eletrodomésticos, caixas apropriadas para a recolha de pilhas e pontos eletrão para colocação de lâmpadas e REEE de menor dimensão, como varinhas mágicas, telemóveis, aparelhos de música, entre muitos outros.

 

As corporações de Bombeiros passaram assim a disponibilizar à população um serviço de receção de REEE, inteiramente gratuito, que permite aos cidadãos não só entregar os seus resíduos de forma segura, protegendo o ambiente, mas também contribuir para a aquisição de equipamentos necessários às corporações de bombeiros.

 

Desde 2015 até ao 1º semestre de 2017 já foram recolhidas mais de 194 toneladas de REEE. No total, as entidades aderentes já receberam cerca de 14.500,00€ para ajuda na aquisição de materiais imprescindíveis no combate aos incêndios na região.

 

A participação ativa da população tem sido crucial para o sucesso desta campanha. Para mais informações: www.algar.com.pt

ALGAR com ações em Lagos 17 AGOSTO 2017

 

A ALGAR, Concessionária da EGF para a região do Algarve, colabora mais uma vez com a Câmara Municipal de Lagos no âmbito das atividades da Campanha “Lagos na Onda do Verão 2017”.

 

No âmbito da Campanha da Bandeira Azul, a Câmara Municipal de Lagos, tem dado continuidade ao projeto de sensibilização/Educação Ambiental “Lagos na Onda do Verão”, que visa sensibilizar, informar e consciencializar a população, particularmente as crianças, para os problemas existentes a nível do ambiente, nomeadamente, para o papel que cada um deles pode desempenhar na diminuição e erradicação de alguns desses problemas, contribuindo, neste sentido, para se alcançar o desenvolvimento sustentável. O aludido Projeto continua a revestir-se de forma ampla e inovadora e tem estado disponível durante a época balnear nos meses de julho e agosto do ano em curso. As atividades pedagógicas/jogos e animação no areal, desenvolvem-se em ateliers temáticos, cujos temas são: “Resíduos & Poluição”, “Energia & Alterações Climáticas”, “Água”, “O teu planeta é a tua terra: "bora lá cuidar” e “Alimentação Saudável & Bem Estar”.

 

Os ateliers temáticos têm funcionado às segundas, quartas e sextas (exceto feriados), no período da manhã, nas praias do Município de Lagos. A Algar tem sido colaboradora deste projeto desde que foi implementado e à semelhança dos anos anteriores tem participado através da dinamização de atividades nas semanas cuja temática são os “RESÍDUOS & POLUIÇÃO”. No mês de julho esteve na Praia da Luz e em agosto esteve na Praia do Porto de Mós, nos dias 28 e 30 de agosto. Para mais informações: www.algar.com.pt

ALGAR em parceria com a Docapesca 23 AGOSTO 2017

A ALGAR, Concessionária da EGF para a região do Algarve, é parceira da DOCAPESCA Portos e Lotas, S.A. no curso o projeto A Pesca por um mar sem lixo, cujo objetivo é combater uma das principais ameaças à preservação dos recursos e ecossistemas marinhos – o lixo marinho.

 

Este projeto vem unir pescadores e portos na melhoria das condições ambientais da nossa zona costeira. A Algar é parceira da iniciativa na região no Algarve, através da disponibilização de contentores de 120L ao Núcleo Piscatório da ilha da Culatra, para a deposição dos resíduos recicláveis recolhidos no mar pelos pescadores (copos e sacos de plástico, pacotes de bebidas, latas e esferovite). Estes resíduos, recolhidos no mar ou produzidos nas embarcações são encaminhados para terra pelos pescadores, que os colocam nos contentores da Algar. A Fagar encarrega-se depois de fazer o transporte separadamente de todos os resíduos (recicláveis e não recicláveis) da ilha da Culatra para as instalações da Algar, onde recebem o tratamento adequado.

 

A iniciativa está integrada num dos compromissos voluntários de Portugal, assumido pelo Ministério do Mar, no âmbito do Desenvolvimento Sustentável 14-Oceanos, que tem como propósito:

  • Melhorar a gestão de Resíduos a bordo das embarcações de pesca;
  • Sensibilizar e apoiar os pescadores na adoção de boas práticas ambientais da zona costeira portuguesa;
  • Preservar os ecossistemas marinhos;
  • Promover a recolha dos resíduos gerados a bordo e capturados nas artes de pesca e disponibilizar infraestruturas adequadas para a sua receção.

 

Para além da DOCAPESCA, da Algar e da Fagar, os restantes intervenientes neste processo são a Associação Moradores da Culatra, a Associação Portuguesa de Lixo Marinho e a Câmara Municipal de Faro.

 

O projeto arrancou na Culatra, no dia 21 de agosto, com 102 aderentes (embarcações, viveiristas e mariscadores), um resultado substancialmente superior ao alcançado em Peniche, local onde foi lançado o projeto piloto desta iniciativa e que conta atualmente com 66 aderentes. A DOCAPESCA pretende fazer monitorização trimestral junto dos pescadores para acompanhar a evolução e o grau de aderência à iniciativa. A iniciativa contou com a presença da Ministra do Mar Ana Paula Vitorino, o Secretário Estado das Pescas José Apolinário, Miguel Lisboa Presidente da Algar, Teresa Coelho Presidente da DOCAPESCA, Rogério Bacalhau Presidente da Câmara Municipal de Faro, Silvia Padinha Presidente da Associação de Moradores da Culatra e Sofia Quarema representante da Associação Portuguesa do Lixo Marinho, entre outras entidades locais.

Todos os anos milhões de toneladas de lixo chegam aos oceanos. A atividade piscatória é muito afetada devido a danos nas artes de pesca e embarcações e à redução das capturas decorrentes da pesca-fantasma, em que as redes e armadilhas perdidas ou abandonadas levam ao contínuo aprisionamento e morte de peixes e outras espécies marinhas.

 

O lixo marinho é um problema social no qual as decisões e os comportamentos individuais e dos diferentes setores desempenham um papel crucial para a sua resolução. Este projeto vem atuar a dois níveis: na prevenção da entrada de lixo no meio marinho e na remoção do lixo marinho dos Oceanos. A colaboração entre pescadores, respetivas embarcações e portos de pesca é importante para uma maior sensibilização ao nível das comunidades costeiras, piscatórias e promoção da corresponsabilização de todos aqueles que estão envolvidos direta ou indiretamente neste problema.

 

Sabia que o lixo marinho…

  • pode matar ou ferir animais marinhos?
  • pode afetar a saúde humana?
  • prejudica economicamente a pesca e o turismo?
  • é composto na sua grande maioria por plástico?
  • tem origem principalmente em atividades terrestres?
  • pode permanecer nos oceanos por centenas de anos?

 

Tempo que demora a decompor

  • Beatas de cigarros: 1 a 5 anos
  • Pacotes de sumo: 100 anos
  • Latas de alumínio: 80-200 anos
  • Garrafas de plástico: 450 anos
  • Redes e cordas de pesca: 600 anos
  • Vidro: Indeterminado

 

Recolha porta-a-porta na SULDOURO 21 AGOSTO 2017

A Suldouro, Concessionária da EGF no Sul do Douro, responsável pelo tratamento de resíduos urbanos dos Municípios de Santa Maria da Feira e de Vila Nova de Gaia, iniciou no passado dia 01 de julho a expansão do seu projeto de recolha porta a porta de resíduos recicláveis de embalagens.

 

Configurado para promover um incremento da quantidade e da qualidade da recolha seletiva de papel/cartão, plástico/metal/pacotes de bebida e vidro, as ações de comunicação, sensibilização e contentorização do projeto integraram já, desde o passado dia 01 de julho, 1.480 novos utilizadores, com a distribuição equivalente de mais de 4.440 equipamentos domésticos de deposição seletiva trifluxo.

 

 

 

Validado e ajustado pela ponderação dos bons resultados obtidos no quadro da fase-piloto desenvolvida em 2016, o projeto de recolha seletiva porta-a-porta (PaP) da Suldouro concretiza uma opção estratégica gizada no seu PAPERSU em resposta aos desafios introduzidos pelo PERSU 2020 no que respeita ao incremento da reciclagem multimaterial. O projeto PaP concorre para a consecução dos objetivos específicos do Sistema Multimunicipal gerido pela Suldouro bem como para os objetivos nacionais da estratégia de gestão de resíduos sólidos urbanos enquadrada pela política comunitária de resíduos.

Para mais informações: www.suldouro.pt

AMARSUL premeia escola vencedora 14 AGOSTO 2017

O concurso Eco Sound é uma iniciativa promovida pela Amarsul, Concessionária da EGF na Margem Sul do Tejo, que pretende promover e consolidar bons hábitos de reciclagem nas Escolas de Ensino Secundário da Península de Setúbal, envolvendo todos os intervenientes (alunos, professores e funcionários) no quotidiano do estabelecimento de ensino.

 

Durante o ano letivo 2016/17, realizou-se a 2ª edição do concurso, com a participação de 18 escolas e um total de mais de 20.000 alunos. Foram recuperadas cerca de 107 toneladas de resíduos recicláveis, repartidos entre papel/cartão, embalagens e vidro.

 

A escola vencedora registou uma média de 12 kg/aluno no final do concurso, tendo recebido um concerto exclusivo do Deejay Telio & Deedz B e 1.000 euros em material pedagógico. A 3ª edição do Amarsul Eco Sound, arranca no início do próximo ano letivo com 27 escolas participantes. Para mais informações: www.amarsul.pt

ALGAR com a Ciência Viva 10 AGOSTO 2017

Durante o mês de agosto, numa parceria com o Centro de Ciência Viva do Algarve, a Algar, Concessionária da EGF para a região, está a participar no projeto Ciência Viva no Verão em Rede. Trata-se de uma iniciativa que integra mais de 800 ações de participação gratuita em todo o país, que envolve os Centros Ciência Viva, instituições científicas, autarquias, empresas e associações científicas.

 

A Algar é a grande promotora de atividades de sensibilização relacionadas com o ambiente e a correta separação dos resíduos urbanos na região do Algarve. Por esse motivo este ano foi convidada pelo Centro de Ciência Viva do Algarve para participar no projeto Ciência Viva No Verão em Rede, iniciativa que decorre em todo o país, no Verão, entre 15 de Julho e 15 de Setembro.

 

Nesta ação, a empresa disponibiliza-se para consciencializar a população para a importância de boas práticas ambientais através da realização de visitas guiadas à Estação de Transferência e Triagem de Faro/Loulé/Olhão. Os interessados em participar apenas terão que fazer a sua inscrição utilizando a plataforma on-line: http://www.cienciaviva.pt/veraocv/2017.

Verão com a VALORLIS 04 AGOSTO 2017

A Valorlis, Concessionária da EGF para a região de Leiria vai levar a reciclagem às praias de S. Pedro de Moel, Osso da Baleia, Pedrógão e Vieira, durante o mês de agosto.

 

Este verão serão dinamizados jogos temáticos alusivos à reciclagem, como o jogo da separação de resíduos, o micado e o puzzle gigante da reciclagem e o divertido jogo Lixomania. Será também dinamizado um atelier de construção de fantoches, reutilizando resíduos domésticos.

 

As atividades decorrerão na praia da Vieira a 5 e 20 de agosto, na praia do Pedrógão a 6 e 19 de agosto, Praia de São Pedro de Moel a 12 e 26 de agosto e na praia do Osso da Baleia a 13 e 27 de agosto. Estas ações realizam-se entre as 14h e as 18.30 horas.

 

Nuno Heitor, Diretor Geral da Valorlis, explica que “estas ações visam incentivar o público a melhorar os hábitos de reciclagem e reutilização, sensibilizando para a importância da correta deposição das embalagens nos ecopontos.”

 

Os jogos serão dinamizados por animadoras da Valorlis, que estarão também disponíveis para o esclarecimento de algumas dúvidas que possam existir sobre a reciclagem.

 

Além dos jogos e animação, os visitantes poderão levar também a mensagem da Valorlis para suas casas, com alguns brindes temáticos que serão distribuídos.

 

Valorlis nas Praias 2017

                                                              

Data

 Local (das 14h às 18h30)

 5 de agosto (sábado)

Praia da Vieira

 6 de agosto (domingo)

Praia do Pedrogão

 12 de agosto (sábado)

Praia de S. Pedro de Moel

 13 de agosto (domingo)

Praia do Osso da Baleia

 19 de agosto (sábado)

Praia do Pedrogão

 20 de agosto (domingo)

Praia da Vieira

 26 de agosto (sábado)

Praia de S. Pedro de Moel

 27 de agosto (domingo)

Praia do Osso da Baleia

 

Para mais informações: www.valorlis.pt

SULDOURO - Toneladas de ajuda 17 JULHO 2017

A SULDOURO, Concessionária da EGF nos municípios de Vila Nova de Gaia e Santa Maria da Feira, entregou mais de 12 mil euros a instituições de ensino, relativamente aos prémios da segunda edição da Campanha Solidária Toneladas de Ajuda.

A iniciativa promovida pela Suldouro visa ajudar as causas sociais designadas pelas escolas participantes que durante o ano letivo promoveram junto das respetivas comunidades educativas a recolha de resíduos de embalagem para posterior envio para reciclagem.

Na edição que chega agora ao fim, foram recolhidas mais de 115 toneladas de resíduos recicláveis, que permitiram às escolas angariar mais de 12 mil euros, que serão aplicados em causas sociais nomeadas por estas instituições de ensino.

A Suldouro continua, assim, a sua missão de promover a educação ambiental e a sensibilização das comunidades onde atua.

VALNOR apoia bombeiros 10 JULHO 2017

A VALNOR, Concessionária da EGF para a região do Alto Alentejo, iniciou em 2016 uma campanha de solidariedade social, destinada à ajuda das Associações dos Bombeiros Voluntários, que consiste na recolha e entrega de tampas e embalagens de plástico, para reciclagem, obtendo deste modo fundos para apoio à aquisição de equipamentos para as respetivas entidades.

 

O objetivo desta campanha é incentivar a população para a valorização do plástico, apoiando as corporações de bombeiros voluntários (pertencentes aos 25 municípios da área de abrangência da VALNOR), consciencializando da necessidade de promover e participar num desenvolvimento sustentado, mas também apoiar as instituições que, com escassos recursos, ajudam quem mais necessita.

 

 

Passado cerca de 1 ano e meio do início da campanha, os Bombeiros Municipais de Gavião recebem um Monitor de Parâmetros Vitais (com valor aproximado de 1.500€), resultado da entrega de cerca de 8 toneladas de plástico, para reciclagem. A cerimónia de entrega de material realizou-se no passado dia 30 de Junho, estado presentes elementos dos Bombeiros Municipais, da Câmara Municipal e da VALNOR.

Minho - Escola separa 11,6 kg/aluno 05 JULHO 2017

O Jardim de Infância de S. Pedro da Torre, localizado na área da VALORMINHO, venceu a 1ª edição do concurso Entra Connosco nesta Big Separação.

 

A 1ª Edição deste concurso escolar, promovido Concessionária da EGF lçocalizada no Minho, chegou ao fim e já tem vencedor - o Jardim de Infância de S. Pedro da Torre em Valença. O concurso contou com a participação de cinco estabelecimentos escolares: o Jardim de S. Pedro da Torre, o Centro Escolar de Valença, o Centro Escolar de Campos, o Centro Escolar de Vila Nova de Cerveira e o Centro Escolar de Covas, abrangendo cerca de 750 alunos. Todos estes alunos e respetivos professores, educadores e auxiliares de educação, participaram nas ações de sensibilização prévias ao concurso. 

 

 

 

Os “Agentes de Reciclagem” assim nomeados, levaram como missão a angariação de embalagens de plástico e metal, que foram sendo acondicionados nas escolas em big-bags, durante o período do concurso, para posteriormente a Valorminho realizar a respetiva recolha e pesagem dos mesmos.

 

O Jardim de Infância de S. Pedro da Torre apresentou nesta 1ª Edição o melhor resultado no ranking de resíduos separados, registando 11,63 kg/aluno, tendo recebido o CERTIFICADO DE BIG ESCOLA, um livro como prémio de participação e um prémio didático no valor do total separado. Todas as escolas que participaram no concurso receberam um certificado de participação e um livro alusivo ao Ambiente “Trabalhos Manuais Amigos do Ambiente”.

Este concurso contou com a recolha de 2,5 toneladas de embalagens, contribuindo para que a escola, melhore ainda mais o seu desempenho ambiental, sensibilize e mobilize a comunidade envolvente.

 

A Valorminho pretende continuar a promover este género de iniciativas, pelo que se prevê a realização da 2ª Edição do concurso no ano letivo 2017/2018, abrangendo outras escolas e continuando a apostar na propagação da mensagem de boas práticas ambientais.

ESCOLAS salvam 2.900 árvores 03 JULHO 2017

As escolas da VALORSUL salvam a vida a 2.900 árvores e evitam a importação de 2.000 litros de petróleo.

 

 

Estão de parabéns as 352 escolas participantes nos concursos Separa e Ganha da Valorsul, Concessionária da EGF para as regiões de Lisboa (Norte) e Oeste, que enviaram para reciclar 324 toneladas de plástico e metal e 147 toneladas de papel e cartão.

 

A maior recompensa é ambiental: a reciclagem do papel e cartão evitou o abate de 2.900 árvores e todo o plástico separado permitiu baixar a importação de petróleo em 2.000 litros. As escolas foram também premiadas, num total de mais de 37.000€.

 

No Ecoponto Amarelo destaca-se o desempenho da EB1/JI Sacadura Cabral da Amadora que separou mais de 6.500 kg e de duas escolas do Cadaval: a EB1 Painho EB1/JI com cerca de 10.000 Kg e a EB1/JI Dagorda que atingiu 11.500 kg!

 

Já no Ecoponto Azul, salienta-se o empenho das escolas EB1 de São Martinho do Porto, com mais de 6.500 kg, e da EB1 de Vimeiro, que ultrapassou os 7.000 kg, ambas de Alcobaça. E ainda a EB1/JI Moita dos Ferreiros, na Lourinhã, que apresentou um excelente resultado, com 13.000 kg de papel e cartão.

 

No ano letivo que agora termina, o Ecovalor, programa de educação ambiental da Valorsul para a comunidade escolar, chegou a 300 escolas, o que se traduziu no envolvimento de 53.000 alunos. Para além dos concursos escolares, a Valorsul complementa a sua oferta com ações de sensibilização, visitas às suas instalações e materiais sobre a reciclagem.

 

Mantendo o seu compromisso com a educação ambiental e também com as metas da reciclagem, a Valorsul reconhece o papel fundamental das escolas e do trabalho em parceria com os municípios.

 

No dia 30 de junho, foram apresentados oficialmente os resultados, nas instalações da Valorsul, no Cadaval, perante os técnicos de ambiente e resíduos dos 19 municípios.

VALORLIS - Compostagem Doméstica 8 JULHO 2017

Foram perto uma centena as pessoas que assistiram, no dia 8 de Julho, ao 6.º Encontro de Compostagem Doméstica da Valorlis, a Concessionária da EGF para a região de Leiria.

 

A iniciativa foi considerada um sucesso, quer ao nível da adesão dos participantes, quer ao nível da qualidade das apresentações dos diversos oradores e formadores, fazendo-se assim um balanço muito positivo deste encontro pioneiro sobre este tema a nível nacional.

 

Juntar os utilizadores dos compostores distribuídos pela Valorlis para uma troca de experiências e proporcionar novas aprendizagens sobre este tema e sobre outros relacionados, através de um conjunto de workshops temáticos, foram os principais objetivos da iniciativa. Ao longo do dia os participantes aproveitaram todos os momentos para esclarecer dúvidas e partilhar dicas e conselhos, quer com os formadores, quer entre si e estiveram muito interessados em conhecer novas formas de cultivo, de utilização de plantas e sementes e na procura de um modo de vida mais saudável e sustentável.

 

“Este é já um evento emblemático para a Valorlis, no mesmo espaço conseguir reunir pessoas dos 5 aos 70 anos, entre sementes, conversas e plantas, como contributo para um futuro que se pretende mais ecológico. A Compostagem Doméstica da Valorlis faz 10 anos e permitiu ao longo deste período desviar da aterro 18 900 toneladas de resíduos, posicionando a empresa como um farol de inovação e referência ambiental e social, contribuindo também para o desenvolvimento sustentável da região”, refere Nuno Heitor, Diretor Geral da Valorlis.

 

O 6.º Encontro de Compostagem Doméstica da Valorlis decorreu sábado, dia 8 de Julho na NERLEI – Associação Empresarial da Região de Leiria, em Leiria, e num dia foi possível recolher 130kg de resíduos recicláveis que os participantes no evento colocaram no ecoponto localizado à entrada das instalações.

VALORSUL lança novo agregado 22 JUNHO 2017

A Valorsul, Concessionária da EGF para a região de Lisboa (Norte) e Oeste, está a promover a utilização de agregado para a construção rodoviária, e, na sua campanha de lançamento, cede gratuitamente uma carga de 20 toneladas, com transporte incluído, às primeiras 20 encomendas.

 

As quantidades adicionais só pagam o transporte. A oferta é limitada a um raio de 60 km das instalações em Vila Franca de Xira.

 

 

 

 

PRODUTO COM MARCAÇÃO CE

O agregado da Valorsul é um produto com marcação CE, conforme com a legislação europeia e com as normas europeias harmonizadas. O material foi estudado, com excelentes resultados, e aprovado pelo Laboratório Nacional de Engenharia Civil. Este material é inovador em Portugal, mas é habitualmente utilizado noutros países do Norte da Europa, como Reino Unido, Noruega e Alemanha.

 

No domínio da pavimentação rodoviária, este agregado artificial - próprio para camadas não ligadas de base e sub-base – constitui uma solução muito bem adaptada à construção rodoviária dado que possui características idênticas às dos agregados naturais, sendo uma alternativa de confiança, que associa um comportamento não plástico, elevados valores de resistência ao corte a uma boa capacidade resistente. De granulometria extensa, foi já utilizado na sub-base de estradas onde circulam habitualmente viaturas pesadas e também em arranjos paisagísticos em diversas obras municipais. A sua produção está em conformidade com as especificações da NP EN 13242:2002 + A1:2010.

 

VANTAGENS AMBIENTAIS

O agregado artificial da Valorsul, provém da valorização de resíduos, pelo que se enquadra nos 5% de materiais reciclados que obrigatoriamente todas as obras públicas devem incorporar. Além disso, é um exemplo perfeito de economia circular, poupando o recurso aos agregados naturais, tantas vezes extraídos de pedreiras e rios.

 

Para quem está a construír estradas ou caminhos e precisa de adquirir brita ou tout venant (e vai arcar com avultados custos de transporte), esta é uma oportunidade de poupar na conta da sua obra e nos recursos do seu planeta.

 

ALGAR premeia escola de Faro 19 JUNHO 2017

A 5ª Edição do concurso escolar Vamos dar Vida aos Resíduos, do ano letivo de 2016/2017, promovido pela Algar, Concessionária da EGF para a região do algarve, chegou ao fim e já tem vencedor - a Escola Básica 2,3 do Montenegro (Faro).

 

O concurso contou com a adesão de 48 escolas abrangendo uma população de 23.000 alunos que durante 5 meses participaram em ações de sensibilização, fiscalizaram os resíduos produzidos na escola e elaboraram planos para garantir a sua correta gestão. Brigadas da Reciclagem verificaram se os resíduos desde a sua produção até ao destino final recebiam o tratamento adequado tendo em conta as suas diferentes características.

 

Com estas iniciativas melhoraram-se processos de contentorização e sinalização existentes no espaço escolar permitindo uma separação/deposição seletiva mais eficaz. O resultado do trabalho final foi fantástico, contabilizaram-se 128.717 kg de resíduos recicláveis corretamente encaminhados para valorização.

Também as áreas residenciais circundantes às escolas foram envolvidas neste processo, aderindo às campanhas de sensibilização promovidas pelos alunos com a colaboração da Algar para a recolha dos resíduos de equipamentos elétricos e eletrónicos (REEE).

 

Quantidade de Resíduos Recicláveis Recolhidos nas 48 Escolas (kg)
(ano letivo 2016/2017)

Vidro

Papel/ Cartão

Plástico/ Metal

Pilhas

REEE

Total (kg)

35 508

49 588

32 860

70

10 690

128 717

 

Para incentivo à execução dos Planos de Gestão dos Resíduos que as escolas implementaram a Algar disponibilizou cerca de 650 equipamentos, nomeadamente: Ecobags, para as embalagens de papel/cartão, vidro e plástico/metal; contentores para os REEE e Pilhões para a deposição de pilhas e acumuladores.

 

A Escola Básica 2,3 do Montenegro (Faro) que já tinha sido vencedora em 2014 deste concurso, apresentou nesta 5ª edição o melhor resultado no “Ranking de Resíduos Recicláveis Recolhidos” com um total de 10.850 kg de resíduos, tendo recebido um computador de última geração como reconhecimento pelo mérito alcançado.

 

Quantidade de Resíduos Recicláveis Recolhidos (kg)

E.B. 2,3 do Montenegro (ano letivo 2016/2017)

Vidro

Papel/ Cartão

Plástico/ Metal

REEE

 

Total (kg)

1190

3865

1995

3800

10 850

 

A Algar sorteou ainda um Tablet entre os alunos que fizeram parte da equipa “Brigada da Reciclagem”, mentores de várias campanhas de sensibilização realizadas dentro e fora da escola. Todos os participantes receberam Ecobags, para que nas suas casas possam prossiguir o bom desempenho da separação das embalagens recicláveis realizado ao longo do ano letivo na escola.

 

O professor Rui Moreira que acompanhou a implementação dos projetos na EB 2,3 do Montenegro, considera que «O concurso “Vamos dar Vida aos Resíduos” tem contribuído para que a escola, cada vez mais, se empenhe em melhorar o seu desempenho ambiental, assim como sensibilizar e mobilizar toda a comunidade para atingir os objetivos deste projeto que é de todos, como se pode ver nos resultados obtidos ao longo dos últimos anos!».

 

A Algar pretende continuar a promover este género de iniciativas, pelo que se prevê que exista uma 6ª Edição do concurso no ano letivo 2017/2018, certamente com mais novidades.

 

O objetivo será continuar a passar a mensagem de que as boas práticas ambientais desenvolvidas poderão trazer inúmeros benefícios no que respeita à qualidade de vida, não só do espaço escolar mas também de toda a comunidade e contribuir para a formação pessoal destes futuros cidadãos - diz Miguel Ferreira, Diretor Geral da ALGAR.

ERSUC - Campanha Vidro Solidário 14 JUNHO 2017

A ERSUC, Concessionária da EGF para o Litoral Centro, iniciou uma campanha dedicada à recolha de vidro, que para além de contribuir para a reciclagem deste material, permite apoiar corporações de bombeiros da região.

A campanha chama-se VIDRO SOLIDÁRIO, e o objetivo é incentivar a população para a valorização do vidro e a sua deposição nos ecopontos verdes, mas também ajudar as corporações de bombeiros voluntários do Litoral Centro, consciencializando a população para a necessidade de promover e participar num desenvolvimento sustentado, mas também apoiar as instituições que com escassos recursos ajudam quem mais necessita.

 

Por cada tonelada de vidro a mais (tendo como referência a quantidade de vidro recolhida em períodos homólogos) depositada nos ecopontos verdes instalados na área de ação da ERSUC, serão doados 5 euros aos Bombeiros Voluntários do Sistema Multimunicipal do Litoral Centro, de acordo com a contribuição de cada município.

 

A quantidade de vidro recolhido nos ecopontos de cada Município nos 12 meses de 2016 (14 303 toneladas) será a nossa referência para fazer a atribuição dos donativos.

 

O registo mensal das quantidades de vidro recolhidas em 2017 e no respetivo período homólogo, será publicado no site da ERSUC e a atribuição dos donativos será feita no fim dos 12 meses de vigência da campanha.  

 

Para mais informações: www.ersuc.pt

 

Jornadas RESINORTE em Amarante 25 MAIO 2017

A Resinorte, Concessionária da EGF para a região do Norte Central, promoveu uma vez mais as Jornadas Técnicas Ambientais, que se realizaram no dia 25 de maio em Amarante, e nas quais participaram representantes dos 35 Municípios que fazem parte da sua área de Concessão.

 

Estas jornadas foram dedicadas à Economia Circula e à sua aplicação prática, com exemplos concretos de aplicação. As apresentações foram asseguradas por um painel de oradores diversificado, que abordou temas como os desafios para superar estas metas ao nível nacional e local, a inovação, a produção de corretivos orgânicos, a valorização energética, a gestão de fluxos específicos e a importância da comunicação e educação ambiental.

 

Para mais informações: www.resinorte.pt

 

Dia do Ambiente de Norte a Sul 05 JUNHO 2017

A EGF e as Concessionárias comemoram o Dia Mundial do Ambiente de Norte a Sul do país, com iniciativas variadas dirigidas às escolas, às empresas e ao comércio e serviços.

Consulte a nossa agenda de atividades.

 

AGENDA

 

ALGAR

5 JUNHO - ENTREGA DE PRÉMIOS

A Algar realiza a entrega do prémio à escola vencedora do concurso “Vamos dar vida aos Resíduos”.

 

6/7 de JUNHO

Presença do VEA (veículo de educação ambiental) em São Brás de Alportel, no Parque Roberto Nobre. As ações são direcionado às escolas e decorrem mediante agendamento prévio com o Município. Realizam-se entre as 10h e as 17 horas.

Sobre as ações no VEA:

O VEA está equipado com painéis expositivos, interativos e vários jogos multimédia de cariz ambiental, que entre outras temáticas aborda a importância dos “3 R’s: Reduzir, Reutilizar e Reciclar os resíduos”. A visita oferece a experiência de um filme 3D, composto por uma animação protagonizada pela mascote da Algar o “Cool”.

  

AMARSUL

5 JUNHO - AÇÃO DE PROTEÇÃO DO AMBIENTE

Tema: Protecção do ambiente e desenvolvimento sustentável

Local: Mata dos Medos, Paisagem Protegida da Arriba Fóssil da Costa da Caparica

Ponto de Encontro: Centro de Interpretação da Mata dos Medos

Horário: 09H00 às 12H30

Organização: Destacamento Territorial da GNR de Almada/SEPNA

Parceiros: Câmara Municipal de Almada, Instituto de Conservação da Natureza e Florestas/Paisagem Protegida da Arriba Fóssil da Costa da Caparica.

 

6 JUNHO - CONCERTO ECOSOUND

Local: Escola Daniel Sampaio (Almada)

Horário: 19H00 às 20H00

 

ERSUC

5/9 de JUNHO - CASA DO AMBIENTE

Entre 5 a 9 de Junho, a exposição itinerante Casa do Ambiente irá marcar presença no Município da Pampilhosa da Serra. Esta exposição tem como principal objetivo sensibilizar os seus visitantes para a importância da separação doméstica dos resíduos. Para além da oportunidade de visionar  o filme institucional da ERSUC, quem nos visita poderá, através de um jogo de playstation, aprender as regras da separação dos resíduos e descobrir qual a forma mais correta de utilizar os ecopontos.

Esta parceria realizada  entre a Câmara Municipal da Pampilhosa da Serra e a ERSUC, vai permitir que centenas de crianças do Município possam aprender sobre a forma como os seus resíduos são tratados.

 

RESIESTRELA

5 JUNHO - CERIMÓNIA PARTILHADA COM A REFOOD

A RESIESTRELA e o movimento REFOOD associam-se e comemoram o Dia Mundial do Ambiente com a entrega de embalagens plásticas para o acondicionamento de alimentos aos núcleos da Covilhã e Guarda da REFOOD, no âmbito da atividade de recolha de excedentes de alimentos realizada por esta IPSS.

A cerimónia simbólica, que se insere ainda no âmbito da política de responsabilidade social e de promoção dos valores ambientais da RESIESTRELA, realiza-se dia 5, às 16 horas, nas instalações da empresa, sitas na Quinta das Areias – Estrada de Peroviseu - Fundão.

 

5 JUNHO - AÇÕES DE SENSIBILIZAÇÃO (CELORICO DA BEIRA)

A Resiestrela organiza em Celorico da Beira ações de sensibilização e visitas às instalações com escolas do 1º ciclo do Município de Celorico da Beira, num total de 215 alunos.

 

VALNOR

10 JUNHO - CAMINHADA AMBIENTAL

A VALNOR e o Município da Sertã promovem, no próximo dia 10 de Junho, a V Caminhada Ambiental

O trajeto será de 8Kms e, durante o mesmo, os participantes munidos de sacos de plástico procederão à recolha dos resíduos encontrados no caminho, para posterior valorização.

A inscrição é solidária e feita em géneros alimentares que serão, posteriormente, encaminhados para famílias carenciadas do concelho, através do Gabinete Social do respetivo Município. 

Esta iniciativa conta com o apoio do Agrupamento 170 da Sertã do Corpo Nacional de Escutas e da Associação de Pais e Amigos dos Escuteiros da Sertã.

 

11 JUNHO - FEIRA DE OBJETOS USADOS E VELHARIAS

No dia 11 de Junho, na Alameda da Carvalha, Sertã, terá lugar mais uma edição da Feira de Objetos Usados e Velharias. Este evento é organizado pela VALNOR e pelo Município da Sertã e, à semelhança das edições anteriores, pretende promover a venda de diversos tipos de objetos e utensílios em segunda mão. Esta feira tem como principal objetivo alertar a população para a grande quantidade de resíduos produzidos, promovendo-se a redução e prevenção de resíduos, bem como fomentar nas pessoas hábitos de reciclagem.

 

VALORLIS

5 JUNHO - A BRINCAR APRENDEMOS A SEPARAR

Local: Leiria; Jardim Escola João de Deus

Horário:  9h30 às 11h30

Número de Participantes: 60

Atividade:

  • Sensibilização sobre Reciclagem e Tratamento de Resíduos
  • Jogos de separação de resíduos

 

5 JUNHO - FESTA DO AMBIENTE

Local: Praia do Pedrogão, Leiria

Nome Ação: Festa do Ambiente

Horário:  13h30 às 15h30

Número de Participantes: 300

Atividade: Jogos de Areal

 

5 DE JUNHO - JUNTOS FAZEMOS MELHOR AÇÃO COM REFOOD LEIRIA

Local: Leiria

Horário: 19h às 20h30

Número de Participantes: 100 famílias

Atividade:

  • Entrega de sacos de pano reutilizáveis para as famílias receberem alimentos (evitar produção de resíduos: sacos de plástico)
  • Distribuição de Ecobags às famílias e sensibilização para a separação de resíduos.

6/8 de JUNHO - SEMANA DA EDUCAÇÃO 2017

Local: Porto de Mós  

Horário:  09h00 às 16h00

Número de Participantes: 300

Atividade: Ateliê de Reutilização: marcador de livros: tema Pinóquio

 

VALORMINHO

5/9 JUNHO

Receção de 300 alunos do centro Ecolar de Valença para visitas guiadas às instalações.

As crianças são recebidas nas instalações, onde é realizada a visita e no jardim é realizado um jogo, alusivo à separação multimaterial, onde as crianças tem oportunidade de colocar os conhecimentos em prática.

 

VALORSUL

2/5 JUNHO - LOURES InSS II

Inserido na iniciatiba Loures InSS que organiza várias atividades desde o dia 2 de junho, a Valorsul marca presenla no dia Mundial do Ambiente, que apresenta várias atividades:

  • Mostra de Projetos do  “O Círculo Mágico”, no âmbito do programa do município de educação e sensibilização ambiental realizado nas escolas durante o presente ano letivo,
  • Mostra dos projetos do Instituto Superior Técnico;
  •  Realização de Seminário – Sustentabilidade, Inovação e Sociedade
  • Encerramento das comemorações

 

5 JUNHO - SEMINÁRIO LOURES InSS II 

 

PROGRAMA

5 de Junho das 14:00 às 18:00 – Palácio Marqueses da Praia - Loures

Mobilidade Elétrica – O futuro hoje!

MOBI-E

 

Sustentabilidade é possível: Cumprimento da Missão vs Desempenho ambiental da Base Aérea nº 5 de Monte Real

Força Aérea Portuguesa – Base Aérea nº5 – 1ª Unidade de Defesa da União Europeia e do Espaço Económico Europeu a obter a certificação EMAS

 

Estratégia Nacional de Educação Ambiental – Visão Global

Agência Portuguesa de Ambiente

 

Sociedade e Inovação. Uma participação ativa da comunidade local em matéria de ambiente

ADAL, Perspetiva de uma ONG Local

 

Gestão de Resíduos, analisar o passado para perspetivar novo rumo.

Valorsul

 

Eficiência Energética – Observatório de Sustentabilidade do Município de Loures

Agência Municipal de Ambiente e Energia de Loures e Unidade de Serviços Públicos Ambientais

 

5 JUNHO – COMEMORAÇÕES DIA MUNDIAL DO AMBIENTE (ODIVELAS) 

A Valorsul participa com stand e atividades para os alunos das escolas de Odivelas.

 

5 JUNHO – ENTREGA DE PRÉMIOS ECOVALOR (LOURINHÃ)

16h00 - A Valorsul e o Município da Lourinhã entregam neste dia os prémios às escolas qie participaram no Programa Ecovalor. O evento está agendado para as 16h00 no salão nobre da Câmara Municipal da Lourinhã.

 

9 JUNHO - RESULTADOS CONCURSO ECOVALOR (ODIVELAS)

Neste dia, a Valorsul e a Câmara Municipal de Odivelas apresentam os resultados do Concurso Separa e Ganha, pelas 15h30, no Auditório dos Paços do Concelho deste Município.

 

12 JUNHO - ENTREGA DE PRÉMIOS ECOVALOR (VILA FRANCA XIRA)

A Valorsul e a Câmara Municipal de Vila Franca de Xira entregam os Prémios Ecovalor, pelas 10h30.

RESIESTRELA no Enertech 2017 01 JUNHO 2017

A Resiestrela, Concessionária da EGF para a região da Cova da beira, em parceria com o Município do Sabugal, participou na 2ª edição da Enertech 2017, realizado no final de maio, colaborando para que este EcoEvento garantisse a gestão adequada dos resíduos produzidos, contabilizando as quantidades produzidas de papel/cartão, plástico/metal e vidro, durante os dias em que decorreu.

 

Sob o lema “SABUGAL, FONTE DE ENERGIA NATURAL”, o concelho do Sabugal quer assumir-se como território central no uso controlado dos recursos e da procura de novas soluções amigas do ambiente e promotoras do conforto humano, em especial pelo potencial latente e inexplorado dos seus territórios destacando a inovação e a sustentabilidade ambiental, pretendendo-se que este seja um espaço de encontro de promoção, divulgação e demonstração do que acontece no setor das energias naturais.

 

Para mais informações: www.resiestrela.pt

VALORSUL - Empresa Solidária 30 MAIO 2017

A Valorsul foi uma das 3 vencedoras do Prémio Empresa Solidária, distinção atribuída pela Câmara Municipal da Amadora às empresas que mais se destacaram durante o ano 2016, em matéria de Responsabilidade Social.

 

Nesta edição, concorreram à distinção 13 empresas. O objetivo foi homenagear organizações que contribuem, de forma positiva, para a sociedade, gerindo também os seus impactes ambientais.

 

A Valorsul concorreu com o seu Programa Ecovalor que em 2016 proporcionou aos estudantes do município 36 visitas às suas instalações, para 800 participantes e 21 ações de sensibilização na sala de aula, abrangendo 450 participantes. O maior sucesso do Ecovalor são os concursos de separação de recicláveis nas escolas, em que os estabelecimentos de ensino recebem prémios monetários de acordo com as quantidades de materiais que enviam para reciclar. Em 2016 , as escolas da Amadora receberam prémios no valor de quase € 2.000,00  e foi possível recolher 10 toneladas de plástico e metal e 14 toneladas de papel e cartão. O papel e cartão separados pouparam o abate de 300 árvores.

 

O júri incluiu representantes do município, das associações relacionadas com a responsabilidade social e do mundo empresarial.

Colóquio Ambiental em Alenquer 26 MAIO 2017

Ismael Gaspar, Presidente do Conselho de Administração da EGF, participou no 1.º Colóquio Ambiental da Região Oeste, que se realizou a 26 de maio em Alenquer.

 

Este encontro contou com a presença do Secretário de Estado do Ambiente, Carlos Martins, e representantes da Agência Portuguesa do Ambiente, da ERSAR, da Associação Zero, da Oeste CIM e vários Presidentes de Câmara, onde debateram o plano nacional de gestão de resíduos, a estratégia 2020 para a zona Oeste de Portugal e estratégias municipais para os vários desafios ambientais da região.

 

Neste encontro foram anunciados novos avisos POSEUR que estarão disponíveis para candidaturas já em junho e foram abordadas novas estratégias e modelos inovadores que possam premiar os cidadãos pelo seu bom comportamento ambiental.

 

 

AMARSUL organiza ECOFASHION'17 16 MAIO 2017

Será no Barreiro, nas oficinas da EMEF, que a AMARSUL, Concessionária da EGF na Península de Setúbal, organiza mais uma edição do ECOFASHION 2017, no dia 27 de maio, pelas 21h00.

 

Este evento, que alia a moda à reciclagem, foi criado pela Amarsul em 2010, e consiste num desfile de moda cujas peças de vestuário são elaboradas por designers consagrados, feitas a partir de materiais recicláveis e exclusivas para a iniciativa. O objetivo é dar a conhecer o potencial de valorização dos resíduos por via da sua reutilização e reciclagem.

 

A este evento associam-se várias figuras públicas, das quais se destacam Olivia Ortiz, Iva Lamarão, Vanessa Martins, Lenka e Helena Coelho. O evento será apresentado por Diana Taveira e a DJ de serviço será a DJ Rita Mendes. Para mais informação: https://www.amarsul.pt/wp-contentuplo/

 

VALORSUL - Limpar a Europa 09 MAIO 2017

A Valorsul, concessionária da EGF para a região de Lisboa (Norte) e Oeste, convida os cidadãos a participar na iniciativa Vamos Limpar a Europa. Os dias de maior atividade são os dias 12, 13 e 14 de maio.

 

A Valorsul é um dos organizadores regionais desta iniciativa que conta com o apoio da Comissão Europeia e que promove a limpeza de praias, matas, florestas e outros locais, tentando sensibilizar para o problema da crescente produção de resíduos.

 

Em 2016, foram registadas 5.800 iniciativas em toda a Europa que congregaram cerca de 500 mil participantes. Para se juntar a este movimento só é necessário organizar uma ação ou aparecer num dos locais de limpeza, que pode consultar em www.valorsul.pt. Aqui está disponível toda a informação sobre as etapas a seguir para que as iniciativas de limpeza sejam um sucesso!

VALNOR com ação em Campo Maior 05 MAIO 2017

O Município de Campo Maior e a VALNOR, Concessionária da EGF para a região do Alto Alentejo, com o objetivo de aumentar os níveis de recolha seletiva, iniciaram a 4 de maio um reforço ao serviço de recolha de embalagens porta-a-porta junto dos estabelecimentos comerciais.


Para além de aumentar o número de estabelecimentos aderentes e a tipologia de resíduos recolhidos gratuitamente (desde que devidamente separados), é oferecida uma solução mais adaptada à realidade de Campo Maior que permitirá melhorar o desempenho ambiental da região, garantndo uma maior acessiobilidade na zona histórica do município.

 

 

Para mais informações: http://www.cm-campo-maior.pt/pt/noticias/noticias-projetos/2145-municipio-continua-a-sensibilizar-para-a-importancia-de-reciclar

 

A reportagem realizada sobre esta ação pode ser vista aqui: https://vimeo.com/220317123

 

 

 

 

ALGAR - Limpeza da Ria Formosa 2 MAIO 2017

A Câmara Municipal de Faro organizou, entre 20 e 28 de abril, a décima segunda edição da ação ecológica Limpar a Ria Formosa. Esta iniciativa enquadra-se nas atividades de educação ambiental do Programa Bandeira Azul do concelho e pretende concretizar uma ação de limpeza no areal, sapal e ilhotes.

 

Esta ação conta já com a sinergia desenvolvida entre diversas entidades e com um leque de voluntários que procurarão transmitir uma mensagem de sensibilização para a preservação dos recursos naturais existentes na Ria Formosa.

 

A Algar, Concessionária da EGF para a região do Algarve, participou nesta iniciativa através da cedência de sacos coloridos para a deposição dos resíduos recicláveis, e disponibilizou os seus serviços para fazer a receção dos resíduos que serão recolhidos durante a limpeza, passiveis de admissão nas suas instalações. Mais informações em www.algar.com.pt

 

VALORSUL supera metas 2016 28 ABRIL 2017

Em média, cada habitante da área dos 19 municípios da Valorsul, Concessionária da EGF para as regiões de Lisboa (Norte) e Oeste, produziu 459kg de lixo em 2016 - cerca de 1,3 kg por dia.

 

Desta quantidade, a Valorsul entregou para retoma e reciclagem 42 kg de materiais (papel & cartão; plástico & metal; vidro) por habitante. Esta foi uma meta superada, uma vez que estava definida em 40 kg/hab.ano. A meta final, em 2020, é de 49 kg/hab.ano e a Valorsul continua a trabalhar em estreita parceria com os seus municípios para cumprir este e outros exigentes objetivos estabelecidos no PERSU 2020. Para mais informações: www.valorsul.pt

 

EGF adere à ESGRA 26 ABRIL 2017

A EGF aderiu como associada à ESGRA - Associação para a Gestão de Resíduos, com efeitos a partir de 11 de abril.

 

Esta Associação, fundada em 2009, tem como missão a promoção dos interesses dos seus associados no âmbito da gestão e exploração de sistemas de tratamento de resíduos, bem como o seu desenvolvimento estratégico e no domínio da investigação de recursos que preservem e potenciem o país como território de desenvolvimento económico e cultural.

 

A EGF acredita que a partilha sinérgica de recursos e propósitos será uma mais valia para as duas entidades e para o setor dos resíduos em Portugal. Mais informações sobre em ESGRA em www.esgra.pt

EGF no Fórum Nacional de Resíduos 21 ABRIL 2017

O 11º Fórum Nacional de Resíduos decorreu em Lisboa, organizado pelo jornal Água&Ambiente, e contou com o apoio da EGF. A abertura do evento esteve a cargo do Secretário de Estado do Ambiente e do Secretário de Estado Adjunto e do Comércio, e a EGF marcou presença com quatro presenças nos painéis de oradores, que tiveram oportunidade de debater as novas ameaças, desafios e oportunidades para a próxima década no setor. Este ano, o Fórum Nacional de Resíduos privilegiou o debate em torno da valorização energética, regulamentação tarifária e gestão dos fluxos de resíduos específicos.

 

Na sua intervenção, o Presidente do Conselho de Administração da EGF, Ismael Gaspar, defendeu no painel dedicado à energia, que “a valorização energética é um cenário a considerar em complemento às metas de reciclagem de materiais, e como tal é nessa linha que a EGF está a apostar e a interpretar as diretivas sobre resíduos que serão adotadas e transferidas para todo o território da União Europeia.”

 

Também Miguel Lisboa, Administrador da Produção da EGF, esteve presente no Encontro e defendeu que “as Unidades de Tratamento Mecânico e Biológico (TMB), recebendo resíduos indiferenciados, contribuem de forma decisiva para o cumprimento da meta de desvio da matéria orgânica de aterro e da meta de preparação para reutilização e reciclagem. Como tal, o futuro modelo de gestão de resíduos, assente nas orientações comunitárias e na hierarquia de resíduos estabelecida, deve resultar de uma adaptação progressiva do modelo atual, garantindo que os investimentos realizados continuem a acrescentar valor.”

 

A Diretora do Departamento da Engenharia da EGF, Marta Guerreiro, e a Diretora do Gabinete Jurídico e de Regulação da EGF, Marta Neves, também estiverem presentes para debater o novo SIGRE (Sistema Integrado de Gestão de Resíduos de Embalagens) e a sua operacionalização com a dinâmica das novas licenças (que permitiu a entrada de uma segunda entidade gestora no início deste ano). Estas alterações ao sistema levantam também diversas implicações legais e técnicas pela liberalização da recolha e tratamento de resíduos de embalagens abaixo dos 1.100 litros, cujo atual modelo atribui aos municípios a reserva dessa atividade.

 

Recorde-se que, para o ano 2020, as metas da Comissão Europeia para o setor dos resíduos assentam nos princípios da Economia Circular e incluem a ambiciosa meta de limitação de 10% dos resíduos para deposição em aterro.

EGF no Fórum Nacional de Resíduos 18 ABRIL 2017

A EGF participa nos dias 19 e 20 de abril no Fórum Nacional de Resíduos, um evento nacional organizado pelo Jornal Água e Ambiente em Lisboa, no SANA Malhoa Hotel. Este evento de referência anual conta com o patrocínio da EGF e com a participação de 4 oradores que vão representar a EGF nos painéis de discussão dedicados ao PERSU 2020; ao desvio de resíduos de aterro e valorização energética; ao novo SIGRE; e aos méritos e deméritos da delimitação de setores.

 

AGENDA EGF NO FÓRUM NACIONAL DE RESÍDUOS

 

19 ABRIL - 14h30 - PERSU 2020

 

Moderador: Rui Berkemeier, Especialista da ZERO

Abílio Almeida, Chefe de Divisão de Operações da LIPOR

Ana Silveira, Professora da FCT-UNL

João Dias Coelho, Presidente do Conselho de Administração da TRATOLIXO

Miguel Lisboa, Administrador de Produção da EGF

 

20 ABRIL

 

14h30 - DESVIO DE RESÍDUOS DE ATERRO E VALORIZAÇÃO ENERGÉTICA NO CENÁRIO 2030

 

Moderador: Susete Dias, Professora do IST

Fernando Leite, Administrador-Delegado da LIPOR

Ismael Gaspar, Presidente da EGF

João Dias Coelho, Presidente do Conselho de Administração da TRATOLIXO

Paulo Praça, Diretor-Geral da Resíduos do Nordeste

Rui Berkemeier, Especislista da ZERO

 

14h00 - O NOVO SIGRE E A SUA OPERACIONALIZAÇÃO - A DINÂMICA DAS NOVAS LICENÇAS

 

Moderador: João pedro Rodrigues, Administrador da Gibb Portugal

Luis Veiga Martins, Diretor-Geral da Sociedade Ponto Verde

Marta Guerreiro, Diretora do Departamento de Engenharia da EGF

Pedro Nazareth, Diretor-Geral da AMB3E

Ricardo Neto, Presidente da Novo Verde

 

16h40 - O FUTURO DA GESTÃO DE RESÍDUOS: MÉRITOS E DEMÉRITOS DA DELIMITAÇÃO DE SETORES

 

Moderador: Manuel Cabugueira, Professor da Universidade Lusófona

Carlos Raimundo, Assessor da Direção da AEPSA

José Eduardo Martins, Sócio da Abreu Advogados

Marta Neves, Diretora do Gabinete Jurídico e Regulação da EGF

Paulo Lopes Marcelo, Vogal do Conselho de Administração da ERSAR

Paulo Praça, Presidente da Direção da ESGRA

 

Mais informações sobre o programa em http://www.ambienteonline.pt/11fnr/programafinal

ALGAR entrega bens alimentares 12 ABRIL 2017

A ALGAR, Concessionária da EGF para a região do Algarve, e a ENTRAJUDA (Algarve), angariaram em 2016, no âmbito da campanha Separar para Alimentar um total de 10.735t de embalagens, o que permitiu angariar fundos para a aquisição de alimentos adequados às necessidades nutricionais específicas de crianças dos 12 aos 36 meses, apoiadas pelo Banco Alimentar do Algarve.

 

O objetivo da campanha é angariar embalagens recicláveis de plástico, metal e pacotes de bebida, e com a sua venda adquirir bens alimentares para crianças até aos 3 anos de idade. No âmbito desta ação foram criados Centros de Deposição para a captação do material nas instalações da ALGAR e no Banco Alimentar do Algarve.

 

A iniciativa tem obtido adesão por parte da população e de várias entidades locais, que com o gesto da separação dos resíduos garantem a sua reciclagem e contribuem para a ajuda de quem mais precisa.

 

Todos podem continuar a colaborar - para isso basta entregar as embalagens vazias nas instalações da ALGAR, que se encontram em toda a região algarvia desde Aljezur até Alcoutim, ou nas instalações do Banco Alimentar em Portimão e Faro, informando que o fazem a favor da campanha Separar para Alimentar. Para mais informações: www.algar.com.pt

ALGAR participa em projeto inovador 07 ABRIL 2017

A Algar, Concessionária da EGF para a região do Algarve, é parceira do projeto da ALGAMATER, submetido a candidatura de financiamento europeu, H2020, que entretanto foi aprovado.

 

A parceria é realizada no âmbito da demonstração de uma nova tecnologia de tratamento de águas lixiviantes, que pretende utilizar fotobiorreactores de microalgas para o tratamento de águas residuais industriais (lixiviados). Associada a esta iniciativa está também a Universidade do Algarve, através do Laboratório de Engenharia Sanitária.  O projeto utiliza uma tecnologia inovadora que combina uma etapa de oxidação química a um sistema de tratamento biológico e ainda a uma etapa de afinação do efluente tratado, através de fotobioreatores com microalgas, sendo todo o sistema desenvolvido e patenteado pela Bluemater.

 

Estes fotobioreatores têm a curiosidade de serem “alimentados” com o CO2 produzido através da queima de biogás nos moto-geradores existentes no aterro, contribuindo assim para a mitigação dos Gases de Efeito de Estufa (GEE). Outro aspeto inovador deste sistema é a possibilidade de reutilização das águas lixiviantes e outras águas residuais, o que permite utilizar este sistema em zonas de escassez de água potável e fechar assim o ciclo, em vez de uma rejeição de água no meio recetor.

 

Em 2015 foi realizado um teste piloto no Aterro Sanitário do Sotavento Algarvio, onde se demonstrou o efeito da ETAR ALGAMATER. Concluiu-se que a flotação primária com ozono é muito vantajosa, pois diminui a carga orgânica e melhora drasticamente a descoloração dos lixiviados, melhorando a sua biodegradabilidade. Outros testes foram efectuados ao longo de 10 anos apresentando-se agora a solução madura para ir para o mercado. Tendo em conta o cronograma dos trabalhos do projeto, estima-se que a linha de tratamento vai estar em fase de testes, à escala industrial, no final de 2018. 

 

A aprovação deste financiamento traduz-se na instalação de uma linha de tratamento de águas lixiviantes da tecnologia “ALGAMATER”, com a capacidade de 150 m3/d, no Aterro Sanitário do Sotavento Algarvio (concelho de Loulé), sem custos para a Algar. A Algar assumirá somente os custos energéticos decorrentes da sua operação. O projeto terá a duração de 2 anos e pretende demonstrar a adequabilidade da nova tecnologia de tratamento nas águas lixiviantes, que são os efluentes mais difíceis de tratar, permitindo assim a sua aplicação em todo o tipo de efluentes, quer urbanos, quer industriais, de modo a que esta possa passar à fase de comercialização. Mais informações em www.algar.com.pt

AMARSUL com aplicação inovadora 03 ABRIL 2017

A Amarsul, Concessionária da EGF na margem Sul do Tejo, apresentou uma plataforma inovadora na área da gestão ambiental. A aplicação, denominada de GIASOR, foi exibida no Seminário Waste 2 Business, organizado pela APEMETA (Associação Portuguesa de Tecnologias Ambientais), que se realizou no dia 16 de março, no qual estiveram presentes diversas entidades e personalidades relevantes, ligadas ao setor dos resíduos urbanos.

 

O GIASOR é um projeto pioneiro, produzido em colaboração com o Instituto Politécnico de Setúbal, cujo algoritmo permite a gestão eficiente de circuitos de recolha seletiva, garantindo maior eficiência no processo, bem como disponibiliza a toda a população informação relevante de cada contentor, com atualização bi-diária. Atualmente é possível aceder a toda a informação fornecida pelo GIASOR, através do seu website www.amarsul.pt

 

Com esta plataforma pode ser identificada a localização de cada ecoponto instalado na Península de Setúbal, conhecer o nível de enchimento do contentor aquando da última recolha ou até ficar a par do planeamento de futuras recolhas. É deste modo que a Amarsul se mantém como uma empresa inovadora no setor dos resíduos
urbanos, concretizando a sua missão de promover a sustentabilidade ambiental da Península de Setúbal.

Reuniões internacionais - VALORSUL 31 MARÇO 2017

A VALORSUL, Concessionária da EGF para as regiões de Lisboa (Norte) e Oeste, recebeu entre 27 e 30 de março reuniões técnicas de duas associações internacionais: a CEWEP - Confederation of European Waste to Energy Plants, e a ISWA - International Solid Waste Association.

 

Estas reuniões decorreram em Lisboa, onde foram debatidas questões e soluções para desafios ambientais em temas variados, como a reciclagem, a valorização energética ou a comunicação ambiental. Os técnicos presentes na iniciativa tiveram ainda a oportunidade de visitar as instalações da Valorsul e trocar experiências entre si.

 

 

EGF divulga indicadores de 2016 27 MARÇO 2017

EGF tratou e valorizou 3,2 Milhões de toneladas de resíduos urbanos

 

A EGF, através das suas 11 Concessionárias, recebeu, tratou e valorizou 3,2 Milhões de toneladas de Resíduos urbanos em 2016, provenientes de 174 municípios e produzidos por 6,3 Milhões de habitantes.

 

Os resíduos recebidos representam 64% da produção nacional, e com eles foi possível reciclar materiais, poupar o consumo de matérias-primas, produzir corretivos orgânicos e energia renovável. Em 2016 foram enviados para reciclagem um total de 281.000 toneladas de embalagens, foram produzidas 35.000 toneladas de corretivos orgânicos e produzidos 546 GWh de energia.

 

O envolvimento da população dos 174 municípios das áreas abrangidas pelas empresas participadas da EGF foi essencial para alcançar estes resultados. Cada cidadão, ao separar e colocar as embalagens no ecoponto, contribuiu para que no final de 2016 tenha sido possível enviar para reciclagem materiais que permitem produzir ou poupar recursos muito significativos.

 

A EGF continua empenhada em assegurar que os resíduos produzidos sejam transformados em matérias-primas, contribuindo significativamente para o desenvolvimento de uma Economia Circular e para o cumprimento das metas que Portugal se comprometeu a atingir.

VALORSUL no GreenFest 24 MARÇO 2017

Os 17 O.D.S. - Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU para 2030, são o mote para a primeira edição do GreenFest Torres Vedras, que se realizará de 24 a 26 de março, na Expotorres, e no qual a Valorsul, Concessionária da EGF para a região de Lisboa e Oeste, está a participar.

 

A comemorar 10 anos de existência, o GreenFest, maior evento de sustentabilidade realizado em Portugal, tem lugar pela primeira vez fora do município de Cascais. A Câmara Municipal de Torres Vedras tem feito um notável esforço na promoção e desenvolvimento da sustentabilidade nos seus três pilares, social, económico e ambiental, e está empenhada em cumprir as metas das Nações Unidas, daí a aposta em realizar este grande evento de sustentabilidade no concelho.

 

À Câmara Municipal juntam-se no GreenFest Torres Vedras, empresas, outros municípios portugueses e cidades europeias, organizações não-governamentais, escolas e cidadãos, com o objetivo de mostrar o que de melhor se faz na área da sustentabilidade. É ainda objetivo sensibilizar toda a população para questões como a Educação, Cidadania, Energia e Biodiversidade. Conferências, workshops, exposições e uma série de outras atividades marcam os três dias do evento.

 

Há a destacar a conferência inaugural que se realiza no dia 24 de março, das 09h30 as 12h45, bem como para a realização de vários rastreios na área da saúde, tais como a tensão arterial, glicemia, visão, entre outros.

 

O acesso é gratuito e cada visitante pode contribuir com um donativo simbólico, para uma causa social e/ou ambiental apoiada pela organização do evento. Para mais informações: www.valorsul.pt

 

Sensibilização da ALGAR em Tavira 22 MARÇO 2017

Na semana em que se assinala o início da Primavera, entre os dias 20 e 23 de março, a Algar, Concessionária da EGF para a região do Algarve, vai estar com o veículo de sensibilização ambiental em Tavira.

 

A unidade móvel integra uma exposição que proporciona uma viagem ao mundo dos resíduos. Está equipado com painéis expositivos e interativos e ainda vários jogos de cariz ambiental. A viatura alia o ensino ao entretenimento, pois encontra-se equipada com jogos multimédia e ainda oferece a experiência de um filme 3D composto por uma animação sobre os principais aspetos da recolha, triagem e valorização dos resíduos urbanos.

 

O “Cool”, um colhereiro que é a mascote da Algar, é a figura protagonista destas atividades, que os participantes vão ficar a conhecer. As escolas do concelho, terão oportunidade de participar nas ações programadas entre as 10H00 e 17H00.

 

Esta atividade é uma articulação conjunta entre o Município de Tavira, a Algar e a Taviraverde, e tem como objetivo informar e sensibilizar para a problemática dos resíduos. Mais informações em www.algar.com.pt

Alerta do setor dos resíduos 20 MARÇO 2017

Setor dos resíduos alerta para crise eminente na retoma de embalagens

 

Na sequência da recente decisão comunicada pela Sociedade Ponto Verde (SPV) a todo o setor de tratamento e valorização de resíduos para a suspensão das retomas de materiais recicláveis, vem a EGF, a ESGRA e a Tratolixo manifestar a sua preocupação e alertar para as graves consequências desta decisão.

 

O impacto desta decisão provocará o incumprimento das metas nacionais estabelecidas a nível europeu, a incapacidade da gestão dos sistemas de resíduos para encontrar soluções que permitam manter o compromisso de um país mais capacitado para responder aos desafios da sustentabilidade do seu meio ambiente e da qualidade de vida das gerações presentes e futuras.

 

Enquanto entidades responsáveis pelo setor, não podemos deixar de manifestar indignação e elevada preocupação pelas consequências da decisão anunciada, já que sem a retoma das embalagens provenientes da recolha seletiva, as empresas do setor não terão capacidade de armazenagem, pondo em risco a segurança das pessoas e das instalações pela sobrecarga do material armazenado, o qual sem alternativa à reintegração no sistema, terá como destino final o depósito em aterro, contrariando as directrizes europeias a este nível.

 

Se não existirem retomas de embalagens, não é viável manter a recolha seletiva destes materiais que o cidadão separou para reciclagem, quebrando-se o compromisso com a sociedade e os cidadãos que em função de um investimento realizado pelo Estado português em educação e sensibilização, foi permitindo reforçar as quantidades de material reciclado, podendo comprometer um processo de 20 anos junto da população.

 

Na sequência de todas as situações acima identificadas, manifestamos a nossa total e imediata disponibilidade para colaborar na procura de uma solução que a muito curto prazo resolva esta situação que de forma unilateral e surpreendente foi colocada às empresas do setor dos resíduos.

VALORLIS apresenta campanha 15 MARÇO 2017

A Valorlis, Concessionária da EGF para a região de Leiria, desenvolveu para 2017 uma campanha de sensibilização denominada Reciclar é que está a dar, onde é proposto um desafio às escolas e instituições de solidariedade social, para a promoção da recolha de resíduos domésticos recicláveis, nomeadamente embalagens de plástico e metal e/ou papel/cartão.

 

“Esta campanha, que pretende aumentar os hábitos de reciclagem da população, está direcionada para as escolas e instituições de solidariedade social, procurando ser um serviço mais dedicado a estes locais, onde são produzidos muitos recicláveis, mas onde a componente de promoção da sustentabilidade e educação ambiental são essenciais.”, explica Nuno Heitor, diretor geral da Valorlis.

 

Reciclar é que está a dar é uma campanha de sensibilização e educação ambiental, a qual, através da promoção da recolha de resíduos para reciclagem, visa a doação de material de ação pedagógica, bens materiais ou serviços às escolas e instituições de solidariedade social dos municípios da Batalha, Leiria, Marinha Grande, Ourém, Pombal e Porto de Mós.

 

Assim, a todas as entidades que se inscrevam na campanha será disponibilizado o Kit Reciclar Dá Mais contendo os materiais associados à campanha: brochura da campanha com informações, contactos e as regras de separação de resíduos e ainda sacos para acondicionamento dos plásticos e metais. Para além do Kit, estão previstas visitas de sensibilização ambiental a todas as entidades participantes, onde será explicado o modo correto de separação e acondicionamento dos resíduos.

 

A Valorlis assegura o encaminhamento para reciclagem dos materiais recolhidos nesta campanha e o esforço das escolas e instituições será recompensado, em função das quantidades recolhidas, com a aquisição de material de ação pedagógica, bens materiais ou serviços a ser entregue a título de apoio pela Valorlis às entidades aderentes.

 

“Esta campanha tem como objetivo promover